Mundo

Egito e Israel têm cooperação contra militantes, diz El-Sissi à CBS

05/01/2019, 15h40

O presidente do Egito, Abdel-Fattah el-Sissi, disse à rede de televisão CBS que seu país e Israel estão cooperando contra militantes islâmicos na Península do Sinai, um reconhecimento surpreendente que poderia explicar o pedido do governo egípcio de que a CBS não transmitisse a entrevista.

Trechos da entrevista divulgados pela CBS no fim de semana também mostravam o presidente el-Sissi negando a existência de presos políticos no Egito. A CBS, que deve apresentar a entrevista completa no domingo em seu programa “60 Minutes”, disse que rejeitou um pedido do governo egípcio de não transmiti-la. A rede de TV não disse sobre qual parte dos comentários o governo do Cairo fez objeções, mas a cooperação com Israel parece ser a parte mais contenciosa.

El-Sissi concedeu a entrevista em Nova York cerca de três meses atrás, quando o líder egípcio estava lá para a Assembleia Geral da ONU, mas a CBS não informou o motivo de não tê-la colocado no ar mais cedo. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Egito não foi localizado para comentar.

No ano passado, as forças armadas do Egito negaram as notícias de que Egito e Israel estariam cooperando contra militantes no norte do Sinai, onde forças de segurança egípcias lutam há anos contra extremistas, agora liderados pelo Estado Islâmico.

De acordo com os trechos, el-Sissi foi questionado se a cooperação de seu país com Israel estava mais próxima do que nunca. “Isso está correto. Temos uma ampla gama de cooperação com os israelenses”, respondeu. Os trechos não apresentam a pergunta completa sobre cooperação bilateral nem mencionam especificamente os militantes do Sinai.

Autoridades israelenses elogiaram publicamente a cooperação de segurança com el-Sissi, que conseguiu com sucesso a permissão de Israel para deslocar tropas, armamentos e helicópteros para perto da fronteira com Israel para lutar contra militantes, contrariando as limitações do tratado de paz sobre o número de militares ou o tipo de armas que o Egito pode ter na região.

El-Sissi, desde que assumiu o cargo em 2014, reuniu-se pelo menos duas vezes com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. As reuniões receberam pouca atenção da mídia no Egito, um país onde a maioria das pessoas ainda vê Israel como inimigo e onde os sindicatos e a maioria dos partidos políticos se opõem veementemente à “normalização” das relações com Israel.

Na entrevista, el-Sissi também questionou um relatório recente da Human Rights Watch de que o Egito tinha 60 mil presos políticos. “Eu não sei onde eles conseguiram esse número. Eu disse que não há presos políticos no Egito. Sempre que há uma minoria tentando impor sua ideologia extremista, temos que intervir, independentemente do seu número”, disse à CBS, de acordo com um dos trechos. Fonte: Associated Press.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Novos diretores da OAB e CASAG são empossados administrativamente

Diplomação dos eleitos está marcada para 15 de janeiro de 2019 no CEL da OAB.
05/01/2019, 17h19

Os vencedores das eleições do último dia 30 de novembro de 2018, para Ordem dos Advogados do Brasil Seção Goiás (OAB-GO), e da Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (CASAG), tomaram posse administrativa na última quinta-feira (3/1).

No dia 17 de dezembro de 2018, uma reunião marcou a posse da nova diretoria, de maneira simbólica, com a data do dia 3 de janeiro de 2019 marcada para que a nova direção da OAB-GO e da CASAG fossem empossada administrativamente.

A cerimônia que empossou a nova diretoria da OAB-GO e da CASAG, foi feita na sede da entidade no Estado. A Comissão Eleitoral que fez as eleições do último dia 30 de novembro de 2018, conduziu a cerimônia de posse da nova diretoria.

Lúcio Flávio foi reeleito presidente da OAB Goiás

A eleição confirmou o favoritismo de Lúcio Flávio de Paiva, que foi reeleito presidente da Ordem em Goiás. A chapa do presidente da OAB-GO “Pra Frente OAB”, obteve 55% dos votos válidos, cerca de 10.828 votos. Apesar da posse administrativa, os novos diretores vão ser diplomados no evento marcado para o dia 15 de janeiro de 2019 no CEL da OAB-GO.

Reeleito para mais três anos à frente da Ordem, Lúcio Flávio, agradeceu aos votos conquistados nas urnas e que o principal objetivo neste mandado é promover ações que melhorem a vida dos advogados e advogadas de todo Estado.

Presidente afirma que reeleição mostra que modelo de gestão adotado foi aprovado

Na reunião no dia 17 de dezembro de 2018, Lúcio Flávio afirmou à reportagem do Portal Dia Online que a atual gestão resgatou a Ordem, não apenas frente à advocacia, mas também perante a sociedade.

Após ser empossado administrativamente, o presidente da Ordem, afirmou que sua reeleição mostra a aprovação da sua gestão pela advocacia.

“Vamos seguir assim, com disposição para levar aos colegas outras melhorias no seu dia-a-dia, e seguir mais do que nunca, como a voz da sociedade civil”, destaca Lúcio Flávio.

Conheça os eleitos para o triênio 2019-2021 da OAB Goiás e da CASAG

Presidente: Lúcio Flávio de Paiva;

Vice-presidente: Thales Jayme;

Secretário-geral:  Jacó Coelho;

Tesoureiro: Roberto Serra da Silva Maia;

Secretária-geral adjunta: Delzira Menezes.

CASAG

Presidente: Rodolfo Otávio Pereira de Mota Oliveira;

Vice-presidente: David Soares da Costa;

Secretária-geral: Valéria Alves dos Reis Menezes;

Secretário-geral adjunto: Nadim Neme Neto;

Tesoureiro: Carlos Eduardo Ramos Jubé.

Via: CASAG 
Imagens: CASAG 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Petrobras nega atraso em plano de desativação de plataforma que vazou no Rio

O vazamento do tanque da plataforma Cidade Rio de Janeiro criou uma mancha de óleo de pelo menos 38 km, por 20 metros de largura.
05/01/2019, 17h28

A Petrobras negou que tenha atrasado a entrega do plano de desativação de plataforma flutuante que, nesta semana, despejou 4,9 mil litros de óleo no mar do Rio de Janeiro, em decorrência de um acidente que ainda não teve a sua causa esclarecida. O vazamento do tanque da plataforma Cidade Rio de Janeiro criou uma mancha de óleo de pelo menos 38 km, por 20 metros de largura.

Reportagem publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo na sexta-feira, 4, revelou que a Petrobras entregou um plano de “descomissionamento” do navio-plataforma ao Ibama em junho de 2018. Uma segunda versão do plano foi entregue cinco meses depois, em dezembro.

Por meio de nota, a Petrobras informou que não houve atraso em sua proposta de desativação. “O plano de descomissionamento – termo técnico para desativação e remoção de uma plataforma de sua locação – foi apresentado ao Ibama em junho, tempestivamente, portanto, em relação ao pedido de descomissionamento” informou.

Segundo a petroleira, “pelo fato de o conjunto de regras que regem o processo, em termos ambientais, ainda estar em processo de construção no Brasil, uma série de discussões técnicas junto ao órgão ambiental foi desenvolvida. Para viabilizar a evolução das discussões, a Petrobras decidiu, então, revisar o plano apresentado inicialmente”.

A estatal informou que o Ibama ainda não se posicionou sobre o projeto de desligamento. “A Petrobras reitera que aguarda a formalização do Ibama quanto à avaliação do plano apresentado.”

A responsabilidade pela operação e manutenção da FPSO Cidade Rio de Janeiro era da empresa japonesa Modec, contratada pela Petrobras para administrar a plataforma. O Ibama já informou que vai punir a estatal por conta do dano ambiental. O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro também deverá ser acionado para abrir processo criminal devido ao incidente.

Nesta sexta-feira, o Ibama informou que mergulhadores faziam o “tamponamento do furo”, como medida definitiva. “Até o momento não há indicativo de chegada de óleo nas praias da região e não foram avistados animais atingidos pelo vazamento”, afirmou a coordenadora-geral de Emergências Ambientais do Ibama, Fernanda Pirillo.

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) declarou que o vazamento de óleo foi contido e que faria um sobrevoo sobre o local neste sábado, 5, para avaliar a situação, além de apurar as causas do incidente.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Líder de seita de Caiapônia preso por estuprar crianças convenceu homem a assumir culpa

Num vídeo, obtido com exclusividade pelo Dia Online, um homem reivindica para si a autoria dos abusos, tentando inocentar o líder da seita de Caiapônia.

Por Ton Paulo
05/01/2019, 23h40

O líder de uma seita de magia negra preso na última sexta-feira (4/1) por ter abusado sexualmente de duas crianças e uma adolescente, em um acampamento sem-terra às margens da GO-221, em Caiapônia, teria convencido um homem a confessar os crimes em seu lugar, em um vídeo obtido com exclusividade pela reportagem do Dia Online, assumindo toda a culpa com o objetivo de isentá-lo. Além do líder da seita de Caipônia, foi presa também a esposa do homem que tentou reivindicar a autoria dos abusos.

No vídeo (assista aqui) divulgado em primeira mão pela reportagem do Dia Online, um homem identificado somente como Francisco, vulgo Ceará, aparece confessando os crimes de estupro e narrando em detalhes como ele teria abusado das menores, e não o líder da seita.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Marlon Luz, o homem, que gravou o vídeo ao lado da esposa, Noêmia Cândida de Jesus, de 42 anos, acusada de levar as netas para participarem de rituais de magia negra e serem estupradas pelo líder da seita Nilson Alves de Souza, de 49, fez a gravação com a falsa confissão dias antes da prisão de Noêmia e Nilson, justamente com o objetivo de “confundir a opinião pública”  e tentar inocentar o verdadeiro abusador.

De acordo com o delegado, “os autos do inquérito policial indicam elementos de informação e de prova consistentes quanto a autoria do crime”. O delegado ainda relata que “o teor da confissão em vídeo demonstra total incongruência com as declarações das vítimas, que inclusive estavam sendo ameaçadas e coagidas a não revelarem os autores”.

O delegado revela, por fim, que Francisco, marido de Noêmia, em depoimento formal à Polícia Civil contou que havia sido convencido por Nilson a gravar o vídeo.

Em vídeo, homem reivindicou a autoria dos abusos da seita de Caiapônia

Um vídeo obtido com exclusividade pela reportagem do Dia Online, na manhã deste sábado (5/1), mostra um homem reivindicando para si a autoria dos abusos sexuais cometidos contra duas crianças de 7 e 10 anos e uma adolescente de 13, em um assentamento sem-terra às margens da GO-221, em Caiapônia. O homem, identificado somente como Francisco, revela ser o esposo de Noêmia Cândida de Jesus, que foi presa na Operação Anjo da Guarda 2 na última sexta-feira (4/1), e diz ter sido ele o abusador das crianças e não o líder da seita, Nilson Alves de Souza, que também foi preso na operação como o principal suspeito dos abusos.

O líder da seita de Caiapônia, Nilson, e a avó das vítimas, Noêmia, foram presos na manhã desta sexta-feira (4/1).

Líder de seita de Caiapônia preso por estuprar crianças convenceu homem a assumir culpa
Foto: Polícia Civil

De acordo com a Polícia Civil, as investigações apontaram que o investigado Nilson, na condição de líder da seita, recebia diversas pessoas da sociedade local, que se submetiam a rituais no sentido de terem resolvidos conflitos familiares, financeiros, amorosos e até mesmo de ordem política, além da cura de doenças.

Umas das seguidoras da seita, Noêmia, teria ofertado ao seu líder, três netas, sendo duas crianças de 7 e 10 anos e uma adolescente de 13 anos de idade, para serem abusadas sexualmente como sacrifício a entidade que incorporaria em Nilson no momento dos rituais.

Conforme a polícia, a coragem das mães das crianças em levar o caso ao conhecimento das autoridades, mesmo tendo como uma das autoras a própria avó das vítimas, foi fundamental tanto para garantir o sucesso das investigações, como também para a proteção e assistência das vítimas.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mais de uma tonelada de drogas é apreendida pela PM, em Chapadão do Céu

PM realizava abordagem de rotina, quando encontrou mais de uma tonelada de drogas em um caminhão, na madrugada de hoje (6/1).
06/01/2019, 14h42

Um caminhão que transportava mais de uma tonelada de drogas, foi apreendido pela Policia Militar, durante uma operação, na madrugada de hoje (6/1), na barreira de fiscalização rodoviária,  no município de Chapadão do Céu, localizado a 479 km de Goiânia. O motorista que foi abordado pela PM,  na GO 050, km 35,  não soube informar ao certo o caminho que iria seguir e demonstrou nervosismo ao responder às perguntas dos policiais.

Diante da situação, os policiais militares fizeram a abordagem veicular no caminhão e encontraram um fundo falso com 954 tabletes de maconha. Segundo informações do Comando de Policiamento Rodoviário da PM, Clayton dos Santos, que conduzia o veículo, alegou desconhecer a procedência da mercadoria.

O motorista contou a PM, que iria até a cidade de Patos de Minas/MG, para transportar soja em fazendas daquela região. Todavia, a carreta estava vazia e em cima do fundo falso havia apenas uma lona.

Na ocasião, foi dada a voz de prisão a Clayton por tráfico de drogas. Em seguida,  ele foi conduzido juntamente com o veículo para a Delegacia  de Policia de Jataí para os procedimentos legais.

Cerca de uma tonelada de drogas também foi apreendida, em Goiânia

Por meio de uma denúncia anônima, a Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) aprendeu cerca de uma tonelada de drogas, em uma casa do Residencial Rio Formoso, em Goiânia, na última sexta-feira (4/1).

O Subtenente Messias que atendeu a ocorrência, informou à reportagem que os entorpecentes foram encontrados dentro de uma casa do bairro às 16h30, na sexta-feira. As drogas encontradas dentro da casa eram maconha e hachiche segundo o Subtenente. Além da apreensão dos entorpecentes, um casal, que não teve as identidades reveladas também foi preso durante a abordagem policial.

De acordo com informações repassada pela PM,  a casa em que os entorpecentes foram apreendidos, tinha sido alugada há dois dias. “O casal contou que foram contratados para vigiar as drogas, que uma pessoa pagou os dois para ficar vigiando os entorpecentes”, explica o Subtenente.

O casal foi preso e conduzido para a Central de Flagrantes (CF), onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. As drogas apreendidas também foram apresentadas na CF, em Goiânia.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.