Política

MPE pede cassação de Professor Alcides por ação ilegal envolvendo a Unifan

A procuradoria pede a cassação do diploma do futuro parlamentar por prática de abuso de poder econômico e captação e gasto ilícito de recursos.
28/12/2018, 11h24

O Ministério Público Eleitoral (MPE) de Goiás apresentou Ação de Investigação Judicial Eleitoral e Ação de Impugnação de Mandato Eletivo contra o deputado federal eleito Alcides Ribeiro Filho, o Professor Alcides (PP-GO). A procuradoria pede a cassação do diploma do futuro parlamentar por prática de abuso de poder econômico e captação e gasto ilícito de recursos. As informações são do Estadão.

Professor Alcides foi o nono candidato a deputado federal mais votado em Goiás, com 88.545 votos.

Segundo o procurador Alexandre Moreira Tavares dos Santos, Professor Alcides teria utilizado duas de suas empresas – a Faculdade Alfredo Nasser (Unifan) e o “Bazar Professor Alcides” – para promoção pessoal durante a campanha. A ação ilegal era realizada durante eventos assistencialistas que promoviam cortes de cabelo, consultoria jurídica e exames médicos gratuitos em diversos municípios de Goiás.

“É preciso contextualizar que este tipo de conduta desequilibra sobremaneira a igualdade na disputa, dando força para o uso do poder econômico na fase de pré-campanha, cujos recursos financeiros empregados nem sequer podem ser fiscalizados”, afirma Alexandre Moreira.

Durante a prestação de contas da campanha, o procurador também verificou ‘irregularidades graves’ envolvendo a apresentação ‘incompleta’ de extratos bancários e documentos sobre o uso de recursos do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, além de omissão de despesas que poderiam ‘evidenciar prática de caixa dois’ e extrapolação ‘vultosa’ do teto de gastos da campanha.

De acordo com Alexandre Moreira, as irregularidades apontam para ‘gasto ilícito de recursos muito acima do permitido legalmente’, o que configuraria abuso de poder econômico. O procurador cita decisão do Tribunal Regional Eleitoral, que desaprovou as contas de Professor Alcides por unanimidade.

Além da cassação do diploma, o Ministério Público Eleitoral exige a inelegibilidade do Professor Alcides por oito anos.

Com a palavra, a defesa

A reportagem busca contato com a defesa do deputado federal eleito Professor Alcides. O espaço está aberto para manifestações.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

PRF faz alertas para motoristas que forem trafegar BRs, em Goiás

Trecho da BR-153 é o que mais preocupa a PRF.
28/12/2018, 11h25

Quem pretende viajar durante o final de semana para curtir a virada do ano em outra cidade e até mesmo outro estado, vai ter que estar bastante atento devido à quantidade de buracos nas rodovias federais que cortam Goiás. O alerta foi divulgado nesta sexta-feira (28/12) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). A preocupação é maior com as BRs 153, 158 e 452 que apresentam as situações mais críticas verificadas pela polícia.

O Inspetor Newton Morais da PRF afirmou ao Portal Dia Online que o motorista vai ter que estar bastante atento ao trafegar por essas rodovias, e que a BR-153 no trecho da cidade de Jaraguá é o mais crítico encontrado pela polícia.

Outro ponto preocupante para a PRF é o trecho entre Anápolis e o Jardim Paulista, que também apresenta condições inadequadas para tráfego. Inclusive com vários buracos na rodovia, que podem colocar em risco a vida dos motoristas.

Na última quinta-feira (27/12) pelo menos 50 veículos tiveram os pneus rasgados ou danificados pelos buracos nas rodovias. “Esse número pode ser maior, quem sabe até o dobro, pois esse é só que nós conseguimos atender”, comenta o inspetor.

Motorista que tiver problemas com buracos nas BRs em Goiás pode não encontrar pneus à venda

Conforme o inspetor, os motorista que pegarem as BRs para ir passar a virada de ano em outras cidades e estados correm o risco de não encontrar pneus a venda ou borracharias abertas para fazer o conserto.

“Acredito que os mecânicos nunca imaginaram que houvesse tanta demanda por pneu, inclusive tem gente vendendo pneu careca para que os motoristas possam seguir viagem”, conta. Segundo o Inspetor, a orientação para os motoristas que forem passar por essas rodovias é: redobrar a atenção, diminuir a velocidade e evitar trafegar a noite”.

Acidente na BR-153 terminou com sete pessoas mortas

No último sábado um acidente envolvendo dois carros e três caminhos terminou com sete pessoas de uma mesma família mortas, na BR-153, em Porangatu, interior de Goiás. A colisão entre os veículos aconteceu no horário do almoço,  O Corpo de Bombeiros, atendeu a ocorrência e constatou que quatro pessoas morreram carbonizadas e uma presa às ferragens; os feridos, sendo dois deles bebês que sofreram parada cardiorrespiratória, foram encaminhados ao Hospital Municipal de Porangatu, mas não resistiram aos ferimentos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Padrasto é preso suspeito estuprar enteada, em Morrinhos

Mãe da menina encontrou vídeos e fotos no celular do marido, mantendo relações com a enteada.
28/12/2018, 11h37

Um homem de 34 anos foi preso na noite da última quarta-feira (27/12) pela Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) suspeito de estuprar a enteada na cidade de Morrinhos, a 128 quilômetros de Goiânia. O suspeito só foi descoberto pois a mãe da adolescente encontrou no celular do companheiro vídeos e fotos dele mantendo relações com a menina.

A Polícia afirmou ao Portal Dia Online que a mãe da adolescente ao mexer no celular do marido encontrou vídeos e fotos dele, em que mantinha relações com sua filha, uma adolescente de 14 anos.

Conforme a corporação, a mãe logo que viu as cenas foi perguntar a menina do que se tratava as imagens. No relato à PM, a denunciante afirmou que a filha disse que era ameaçada pelo padrasto e a obrigava a manter relações com ele dizendo que “a situação não ficaria boa” se ela contasse para alguém.

Desde os 13 anos a menina era estuprada pelo padrasto

Na ocorrência, a polícia questionou a menina desde quando os dois mantinham relações, ao que a adolescente respondeu que os abusos acontecem há cerca de um ano, ou seja, desde que a garota tinha 13 anos.

Segundo as informações repassadas pela polícia, o suspeito de abusar da enteada não estava em casa. A equipe da ocorrência encontrou o padrasto da adolescente no hospital municipal da cidade e o encaminhou para a delegacia de Morrinhos, para prestar esclarecimentos sobre o caso. O celular do suspeito foi apreendido e os vídeos e fotos dele mantendo relações com a menina foram encontrados na lixeira do aparelho.

Portal Dia Online entrou em contato com o delegado Fabiano Jacomellis que investiga o caso. “O suspeito foi preso em flagrante, mas não pelo crime de estupro e sim por ela ser menor de idade e ele ter gravado a relação no celular”, conta. Conforme o delegado, o padrasto da menina confessou o crime e vai ser indiciado também pelo crime de estupro.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

O mistério do menino assassinado e jogado em córrego de Aparecida

Mulher foi ao IML e garante que corpo é do filho dela, de 15 anos.
28/12/2018, 11h44

Uma mulher procurou o Instituto Médico Legal (IML) de Aparecida de Goiânia na manhã desta sexta-feira (28/12) para ter certeza se o filho dela, um menino de 15 anos, seria o mesmo que ela viu em um retrato falado divulgado nas redes sociais no último fim de semana.

A ilustração foi a forma que a Polícia Civil encontrou para tentar identificar o corpo franzino encontrado em um córrego no Bairro Rosa dos Ventos, na periferia de Aparecida de Goiânia, no último dia 17 de dezembro.

Peritos e funcionários do IML acreditavam que o corpo do jovem com dez perfurações de faca se tratava de uma criança com idade entre 10 e 12 anos. Mas a mulher contou que normalmente o filho era confundido com criança por causa da estatura e peso.

Vizinhos da região em que o corpo foi abandonado ligaram para a polícia quando viram o corpo boiando no manancial.

Para a mulher, o cadáver que ela viu na fotografia no IML é mesmo o filho dela. Mas ela terá certeza apenas à tarde, quando retornará para pegar o resultado de um laudo.

De cor parda, cabelos lisos castanho-escuros em um corte ao estilo moicano, segundo funcionários do IML, o corpo estava em perfeito estado, como se tivesse sido morto horas antes de ser visto.

As duas cicatrizes de cerca de 4 cm no dorso da mão direita e esquerda são marcas de disparos de arma de fogo. A mãe contou que o menino, envolvido com drogas, foi vítima de tentativa e homicídio quando tinha 13 anos.

Com corpo de criança em seu 1,40 m de altura, ele estava vestido com uma camiseta de cor clara e bermuda jeans. Ele pesava 40 kg.

Menino encontrado morto vivia de casa em casa em Aparecida

Segundo a mãe contou aos funcionários do IML, ela viu o menino pela última vez em setembro.

Ainda segundo ela, o menino havia ido morar com a irmã e, posteriormente, com o pai. Como ele sempre sumia e depois reaparecia, ela deixou de procurá-lo.

A última informação que teve do filho foi a de que ele tem as mesmas características do retrato falado de uma criança encontrada morta.

O delegado responsável pelo caso não foi encontrado pelo Portal Dia Online.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Em crise, Governo de Goiás rompe tradição e cancela festa do Réveillon

Os motivos que levaram ao cancelamento do show da virada seriam o ajuste fiscal e a mudança de governo.

Por Ton Paulo
28/12/2018, 12h00

A crise financeira parece ter pegado o Governo do Estado de Goiás de jeito. Uma prova disso é que, na virada do ano, os goianos não verão shows e nem fogos de artifícios – não por parte do Estado. É que a tradicional festa de réveillon promovida pelo Governo de Goiás não será realizada neste ano. Os motivos que levaram ao cancelamento do show da virada seriam o ajuste fiscal e a mudança de governo. Oficialmente o governo não divulgou informações sobre o evento. As informações são de O Popular.

Em plena época de crise, o Governo de Goiás, ao que tudo indica e conforme noticiado pelo o Popular, não vai promover a tradicional festa.

No ano passado, o agito da virada, com entrada franca, foi realizada pela dupla sertaneja Chitãozinho & Xororó e pela banda de forró Falamansa no estacionamento do Estádio Serra Dourada.

Já em ano anteriores, polêmicas rondaram o valor do cachê das atrações contratadas pelo Estado.

Com a crise, que afetou a festa do Réveillon, servidores públicos do Estado temem não terem o mês de dezembro pago

Em entrevista coletiva dada na última quarta-feira (26/12), Caiado disse que tenta solucionar o suposto calote dado pelo governador Zé Eliton (PSDB) na folha de pagamento do funcionalismo público do mês de dezembro. Segundo ele, não há previsão para o pagamento dos servidores estaduais no mês 12, uma vez que a folha nem foi empenhada, e que ele, Caiado, “tomará todas as medidas cabíveis para buscar resolver a questão”.

De acordo com o governador eleito, a gestão do governador Zé Eliton (PSDB) não promoveu o empenho (fase em que a administração pública se compromete a reservar o valor para cobrir determinadas despesas) e, dessa forma, ainda não é possível fazer uma previsão da data em que o próximo governo depositará os salários do funcionalismo no próximo mês. O prazo legal seria o dia 10 de janeiro (referente ao mês de dezembro).

Em resposta à fala de Caiado, por meio de nota o Governo de Goiás afirmou que vai pagar os salários de dezembro dos servidores do Estado.

Na nota, o atual governador diz que “desde 2015, todos os salários são pagos até o décimo dia do mês subsequente ao trabalhado, conforme estabelecido pela Constituição Estadual”. E sobre o empenho da folha de dezembro, “considerando que o seu pagamento pode ser feito até o 10º dia do mês subsequente ao trabalhado, o Governo do Estado poderá fazer o empenho, liquidar e pagar a folha a qualquer momento, conforme disposto na legislação”.

A nota esclarece ainda que o Governo “quitou na sua integralidade a folha de novembro dos servidores estaduais e informa que os repasses referentes aos empréstimos consignados estão absolutamente em dia, bem como os pagamentos para o Ipasgo, de modo que o instituto continuará usando recurso próprio para quitar a folha de pagamento de seus servidores, devendo inclusive quitar até segunda-feira a de dezembro com esse caixa”.

Via: O Popular 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.