Esportes

Tottenham vence Cardiff com gols no 1º tempo e sobe para o segundo lugar

01/01/2019, 18h00

O Tottenham se recuperou logo no primeiro dia de 2019 para voltar a sonhar com o título do Campeonato Inglês. Nesta terça-feira, o time londrino foi até País de Gales e se recuperou da derrota para o Wolverhampton ao vencer fácil o Cardiff City por 3 a 0, pela 21ª rodada, com todos os gols tendo sido marcados no primeiro tempo.

O triunfo colocou o Tottenham na vice-liderança do Campeonato Inglês com 48 pontos, a seis do líder Liverpool e com um de vantagem para o terceiro colocado Manchester City, sendo que os dois candidatos ao título nacional vão se enfrentar nesta quinta-feira. Já o Cardiff é o 16º colocado com 18 pontos, ameaçado de rebaixamento.

A vitória do Tottenham começou a ser construída aos dois minutos, quando Kane recebeu cruzamento, mas não conseguiu dominar a bola. Só que ela bateu em um defensor e sobrou para o centroavante finalizar, chegando aos 14 gols e passando a dividir a artilharia do Inglês com Aubameyang, do Arsenal.

O segundo gol do Tottenham saiu logo depois e foi marcado pelo dinamarquês Christian Eriksen, com uma finalização rasteira da entrada da área, aos 12 minutos. Também com um chute de fora da área, o sul-coreano Son Heung-Min definiu o triunfo do Tottenham por 3 a 0.

O Tottenham agora volta o seu foco para a Copa da Inglaterra, pois na sexta-feira vai visitar o Tranmere Rovers. No dia seguinte, vai ser a vez do Cardiff atuar pelo torneio mata-mata, também fora de casa, contra o Gillingham.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Vídeo mostra homem dando socos em mulher no elevador, em Valparaíso de Goiás

A agressão aconteceu no dia 29/12, na semana passada, e está sendo investigada pela Polícia Civil (PC).

Por Ton Paulo
02/01/2019, 08h31

Um vídeo chocante capturado por câmeras de segurança de um elevador mostra o exato momento em que um homem agride violentamente com murros e tapas uma mulher, em Valparaíso de Goiás. Nas imagens, é possível ver o momento em que a mulher adentra o elevador e é encurralada pelo homem, seu companheiro, que lhe dá fortes golpes e chega a bater no rosto dela com uma lata de cerveja que ele porta à mão. A agressão aconteceu no dia 29/12, na semana passada, e está sendo investigada pela Polícia Civil (PC).

As imagens do circuito interno do elevador de um edifício localizado em Parque das Cachoeiras, no município de Valparaíso de Goiás, a 190 quilômetros de Goiânia, flagraram todo o ocorrido. Nas cenas, gravadas no dia 29 de dezembro, um homem sem camisa e com uma lata de cerveja na mão está no elevador, notavelmente alterado. No momento em que o elevador para no andar, uma mulher entra e ela passa a agredí-la com violência.

Assim que vê a mulher, o homem já puxa a mulher pelos cabelos, jogando-a no canto do elevador. Logo em seguida, o agressor, cambaleante, passa a desferir socos e tapas em seu rosto. Nas imagens é possível ver a mulher tentando se proteger com os braços e as mãos dos golpes recebidos, sem sucesso.

Em um determinado momento, pelo impulso dos socos desferidos e pelo estado visível de embriaguez, o homem chega a desequilibrar, arrancando a capa de proteção que reveste a parede do elevador.

Depois de seguidos murros e tapas no rosto da mulher, indefesa e encurralada, o agressor usa a lata de cerveja que tem à mão para atingi-la, batendo com o objeto contra o rosto da mulher violentamente.

Veja o vídeo da agressão:

Conforme noticiado por um veículo local, o casal se mudou para o prédio há pouco tempo e que poucos vizinhos têm informações sobre eles.

De acordo com a delegada Isis Leal, da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) à imprensa, a vítima não havia procurado a delegacia até o início da tarde da última terça-feira (1/1) para registrar a ocorrência.

Entretanto, a delegada Isis afirmou a um jornal local que mesmo assim o crime está sendo investigado pela Polícia Civil.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Governador Ronaldo Caiado visita Hospital Materno Infantil que pode fechar as portas

"Eu estou tratando de vidas, então isso aqui é preferência, em qualquer outro gasto de governo", afirmou o governador.
02/01/2019, 09h03

O Governador Ronaldo Caiado (DEM), após acompanhar a posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL), em Brasília, visitou na noite da última terça-feira (1/01) o Hospital Materno Infantil (HMI), em Goiânia. A visita foi motivada pela possibilidade da unidade fechar as portas para o recebimento de novos pacientes, por falta de verba para a compra de insumos e pagamento dos funcionários.

Caiado concedeu entrevista coletiva logo após a visita e afirmou que enquanto se deslocava para Brasília, para acompanhar a posse do presidente. O médico e deputado federal, Zacharias Calil (DEM) entrou em contato e informou que o diretor do Hospital Materno Infantil, lhe comunicou que não teria condições de receber pacientes a partir desta quarta-feira (2/01), devido a falta de verba para comprar dos insumos para o atendimento básico.

“O único de referência na área em Goiás, já com incapacidade de absorver novos pacientes, cirurgias canceladas e filas enormes. É um quadro caótico, assistimos vidas de crianças que estão correndo alto risco”, relatou.

O governador afirmou durante a coletiva que o diretor geral da unidade, Márcio Gramosa, lhe informou que a dívida do Estado com o Hospital é de R$ 65 milhões, mas que o governo anterior fez o repasse de apenas R$ 6,5 milhões.

“Estou com meu secretário da saúde, Ismael Alexandrino e com meu colega médico, que também é cirurgião aqui no hospital da criança, nosso vice-governador Lincoln Tejota (PROS). Meu pedido foi que tivéssemos o mínimo de oportunidade, pois não é correto que eu chegue hoje, neste momento, assuma o governo e amanhã já feche as portas”, afirmou Caiado.

Na coletiva, Caiado afirmou que é inaceitável que se dê uma resposta simplista pelos problemas encontrados no HMI. “Eu estou tratando de vidas, então isso aqui é preferência, em qualquer outro gasto de governo”, explica.

O secretário de saúde, Ismael Alexandrino, que acompanhou a visita no Materno Infantil, classificou a situação como excepcional e que da maneira como ela se apresenta, exige medidas excepcionais. Ismael afirmou também que vai buscar durante a reunião desta tarde com a diretoria do hospital para ter um entendimento melhor e tomar as providências necessárias.

“Vamos buscar um entendimento um pouco melhor do que o Estado consegue garantir em relação aos compromissos emergenciais. Há uma dívida grande, que impacta tanto o suprimento do hospital quanto também o pagamento dos funcionários, então há dois grandes problemas, só que são problemas que movimentam o hospital. Buscaremos uma solução conjunta, uma construção em várias mãos, que certamente chegaremos a uma solução”, adiantou.

Após o Hospital Materno Infantil, o Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO) recebeu a visita do governador

O governador Ronaldo Caiado visitou também, na noite da última terça-feira, o Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO) e comentou sobre a situação da unidade. “Vamos buscar mais números e avaliação para termos noção do que teremos que enfrentar, mas sabemos que a demanda pela saúde atinge 47% da população do Estado, é o ponto mais crítico. Precisamos que o Hugo tenha uma capacidade de fazer giro maior, mais atendimentos e números de cirurgias maiores nesse hospital de alto custo”, concluiu.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Trânsito

Número de motoristas bêbados nas rodovias goianas triplica, diz PRF

Foram 54 condutores autuados por embriaguez ao volante na Operação Ano Novo, contra 16 do ano anterior.

Por Ton Paulo
02/01/2019, 09h47

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou a Operação Ano Novo, realizada nas rodovias goianas, com péssimas notícias. Segundo a corporação, a quantidade de motoristas dirigindo sob efeito de álcool nas rodovias federais que passam por Goiás mais que triplicou no feriado de Ano Novo, em comparação ao mesmo período do ano de 2017. Foram 54 condutores autuados por embriaguez ao volante, contra 16 do ano anterior.

Conforme divulgado, o excesso de velocidade, recorrente nas BRs que cortam o estado, continuou liderando o ranking das infrações flagradas pelos policiais rodoviários federais. Os radares da PRF registraram 2.381 veículos acima da velocidade permitida entre os dias 28/12 a 01/01, contra 1.026 imagens registradas no ano passado.

Na BR-060, entre Brasília e Anápolis, uma motocicleta estava a 181km/h e outra foi flagrada a 172km/h.

De sexta a terça-feira, os agentes da PRF anotaram 2.606 infrações de trânsito, sendo 180 pela falta do cinto de segurança, 170 ultrapassagens proibidas e 19 crianças transportadas fora do equipamento adequado. Na operação do ano passado foram anotadas 1.363 autuações.

Durante os cinco dias, a PRF registrou 22 acidentes, sete a menos do que no mesmo período do ano passado, quando aconteceram 29 acidentes nas rodovias federais que passam por Goiás. Os sinistros deixaram 26 pessoas feridas, contra 37 em 2017 e uma pessoa morreu, mesmo número do ano passado.

Um pedestre foi atropelado na madrugada do dia 01 na BR-060, saída para Abadia de Goiás. Ele não portava documentos e não foi identificado.

Segundo PRF, feriado de Natal nas rodovias goianas foi o mais violento da história

Os números no trânsito das rodovias goianas divulgados no dia 26/12, relativos ao feriado de Natal, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) também não são nada animadores, e mostram que muitos motoristas têm falhado no que tange à responsabilidade no volante. De acordo com os números da PRF, o Natal em Goiás desse ano teve mais do dobro de mortes em acidentes nas rodovias comparado ao ano passado. De acordo com a corporação, o feriado natalino foi o mais violento da história das rodovias goianas. Dados foram registrados na Operação Natal, que começou no dia 22/12, sábado.

Os números foram revelados pela PRF na manhã do dia 26/12, e foram contabilizados do dia 22/12 até a meia-noite de natal, 25/12.

Segundo o balanço, nove mortes foram registradas nesse período em vários trechos das rodovias do estado de Goiás. O número representa o dobro de 2017, que registrou quatro óbitos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Vigilante penitenciário da Casa de prisão Provisória é preso, em Aparecida de Goiânia

Foram encontrados com o vigilante 1,5 kg de drogas entre crack e maconha, 60 chips para celular, seis celulares e uma pistola Taurus com munição e novecentos reais em espécie.
02/01/2019, 10h05

Um vigilitante penitenciário temporário da Casa de Prisão Provisória de Aparecida de Goiânia (CPP), localizado na região metropolitana da capital, foi preso em flagrante na última terça-feira (1/1) por repassar drogas, celulares, armas de fogo e outros produtos ilícitos para os detentos da unidade prisional.

Em nota enviada à imprensa, a Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP) confirmou o caso. Na nota, o Superintendente de Segurança Penitenciária, Jonathan Marques, afirmou que recebeu denúncias de que o vigilante temporário, Weberson dos Santos, estava fazendo o repasse de materiais ilícitos dentro da unidade.

Após receber as informações sobre a atitude do vigilante, a DGAP em conjunto com o serviço de inteligência da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), começaram a buscar por elementos que comprovassem as denúncias. Durante o levantamento na unidade, as equipes confirmaram que as denúncias eram verdadeiras e prenderam Weberson em flagrante.

Vigiliante da CPP foi encontrado com drogas durante as investigações

Durante as buscas, no momento da troca de plantão na última terça-feira, outros agentes abordaram Weberson. Os agentes encontraram com o vigilante temporário 1,5 kg de drogas entre crack e maconha, 60 chips para celular, seis celulares e uma pistola Taurus com munição, além de novecentos reais em espécie.

Vigilante penitenciário da Casa de prisão Provisória é preso, em Aparecida de Goiânia
Divulgação

Na nota, a DGAP informou que após prender em flagrante o servidor, ele indicou onde as drogas, celulares e arma seriam entregues. Os agentes foram até a cela e fizeram uma revista e encontraram no local drogas, celulares, carregadores, facas artesanais e outra pistola Taurus com munição.

Após a averiguação que encontrou os materiais ilícitos na unidade prisional, além do servidor, outros quatro detentos foram levados para a Delegacia da Polícia Civil onde foram autuados em flagrante.

Confira a nota

“Após prisão do servidor que estava introduzindo drogas e celulares no presídio, foi realizada operação de revista no local e encontrado uma arma de fogo e outros produtos ilícitos

Em ação realizada na manhã desta terça-feira (1º/01) pela Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) na Casa de Prisão Provisória, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, foi preso em flagrante o vigilante penitenciário temporário, Weberson dos Santos Araújo.

De acordo com o superintendente de Segurança Penitenciária, Jonathan Marques, o setor recebeu denúncia de que o servidor estava levando produtos ilícitos para dentro do presídio. O caso foi repassado para a Gerência de Inteligência da DGAP e serviços de inteligência da Polícia Militar que, após levantamentos, confirmaram a veracidade das denúncias.

Na manhã desta terça-feira (1º/01), durante troca de plantão na unidade, Weberson foi abordado e com ele encontrado cerca de 1,5kg de drogas, entre crack e maconha, 60 chips para celular, seis celulares, além de carregadores e novecentos reais em dinheiro.

Em seguida, foi realizada uma revista estrutural na cela onde o servidor disse que entregaria os produtos e no local foram apreendidos grande quantidade de drogas, celulares, carregadores, facas artesanais e uma Pistola Taurus com munição.

O servidor temporário e quatro presos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil onde foram autuados em flagrante.

Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.