Goiás

Governador Caiado exonera servidores comissionados, em Goiás

Governo federal também exonera cargos comissionados. Decreto foi publicado hoje, (3/1) no Diário Oficial da União.
03/01/2019, 09h40

O documento assinado pelo governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado, que determina a exoneração de todos os servidores comissionados da administração direta, autárquica, e fundacional do Poder Executivo, foi publicado na noite de ontem (2/1), no Diário Oficial. Conforme o documento, somente alguns servidores permanecem no cargo. Sendo eles, o pessoal da Superintendência de Legislação, Atos Oficiais e Assuntos Técnicos da Secretaria de Estado da Casa Civil.

No suplemento, também foi oficializado os nomes dos novos secretários do governo. Além disso, Caiado estabeleceu medidas de contenção de gastos com pessoal e outras despesas correntes.

“Com a finalidade de promover economia e bom uso dos saldos de cotas liberadas, cada unidade orçamentária deverá adotar, no âmbito de suas competências, medidas necessárias para o controle e a redução dos gastos com telefone, água, energia, internet, combustível, alimentação, diária, veículo, limpeza, vigilância, serviço prestado por pessoa física ou jurídica, contratação de serviço e demais despesas com aquisição de material de consumo e outros serviços e encargos, restringindo-as ao mínimo indispensável ao seu bom funcionamento, evitando-se gastos desnecessários ou considerados adiáveis”.

O número de servidores exonerados  e os que serão mantidos não foram divulgados.  De acordo com o titular da Casa Civil, Anderson Máximo de Holanda, o governador solicitou que o secretário que assumiu a pasta, selecione aqueles que queiram trabalhar e tenham afinidade. Além disso, que  o responsável pela secretaria entenda que é o servidor competente para exercer a função que Caiado espera.

Governo federal também exonera servidores comissionados

O governo federal também anunciou a exoneração de cargos comissionados e de confiança da Casa Civil. A portaria com esse decreto foi publicada, hoje (3/1) no Diário Oficial da União.

Segundo o ministro-chefe da pasta, Onyx Lorenzoni, o desligamento dos servidores foram feitos, com a finalidade de cumprir ordem do presidente Jair Bolsonaro de ter um governo livre de amarras ideológicas e fazer a “despetização”  do governo.

Imagens: UGOPOCI 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Prazo para pagamento da inscrição do concurso da Alego é prorrogado

As provas do concurso da Alego acontecem no final de janeiro.

Por Ton Paulo
03/01/2019, 11h22

O prazo para pagamento das inscrições do concurso da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), que deveria ter sido encerrado no último dia 27 de dezembro, foi prorrogado pela banca responsável. Os candidatos que se inscreveram e, por algum motivo, não efetuaram o pagamento em tempo hábil, agora poderão fazer isso até o dia 4 de janeiro de 2019.  As provas do concurso da Alego acontecem no final de janeiro.

De acordo com informações da banca Iades, realizadora do concurso, e divulgadas pelo site da Alego, o adiamento ocorreu em virtude dos feriados de fim de ano e a alteração já está publicada no site da instituição.

As provas objetivas e discursivas do concurso estão previstas para serem aplicadas no dia 27 de janeiro de 2019.

Alterações e mudanças no concurso da Alego

Desde a lançamento do edital original do concurso da Alego, no dia 25 de outubro do ano passado, foram publicadas cinco alterações. O fim da exigência de habilitação específica para o cargo de Policial Legislativo, a confirmação da data das provas objetivas para o cargo de Procurador e ajustes de redação nos editais foram algumas delas.

Inicialmente, apenas 59 vagas estavam autorizadas para o concurso em questão. Entretanto, posteriormente, o então presidente da Alego, José Vitti, autorizou o aumento do quantitativo de vagas para 80.

O concurso para provimento efetivo anterior, homologado em julho de 2015, empossou mais de 100 concursados. O número contemplou todos os aprovados dentro do quantitativo de vagas e entrou, inclusive, no cadastro de reserva.

Além disso, a estimativa de impacto orçamentário-financeiro do novo concurso também está adequada com os termos da Lei Orçamentária Anual, de comum acordo com o Plano Plurianual e a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Quanto à banca realizadora, a contratação do Iades foi feita sem licitação, por meio de dispensa do documento. De acordo com um dos membros da comissão responsável pela escolha da empresa, que falou à reportagem do Dia Online, esse módulo de contratação ocorre dentro dos trâmites legais. “Esse [a dispensa de licitação] é um procedimento legal, que está previsto na Lei Estadual. Ela passou por toda a assessoria da casa antes de ser aprovada”, explica.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Após passar faixa para Caiado, Zé Eliton exclui conta oficial no Instagram

No lugar da conta, que tinha quase 30 mil seguidores, agora há uma mensagem da rede social informando sobre a remoção do perfil.

Por Ton Paulo
03/01/2019, 11h57

O ex-governador de Goiás, Zé Eliton, do PSDB, removeu sua conta oficial no Instagram, ao que tudo indica, logo após a transferência do cargo para o atual governador Ronaldo Caiado, do DEM. No lugar da conta, que tinha quase 30 mil seguidores, agora há uma mensagem da rede social informando sobre a remoção do perfil.

A solenidade da posse do governador Ronaldo Caiado aconteceu no último dia 1º de janeiro. Teve início da Assembleia Legislativa de Goiás e findou no Palácio das Esmeraldas, onde recebeu de Zé Eliton, num ato simbólico de transferência de cargo, a faixa. Desde então, quem tenta acessar o perfil oficial no Instagram do, agora, ex-governador Zé Eliton (@joseeliton), se depara com a seguinte mensagem: “Esta página não está disponível. O link que você acessou pode estar quebrado ou a página pode ter sido removida. Voltar para o Instagram.”.

Após passar faixa para Caiado, Zé Eliton exclui conta oficial no Instagram

O perfil oficial usado por Zé Eliton, agora removido, contava com um total de 28,9 mil seguidores, além de quase 4 mil publicações.

As contas do ex-governador nas outras redes sociais, como Twitter e Facebook, assim o como perfis de apoio ao tucano, continuam ativas.

A reportagem do Dia Online tentou contato com a assessoria do ex-governador para saber sobre o motivo da remoção da conta, sem sucesso até o fechamento desta matéria.

Zé Eliton deixa Estado de Goiás com dívida bilionária

Em entrevista depois da cerimônia de posse, ocorrida no dia 1º de janeiro, o vice-governador de Goiás, Lincoln Tejota (Pros) falou sobre a situação das contas do Estado e do impasse do pagamento dos servidores estaduais relativo ao mês de dezembro. De acordo com Tejota, o governo anterior deixou “um rombo” nas contas públicas, e que o atual governo, de Ronaldo Caiado, pagará o funcionalismo público “no momento oportuno, quando tiver caixa”.

De acordo com Tejota, medidas de recuperação das contas públicas pela atual gestão foram tomadas assim que passada a eleição. Segundo ele, a alteração dos incentivos fiscais para a indústria de Goiás é uma delas. “Nós sentamos com o setor produtivo, com os grandes empresários, rediscutimos os incentivos fiscais, e com o apoio deles e da Assembleia Legislativa, na qual eu estava ainda como deputado estadual, de cara a gente já pôde trazer um bilhão para os cofres públicos”, declarou.

Tejota também respondeu à fala feita pelo deputado estadual Talles Barreto, na cerimônia de posse de Ronaldo Caiado, na Alego, onde ele disse que “ao longo da gestão do PSDB, a oposição pintou Goiás como um Estado caótico, o que não correspondia à verdade. Segundo Tejota, “com fatos e com números não se argumenta”. “Você não interpreta “dois mais dois são quatro”. E nós temos que entender que hoje tem 11 milhões em caixa, isso demonstra o tamanho do rombo. Nós temos a folha de dezembro [dos servidores estaduais] para cumprir,a folha de janeiro até o dia 10 para cumprir, e nós temos 11 milhões”, respondeu.

Na Alego, durante sua fala nesta manhã, Caiado disse que o governador tucano Zé Eliton havia deixado uma dívida de 3,4 bilhões no Estado, com apenas 11 milhões em caixa.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Trânsito

IPVA agora pode ser pago em até 12x no cartão de crédito em Goiás

Parcelamento do IPVA, Licenciamento, Seguro DPVAT e multas já podem ser realizados pelos proprietários de veículos registrados no Estado.
03/01/2019, 12h00

O uso do parcelamento dos débitos do imposto sobre a propriedade de veículos automotores (IPVA), licenciamento, Seguro DPVAT e multas já podem ser realizados pelos proprietários de veículos registrados em Goiás. Todos os débitos podem ser parcelados em até 12x no cartão de crédito.

Os débitos podem ser consultados pelo site do Detran Goiás. O parcelamento é válido para veículos licenciados no Estado e multas aplicadas por órgãos autuadores que autorizam o parcelamento ou arrecadação por meio de cartões de crédito ou débito.

Conforme a diretoria técnica do Detran, o serviço tem objetivo de ajudar os proprietários de veículos.  Com a aprovação e efetivação do parcelamento, a emissão do Certificado de Registro de Licenciamento do Veículo (CRLV) é liberada.

IPVA e outros débitos de veículos podem ser quitados com mais de um cartão de crédito

As parcelas podem ser pagas com um ou mais cartões de crédito que possuam limite suficiente para pagar os débitos. Caso o usuário não tenha limite ou cartão, ele pode recorrer a familiares ou amigos que compareçam a unidade de atendimento da ZAPAY, Parcele Tudo ou da Parcele na Hora (empresas credenciadas), localizadas nos guichês na sede do Detran, na Cidade Jardim, em Goiânia.

O parcelamento é feito diretamente pela operadora de cartão, que repassa o valor total para o recebedor, cobrando do devedor via fatura do cartão ou débito em conta. Os encargos e eventuais diferenças de valores a serem cobrados devido ao parcelamento ficam a cargo do titular do cartão de crédito.

Para o empresário Danilo Roossivelt,  a opção de pagar pelo cartão de crédito é uma boa oportunidade. ” Eu acho que tem que ter praticidade, que é algo essencial nos dias de hoje. Para quem trabalha com cartão, essa forma de pagamento é muito interessante”, explica.

Já o o servidor público Paulo Roberto Pelágio, diz que prefere pagar parcelado no boleto em até 3X, como já é feito.” Nao gosto de comprometer o crédito que tenho no cartão, pois ele é baixo. E também não me interessa, caso tenha juros”, pontua.

Imagens: Agenda Capital 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Apresentadora registra boletim de ocorrência contra ameaças sofridas na internet

A apresentadora Erica Reis, do programa Leitura Dinâmica, da RedeTV!, registrou um boletim de ocorrência por injúria, calúnia e difamação.
03/01/2019, 13h08

A apresentadora Erica Reis, do programa Leitura Dinâmica, da RedeTV!, registrou um boletim de ocorrência por injúria, calúnia e difamação após sofrer uma série de ameaças em seu perfil no Instagram.

Segundo a jornalista, um internauta tem postado fotos dela com seu ex-namorado, Edu Guedes, e perseguido pessoas de seu convívio.

“Vai ser aberto um inquérito e a pessoa vai pagar por isso. Não só pelo que fez comigo, mas talvez com outras pessoas também. Tem que denunciar. A pessoa tem uma cara. Ela se esconde na internet, mas tem uma cara”, disse.

Erica contou que não deu muita atenção no começo, uma vez que é uma pessoa pública suscetível às críticas. Mas, a partir do momento que começou a ser ameaçada, decidiu ir atrás de seus direitos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.