Goiás

Grupo terrorista em Goiás planeja ataque a Bolsonaro na posse; PF investiga

A Polícia Federal deflagrou, nesta manhã (31/12), uma operação em que cumpre mandados de busca e apreensão contra o grupo.

Por Ton Paulo
31/12/2018, 10h53

Um grupo autodenominado Sociedade Secreta Silvestre, com membros no estado de Goiás, estaria planejando um ataque terrorista na posse do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), em Brasília. Depois de comunicados publicados na internet por membros do grupo terrorista evidenciando suas intenções de ataque, a Polícia Federal (PF) e a Polícia Civil (PC) do Distrito Federal deflagraram, na manhã desta segunda-feira (31/12), uma operação em que cumpre mandados de busca e apreensão.

Conforme a investigação, o grupo fez ameaças através de uma página na internet. Estão sendo cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Brasília, Goiás e São Paulo. De acordo com a polícia, o grupo também teria abandonado um artefato explosivo no Santuário Menino Jesus, em Brazlândia, no Distrito Federal, no último dia 24 desse mês.

Os suspeitos se autodenominam como Sociedade Secreta Silvestre. O grupo mantém, inclusive, um site na internet onde publica comunicados sobre supostos próximos atos de terrorismo.

A posse de Bolsonaro como presidente do Brasil está prevista para acontecer no dia 1º de janeiro de 2019, amanhã, como determina a tradição.

As investigações seguem sob segredo de justiça.

Grupo terrorista em Goiás que planeja ataque a Bolsonaro publicou comunicado na internet

O grupo, que se autodenomina Sociedade Secreta Silvestre, chegou a publicar um comunicado em que confirma Bolsonaro como um de seus principais alvos.

Confira o comunicado na íntegra:

“Dada a repercussão de nosso atentado afirmamos que amanhã iremos emitir um comunicado completo esclarecendo e pontuando diversas questões que tem sido levantadas, incluindo especialmente as nossas pretensões terroristas para os próximos dias e meses.  Iremos também esclarecer equívocos que tem sido levantados em torno de ITS por leitores preguiçosos, e iremos rebater aqueles que duvidam de nossa autenticidade. Inclusive publicaremos um vídeo gravado do explosivo antes dele ser detonado. Como afirmamos, o alvo Bolsonaro e companhia é desde uma perspectiva anti-política e possui também um cunho de vingança como foi mencionado no comunicado, os nossos objetivos principais são bem maiores que isso e, em resumo, eco-terroristas.

Adiantamos que não temos nada haver com o imbecil que está em uma rede social se passando por nós, já que não utilizamos nenhuma rede social, já que podem ser facilmente rastreadas. Mas agradecemos a estupidez desta pessoa, já que tira o foco da polícia.

Somos a Máfia Eco-extremista, a maior ameaça terrorista latente crescente no mundo.”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.