Goiás

Médium suspeito de matar mulher em Aparecida de Goiânia se apresenta na polícia

Antônio Miguel Rodrigues é investigado por outros dois homicídios na Bahia.
07/01/2019, 17h01

O médium Antônio Miguel Rodrigues, de 55 anos, se apresentou a Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) na tarde desta segunda-feira (7/1) para prestar depoimento sobre a morte de duas pessoas na Bahia e uma em Goiás.

Além de ser investigado por essas duas mortes na Bahia, Antônio Miguel também é investigado por outro homicídio, em Aparecida de Goiânia. O inquérito foi aberto na Bahia e é investigado pelo delegado Romero Cavalcanti do Distrito Policial (DP) de Barreiras, na Bahia.

O inquérito policial segundo o delegado foi aberto, após o marido de uma das vítimas, que morreu ao passar pelo procedimento com o médium, denunciar o caso. Além da mulher, um senhor que também passou pelo processo ficou em estado grave com inchações e inflamações.

“As cirurgias eram feitas em uma chácara da cidade que é de uma vereadora”, conta o delegado. Conforme Romero Calvacanti, o caso ainda passa por instrução no DP de Barreira na Bahia e o médium não foi intimado a depor até o momento.

Médium é investigado pela morte de uma mulher em Aparecida de Goiânia

Além das duas mortes na Bahia, Antônio Miguel, é investigado pela morte de uma outra mulher, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital. Conforme as informações publicadas pelo G1, Raimunda Matos de Souza, de 55 anos, morreu ao sofrer uma parada cardíaca após fazer uma cirurgia com o médium em um centro espírita.

O médium se apresentou espontaneamente na sede da Central de Flagrante de Aparecida de Goiânia e prestou depoimento. A delegada titular da 2º Regional de Aparecida de Goiânia, Cybelle Tristão, ouviu Antônio Miguel. Na matéria publicada, Cybelle Tristão afirmou que o médium citou apenas os casos da Bahia, e não mencionou os casos de Goiás, além de negar todas as acusações.

A delegada afirmou ainda que é preciso recolher mais elementos, e ouvir outras testemunhas, para depois intimar o médium. Cybelle Tristão conta que o advogado de Antônio Miguel já entrou em contato com ela, e que assim que houver outras provas, o médium vai se apresentar para prestar um novo depoimento.

Via: G1 
Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.