Economia

Entidade do setor ferroviário vê problemas no modelo proposto para concessões

08/01/2019, 18h48

Depois de já ter procurado o Supremo Tribunal Federal (STF), o Tribunal de Contas da União (TCU) e o Ministério Público do Trabalho (MPT), a Frente Nacional Pela Volta das Ferrovias (Ferrofrente) encaminhou ao Ministério da Infraestrutura um documento contendo uma série de críticas ao atual modelo proposto para as concessões ferroviárias. A entidade acredita que o processo apresenta “muitas distorções” que poderiam causar prejuízos aos cofres públicos.

Na visão da Ferrofrente, houve uma subavaliação nos valores estipulados para a outorga de projetos como o da Norte-Sul, “que já recebeu R$ 16 bilhões de investimento público”, aponta o presidente do grupo, José Manoel Ferreira Gonçalves. O governo fixou em R$ 1,353 bilhão o lance mínimo para a subconcessão de um trecho de 1,5 mil quilômetros da ferrovia, que será leiloado no fim de março.

Outra crítica envolve regras do edital, que “privilegia as empresas que já exploram as concessões do setor no Brasil”, diz a associação, sem entrar em detalhes.

A Ferrofrente também manifestou preocupação com a ideia de fusão da ANTT e Antaq em uma única estrutura. O receio é de que essa “superagência” possa não cumprir suas atribuições devido ao acúmulo de ações e funções. Esse é um ponto levantado também por outras entidades do setor de transportes, que vinham discutindo nos bastidores essa e outras dúvidas sobre o plano de fusão das agências.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

MP cobra multa de mais R$ 11 milhões da Saneago por não cumprir acordo, em Padre Bernado

Apenas nos distritos de Vendinha e Monte Alto, existem unidades de tratamento de água (cloração), e que a medida foi adotada no primeiro semestre do ano passado.
08/01/2019, 20h13

A Saneago assinou em 2010 um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com o Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), que obrigava a empresa a implantar os serviços de distribuição de água tratada em Trajanópolis, Taboquinha, Entre Rio, Mariápolis, Monte Alto e Vendinha, que são distritos que compõe a cidade de Padre Bernado, em Goiás.

Apesar da assinatura do acordo com o MP, a Saneago não cumpriu com o TAC. E por não cumprir com o termo, a promotora de Justiça, Paula Moraes de Matos, exige na justiça que a empresa de saneamento pague a multa de mais de R$ 11 milhões de reais.

Em seu pedido para o pagamento da multa, a promotora afirma que a Saneago não fez as obras conforme o TAC, e que não tem dado a atenção devida ao procedimento, deixando abandonados os moradores do município de Padre Bernado e de outras cidades distantes da capital.

Conforme matéria publicada pelo MP, a promotora afirmou que foram feitas várias reuniões para resolver o problema com medidas emergenciais, o que segundo a promotora não foi aceito pela Saneago. E que por isso foi necessária a entrada do MP com uma ação civil pública, pela gravidade dos fatos apresentadas pelos analistas ambientais do MP. Segundo o Ministério, o laudo foi elaborado com as medidas emergenciais que deveriam ter sido tomadas na época pela Saneago, no prazo de 10 dias, o que foi aceito pelo Poder Judiciário, no início do ano passado.

Saneago pediu para liminar que obrigava a tomar medidas emergências fosse suspensa

Em resposta a liminar, a empresa de saneamento, pediu que a mesma fosse suspensa, no entanto segundo o MP, a solicitação da Saneago não foi aceita e foi determinado o cumprimento da liminar para a implantação das medidas, para que os moradores da cidade não ficassem sem a distribuição de água tratada.

A promotora pediu que um novo estudo fosse feito na região, para checar se as exigências do TAC de 2010, foi cumprido pela Saneago. O estudo feito pela Coordenação de Apoio Técnico Penal do MPGO, concluiu que o acordo não foi cumprido pela empresa de saneamento. Além de constatar o descumprimento, o valor da multa foi atualizado, a soma é de R$ 11.429.968,09. Segundo o MP, além o acordo, os moradores da cidade tem reclamado da insalubridade da água nos distritos.

No levantamento feito pelo MP, os documentos analisados pelos peritos, mostram que apenas nos distritos de Vendinha e Monte Alto, existem unidades de tratamento de água (cloração), e que a medida foi adotada no primeiro semestre do ano passado.

Portal Dia Online entrou em contato com a Saneago e aguarda um posicionamento dela sobre a cobrança de multa do Ministério Público.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Após discussão, homem atropela o outro de propósito, no Madre Germana 2

A PM foi acionada para atender a ocorrência, e, quando chegou ao local, foi informada pela família da vítima sobre o ocorrido.

Por Ton Paulo
09/01/2019, 08h15

Um bate-boca entre dois homens na madrugada desta quarta-feira (9/1), no Setor Madre Germana 2, em Goiânia, resultou num atropelamento proposital, atendido tanto pelo Corpo de Bombeiros quanto pela Polícia Militar (PM).

Tudo aconteceu por volta de 00h55 na Rua José Barbosa Reis, no Setor Madre Germana 2, em Goiânia, quando Geraldo Emerson de Almeida, de 43 anos, atropelou intencionalmente seu desafeto, Lucivando Nunes Bezerra, de 40, após os dois discutirem e trocarem ofensas no local mencionado.

A PM foi acionada para atender a ocorrência, e, quando chegou ao local, foi informada pela família da vítima sobre o ocorrido.

De acordo com os bombeiros, Lucivando teve uma fratura exposta na perna esquerda por causa do atropelamento. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital de Urgências de Goiânia.

Já o suspeito do atropelamento, Geraldo Emerson, ainda tentou fugir, mas foi detido pela Polícia Militar e encaminhado para a Central de Flagrantes.

O condutor de uma caminhonete foi flagrado atropelando de propósito o motorista de um outro veículo após uma discussão, na manhã desta terça-feira (9), no Centro de Goiânia.

Além do Madre Germana 2, caso semelhante aconteceu em outubro do ano passado

Em outubro deste ano, um caso semelhante ocorreu no Centro de Goiânia, no cruzamento de duas ruas. De acordo com um jornal local, uma discussão teria começado depois que o condutor de uma caminhonete desrespeitou o sinal de Pare no cruzamento da Rua 20 com a Rua 21, e por pouco não bateu no Corsa.

Um pouco à frente do cruzamento, o motorista do Corsa parou o veículo e desceu com uma chave de rodas na mão, ocasião em que o motorista da camionete o atropelou, e invadiu um estacionamento privado, derrubando o portão.

Testemunhas contaram à PM à época que o condutor da caminhonete só não passou em cima do motorista do Corsa porque testemunhas gritaram muito e bateram com as mãos na carroceria do veículo.

O homem foi encaminhado para o hospital e recebeu acompanhamento por uma equipe de ortopedia da unidade. À época, o hospital informou que ele estava consciente, respirando de forma espontânea, com uma fratura exposta de tíbia, na perna direita.

O condutor da camionete, que tem 72 anos, foi identificado pela PM, que teria ouvido de familiares na época a promessa de que ele irá se apresentar no mesmo dia à Polícia Civil.

Via: Mais Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Caiado anuncia data para o pagamento dos servidores do Estado

Segundo Caiado, o servidores vão receber o salário no dia 25 de janeiro, quando, segundo ele, 80% da folha será quitada.

Por Ton Paulo
09/01/2019, 09h35

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), anunciou na última terça-feira (8/1), através de uma live nas redes sociais, a data confirmada de quando será feito o pagamento dos servidores do Estado referente ao mês de janeiro. Segundo Caiado, o servidores vão receber o salário no dia 25 de janeiro, quando, segundo ele, 80% da folha será quitada. Entretanto, em relação ao salário de dezembro, Caiado disse que ainda “busca saídas”.

O anúncio do governador aconteceu durante uma live pelo Facebook, que também foi transmitida pela TV Brasil Central e Rádio Brasil Central. Nela, Caiado disse que até o dia 28, no mais tardar no dia 30, vai saldar o restante (20%).

Quanto aos salários do mês de dezembro, Caiado disse que “está lutando como ninguém para conseguir o dinheiro” para pagar os servidores. Segundo ele, sua equipe está avaliando contratos, apurando os desvios e realizando auditoria em todas as secretarias. “Tão logo a gente tenha o mínimo de dinheiro, vamos quitar a folha. Podem ter certeza disso. Não quero é definir data e não cumprir o compromisso. Então, me deem um prazo mínimo”, declara.

Segundo o governador, a solução para o pagamento de dezembro não é simples porque o Estado não pode nem mesmo pegar empréstimo junto ao Governo Federal. O motivo é a inadimplência deixada pela gestão anterior. “Goiás foi rebaixado para a última nota que existe junto ao Tesouro Nacional, que é a nota D. O Estado de Goiás não tem aval nenhum para contrair empréstimos. Essa é a nossa realidade. Mas isso em nada me desestimula ou desanima”, explica.

Para reverter essa situação o governo estadual espera conseguir entrar no Regime de Recuperação Fiscal (RFF) do Governo Federal. “Não queremos transferir o problemas de Goiás para a União. Nós temos capacidade de recuperar o Estado, mas neste momento é fundamental que o governo federal nos poupe do pagamento da dívida, das parcelas e juros por um período. O que pedi ao ministro (Paulo Guedes) foi que em vez dos três anos de prazo, nos dê 18 meses. Por mais que eu tenha restrições, Goiás sairá do buraco”, afirma o governador Ronaldo Caiado.

Secretária de Caiado se reuniu com Tesouro Nacional em Brasília

A secretária da Fazenda, Cristiane Schmidt, foi à Brasília na última segunda-feira (7/1) para se encontrar com uma equipe do Tesouro Nacional. A reunião definiu a antecipação da visita de uma equipe técnica da pasta do governo federal a Goiás para avaliar as contas do Estado. De acordo com a secretária, a vinda dos técnicos de Brasília, anteriormente prevista para o dia 21 de janeiro, foi antecipada para o dia 14, próxima segunda-feira. “Essa antecipação significa uma sensibilidade muito grande do governo federal com a situação de Goiás”.

Mesmo com a antecipação da vinda da equipe do ministério, a data para pagamento do salário referente a dezembro continua incerta. “Por lei, mesmo que tivéssemos esse dinheiro em caixa hoje, o que não temos, o pagamento de dezembro não foi empenhado então não pode ser feito. Precisamos regularizar o procedimento do empenho primeiro”, disse a secretária.

Quanto ao décimo terceiro salário dos servidores do Estado de Goiás, Cristiane afirmou que vai continuar sendo pago no mês do aniversário. A afirmação foi feita em exclusiva para o repórter Jânio Rodrigues, durante cobertura ao pronunciamento do governador Ronaldo Caiado pelas redes sociais.

Crise fiscal dificulta pagamento dos servidores do Estado

Segundo o governador Caiado, o ex-governador de Goiás, Zé Eliton (PSDB), deixou o Estado à beira da falência. Afirmação foi feita em entrevista à Globo News, no última dia 8/1.

Caiado declarou que Zé Eliton deixou no Estado um dívida de 3,4 bilhões de reais, para um valor em caixa de R$ 11 milhões, fato este que estaria tornando inviável o pagamento integral dos salários do funcionalismo público.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

OS abre inscriçōes para preencher 323 vagas em hospitais de Goiânia e Aparecida de Goiânia

Os salários para selecionados das vagas em hospital de Goiânia e Aparecida de Goiânia, variam entre R$ 1.033,26 e R$ 13.686,00.
09/01/2019, 09h41

As inscriçōes do processo seletivo do Instituto de Gestão e Humanização (IGH) começam amanhã (9/1) e se estende até a próxima segunda-feira (14/1). Estão disponíveis 323 vagas de emprego em hospitais de Goiânia e Aparecida de Goiânia, com salários entre R$ 1.033,26 e R$ 13.686,00.

Os cargos disponíveis são de Auxiliar de Farmácia, Auxiliar de Lavanderia, Auxiliar de Manutenção, Agente de Portaria, Analista de Departamento Pessoal, Anestesiologista, Cardiologista, Cirurgião Bucomaxilofacial, Coordenador Médico, Cirurgião Geral, Cirurgião Pediátrico, Cirurgião Vascular, Eletricista, Encarregado de Manutenção, Endocrinologista, Engenheiro Civil, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Gastropediatra, Infectologista, Médico Clínico, Médico Ginecologista, Médico Intensivista, Nefropediatra, Neonatologista, Nutricionista, Obstetra, Ortopedista, Odontólogo, Pediatra, Pedreiro, Pintor, Técnico de Laboratório, Técnico em Refrigeração.

Para participar do processo seletivo, o candidato deve ter idade igual ou superior a 18 anos; apresentar a documentação solicitada no no edital; estar habilitado a desempenhar as funçōes do cargo ao qual de candidata  e no caso dos homens, estar em dia com Serviço Militar.

O processo seletivo é para contratação celetista e formação de cadastro de reserva. O edital está disponível no site do instituto, na aba “Transparência”, em seguida em  “Goiás”

Etapas do processo seletivo

O processo do IGH é dividido em cinco etapas: Análise documental e análise curricular; entrevista por competências; aplicação de teste psicológicos; avaliação técnica e entrega de documentação e exame médico Admissional.

As unidades de saúde que os nomeados irão atuar são os três hospitais administrados pela Organização Social: Hospital Estadual Materno-Infantil Dr Jurandir do Nascimento (HMI), Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia Dr Cairo Louzada (Huapa) e para o Hospital Estadual e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (HEMNSL).

Inscriçōes do processo seletivo para vagas em hospitais de Goiânia e Aparecida de Goiânia

As inscriçōes serão gratuitas, realizadas somente na forma presencial no Escritório Regional do IGH em Goiás, das 8h às 15h. De acordo com o edital, os interessados devem comparecer no local com formulário de inscrição preenchido e documentos em mãos.

O escritório fica localizado na Avenida Perimetral, quadra 37, lote 74, s/n, Setor Coimbra. Mais detalhes podem ser obtidos no (62) 3217.8956.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.