Esportes

Corrida de São Silvestre vai reunir 30 mil participantes em São Paulo

A corrida vai para sua 94ª edição e acontece na próxima segunda-feira dia 31.
27/12/2018, 15h46

A organização da Corrida Internacional de São Silvestre informou nesta quinta-feira que a 94ª edição da tradicional prova de atletismo vai reunir 30 mil participantes no dia 31, em São Paulo. A competição, que percorrerá 15 quilômetros pelas ruas da capital paulista, terá atletas de nove países diferentes.

O principal destaque brasileiro no masculino será Wellington Bezerra, que foi vice-campeão da Maratona Internacional de São Paulo deste ano e 11º colocado na Maratona de Berlim. Também podem brilhar na prova Gilmar Lopes, terceiro na Volta da Pampulha, e Giovani dos Santos, seis vezes campeão da Pampulha. Melhor brasileiro na São Silvestre de 2017 (12º lugar), Éderson Pereira também está garantido – neste ano foi o quinto na Pampulha.

No feminino, a maior esperança nacional será Joziane Cardoso, melhor brasileira na São Silvestre de 2017, com o 10º lugar. Ela também foi campeã da Pampulha em 2014. Além dela, estarão na corrida Andréia Hessel, campeã da Maratona Internacional de São Paulo deste ano e 20ª colocada na Maratona de Frankfurt, e Tatiele Pereira, melhor brasileira na São Silvestre de 2016.

Entre os destaques internacionais estão o bicampeão da prova Dawit Admasu e de Sintayehu Hailemichael, vice no feminino no ano passado. Ambos são etíopes. Os quenianos Paul Kipkemboi, Nicholas Kieter e Edwin Kipsang Rotich e o etíope Mosinet Bayih também são nomes de destaque. No feminino, as atenções estarão voltadas para a queniana Esther Kakuri e para a etíope Birtukan Alemu.

A tradicional corrida de rua terá largada na Avenida Paulista, próximo ao número 2000, e chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, também na Avenida Paulista, 900. Pela programação dos organizadores, a categoria cadeirante terá início às 8h20. O pelotão de elite feminino terá largada às 8h40. E, às 9h, terá a partida do pelotão de elite masculino e atletas da categoria geral.

A entrega dos kits aos participantes começou nesta quinta-feira e vai até o dia 30, véspera do dia da prova. E está sendo realizada em local diferente neste ano, no Palácio de Convenções do Anhembi. Não haverá entrega de kits no dia da corrida.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Segurança é reforçada para evitar rebeliões nos presídios, em Goiás

Durante a apresentação do planejamento para conter rebeliões, foi informado que a unidade prisional de Planaltina está pronta, faltando apenas ser inaugurada.
27/12/2018, 15h49

Com o final do ano, as forças de segurança do Estado de Goiás estão se mobilizando para evitar rebeliões no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, e nos outros presídios do Estado. O planejamento foi anunciado pelo atual Secretario de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) Irapuan Costa Júnior, e pelo  diretor-geral de Administração Penitenciária (DGAP), coronel Edson Costa Araújo.

Em matéria publicada pelo site da secretaria, o coronel Edson Costa explicou que o final do ano, com as festa de Natal e Ano Novo, é um momento muito sensível para o sistema prisional pelo risco de rebeliões nas unidades penitenciárias. Conforme declarou o diretor da DGAP, a preocupação não é com os presos que foram beneficiados com as saídas de final de ano, mas com os que ficaram nos presídios.

Para impedir as rebeliões Polícia Militar do Estado de Goiás e DGAP vão reforçar a segurança nas unidade prisionais

Na publicação o secretário ressaltou que os serviços de inteligência da secretaria e da DGAP estão alertas para movimentação dos presos que estão nas penitenciárias, e que a Polícia Militar está pronta para atuar caso seja visto qualquer movimentação estranha nas unidades penitenciárias do Estado.

Irapuan Costa afirmou ainda que além do reforço próximo as regiões dos presídios, o policiamento também foi reforçado em toda capital, e que “a população pode aproveitar as festas de fim de ano tranquila”.

Presídio de Planaltina está pronto

Na publicação o coronel Edson Costa conta que a unidade prisional de Planaltina de Goiás está praticamente pronta, e que apenas falta ser inaugurada oficialmente pelo governo do Estado. Ainda conforme o diretor da DGAP, o presídio já tem condições de receber presos caso eles se rebelem durante o final do ano.

Última rebelião foi registrada no presídio de Goiatuba, no início da semana, quando presos não conseguiram receber drogas e celulares jogadas por um outro homem, do lado de fora da unidade. Os detentos quebraram cadeados e atearam fogo nos colchões, e foi preciso reforço policial para conter o motim.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Réveillon em Brasília conta com excelentes opções

Vai passar o Réveillon em Brasília mas ainda não sabe ao certo para onde ir? Preparamos uma listinha especial com festas que podem fazer o seu estilo!
27/12/2018, 17h14

Nem parece, mas já estamos a pouquíssimos dias de 2019. Este é o momento em que a ansiedade costuma bater e ficamos na expectativa pelo ano que está por vir. Mas antes de pensar no que acontecerá ao longo de 2019, é importante planejar como será sua virada de ano para já começar com o pé direito! Se você vai passar o Réveillon em Brasília mas ainda não sabe exatamente para onde ir, temos algumas boas sugestões!

Se você pretende fugir dos grandes tumultos e apenas curtir com a família enquanto desfruta do que há de melhor da alta gastronomia, alguns restaurantes da capital irão promover o próprio Réveillon. Basta adquirir o ingresso e aproveitar! No entanto, se o que você procura são boas festas para curtir e dançar muito, ainda dá tempo de se organizar e chamar os amigos para irem com você ao Nossa Praia ou ao Réveillon de Brasília! Confira!

Opções de Réveillon em Brasília:

1 – Réveillon Nossa Praia 2019

Réveillon em Brasília
Foto: Reprodução/ Agita Brasília

Para quem vai passar o Réveillon em Brasília, esta é sem dúvida uma das melhores opções! O “Nossa Praia” chega em sua 18º edição no DF, trazendo consigo a missão de sempre: se superar em relação aos anos anteriores.

Dessa vez, o tema da festa será o “Caribe Mexicano”, com inspirações vindas das famosas caveiras floridas e sorridentes, que harmonizam com a proposta do evento que é de fazer todo mundo se divertir.

Entre as atrações estão Ronny & Roberta, SPX, Doom Jam Live, Ronny Estrada e muito mais! Para conferir mais detalhes e valores dos ingressos, basta conferir o site oficial do evento: Réveillon Nossa Praia.

2 – Réveillon Brasília 2019

Réveillon em Brasília
Foto: Reprodução/ Evoke

O mais importante Réveillon em Brasília acontecerá entre os dias 31/12/2018 e 01/01/2019, nos tradicionais locais que costumam receber o evento, que são o estádio Mané Garrincha e a Praça dos Orixás, mais conhecida como “prainha”.

E apenas para que você tenha ideia, nomes de peso da música brasileira já estão confirmados, a exemplo de Naiara Azevedo e Emicida. No estádio a festa começa a partir das 18h do dia 31 de dezembro, sendo aberta com shows de artistas locais. É nesse mesmo espaço que Naiara e Emicida se apresentarão.

Já na Praça dos Orixás, a programação tem início às 20h, sendo que a principal atração, o Ilê Aiyê (mais antigo bloco afro do carnaval de Salvador), começa a se apresentar a partir de 00h30.

3 – Réveillon no Bierfass Lago

Réveillon em Brasília
Foto: Reprodução

E para comemorar a virada de ano, o restaurante Bierfass Lago, no Pontão do Lago Sul, também irá promover uma linda festa com o tema “Deixa a Vida Me Levar”. O evento está programado para ter início às 21h e a cantora Adriana Samartini, da banda Magoo, já atração confirmada.

No cardápio será possível encontrar mesa de frios, variados queijos, assados, frutos do mar e um delicioso jantar principal, além de saborosas sobremesas.

O ingresso ainda dará direito a open bar, sendo que a carta de bebidas inclui uísque, vinho, vodka, espumante, chopp, gim, refrigerantes, água e energético.

Para mais informações e reservas, ligue para: (61) 3364-4041 ou (61) 3364-3536

4 – Réveillon no Manzuá

Réveillon em Brasília: boas opções para quem vai passar a virada no DF
Foto: Reprodução

O Réveillon em Brasília conta com mais uma boa opção para quem pretender passar a virada se deliciando com boa gastronomia. O Restaurante Manzuá recepcionará seus clientes com um Aperol Spritz como Welcome Drink. O buffet ainda contará com entradas e pratos típicos da Bahia, a exemplo de acarajé, salada de lentilhas, bacalhau com grão de bico, bolinho de mandioca com camarão e muito mais!

Para deixar tudo ainda mais animado, a trilha sonora fica por conta do DJ Caique Senna e Sax JJ Jordan. Será imperdível!

5 – Réveillon no Yurb

Réveillon em Brasília: boas opções para quem vai passar a virada no DF
Foto: Reprodução/ Bilheteria Digital

O Réveillon em Brasília também ganha espaço no restaurante Yurb, que terá como suas principais atrações ninguém menos que o DJ Yuri Martins e o cantor de rap Rael. Para quem curte uma boa discotecagem, Shark e Matheus Hartmann também estarão presentes.

O público do local poderá contar com muita música boa e um cardápio divino, com pratos de alta gastronomia e que serão perfeitos para a ocasião. Mas não para por aí, já que o amanhecer terá a dupla Murilo e Benício agitando a trilha sonora, sem contar que às 4h, a super pista eletrônica da Pink Elephant será aberta e o agito não acaba antes das 10h.

Você pode conferir os valores e comprar seus ingressos através do site Bilheteria Digital.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Saúde

Por falta de insumos e medicamentos, Materno Infantil e outros dois hospitais deixam de receber pacientes

Unidades são geridas pelo IGH, que informa não ter recebido os repasses do governo estadual.
27/12/2018, 17h24

Nesta quinta-feira (27/12) três hospitais estaduais fecharam as portas para novos pacientes, sendo eles o Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), em Goiânia; Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia Cairo Louzada (Huapa) e Hospital Estadual e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (HEMNSL), ambos em Aparecida de Goiânia. As três unidades são geridas pelo Instituto de Gestão e Humanização (IGH), que informa não ter recebido os repasses feitos pela Secretaria de Estado da Fazenda de Goiás (Sefaz), por meio da Secretaria de Saúde de Goiás (SES-GO).

Pacientes que chegaram às unidades na manhã de hoje foram informados, por meio de um comunicado fixado nas portas, de que precisariam procurar atendimento em outros locais. De acordo com o informativo, não há previsão para a normalização dos atendimentos. Veja abaixo o comunicado fixado no Hospital Materno Infantil (HMI):

“O Instituto de Gestão e Humanização (IGH), organização social gestora do HMI, informa que a partir de hoje 27/12 todos os atendimentos da unidade (urgência, emergência e eletivos) estão suspensos devido ao desabastecimento de materiais e medicamentos. Somente serão atendidos casos com iminência de morte. Não há previsão para que funcionamento do HMi seja normalizado. Informamos que essa medida visa a continuidade da assistência aos pacientes internados na unidade.”

Falta de insumos e medicamentos fecham portas de hospitais

Em nota enviada à imprensa, o IGH alega que não recebeu os repasses do governo estadual. Faltam remédios e materiais básicos usados nos atendimentos. Caso a medida não fosse tomada, corria o risco de pacientes que já recebem atendimento nos locais serem prejudicados.

Confira a nota na íntegra:

Nota do IGH à Imprensa – Bloqueio de novas internações

O Instituto de Gestão e Humanização (IGH) – organização social gestora do Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia Cairo Louzada (Huapa) e Hospital Estadual e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (HEMNSL), informa que foi obrigada a bloquear novas admissões de pacientes nas três unidades que administra em Goiás, em virtude da falta de repasses pela Secretaria de Estado da Fazenda de Goiás (Sefaz-GO), por meio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO). A medida entra em vigor a partir de hoje (27/12) e vai afetar todos os tipos de atendimentos ofertados nos três hospitais, sendo estes de urgência, emergência e/ou eletivos. Portanto, os pacientes que procurarem pela assistência nas unidades geridas pelo IGH serão orientados a procurar outras unidades. A Central de Regulação já foi informada para que possa viabilizar a transferência dos pacientes para serviços de saúde com o mesmo perfil de atendimento. Até que a situação seja regularizada, não há previsão para que o funcionamento do HMI, Huapa e HEMNSL seja normalizado. Informamos que tal medida visa tentar reduzir danos a segurança dos pacientes já internados, já que estamos com bloqueio nas entregas de material médico hospitalares e paralisação de serviços essenciais ao funcionamento das unidades.

Rita de Cássia Leal – Diretoria Regional do IGH

Respostas

Por meio de nota enviada ao Dia Online, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informa que nesta sexta-feira (28/12) será feito o repasse de R$ 40 milhões às OSs que administram os hospitais da rede estadual. Ainda de acordo com a pasta, “haverá outro repasse, no dia 30, que estará disponível para as Oss no dia 2. Os valores a serem repassados estarão no Portal Transparência (www.saude.go.gov.br/acesso-a-informação/).”

Já a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Aparecida informou à reportagem que ainda não foi comunicada sobre a interrupção de novos atendimentos nas unidades. “Caso isso ocorra, a Central de Regulação do município continuará a busca de vagas em unidades pactuadas e com capacidade para receber novos pacientes”, reforça a Secretaria.

[Matéria atualizada às 18h para inclusão de nota resposta]

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Goiás teve cerca 2 mil homicídios registrados em 2018

Segundo balanço, maior número de assassinatos no estado foi registrado em 2015, sendo 2738 casos.
27/12/2018, 17h44

Este ano, até o momento, foram registrados em Goiás cerca de 2 mil homicídios, além de diversas ocorrências de estupros e roubos. O balanço dos registros criminais no Estado de Goiás de 2018 foi apresentado durante uma entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (27/12), pelo secretário Irapuan Costa Júnior, na sede da Secretária de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSPGO).

Durante a série histórica de registros de assassinatos no estado, os números apresentados mostram uma queda, principalmente na comparação com o ano anterior. Em 2017, por exemplo, foram registrados 2319 casos, enquanto esse ano foram computados 1994, redução de 8% em relação ao período anterior.

Maior número de homicídios no estado foi registrado em 2015

Durante toda série histórica, o ano com o maior registro de homicídios foi 2015, com 2738 casos, representando um aumento de 6,04%. Os números divulgados nesta quinta-feira, ainda podem sofrer alterações. O balanço divulgado hoje contabiliza os casos de 1º de janeiro a 25 de dezembro.

Goiás teve quase 2000 homicídios registrados em 2018
Imagem: Divulgação

Irapuan Costa Júnior afirma que é preciso dar segurança ao povo

Para o titular da pasta, Irapuan Costa Júnior, os números apresentados nesta tarde são positivos. O atual secretário, que deixa a pasta ao fim do ano com o encerramento do governo de José Eliton, deixou um recado para o próximo secretário.

“Valorize o nosso policial, aproxime ele cada vez da população. E esqueça aquilo que era chamado de politicamente correto, para que a vitimização do marginal desapareça da pauta policial. Porque o policial tem que ser tratado como o policial valoroso que ele é, e o marginal é uma figura que esta agredindo a população, que está agredindo a sociedade e que deve ser segregado dessa sociedade”, afirma.

Apesar dos números apresentados mostrarem uma queda em comparação aos outros anos, é possível perceber que eles ainda são elevados e segundo o secretário “a segurança foi tratada da forma mais amadorística possível nos últimos 30 anos no Brasil, e que só consegue andar, andando e progredir da maneira que estamos fazendo aqui no Estado de Goiás, mesmo que seja passo a passo, nós temos que dar segurança ao povo”.

Rodney Miranda, escolha do governador eleito, Ronaldo Caiado (DEM), assume a Secretaria de Segurança a partir do dia 1º de janeiro de 2019.

Veja alguns outros números divulgados no balanço

Goiás teve quase 2000 homicídios registrados em 2018
Divulgação

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.