Saúde

Materno Infantil, Maternidade Nossa Senhora de Lourdes e Huapa retomam atividades

Unidades deixaram de receber novos pacientes na quinta-feira (27/12), por falta de insumos e medicamentos.
28/12/2018, 19h46

Os hospitais Materno Infantil (HMI), Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa) e Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (HEMNSL) retomaram as atividades nesta sexta-feira (28/12), após receberem os repasses da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO). Com o pagamento, os gestores do Instituto de Gestão e Humanização (IGH), responsável pela gestão das unidades, conseguiram renegociar parte das dívidas com prestadores de serviços e fornecedores.

As unidades de saúde deixaram de receber novos pacientes na quinta-feira (27/12), por falta de insumos e medicamentos. Caso a medida não fosse tomada, pacientes que já estavam internados corriam riscos de ser prejudicados. A interrupção dos serviços de urgência, emergência e eletivos foi comunicada pelo IGH, que alegou não ter recebido os repasses do governo estadual.

Hoje, o IGH comunicou que as unidades retomaram as atividades e que com os suprimentos adquiridos garante o funcionamento dos hospitais até o dia 2 de janeiro de 2019. Veja nota abaixo:

O Instituto de Gestão e Humanização (IGH) informa que retoma hoje (28/12) o atendimento à população no Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia Cairo Louzada (Huapa) e Hospital Estadual e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (HEMNSL). A OS informa também que a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) creditou hoje, às 15h30min, o valor de 6,5 milhões de reais.

Os gestores do IGH conseguiram renegociar parte das dívidas com prestadores de serviços e fornecedores para abastecer as três unidades. Portanto, o HMI, Huapa e HEMNSL estão supridos, conseguindo garantir o atendimento e o regular funcionamento das unidades até o dia 2 de janeiro de 2019 (quarta-feira). As unidades retomam suas atividades sem colocar em risco os pacientes já internados, bem como os novos pacientes que buscarem atendimento nesses hospitais.

Saúde de Goiás informou que repassaria R$ 40 milhões às OSs que administram o Materno Infantil e outros hospitais

Por meio de nota enviada ao Dia Online, na quinta-feira (27/12), a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informou que na data de hoje repassaria R$ 40 milhões às OSs que administram os hospitais da rede estadual. Ainda segundo a pasta, “haverá outro repasse, no dia 30, que estará disponível para as Oss no dia 2. Os valores a serem repassados estarão no Portal Transparência (www.saude.go.gov.br/acesso-a-informação/).”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.