Saúde

Cidades goianas recebem mais de R$ 1 milhão para compra de equipamentos de saúde bucal

Ao todo, 32 municípios foram beneficiados com recursos liberados pelo Ministério da Saúde.
31/12/2018, 14h00

Em véspera de fim de ano, 32 cidades de Goiás foram beneficiadas com novos recursos para a compra de equipamentos odontológicos. A verba foi liberada pelo Ministério da Saúde, que tem como objetivo ampliar e fortalecer o atendimento de Saúde Bucal no Sistema Único de Saúde (SUS). A liberação dos recursos já foi publicada no Diário Oficial da União.

Foram destinados à ação cerca de R$ 51 milhões para melhorar a assistência bucal em 898 municípios brasileiros. Deste total, R$ 1 milhão são para cidades do interior de Goiás. Segundo o Ministério da Saúde, a verba é destinada para a compra de mais de 2 mil cadeiras odontológicas, de todas as regiões do país.

Atualmente no Brasil são 26.807 equipes de Saúde Bucal atuantes em 5.047 municípios brasileiros. Pelo menos 80% da população desses locais é beneficiada com o serviço. Veja abaixo a relação de cidades goianas e valores recebidos:

  • Abadia de Goiás – R$ 18.000
  • Alexânia – R$ 54.000
  • Americano do Brasil – R$ 18.000
  • Anápolis – R$ 216.000
  • Aparecida de Goiânia – R$ 72.000
  • Aragarças – R$ 18.000
  • Araguapaz – R$ 18.000
  • Aruanã – R$ 18.000
  • Cabeceiras – R$ 18.000
  • Caldas Novas – R$ 72.000
  • Campinorte – R$ 36.000
  • Chapadão do Céu – R$ 18.000
  • Firminópolis – R$ 18.000
  • Flores De Goiás – R$ 18.000
  • Formoso – R$ 18.000
  • Guarani de Goiás – R$ 18.000
  • Inhumas – R$ 36.000
  • Itumbiara – R$ 18.000
  • Jataí – R$ 36.000
  • Mineiros – R$ 72.000
  • Nerópolis – R$ 18.000
  • Orizona – R$ 18.000
  • Padre Bernardo – R$ 36.000
  • Pires do Rio – R$ 18.000
  • Planaltina – R$ 18.000
  • Porangatu – R$ 72.000
  • Rialma – R$ 18.000
  • Santa Helena de Goiás – R$ 54.000
  • São Simão – R$ 36.000
  • Senador Canedo – R$ 72.000
  • Uruana – R$ 18.000
  • Valparaíso de Goiás – R$ 54.000

Atendimento de saúde bucal gratuito

As equipes de Saúde Bucal do SUS são compostas por cirurgião-dentista; técnico ou auxiliar em saúde bucal ou pelo cirurgião-dentista; e técnico em saúde bucal e um auxiliar ou técnico em saúde bucal. Cada grupo é responsável por um território que, em geral, concentra de 3 mil a 4 mil pessoas.

Quem precisa de atendimento bucal deve procurar por uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima. Após a avaliação inicial do dentista, o paciente pode ser encaminhado à atenção especializada. Essas unidades especializadas realizam serviços de diagnóstico bucal, com ênfase no diagnóstico e detecção do câncer de boca; periodontia especializada; cirurgia oral menor dos tecidos moles e duros; endodontia; e atendimento a portadores de necessidades especiais.

Imagens: Porto Seguro 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.