Economia

Caiado anuncia data para o pagamento dos servidores do Estado

Segundo Caiado, o servidores vão receber o salário no dia 25 de janeiro, quando, segundo ele, 80% da folha será quitada.

Por Ton Paulo
09/01/2019, 09h35

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), anunciou na última terça-feira (8/1), através de uma live nas redes sociais, a data confirmada de quando será feito o pagamento dos servidores do Estado referente ao mês de janeiro. Segundo Caiado, o servidores vão receber o salário no dia 25 de janeiro, quando, segundo ele, 80% da folha será quitada. Entretanto, em relação ao salário de dezembro, Caiado disse que ainda “busca saídas”.

O anúncio do governador aconteceu durante uma live pelo Facebook, que também foi transmitida pela TV Brasil Central e Rádio Brasil Central. Nela, Caiado disse que até o dia 28, no mais tardar no dia 30, vai saldar o restante (20%).

Quanto aos salários do mês de dezembro, Caiado disse que “está lutando como ninguém para conseguir o dinheiro” para pagar os servidores. Segundo ele, sua equipe está avaliando contratos, apurando os desvios e realizando auditoria em todas as secretarias. “Tão logo a gente tenha o mínimo de dinheiro, vamos quitar a folha. Podem ter certeza disso. Não quero é definir data e não cumprir o compromisso. Então, me deem um prazo mínimo”, declara.

Segundo o governador, a solução para o pagamento de dezembro não é simples porque o Estado não pode nem mesmo pegar empréstimo junto ao Governo Federal. O motivo é a inadimplência deixada pela gestão anterior. “Goiás foi rebaixado para a última nota que existe junto ao Tesouro Nacional, que é a nota D. O Estado de Goiás não tem aval nenhum para contrair empréstimos. Essa é a nossa realidade. Mas isso em nada me desestimula ou desanima”, explica.

Para reverter essa situação o governo estadual espera conseguir entrar no Regime de Recuperação Fiscal (RFF) do Governo Federal. “Não queremos transferir o problemas de Goiás para a União. Nós temos capacidade de recuperar o Estado, mas neste momento é fundamental que o governo federal nos poupe do pagamento da dívida, das parcelas e juros por um período. O que pedi ao ministro (Paulo Guedes) foi que em vez dos três anos de prazo, nos dê 18 meses. Por mais que eu tenha restrições, Goiás sairá do buraco”, afirma o governador Ronaldo Caiado.

Secretária de Caiado se reuniu com Tesouro Nacional em Brasília

A secretária da Fazenda, Cristiane Schmidt, foi à Brasília na última segunda-feira (7/1) para se encontrar com uma equipe do Tesouro Nacional. A reunião definiu a antecipação da visita de uma equipe técnica da pasta do governo federal a Goiás para avaliar as contas do Estado. De acordo com a secretária, a vinda dos técnicos de Brasília, anteriormente prevista para o dia 21 de janeiro, foi antecipada para o dia 14, próxima segunda-feira. “Essa antecipação significa uma sensibilidade muito grande do governo federal com a situação de Goiás”.

Mesmo com a antecipação da vinda da equipe do ministério, a data para pagamento do salário referente a dezembro continua incerta. “Por lei, mesmo que tivéssemos esse dinheiro em caixa hoje, o que não temos, o pagamento de dezembro não foi empenhado então não pode ser feito. Precisamos regularizar o procedimento do empenho primeiro”, disse a secretária.

Quanto ao décimo terceiro salário dos servidores do Estado de Goiás, Cristiane afirmou que vai continuar sendo pago no mês do aniversário. A afirmação foi feita em exclusiva para o repórter Jânio Rodrigues, durante cobertura ao pronunciamento do governador Ronaldo Caiado pelas redes sociais.

Crise fiscal dificulta pagamento dos servidores do Estado

Segundo o governador Caiado, o ex-governador de Goiás, Zé Eliton (PSDB), deixou o Estado à beira da falência. Afirmação foi feita em entrevista à Globo News, no última dia 8/1.

Caiado declarou que Zé Eliton deixou no Estado um dívida de 3,4 bilhões de reais, para um valor em caixa de R$ 11 milhões, fato este que estaria tornando inviável o pagamento integral dos salários do funcionalismo público.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.