Goiás

João de Deus será ouvido mais uma vez, ainda hoje, em Aparecida de Goiânia

Conforme a assessoria de imprensa da Polícia Civil, João de Deus será ouvido na Agência Prisional do município.
09/01/2019, 10h45

O médium João de Deus será ouvido mais uma vez, ainda nesta quarta-feira (9/1) na Agência Prisional, em Aparecida de Goiânia. O inquérito sobre a posse ilegal de armas de fogo deve ser finalizado hoje e enviado ao Poder Judiciário. A perícia em objetos apreendidos, como pedras preciosas e notebook, ainda está sendo realizada.

Conforme a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o resultado dos laudos será determinante para os próximos passos nas investigações, que continuam sendo mantidas em sigilo para não atrapalhar o andamento do trabalho policial.

O médium também será investigado pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) por mais um crime. Duas ativistas de Direitos foram ouvidas ontem (8/1) e relatam que tem conhecimento de possíveis crimes do líder espiritual sobre tráfico internacional de crianças.

Os depoimentos das ativistas Sabrina Bittencourt e Maria do Carmo foram colhidos pelas promotoras Patrícia Otoni e Gabriella de Queiroz. De acordo com a assessoria, a força -tarefa do MP-GO irá analisar todas as denúncias feitas.

Denúncias de ativistas contra João de Deus sobre tráfico de crianças ganharam repercussão na internet

As denúncias feitas pelas ativistas ganharam repercussão na internet, depois de um vídeo feito por  Sabrina ter sido publicado publicado no Facebook no dia 03 de janeiro de 2019.  A ativista afirma que João de Deus possui uma quadrilha e que ele tem uma rede de tráfico de bebês que atua há mais de 20 anos. Os bebês seriam vendidos na Europa, Estados Unidos e Austrália.

Confira o vídeo abaixo

MP prepara denúncia por abusos sexuais contra João de Deus

O Ministério Público prepara uma nova denúncia contra João de Deus por abusos sexuais. Os promotores irão ouvir novamente o médium sobre os crimes que integra o documento. O médium está preso desde o dia 16 de dezembro, no Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia, após se entregar a policia de Abadiânia. Ele nega as acusações.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil,  o inquérito ainda não foi concluído, pois ainda são aguardados os  laudos das armas apreendidas na casa de João de Deus, em Abadiânia. Uma avaliação das pedras preciosas e dinheiro que  também foram encontrados na residência do médium é realizada por peritos da Caixa Econômica Federal. Além disso, são aguardados resultados de outros laudos  sobre a perícia feita na Casa Dom Inácio de Loyola.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.