Brasil

Correção:MP quer que Google derrube conteúdo de youtubers mirins sobre brinquedos

06/01/2019, 17h32

A reportagem distribuída às 9h33 continha uma incorreção no título. Ao contrário do que foi mencionado, o MPE não abriu inquérito contra a youtuber mirim por propaganda infantil abusiva, mas exige que o Google derrube conteúdo de youtubers mirins sobre brinquedos. Segue o título corrigido e a reportagem.

Apresentadora de um canal com 4.257.198 seguidores no Youtube, a estudante Julia Silva, de 13 anos, está se sentindo exposta pela primeira vez. A menina que faz sucesso na internet abrindo bonecas novas em frente à câmera, mostrando o próprio quarto ou compartilhando passeios com a família foi alvo de uma série de notícias nesta semana após o Ministério Público de São Paulo (MPE) pedir à Justiça que o Google derrube 102 vídeos dela e de outros seis youtubers mirins.

Para a promotoria, eles estariam sendo usados por empresas para driblar a lei e fazer propaganda infantil abusiva. Nos vídeos, os jovens influenciadores digitais aparecem desembrulhando brinquedos e mostrando detalhes, modalidade conhecida por “unboxing”. Também exibem material escolar, falam de novidades no cinema ou programas na TV – segundo o MPE, formas de propaganda disfarçada e ilegal.

O inquérito foi instaurado após denúncia do Instituto Alana, ONG voltada para direito das crianças. No caso de Julia, a promotoria questiona uma serie de 12 vídeos, feitos em 2012, que foram contratados pela fabricante de brinquedos Mattel. Na sequência, a youtuber mirim brinca com bonecas Monster High (franquia de fashion dolls) e promove “desafios culturais” para as crianças. Os vencedores conheceriam a sede da empresa e se encontrariam com a youtuber.

Os responsáveis por Julia negam irregularidades e se dizem preocupados com o impacto da repercussão para a garota. “É uma situação revoltante porque estão imputando à minha filha um delito que ela não cometeu, foi tudo legal”, afirmou à reportagem o engenheiro eletrônico Dreyfus Silva, de 42 anos, o pai da youtuber. “Ela não consegue entender por que está sendo exposta”, disse. Segundo o pai, Julia estaria “triste”, mas disposta a continuar com a atividade do canal.

Propaganda

Para o MPE, a estratégia da fabricante serviria para estimular o consumo por parte das crianças, grupo considerado vulnerável. “A informação de que se trata de promoção paga e de que o patrocínio da campanha era daquela empresa aparecem de forma não destacada”, grifou na petição o promotor Eduardo Dias de Souza Ferreira. “Ambos podem passar despercebidos para um adulto, quanto mais por uma criança.”

Já a família de Julia alega que a campanha é uma “publicidade clara” – e não velada – e representaria menos de 10% do conteúdo do canal. Também diz ter comprado todos os brinquedos exibidos no Youtube, mesmo os da Mattel. “Os outros vídeos são conteúdos editoriais. A intenção sempre foi mostrar o que Julia gosta de fazer. Nunca foi estimular o consumo”, afirma a mãe e advogada Paula Queiroz, de 40 anos.

Os pais argumentam que o material publicitário não foi veiculado na plataforma Youtube Kids, estaria sinalizado com “todas as ferramentas” disponíveis na rede social e tinha mecanismos para evitar que crianças conseguissem participar sem anuência dos pais. “O concurso exigia que o responsável preenchesse um formulário com dados, inclusive CPF”, diz Paula.

Segundo a família, a série alvo do MPE foi gravada em São José dos Campos (SP), onde eles moravam na época. “Havia um alvará da Justiça permitindo que Julia fizesse a publicidade”, diz Silva. “Foi um contrato profissional.”

Estudos

Há cerca de dois anos, a youtuber mirim mora em Quebec, no Canadá, onde estuda em tempo integral. Ela cursa o equivalente ao 9º ano do sistema brasileiro e foi premiada por manter média global acima de 90%. É fluente em inglês e francês e publicou três livros – um deles em Portugal. “O canal no Youtube não atrapalha, ela grava de duas a três vezes por semana, quando tem tempo, mas o estudo é prioridade”, diz a mãe.

Para os pais, falta clareza à regulamentação e restrições legais sobre publicidade infantil no Brasil. “Acho justo abrir um debate sobre o tema, o que não é correto é perseguir uma criança”, afirma Silva. “Se algum vídeo estiver ferindo a legislação, não vamos ter problema nenhum em tirar do ar.”

Anúncio disfarçado

A ação civil pública movida pelo Ministério Público Estadual(MPE) cita sete youtubers mirins e 15 empresas. Entre elas, estão o canal de TV a cabo Cartoon Network e a Arcos Dourados, maior operadora da rede de restaurantes McDonald’s.

O MPE recorre ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a normas do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) e do Código de Defesa do Consumidor (CDC) para fundamentar a petição. No pedido de liminar, requer à Justiça que o Google, responsável pelo Youtube, remova os vídeos e adote medidas que impeçam a “monetização de vídeos violadores de direitos infantojuvenil”, além de pagar “danos morais”.

Segundo o documento, é “inegável” o prejuízo da prática ao público, que se torna “receptor de publicidade disfarçada de programação de entretenimento”, o que configura “comunicação mercadológica abusiva”.

Para o Instituo Alana, a publicidade é abusiva por se aproveitar da ingenuidade das crianças. “Pelo fato de a maioria das crianças acreditar no que ouve e vê, ela também acredita que o serviço anunciado vai realmente proporcionar-lhe os benefícios e os prazeres que a publicidade promete, mesmo que se trate de algo absolutamente irreal e impossível”, diz, em nota.

Segundo o instituto, crianças em torno dos 4 anos não seriam capazes de entender quando há a interrupção do programa e entra um intervalo comercial. E só aos 12 anos teriam condição de compreender o caráter persuasivo da publicidade.

Cerco

Ex-presidente da Comissão de Direito InfantoJuvenil da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ricardo Cabezón diz que esta é a maior ação sobre o tema que já tomou conhecimento. “Como estratégia, o Ministério Público precisa mirar no Youtube porque, muitas vezes, os canais não têm contato dos responsáveis”, afirma. “A questão é que, por problemas de regulamentação, esses processos sofrem questionamentos técnicos na Justiça.”

Em nota, o Google e a Mattel disseram que não iriam se pronunciar. O McDonald’s afirma que “não trabalha com youtubers mirins” e que não faz anúncios em canais cuja audiência é de maioria infantil. O Cartoon Network não respondeu. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Globo de Ouro 2019: Veja a lista dos vencedores

A premiação foi apresentada por Andy Samberg e Sandra Oh.
06/01/2019, 23h22

Aconteceu no último domingo (06), a 76ª edição do Globo de Ouro. A premiação foi apresentada por Andy Samberg e Sandra Oh.

O Globo de Ouro é formado pela Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood. A premiação reconhece os trabalhos cinematográficos e televisivos nos gêneros de drama e comédia (ou musical, para os filmes). Diferente do Oscar, o Globo de Ouro é realizado durante um jantar no Hotel Beverly Hilton, em Beverly Hills.

Veja a lista completa dos vencedores abaixo:

CINEMA

Melhor Filme de Drama

Bohemian Rhapsody

Infiltrado na Klan

Nasce Uma Estrela

Pantera Negra

Se a Rua Beale Falasse

Melhor Filme de Musical ou Comédia:

A Favorita

Green Book: O Guia

Podres de Ricos

O Retorno de Mary Poppins

Vice

Melhor Diretor

Bradley Cooper – (Nasce Uma Estrela)

Alfonso Cuarón – (Roma)

Peter Farrelly – (Green Book: O Guia)

Spike Lee (Infiltrado na Klan)

Adam McKay (Vice)

Melhor Filme de Animação:

Os Incríveis 2

Ilha de Cachorros

Mirai

WiFi Ralph: Quebrando a Internet

Homem-Aranha no Aranhaverso

Melhor Filme Estrangeiro

Capernaum

Girl

Never Look Away

Roma

Shoplifters

Melhor Ator em Filme de Drama

Bradley Cooper (Nasce Uma Estrela)

Willem Dafoe (No Portal da Eternidade)

Lucas Hedges (Boy Erased: Verdade Anulada)

Rami Malek (Bohemian Rhapsody)

John David Washington (Infiltrado na Klan)

Melhor Atriz em Filme de Drama

Glenn Close – The Wife

Lady Gaga – Nasce Uma Estrela

Nicole Kidman – O Peso do Passado

Melissa McCarthy – Você Pode Me Perdoar?

Rosamund Pike – A Private War

Melhor Ator em Filme de Comédia ou Musical

Christian Bale – Vice

Lin-Manuel Miranda – O Retorno de Mary Poppins

Viggo Mortensen – Green Book: O Guia

Robert Redford – The Old Man and the Gun

John C. Reilly – Stan & Ollie

Melhor Atriz em Filme de Comédia ou Musical:

Emily Blunt – O Retorno de Mary Poppins

Olivia Colman – A Favorita

Elsie Fisher – Eighth Grade

Charlize Theron – Tully

Constance Wu – Podres de Ricos

Melhor Ator Coadjuvante

Mahershala Ali – Green Book: O Guia

Timothee Chalamet – Querido Menino

Adam Driver – Infiltrado na Klan

Richard E. Grant – Você Pode Me Perdoar?

Sam Rockwell – Vice

Melhor Atriz Coadjuvante

Amy Adams – Vice

Claire Foy – O Primeiro Homem

Regina King – Se a Rua Beale Falasse

Emma Stone – A Favorita

Rachel Weisz – A Favorita

Melhor Trilha Sonora Original

Ilha de Cachorros – Alexandre Desplat

Um Lugar Silencioso – Marco Beltrami

Pantera Negra – Ludwig Goransson

O Primeiro Homem – Justin Hurwitz

O Retorno de Mary Poppins – Marc Shaiman

Melhor Música Original:

“All the Stars” – Pantera Negra

“Girl in the Movies” – Dumplin’

“Requiem for a Private War” – A Private War

“Revelation” – Boy Erased: Verdade Anulada

“Shallow” – Nasce Uma Estrela

Melhor Roteiro

Green Book: O Guia

Se a Rua Beale Falasse

Vice

A Favorita

Roma

SERIADOS

Melhor Série de Drama

The Americans

Segurança em Jogo

Homecoming

Killing

EvePose

Melhor Ator em Série de Drama

Jason Bateman – Ozark

Stephan James – Homecoming

Richard Madden – Segurança em Jogo

Billy Porter – Pose

Matthew Rhys – The Americans

Melhor Atriz em Série de Drama

Caitriona Balfe – Outlander

Elisabeth Moss – The Handmaid’s Tale

Sandra Oh – Killing Eve

Julia Roberts – Homecoming

Keri Russell – The Americans

Melhor Série de Comédia

Barry

The Good Place

Kidding

O Método Kominsky

The Marvelous Mrs. Maisel

Melhor Ator em Série de Comédia ou Musical

Sacha Baron Cohen – Who Is America?

Jim Carrey – Kidding

Michael Douglas – O Método Kominsky

Donald Glover – Atlanta

Bill Hader – Barry

Melhor Atriz em Série de Comédia ou Musical

Kristen Bell – The Good Place

Candace Bergen – Murphy Brown

Alison Brie – GLOW

Rachel Brosnahan – The Marvelous Mrs. Maisel

Debra Messing – Will & Grace

Melhor Série Minissérie ou Telefilme

The Alienist

O Assassinato de Gianni Versace: American Crime Story

Escape at Dannemora

Objetos Cortantes

A Very Englisch Scandal

Melhor Ator em Minissérie ou Telefilme

Alan Arkin – O Método Kominsky

Kieran Culkin – Succession

Edgar Ramirez – O Assassinato de Gianni Versace: American Crime Story

Ben Whishaw – A Very English Scandal

Henry Winkler – Barry

Melhor Atriz em Minissérie ou Telefilme

Amy Adams – Objetos Cortantes

Patricia Arquette – Escape at Dannemora

Connie Britton – Dirty

Laura Dern – O Conto

Regina King – Seven Seconds

Melhor Ator Coadjuvante em Série, Minissérie ou Telefilme

Antonio Banderas – Genius

Darren Criss – O Assassinato de Gianni Versace: American Crime Story

Benedict Cumberbatch – Patrick Melrose

Daniel Brühl – The Alienist

Hugh Grant – A Very English Scandal

Melhor Atriz Coadjuvante em Série, Minissérie ou Telefilme

Alex Bornstein – The Marvelous Mrs. Maisel

Patricia Clarkson – Objetos Cortantes

Penelope Cruz – O Assassinato de Gianni Versace: American Crime Story

Thandie Newton – Westoworld

Yvonne Strahovski – The Handmaid’s Tale

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Trânsito

Carro com passageiros é prensado entre dois caminhões, em Goiânia

Um carro com passageiros foi prensado entre dois caminhões após o motorista de um deles não conseguir frear no sinal vermelho.

Por Ton Paulo
07/01/2019, 08h14

Um acidente de trânsito registrado no final da tarde do último domingo (6/1), na Avenida Perimetral Norte, em Goiânia, envolvendo quatro veículos – dois caminhões e dois carros – chamou a atenção pelo estado de completa destruição em que ficou um dos veículos envolvidos. Um carro com passageiros foi prensado entre dois caminhões após o motorista de um deles não conseguir frear no sinal vermelho. Felizmente, os ocupantes do carro só sofreram leves escoriações.

De acordo com a Delegacia de Crimes de Trânsito (DICT), o acidente ocorreu na Avenida Perimetral Norte, na pista de sentido aproximado Granja Cruzeiro do Sul/Jd. Guanabara, nas imediações do Posto Gato Preto, no final da tarde, em Goiânia.

Segundo informações da delegacia, Witar Albuquerque Silva, de 21 anos, conduzia um Gol vermelho tendo como passageira Rafaela Pereira de Medeiros, de 19. Em respeito ao sinal vermelho no trecho mencionado, Witar parou o veículo atrás de um caminhão Scania/R124 branco, que também aguardava o sinal abrir atrás de um Crossfox prata.

Vindo atrás do Gol vermelho conduzido por Witar, um caminhão Scania/R480, cor azul, com dois reboques carregados, cuja carga pesava aproximadamente trinta toneladas, não conseguiu frear a tempo, chocando-se contra a traseira do Gol. A batida, então provocou um efeito dominó: a Scania azul bateu no Gol vermelho, que bateu na Scania branca, que bateu no Crossfox.

Carro com passageiros é prensado entre dois caminhões, em Goiânia
Foto: DICT

Entretanto, o Gol dirigido pelo jovem foi o mais afetado. Com o impacto da batida, e como estava justamente entre os dois caminhões, o veículo ficou totalmente destruído ao ser prensado entre as duas scanias. Pelas fotos é possível ver o estrago: o teto do Gol chegou a ser arrancado.

Carro com passageiros é prensado entre dois caminhões, em Goiânia
Foto: DICT

Motorista e passageira do Gol vermelho prensado entre dois caminhões só tiveram ferimentos leves

Por incrível que pareça, tanto Witar Albuquerque quanto Rafaela Pereira só sofreram leves escoriações no acidente, ao contrário do carro, que ficou absolutamente destruído.

Eles foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e encaminhados ao Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira, o HUGOL.

O Scania branco era conduzido por João Corrêa Manco, de 57 anos, o qual foi submetido ao teste do bafômetro, assim como o motorista do Scania azul, cujos resultados foram negativos.

O condutor do Crossfox, Agenor Batista Dias, de 43 anos, não sofreu lesões corporais.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Primeira lei sancionada por Caiado enquadra brigões nos estádios de futebol

A matéria, sancionada por Caiado, obriga a implantação de sistemas de segurança digitais em estádios de futebol do Estado.

Por Ton Paulo
07/01/2019, 09h41

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), sancionou sua primeira lei e a primeira do ano de 2019 na última semana, após ela ser aprovada no Plenário da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). A matéria é de autoria do deputado Charles Bento (PRTB), e obriga, no âmbito do Estado de Goiás, a implantação de sistemas de segurança digitais em estádios de futebol.

A matéria, registrada sob nº 20396/19, foi encaminhada para a sanção do novo governador depois de aprovada em primeira e segunda votação na Alego. A nova lei determina a utilização de sistema de identificação biométrica nas entradas e de sistema de monitoramento por imagem em toda a área de uso comum de estádios com capacidade superior a 10 mil pessoas, nos dias de jogos de futebol.

A nova Lei determina que, ainda, que por meio do sistema de identificação biométrica será constituído banco de dados das pessoas que possuem histórico de violência dentro e no entorno dos estádios, bem como poderá também ser realizado cruzamento, em tempo real, com outros bancos de dados disponibilizados por órgãos de segurança, tais como: de pessoas impedidas de comparecimento às proximidades de estádios; de foragidos; de mandados de prisão; de associados ou membros das torcidas organizadas; de demais bancos de dados de órgãos públicos relativos à segurança pública e do Poder Judiciário.

Com lei sancionada por Caiado, dados dos brigões em estádios ficam armazenadas por cinco anos

A Lei sancionada parece visar o longo prazo, e aqueles que se meterem ou causarem confusão nos estádios de futebol do Estado, ficarão marcados.

Isso porque, com a nova Lei sancionada pelo governador Caiado, as informações que passarão a constar no banco de dados devem ser preservadas pelo prazo mínimo de cinco anos, sob responsabilidade do proprietário do estádio de futebol, e ficarão disponíveis aos órgãos de segurança de Estado, ao Poder Judiciário e ao Ministério Público, mediante sua requisição.

De acordo com o autor da matéria, deputado Charles Bento, à imprensa legislativa, alguns clubes brasileiros já iniciaram o cadastramento de integrantes de suas torcidas organizadas, conforme é exigido pelo Estatuto de Defesa do Torcedor, e pelo programa Torcida Legal que reúne um conjunto de medidas para coibir atos de violência no futebol e que tem como parceiro o Ministério Público, entre outras instituições.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Educação

Instituto de artes abre mil vagas para cursos gratuitos, em Goiânia

Cursos de dança, música e teatro são gratuitos e inscrições estão abertas a partir de hoje.
07/01/2019, 09h44

Cerca de mil vagas estão abertas para cursos nas áreas de música, dança e teatro em Goiânia. A oportunidade é oferecida pelo Instituto Gustav Ritter, unidade da Secretaria de de Educação, Cultura e Esporte (Seduce).

As inscrições podem ser feitas a partir de hoje (7/1) até o dia 30 de janeiro, na própria unidade. Os cursos são gratuitos, e os interessados pagam uma taxa de contribuição de R$15 no ato da inscrição.

Os candidatos deverão ir ao local entre 8h e 12h ou 13h e 18h. Para realizar a inscriçāo, é preciso apresentar os documentos pessoais como identidade ou certidão de nascimento.

Após às inscrições, o candidato irá participar de um teste de aptidão para avaliar a capacidade do aluno de percepção, memorização e a reprodução de sons isolados, frases melódicas e rítmicas. Conforme a instituição, para participar do teste, o aluno não precisa saber técnicas de dança ou teatro, nem tocar instrumentos musicais ou mesmo ler partituras.

Cursos gratuitos de dança, música e teatro

O Núcleo de Música aceita inscrições a partir dos nove anos e oferece aulas dos seguintes instrumentos: violino, viola, violoncelo, contrabaixo acústico, contrabaixo elétrico, guitarra, violão erudito, violão popular, canto erudito, canto popular, piano, teclado, bateria, flauta transversal, clarinete, saxofone, trompete, trombone, tuba, euphonium, flauta doce e espineta (cravo). Além das aulas de instrumento, os alunos também cursam aulas que formam e complementam seus estudos, tais como: Teoria e Percepção Musical, Canto Coral e História da Música.

Serão oferecidas também vagas para os grupos de práticas de conjunto da escola, tais como: Orquestra, Banda Sinfônica, Big Band, Grupo de Violões, Grupo de Choro, Grupo de Flautas, dentre outros.

Já o Núcleo de Dança oferece aulas a partir dos cinco anos, nas modalidades de balé clássico, jazz, danças urbanas e dança flamenca. Nos testes de Dança, os candidatos passam por avaliação com fisioterapeutas para atestarem suas condições para a prática da Dança. São analisadas musculatura, articulações, desvios posturais, habilidades físicas, motoras, percentual de massa corpórea e somatório. Além de habilidades específicas para o Balé Clássico, como abertura de quadril (rotação externa) e flexibilidade, serão avaliados a habilidade artístico-musical, cognitiva, força e projeção cênica dos candidatos.

O Núcleo de Teatro abre inscrições a partir dos seis anos e tem atividades para crianças, jovens e adultos e promove oficinas de teatro físico, interpretação teatral, jogos teatrais, iniciação ao teatro infantil, formação do ator, percepção musical, expressão corporal, dinâmica de grupo, montagem e produção de espetáculos. As aulas serão ministradas no Instituto Gustav Ritter e algumas turmas de teatro têm aulas no Centro Cultural Martim Cererê.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.