Goiás

Após discussão, homem atropela o outro de propósito, no Madre Germana 2

A PM foi acionada para atender a ocorrência, e, quando chegou ao local, foi informada pela família da vítima sobre o ocorrido.

Por Ton Paulo
09/01/2019, 08h15

Um bate-boca entre dois homens na madrugada desta quarta-feira (9/1), no Setor Madre Germana 2, em Goiânia, resultou num atropelamento proposital, atendido tanto pelo Corpo de Bombeiros quanto pela Polícia Militar (PM).

Tudo aconteceu por volta de 00h55 na Rua José Barbosa Reis, no Setor Madre Germana 2, em Goiânia, quando Geraldo Emerson de Almeida, de 43 anos, atropelou intencionalmente seu desafeto, Lucivando Nunes Bezerra, de 40, após os dois discutirem e trocarem ofensas no local mencionado.

A PM foi acionada para atender a ocorrência, e, quando chegou ao local, foi informada pela família da vítima sobre o ocorrido.

De acordo com os bombeiros, Lucivando teve uma fratura exposta na perna esquerda por causa do atropelamento. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital de Urgências de Goiânia.

Já o suspeito do atropelamento, Geraldo Emerson, ainda tentou fugir, mas foi detido pela Polícia Militar e encaminhado para a Central de Flagrantes.

O condutor de uma caminhonete foi flagrado atropelando de propósito o motorista de um outro veículo após uma discussão, na manhã desta terça-feira (9), no Centro de Goiânia.

Além do Madre Germana 2, caso semelhante aconteceu em outubro do ano passado

Em outubro deste ano, um caso semelhante ocorreu no Centro de Goiânia, no cruzamento de duas ruas. De acordo com um jornal local, uma discussão teria começado depois que o condutor de uma caminhonete desrespeitou o sinal de Pare no cruzamento da Rua 20 com a Rua 21, e por pouco não bateu no Corsa.

Um pouco à frente do cruzamento, o motorista do Corsa parou o veículo e desceu com uma chave de rodas na mão, ocasião em que o motorista da camionete o atropelou, e invadiu um estacionamento privado, derrubando o portão.

Testemunhas contaram à PM à época que o condutor da caminhonete só não passou em cima do motorista do Corsa porque testemunhas gritaram muito e bateram com as mãos na carroceria do veículo.

O homem foi encaminhado para o hospital e recebeu acompanhamento por uma equipe de ortopedia da unidade. À época, o hospital informou que ele estava consciente, respirando de forma espontânea, com uma fratura exposta de tíbia, na perna direita.

O condutor da camionete, que tem 72 anos, foi identificado pela PM, que teria ouvido de familiares na época a promessa de que ele irá se apresentar no mesmo dia à Polícia Civil.

Via: Mais Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.