Goiás

Criança de quatro anos provoca incêndio na casa da avó, em Formosa

O fogo atingiu móveis, esquadrias e roupas que estavam no quarto, onde o incêndio se concentrou com intensa produção de fumaça.
10/01/2019, 13h54

Uma criança de 4 anos provocou um incêndio na casa da avó em Formosa, localizado a 280 quilômetros de Goiânia.  Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionados para combater o incêndio ontem (9/1), em uma residência, no bairro Lagoa dos Santos. Ninguém ficou ferido.

No local, os bombeiros estabeleceram as medidas externas de segurança, fizeram o adentramento à edificação, o combate às chamas e as operações de rescaldo. Conforme a corporacão, o incêndio se concentrou em um dos quartos da casa com intensa produção de fumaça. O fogo atingiu móveis, esquadrias e roupas que estavam no cômodo. As chamas também atingiram parte do forro do banheiro.

A mulher contou aos bombeiros que essa não é a primeira vez que a neta coloca fogo em objetos da casa. A versão dela também foi confirmada para a equipe de perícia que esteve no local na manhã de hoje (10/1).

O trabalho para combater o fogo durou cerca de uma hora. Na ocasião foram utilizados mil litros de água da reserva do caminhão da corporação.

Criança de quatro anos incendeia casa da avó, em Formosa
Incêndio se concentrou em um dos quartos da casa com intensa produção de fumaça: Reprodução/Corpo de Bombeiros

Criança da mesma idade provoca incêndio em Goiânia

Enquanto a mãe trabalhava, uma criança de quatro anos ateou fogo em casa, no setor Goiânia Viva, em Goiânia. A ocorrência foi registrada no dia 9 de novembro de 2018.

O menino teria ateado fogo acidentalmente um colchão, cujas chamas rapidamente se alastraram para o resto da casa, se transformando num incêndio de grandes proporções. No momento do acidente também havia um rapaz de 22 anos na residência, que dormia no momento do ocorrido. Na ocasião ninguém se feriu, mas a família acabou perdendo tudo.

O acidente ocorreu na casa de Lidiane Araújo Oliveira, de 29 anos. Ela que é cuidadora de um idoso com Alzheimer, veio da cidade de Buriti Alegre, interior do Estado, e morava de favor na casa que ficou completamente destruída, com seus quatros filhos. Ao todo, oito pessoas, quatro crianças e quatro adultos, viviam no local.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.