Entretenimento

Dentro do pesadelo

09/01/2019, 07h16

Meu Querido Filho, de Mohamed Ben Attia, terá sessão especial nesta quarta-feira, 9, no Cine Caixa Belas Artes, promovida pelo Estado, Pandora Filmes e Caixa Belas Artes. Após a projeção, o longa será debatido pelo editor Ubiratan Brasil e o crítico Luiz Carlos Merten, do Caderno 2. A iniciativa, uma parceria entre o jornal e o cinema, já promoveu debates de outros filmes, entre os quais A Amante, do próprio Ben Attia. A sessão começa às 19h30 e os ingressos gratuitos começam a ser distribuídos às 18h30 na bilheteria do cinema.

Mohamed Ben Attia é um cineasta a quem se deve atenção. Seu olhar sobre a sociedade tunisiana nada tem de rotineiro. Já se via isso em A Amante, quando tratava de um casamento arranjado e das perturbações que o desejo e a ânsia de liberdade podem causar em tal tradição. Agora vai mais longe e defronta-se com o tema espinhoso da Jihad, a guerra santa islâmica.

Na história, há um núcleo familiar em aparência bastante sólido. Riadh (Mohamed Dhrif) trabalha como operador de guindastes no porto de Túnis e está prestes a se aposentar. Sua esposa, Nazil (Mouna Mejri), tem uma ocupação que a obriga a viagens constantes. Nada disso parece perturbar o casal, que só tem uma preocupação – o filho Sami (Zakaria Ben Ayyed), que se prepara para o vestibular, vem apresentando um problema de saúde, uma enxaqueca persistente. Nada que venha a perturbar em excesso o equilíbrio familiar, mas, mesmo assim, o pai insiste com o filho que consulte um médico.

Os sintomas, claro, funcionam como uma espécie de metáfora do que está por vir, as dores de cabeça que a conduta misteriosa do filho passa a causar à família. Em especial ao pai, que toma a peito a tarefa de descobrir o paradeiro de Sami quando ele desaparece sem dar qualquer explicação.

Temos então um filme que toma caminhos diferentes. Primeiro, há o engano paterno em relação ao filho. Riadh pensa que Sami está perturbado, daí os sintomas de dores de cabeça, pela proximidade do exame vestibular, algo que de fato estressa demais os jovens. O que ele não sabe é que Sami encontra-se diante de uma decisão bem mais séria e radical sobre o seu futuro do que a escolha de uma profissão. Trata-se de uma bifurcação de caminhos entre a vida ou morte. E, nesse instante, ele está só. Mas o pai não sabe.

Assumindo de vez o ponto de vista paterno, o filme percorre então o que seria uma espécie de road movie do terror, com Riadh buscando o filho além das fronteiras de seu país. Apoiado em pistas tênues, ele tenta alcançar a Síria através da Turquia, servindo-se de “coiotes” que fazem a travessia clandestina a troco de dinheiro, claro.

Em entrevistas, o diretor tem dito que tirou a história de um fato real que ele soube através do noticiário, ouvido no rádio do carro. A reportagem falava da história de um pai que não havia hesitado em arriscar a própria vida para ir atrás do filho que se havia convertido ao radicalismo e aderido ao Estado Islâmico. Para tentar encontrar esse jovem e salvá-lo da morte certa, esse pai da vida real atravessa fronteiras como clandestino e tenta resgatá-lo em esconderijos do grupo radical. Dessa fonte realista de inspiração, Ben Attia tomou seu ponto de partida, que desenvolve com criatividade de artista e imaginação. Seu porto seguro será a questão: o que sentirá nessas condições um pai que ama seu filho?

Ben Attia oscila entre o registro real e o do sonho – no caso, o do pesadelo. Mesmo aí é ambíguo. Muito do que se apresenta como sonho pode ser, na verdade, um dado de realidade. Como se o pai, uma vez embarcado na aventura, não conseguisse mais distinguir uma dimensão da outra. Porque tudo, no fundo, se converte num grande e difuso pesadelo. Do qual ele tentará emergir. Mas Riadh nunca será o mesmo. O filme é perturbador. Deixa mais dúvidas que certezas. É magnífico.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Após discussão, homem atropela o outro de propósito, no Madre Germana 2

A PM foi acionada para atender a ocorrência, e, quando chegou ao local, foi informada pela família da vítima sobre o ocorrido.

Por Ton Paulo
09/01/2019, 08h15

Um bate-boca entre dois homens na madrugada desta quarta-feira (9/1), no Setor Madre Germana 2, em Goiânia, resultou num atropelamento proposital, atendido tanto pelo Corpo de Bombeiros quanto pela Polícia Militar (PM).

Tudo aconteceu por volta de 00h55 na Rua José Barbosa Reis, no Setor Madre Germana 2, em Goiânia, quando Geraldo Emerson de Almeida, de 43 anos, atropelou intencionalmente seu desafeto, Lucivando Nunes Bezerra, de 40, após os dois discutirem e trocarem ofensas no local mencionado.

A PM foi acionada para atender a ocorrência, e, quando chegou ao local, foi informada pela família da vítima sobre o ocorrido.

De acordo com os bombeiros, Lucivando teve uma fratura exposta na perna esquerda por causa do atropelamento. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital de Urgências de Goiânia.

Já o suspeito do atropelamento, Geraldo Emerson, ainda tentou fugir, mas foi detido pela Polícia Militar e encaminhado para a Central de Flagrantes.

O condutor de uma caminhonete foi flagrado atropelando de propósito o motorista de um outro veículo após uma discussão, na manhã desta terça-feira (9), no Centro de Goiânia.

Além do Madre Germana 2, caso semelhante aconteceu em outubro do ano passado

Em outubro deste ano, um caso semelhante ocorreu no Centro de Goiânia, no cruzamento de duas ruas. De acordo com um jornal local, uma discussão teria começado depois que o condutor de uma caminhonete desrespeitou o sinal de Pare no cruzamento da Rua 20 com a Rua 21, e por pouco não bateu no Corsa.

Um pouco à frente do cruzamento, o motorista do Corsa parou o veículo e desceu com uma chave de rodas na mão, ocasião em que o motorista da camionete o atropelou, e invadiu um estacionamento privado, derrubando o portão.

Testemunhas contaram à PM à época que o condutor da caminhonete só não passou em cima do motorista do Corsa porque testemunhas gritaram muito e bateram com as mãos na carroceria do veículo.

O homem foi encaminhado para o hospital e recebeu acompanhamento por uma equipe de ortopedia da unidade. À época, o hospital informou que ele estava consciente, respirando de forma espontânea, com uma fratura exposta de tíbia, na perna direita.

O condutor da camionete, que tem 72 anos, foi identificado pela PM, que teria ouvido de familiares na época a promessa de que ele irá se apresentar no mesmo dia à Polícia Civil.

Via: Mais Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Caiado anuncia data para o pagamento dos servidores do Estado

Segundo Caiado, o servidores vão receber o salário no dia 25 de janeiro, quando, segundo ele, 80% da folha será quitada.

Por Ton Paulo
09/01/2019, 09h35

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), anunciou na última terça-feira (8/1), através de uma live nas redes sociais, a data confirmada de quando será feito o pagamento dos servidores do Estado referente ao mês de janeiro. Segundo Caiado, o servidores vão receber o salário no dia 25 de janeiro, quando, segundo ele, 80% da folha será quitada. Entretanto, em relação ao salário de dezembro, Caiado disse que ainda “busca saídas”.

O anúncio do governador aconteceu durante uma live pelo Facebook, que também foi transmitida pela TV Brasil Central e Rádio Brasil Central. Nela, Caiado disse que até o dia 28, no mais tardar no dia 30, vai saldar o restante (20%).

Quanto aos salários do mês de dezembro, Caiado disse que “está lutando como ninguém para conseguir o dinheiro” para pagar os servidores. Segundo ele, sua equipe está avaliando contratos, apurando os desvios e realizando auditoria em todas as secretarias. “Tão logo a gente tenha o mínimo de dinheiro, vamos quitar a folha. Podem ter certeza disso. Não quero é definir data e não cumprir o compromisso. Então, me deem um prazo mínimo”, declara.

Segundo o governador, a solução para o pagamento de dezembro não é simples porque o Estado não pode nem mesmo pegar empréstimo junto ao Governo Federal. O motivo é a inadimplência deixada pela gestão anterior. “Goiás foi rebaixado para a última nota que existe junto ao Tesouro Nacional, que é a nota D. O Estado de Goiás não tem aval nenhum para contrair empréstimos. Essa é a nossa realidade. Mas isso em nada me desestimula ou desanima”, explica.

Para reverter essa situação o governo estadual espera conseguir entrar no Regime de Recuperação Fiscal (RFF) do Governo Federal. “Não queremos transferir o problemas de Goiás para a União. Nós temos capacidade de recuperar o Estado, mas neste momento é fundamental que o governo federal nos poupe do pagamento da dívida, das parcelas e juros por um período. O que pedi ao ministro (Paulo Guedes) foi que em vez dos três anos de prazo, nos dê 18 meses. Por mais que eu tenha restrições, Goiás sairá do buraco”, afirma o governador Ronaldo Caiado.

Secretária de Caiado se reuniu com Tesouro Nacional em Brasília

A secretária da Fazenda, Cristiane Schmidt, foi à Brasília na última segunda-feira (7/1) para se encontrar com uma equipe do Tesouro Nacional. A reunião definiu a antecipação da visita de uma equipe técnica da pasta do governo federal a Goiás para avaliar as contas do Estado. De acordo com a secretária, a vinda dos técnicos de Brasília, anteriormente prevista para o dia 21 de janeiro, foi antecipada para o dia 14, próxima segunda-feira. “Essa antecipação significa uma sensibilidade muito grande do governo federal com a situação de Goiás”.

Mesmo com a antecipação da vinda da equipe do ministério, a data para pagamento do salário referente a dezembro continua incerta. “Por lei, mesmo que tivéssemos esse dinheiro em caixa hoje, o que não temos, o pagamento de dezembro não foi empenhado então não pode ser feito. Precisamos regularizar o procedimento do empenho primeiro”, disse a secretária.

Quanto ao décimo terceiro salário dos servidores do Estado de Goiás, Cristiane afirmou que vai continuar sendo pago no mês do aniversário. A afirmação foi feita em exclusiva para o repórter Jânio Rodrigues, durante cobertura ao pronunciamento do governador Ronaldo Caiado pelas redes sociais.

Crise fiscal dificulta pagamento dos servidores do Estado

Segundo o governador Caiado, o ex-governador de Goiás, Zé Eliton (PSDB), deixou o Estado à beira da falência. Afirmação foi feita em entrevista à Globo News, no última dia 8/1.

Caiado declarou que Zé Eliton deixou no Estado um dívida de 3,4 bilhões de reais, para um valor em caixa de R$ 11 milhões, fato este que estaria tornando inviável o pagamento integral dos salários do funcionalismo público.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

OS abre inscriçōes para preencher 323 vagas em hospitais de Goiânia e Aparecida de Goiânia

Os salários para selecionados das vagas em hospital de Goiânia e Aparecida de Goiânia, variam entre R$ 1.033,26 e R$ 13.686,00.
09/01/2019, 09h41

As inscriçōes do processo seletivo do Instituto de Gestão e Humanização (IGH) começam amanhã (9/1) e se estende até a próxima segunda-feira (14/1). Estão disponíveis 323 vagas de emprego em hospitais de Goiânia e Aparecida de Goiânia, com salários entre R$ 1.033,26 e R$ 13.686,00.

Os cargos disponíveis são de Auxiliar de Farmácia, Auxiliar de Lavanderia, Auxiliar de Manutenção, Agente de Portaria, Analista de Departamento Pessoal, Anestesiologista, Cardiologista, Cirurgião Bucomaxilofacial, Coordenador Médico, Cirurgião Geral, Cirurgião Pediátrico, Cirurgião Vascular, Eletricista, Encarregado de Manutenção, Endocrinologista, Engenheiro Civil, Engenheiro de Segurança do Trabalho, Gastropediatra, Infectologista, Médico Clínico, Médico Ginecologista, Médico Intensivista, Nefropediatra, Neonatologista, Nutricionista, Obstetra, Ortopedista, Odontólogo, Pediatra, Pedreiro, Pintor, Técnico de Laboratório, Técnico em Refrigeração.

Para participar do processo seletivo, o candidato deve ter idade igual ou superior a 18 anos; apresentar a documentação solicitada no no edital; estar habilitado a desempenhar as funçōes do cargo ao qual de candidata  e no caso dos homens, estar em dia com Serviço Militar.

O processo seletivo é para contratação celetista e formação de cadastro de reserva. O edital está disponível no site do instituto, na aba “Transparência”, em seguida em  “Goiás”

Etapas do processo seletivo

O processo do IGH é dividido em cinco etapas: Análise documental e análise curricular; entrevista por competências; aplicação de teste psicológicos; avaliação técnica e entrega de documentação e exame médico Admissional.

As unidades de saúde que os nomeados irão atuar são os três hospitais administrados pela Organização Social: Hospital Estadual Materno-Infantil Dr Jurandir do Nascimento (HMI), Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia Dr Cairo Louzada (Huapa) e para o Hospital Estadual e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (HEMNSL).

Inscriçōes do processo seletivo para vagas em hospitais de Goiânia e Aparecida de Goiânia

As inscriçōes serão gratuitas, realizadas somente na forma presencial no Escritório Regional do IGH em Goiás, das 8h às 15h. De acordo com o edital, os interessados devem comparecer no local com formulário de inscrição preenchido e documentos em mãos.

O escritório fica localizado na Avenida Perimetral, quadra 37, lote 74, s/n, Setor Coimbra. Mais detalhes podem ser obtidos no (62) 3217.8956.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

João de Deus será ouvido mais uma vez, ainda hoje, em Aparecida de Goiânia

Conforme a assessoria de imprensa da Polícia Civil, João de Deus será ouvido na Agência Prisional do município.
09/01/2019, 10h45

O médium João de Deus será ouvido mais uma vez, ainda nesta quarta-feira (9/1) na Agência Prisional, em Aparecida de Goiânia. O inquérito sobre a posse ilegal de armas de fogo deve ser finalizado hoje e enviado ao Poder Judiciário. A perícia em objetos apreendidos, como pedras preciosas e notebook, ainda está sendo realizada.

Conforme a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o resultado dos laudos será determinante para os próximos passos nas investigações, que continuam sendo mantidas em sigilo para não atrapalhar o andamento do trabalho policial.

O médium também será investigado pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) por mais um crime. Duas ativistas de Direitos foram ouvidas ontem (8/1) e relatam que tem conhecimento de possíveis crimes do líder espiritual sobre tráfico internacional de crianças.

Os depoimentos das ativistas Sabrina Bittencourt e Maria do Carmo foram colhidos pelas promotoras Patrícia Otoni e Gabriella de Queiroz. De acordo com a assessoria, a força -tarefa do MP-GO irá analisar todas as denúncias feitas.

Denúncias de ativistas contra João de Deus sobre tráfico de crianças ganharam repercussão na internet

As denúncias feitas pelas ativistas ganharam repercussão na internet, depois de um vídeo feito por  Sabrina ter sido publicado publicado no Facebook no dia 03 de janeiro de 2019.  A ativista afirma que João de Deus possui uma quadrilha e que ele tem uma rede de tráfico de bebês que atua há mais de 20 anos. Os bebês seriam vendidos na Europa, Estados Unidos e Austrália.

Confira o vídeo abaixo

MP prepara denúncia por abusos sexuais contra João de Deus

O Ministério Público prepara uma nova denúncia contra João de Deus por abusos sexuais. Os promotores irão ouvir novamente o médium sobre os crimes que integra o documento. O médium está preso desde o dia 16 de dezembro, no Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia, após se entregar a policia de Abadiânia. Ele nega as acusações.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil,  o inquérito ainda não foi concluído, pois ainda são aguardados os  laudos das armas apreendidas na casa de João de Deus, em Abadiânia. Uma avaliação das pedras preciosas e dinheiro que  também foram encontrados na residência do médium é realizada por peritos da Caixa Econômica Federal. Além disso, são aguardados resultados de outros laudos  sobre a perícia feita na Casa Dom Inácio de Loyola.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.