Brasil

Motorista já enfrenta lentidão na saída de SP para o litoral

27/12/2018, 17h20

As principais rodovias litorâneas já começam a apresentar lentidão na saída da capital paulista na tarde desta quinta-feira, 27. A Imigrantes tem congestionamento, sentido litoral, do km 28 ao km 43, e no sentido São Paulo, do km 55 ao km 46, devido ao excesso de veículos.

Na pista sul da Anchieta, no sentido do litoral, o tráfego está congestionado do km 27 ao km 30 também devido ao excesso de veículos.

Na Mogi-Bertioga, o tráfego segue intenso do km 59 ao km 70 e no trecho de serra do km 81 ao km 92. A atenção deve ser redobrada nos trechos de neblina.

A rodovia Presidente Dutra registra lentidão na região de Taubaté, no sentido do Rio, em razão de veículo quebrado na via.

As rodovias Ayrton Senna, Castelo Branco, Anhanguera e Fernão Dias não apresentam problemas neste momento.

A Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) estima que 2,8 milhões de veículos circulem pelas principais rodovias de acesso e saída da região metropolitana de São Paulo durante o feriado prolongado de ano novo – entre sexta-feira, 28, e terça-feira, 2.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Saúde

Por falta de insumos e medicamentos, Materno Infantil e outros dois hospitais deixam de receber pacientes

Unidades são geridas pelo IGH, que informa não ter recebido os repasses do governo estadual.
27/12/2018, 17h24

Nesta quinta-feira (27/12) três hospitais estaduais fecharam as portas para novos pacientes, sendo eles o Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), em Goiânia; Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia Cairo Louzada (Huapa) e Hospital Estadual e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (HEMNSL), ambos em Aparecida de Goiânia. As três unidades são geridas pelo Instituto de Gestão e Humanização (IGH), que informa não ter recebido os repasses feitos pela Secretaria de Estado da Fazenda de Goiás (Sefaz), por meio da Secretaria de Saúde de Goiás (SES-GO).

Pacientes que chegaram às unidades na manhã de hoje foram informados, por meio de um comunicado fixado nas portas, de que precisariam procurar atendimento em outros locais. De acordo com o informativo, não há previsão para a normalização dos atendimentos. Veja abaixo o comunicado fixado no Hospital Materno Infantil (HMI):

“O Instituto de Gestão e Humanização (IGH), organização social gestora do HMI, informa que a partir de hoje 27/12 todos os atendimentos da unidade (urgência, emergência e eletivos) estão suspensos devido ao desabastecimento de materiais e medicamentos. Somente serão atendidos casos com iminência de morte. Não há previsão para que funcionamento do HMi seja normalizado. Informamos que essa medida visa a continuidade da assistência aos pacientes internados na unidade.”

Falta de insumos e medicamentos fecham portas de hospitais

Em nota enviada à imprensa, o IGH alega que não recebeu os repasses do governo estadual. Faltam remédios e materiais básicos usados nos atendimentos. Caso a medida não fosse tomada, corria o risco de pacientes que já recebem atendimento nos locais serem prejudicados.

Confira a nota na íntegra:

Nota do IGH à Imprensa – Bloqueio de novas internações

O Instituto de Gestão e Humanização (IGH) – organização social gestora do Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia Cairo Louzada (Huapa) e Hospital Estadual e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (HEMNSL), informa que foi obrigada a bloquear novas admissões de pacientes nas três unidades que administra em Goiás, em virtude da falta de repasses pela Secretaria de Estado da Fazenda de Goiás (Sefaz-GO), por meio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO). A medida entra em vigor a partir de hoje (27/12) e vai afetar todos os tipos de atendimentos ofertados nos três hospitais, sendo estes de urgência, emergência e/ou eletivos. Portanto, os pacientes que procurarem pela assistência nas unidades geridas pelo IGH serão orientados a procurar outras unidades. A Central de Regulação já foi informada para que possa viabilizar a transferência dos pacientes para serviços de saúde com o mesmo perfil de atendimento. Até que a situação seja regularizada, não há previsão para que o funcionamento do HMI, Huapa e HEMNSL seja normalizado. Informamos que tal medida visa tentar reduzir danos a segurança dos pacientes já internados, já que estamos com bloqueio nas entregas de material médico hospitalares e paralisação de serviços essenciais ao funcionamento das unidades.

Rita de Cássia Leal – Diretoria Regional do IGH

Respostas

Por meio de nota enviada ao Dia Online, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informa que nesta sexta-feira (28/12) será feito o repasse de R$ 40 milhões às OSs que administram os hospitais da rede estadual. Ainda de acordo com a pasta, “haverá outro repasse, no dia 30, que estará disponível para as Oss no dia 2. Os valores a serem repassados estarão no Portal Transparência (www.saude.go.gov.br/acesso-a-informação/).”

Já a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Aparecida informou à reportagem que ainda não foi comunicada sobre a interrupção de novos atendimentos nas unidades. “Caso isso ocorra, a Central de Regulação do município continuará a busca de vagas em unidades pactuadas e com capacidade para receber novos pacientes”, reforça a Secretaria.

[Matéria atualizada às 18h para inclusão de nota resposta]

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Goiás teve cerca 2 mil homicídios registrados em 2018

Segundo balanço, maior número de assassinatos no estado foi registrado em 2015, sendo 2738 casos.
27/12/2018, 17h44

Este ano, até o momento, foram registrados em Goiás cerca de 2 mil homicídios, além de diversas ocorrências de estupros e roubos. O balanço dos registros criminais no Estado de Goiás de 2018 foi apresentado durante uma entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (27/12), pelo secretário Irapuan Costa Júnior, na sede da Secretária de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSPGO).

Durante a série histórica de registros de assassinatos no estado, os números apresentados mostram uma queda, principalmente na comparação com o ano anterior. Em 2017, por exemplo, foram registrados 2319 casos, enquanto esse ano foram computados 1994, redução de 8% em relação ao período anterior.

Maior número de homicídios no estado foi registrado em 2015

Durante toda série histórica, o ano com o maior registro de homicídios foi 2015, com 2738 casos, representando um aumento de 6,04%. Os números divulgados nesta quinta-feira, ainda podem sofrer alterações. O balanço divulgado hoje contabiliza os casos de 1º de janeiro a 25 de dezembro.

Goiás teve quase 2000 homicídios registrados em 2018
Imagem: Divulgação

Irapuan Costa Júnior afirma que é preciso dar segurança ao povo

Para o titular da pasta, Irapuan Costa Júnior, os números apresentados nesta tarde são positivos. O atual secretário, que deixa a pasta ao fim do ano com o encerramento do governo de José Eliton, deixou um recado para o próximo secretário.

“Valorize o nosso policial, aproxime ele cada vez da população. E esqueça aquilo que era chamado de politicamente correto, para que a vitimização do marginal desapareça da pauta policial. Porque o policial tem que ser tratado como o policial valoroso que ele é, e o marginal é uma figura que esta agredindo a população, que está agredindo a sociedade e que deve ser segregado dessa sociedade”, afirma.

Apesar dos números apresentados mostrarem uma queda em comparação aos outros anos, é possível perceber que eles ainda são elevados e segundo o secretário “a segurança foi tratada da forma mais amadorística possível nos últimos 30 anos no Brasil, e que só consegue andar, andando e progredir da maneira que estamos fazendo aqui no Estado de Goiás, mesmo que seja passo a passo, nós temos que dar segurança ao povo”.

Rodney Miranda, escolha do governador eleito, Ronaldo Caiado (DEM), assume a Secretaria de Segurança a partir do dia 1º de janeiro de 2019.

Veja alguns outros números divulgados no balanço

Goiás teve quase 2000 homicídios registrados em 2018
Divulgação

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Réveillon em Pirenópolis tem festas para todos os gostos

Vai passar o Réveillon em Pirenópolis mas ainda está por fora das festas que vão rolar na cidade? Confira a listinha que preparamos e escolha a atração que mais combina com você!
27/12/2018, 18h29

Ao longo do ano, Pirenópolis é uma das cidades turísticas mais procuradas de Goiás e não poderia ser diferente durante as festas de fim de ano. Se você já está ansioso para a virada e pretende passar o Réveillon em Pirenópolis, mas ainda não sabe exatamente o que fazer por lá, nós aqui do Portal Dia Online podemos te dar uma ajudinha!

Preparamos uma listinha com as principais festas que acontecerão em Piri, apresentando opções para todos os gostos. Se você prefere ficar longe do tumulto e quer apenas ter bons momentos em família, a cidade conta com opções bem mais tranquilas e que mesmo assim proporcionarão momentos únicos. No entanto, se você realmente gosta do agito e está procurando por bons shows, também é possível sair satisfeito! Dá uma olhada!

Opções para o Réveillon em Pirenópolis:

1 – Réveillon dos Amores

Réveillon em Pirenópolis tem festas para todos os gostos
Foto: Reprodução/ Blima

Para quem vai passar o Réveillon em Pirenópolis, uma das melhores opções é participar do Réveillon dos Amores. Programado para acontecer no Casarão Villa do Ouro, serão 4 dias de pura festa (28 a 31 de dezembro) e o público poderá contar com um line-up recheado de boas atrações.

Maluê, Giovanni Alcântara, Baile do Mário e Matheus Hartmann são apenas alguns dos artistas confirmados, sendo que a festa receberá 13 atrações ao todo e o foco é na música eletrônica! Esta será a primeira edição do evento e já promete ser um verdadeiro sucesso! Os ingressos custam a partir de R$ 300.

Para conferir mais detalhes, basta acessar o site oficial do evento clicando aqui.

2 – Lá em Casa Réveillon

Réveillon em Pirenópolis tem festas para todos os gostos
Foto Ilustrativa: Reprodução/ Metrópoles

Para quem pretende passar o Réveillon pela Rua do Lazer, nada melhor que aproveitar a festa preparada pelo restaurante Lá em Casa. O local contará com um cardápio todo especial durante a noite da virada, oferecendo deliciosos petiscos e boa variedade de entradas e saladas.

Vale destacar que a casa ainda preparará uma ceia principal! Para animar a galera, haverá um DJ comandando o som do local e ainda serão disponibilizadas opções de open bar. Para obter mais informações e conferir os valores, basta entrar em contato pelo número: (62) 9 9266-1605.

3 – Réveillon Haikai

Réveillon em Pirenópolis tem festas para todos os gostos
Foto: Reprodução

Se você vai passar o Réveillon em Pirenópolis mas pretende fugir dos maiores agitos, ir para o restaurante Haikai pode ser uma das melhores escolhas. A casa oferecerá uma ceia completa e contemporânea, acompanhada de espumantes e boa música ao vivo, sob o comando da banda Céu de Mercúrio.

Para obter mais informações, conferir os valores e fazer reservas, entre em contato pelo número: (62) 98535-1020

4 – Ceia de Réveillon Casamatta

Réveillon em Pirenópolis tem festas para todos os gostos
Foto Ilustrativa: Reprodução/ Tudo Gostoso

Mais uma boa opção para quem pretende passar um tranquilo Réveillon em Pirenópolis. O Hostel Casamatta oferecerá uma deliciosa ceia, onde os principais destaques do cardápio são o lombo suíno assado ao molho de maracujá, drumet de frango com batatinhas e algumas opções vegetarianas. Ideal para passar a virada com os amigos ou com a família! O telefone do local é: (62) 3331-2483.

5 – Réveillon Aravinda

Réveillon em Pirenópolis tem festas para todos os gostos
Foto: Reprodução/ Agita Pirenópolis

O Réveillon Aravinda já é tradição em Pirenópolis, sempre atraindo grandes públicos para a cidade. O evento contará com muita música boa, bebidas e comidas variadas. Apenas para que você tenha ideia, a festa contará com serviços de open bar e buffet de comidas goianas e internacionais.

Entre as bebidas disponíveis estarão refrigerantes, energéticos, água, vodkas e cervejas. Vale lembrar ainda que cada mesa receberá uma garrafa de espumante para o brinde da virada! Vai ser ótimo!

Para saber mais sobre os valores e comprar seus ingressos, basta entrar em contato por um dos números: (62) 3331-1678 / (62) 99310-6096 / (62) 99489-5312.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Prefeito de Goiânia diz que BRT deve ser concluído até 2020

Em 2019, Iris Rezende afirma que asfalto chegará em todos os bairros da capital que ainda faltam.
27/12/2018, 19h03

O atual prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), disse que as obras do BRT na capital devem ser concluídas até 2020. Além dessa previsão, o prefeito também planeja entregar, em 2019, asfalto em todos os bairros de Goiânia que ainda não são pavimentados. Os próximos passos e o balanço da atual gestão municipal foram divulgados nesta quinta-feira (27/12), durante coletiva de imprensa no Paço Municipal.

Iris Rezende (MDB) destacou ainda que foram feitos ajustes e esforços para quitar dívidas do município, além de buscar mais eficiência nos serviços oferecidos à população. “Definimos prioridades e reorganizamos as finanças da Prefeitura. Fiz um compromisso com o povo da cidade e tenho convicção de que será cumprido, e Goiânia voltará a ser motivo de orgulho para seus moradores”, reforçou.

O prefeito destacou que no próximo ano a Prefeitura de Goiânia dará continuidade em obras como o BRT e Maternidade Oeste, além da pavimentação de mais de 30 bairros. “Vamos asfaltar todos os bairros que ainda faltam em Goiânia. O BRT deve ser concluído até 2020 e a Maternidade Oeste ainda no ano que vem. Já resolvemos problemas antigos da cidade, como a Marginal Botafogo, reativamos a nossa usina de asfalto e vamos iniciar em janeiro o recapeamento de 600 ruas e avenidas na Capital”, ressaltou.

Iris Rezende, prefeito de Goiânia, anuncia que atual mandato é o último de sua carreira

Atuante na política goiana desde o final da década de 1950, o prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), anunciou, em outubro deste ano, que o atual mandato que cumpre como gestor da capital é também o último.

O emedebista, conhecido pelos goianos como um dos políticos mais tradicionais e longevos na atividade pública no Estado de Goiás, disse ao jornal que só foi candidato em 2016 “por causa de uma situação vexatória em que a Prefeitura estava”.

De acordo com ele, se a situação fosse boa, ele não teria sido candidato, e completa atribuindo à sua idade o motivo de sua aposentadoria. “A Prefeitura estando consertada, não justifica eu, que já vou completar 85 anos daqui a dois meses, ainda estar envolvido com a administração”, declara.

Em julho de 2016, Iris Rezende anunciou sua aposentadoria na política, mas voltou atrás algumas semanas depois e decidiu lançar sua candidatura, sendo eleito prefeito de Goiânia pela quarta vez.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.