Goiás

Em vídeo, homem reivindica autoria dos abusos sexuais da seita de Caiapônia

O homem se identifica como o suposto verdadeiro abusador das três crianças, e diz que havia um plano para incriminar o líder da seita de Caiapônia.

Por Ton Paulo
05/01/2019, 12h42

Um vídeo obtido com exclusividade pela reportagem do Dia Online, na manhã deste sábado (5/1), mostra um homem reivindicando para si a autoria dos abusos sexuais cometidos contra duas crianças de 7 e 10 anos e uma adolescente de 13, em um assentamento sem-terra às margens da GO-221, em Caiapônia. O homem, que não se identifica nominalmente mas revela ser o esposo de Noêmia Cândida de Jesus, que foi presa na Operação Anjo da Guarda 2 na última sexta-feira (4/1), diz ter sido ele o abusador das crianças e não o líder da seita, Nilson Alves de Souza, que também foi preso na operação como o principal suspeito dos abusos.

O vídeo, cujo cenário aparenta ser no mesmo assentamento onde os abusos ocorreram, parece ter sido gravado antes do cumprimento dos mandados de prisão, uma vez que o homem começa cumprimentando a mulher ao seu lado como Noêmia, sua esposa. O homem, então, narra supostos abusos praticados por ele contra as netas de Noêmia em sua ausência. Ele ainda diz que a mãe das crianças, a qual ele se refere como Angelina, sabia dos abusos praticados por ele, uma vez que uma das crianças havia contado, mas que denunciou Nilson e a própria mãe à polícia, e não a ele, por vingança pessoal e por ele saber “segredos” dela.

Ao longo do vídeo, o homem narra detalhadamente onde e como, supostamente, ele teria abusado das netas da esposa. Ele ainda diz que Noêmia, sua esposa, e Nilson, o líder da seita foram “acusados injustamente” por Angelina, e que eles seriam “inocentes”.

Em um determinado momento do vídeo, o homem conta que chegou a ser procurado por Angelina, filha de Noêmia e mãe das crianças, que pediu ajuda para elaborar um plano para acusar Nilson e a própria mãe.

Nossa reportagem encaminhou o vídeo, recebido em primeira mão, para a Polícia Civil, e aguarda um posicionamento sobre a veracidade dele.

Assista abaixo o vídeo em que o homem faz as declarações:

Líder de seita de Caiapônia foi preso na última sexta-feira, acusado de ter abusado de três menores

O líder da seita de Caiapônia, Nilson Alves de Souza foi preso na manhã desta sexta-feira (4/1), acusado de estuprar crianças num acampamento sem-terra localizado às margens da Go-221, em Caiapônia, a 330 quilômetros de Goiânia. A prisão foi realizada na Operação Anjo da Guarda 2, deflagrada pela Polícia Civil de Goiás. De acordo com a polícia, foi presa também uma mulher e avó das crianças, que as levava para participarem dos rituais e serem abusadas sexualmente.

De acordo com informações da assessoria da Polícia Civil, a prisão ocorreu hoje por volta das 7h, num acampamento sem-terra às margens da Go-221, que liga Caiapônia ao município de Palestina de Goiás. Os mandados de prisão, expedidos na Operação Anjo da Guarda 2, foram cumpridos contra Nilson Alves de Souza, de 42 anos, e Noêmia Cândida de Jesus, de 48. Nilson seria o líder da seita de magia negra, enquanto Noêmia, atendendo aos pedidos de Nilson levava seus netos, duas crianças de 7 e 10 anos e uma adolescente de 13, para participarem dos rituais e serem estuprados pelo homem.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.