Goiás

Polícia prende quadrilha que aterrorizava fazendeiros de Goiás

O caso, assim como os presos, será apresentado pela polícia na tarde de hoje.

Por Ton Paulo
08/01/2019, 11h54

A Polícia Civil de Goiás, através da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais (DERCR), prendeu na manhã desta terça-feira (8/1) os membros de uma quadrilha que aterrorizavam fazendeiros de Goiás, roubando de cabeças de gado até ferramentas nas propriedades rurais de vários municípios goianos. O caso, assim como os presos, será apresentado pela polícia na tarde de hoje.

A ação da polícia, batizada de Operação Despedida, foi deflagrada nesta manhã pela DERCR e até o momento foram cumpridos oito mandados de prisão, restando ainda cinco para serem cumpridos.

De acordo com informações fornecidas pelo delegado responsável pela operação, Glaydson Carvalho, a quadrilha atuava no Estado desde setembro do ano passado. Conforme o delegado, no dia 19/9 os membros da quadrilha praticaram um roubo em uma fazenda em Trindade, de onde subtraíram, além de ferramentas e outros materiais, uma carreta reboque para transporte de gado.

No dia 01/10, na fazenda Novantino, município de Guapó, subtraíram 90 cabeças de gado, utilizando o reboque do roubo anterior. No dia 15/11, praticaram outro roubo, dessa vez em uma oficina mecânica de onde subtraíram um caminhão e uma retroescavadeira que estava em sua carroceria.

Quadrilha que aterrorizava fazendeiros de Goiás também roubou carga de bebidas em Goiânia

O delegado ainda conta que os membros da quadrilha em questão também foram os responsáveis pelo roubo de uma carga de bebidas no dia 20/10, em Goiânia. No decorrer das investigações, constatou-se que, na madrugada de ontem (7/1), essa mesma quadrilha praticou um roubo na fazenda EMA, no município de Bela Vista de Goiás, de onde subtraíram um caminhão carregado com defensivos agrícolas, além de materiais utilizados no dia a dia do trabalho na fazenda.

Todos os objetos referentes a essas ocorrências foram apreendidos e restituídos às vítimas. Até o momento, oito pessoas foram presas. Suas identidades ainda não foram divulgadas, e elas serão apresentadas nesta tarde.

Equipes da DERCR estão ainda em diligência para cumprimento cinco mandados que faltam. Mais informações a qualquer momento.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.