Brasil

Dois suspeitos de matar e esquartejar família de bolivianos no Brasil são presos

Prisão temporária foi decretada pela Justiça, na noite desta quarta-feira, 9.
10/01/2019, 16h37

Dois suspeitos de terem participado da morte de um casal de bolivianos e do filho deles foram presos, após terem a prisão temporária decretada pela Justiça, na noite desta quarta-feira, 9. Os corpos das vítimas, que estavam desaparecidas desde 23 de dezembro, foram encontrados esquartejados na noite de terça, 8, em uma casa de Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo.

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos negaram a participação direta no crime, mas entraram em contradição durante seus depoimentos. A prisão foi autorizada para evitar a fuga deles.

Os suspeitos Miguel Alvaro Bautista Silva e Roberto Kally Javier, são amigos do principal suspeito, Gustavo Vargas Arias, que está foragido e também teve a prisão decretada. Arias é cunhado de Irma Morante Sanizo, de 38 anos, uma das vítimas. Ela e o marido, Jesus Reynaldo Condori Sanizo, de 39 anos, eram donos de uma pequena confecção no Brás, em São Paulo. O filho do casal, Gian Abner Morante Condori, de 8 anos, também foi assassinado.

Arias veio da Bolívia para trabalhar com as vítimas e, de acordo com o delegado Eliardo Amoroso Jordão, a principal hipótese é de que o crime teve motivação financeira.

O cunhado estava interessado em assumir os negócios da família e teria pedido ajuda aos suspeitos. Para um deles, Sanizo devia cerca de R$ 1,8 mil. Jordão espera a prisão de Arias para esclarecer como e onde o crime aconteceu. Acredita-se que os três foram mortos em São Paulo, tiveram os corpos cortados, colocados em malas e levados para a casa alugada em Itaquaquecetuba.

A investigação apontou que Arias se encontrou com um dos suspeitos no dia 7 de janeiro, quando já tinha deixado de fazer contato com a própria família.

Segundo o delegado, o cônsul da Bolívia esteve na delegacia, em Itaquaquecetuba, para tomar ciência das investigações e confirmou que toda a polícia boliviana está buscando o suspeito. É dado como certo que ele fugiu para o país vizinho.

Os corpos do casal e da criança foram encontrados esquartejados e enrolados em camadas de plástico, no interior de três malas grandes, no banheiro da casa. O imóvel tinha sido alugado por Arias com o pretexto de servir como depósito de máquinas de confecção. Até a tarde desta quinta-feira, 10, a família não tinha decidido se o sepultamento seria em São Paulo ou na Bolívia.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Educação

Prefeito Iris Rezende anuncia aumento salarial para professores de Goiânia

O reajuste já será pago na folha referente ao mês de janeiro.

Por Ton Paulo
10/01/2019, 16h40

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende, anunciou nesta quinta-feira (10/1), um aumento de 4,17% no piso salarial de 2019 dos professores da rede municipal de Ensino. De acordo com informações da Prefeitura, o reajuste contempla o salário-base, gratificação de regência e auxílio locomoção dos cerca de 10 mil docentes da rede. O reajuste já será pago na folha referente ao mês de janeiro e antecipa definição nacional para correção do salário da categoria.

Segundo informações da assessoria do Paço Municipal, para Iris Rezende, o aumento “representa o reconhecimento da gestão municipal ao trabalho realizado pelos professores de Goiânia”. O prefeito afirmou que, conforme as possibilidades do Município de Goiânia, será garantida a valorização dos “mestres e a melhoria das condições de trabalho nas escolas”.

Ainda segundo informações da Prefeitura, o pagamento do piso salarial obedece a Lei 11.738/2008, cujo texto garante o vencimento mínimo aos profissionais da educação básica com formação em magistério, nível médio, para jornada de até 40 horas semanais.

Os professores em início de carreira, com carga horária e formação equivalentes ao definido pela lei do piso, passam a receber vencimentos a partir de R$ 2.568,32 mais gratificação de regência no valor de R$ 650,41 e auxílio locomoção de R$ 532,85.

O impacto na folha de pagamento será de 28 milhões anuais. A iniciativa reflete a constante preocupação da Prefeitura de Goiânia em valorizar o profissional da área da educação. No final de 2018, os docentes receberam o retroativo referente à diferença do piso salarial de 2014.

Enquanto Iris Rezende dá aumento salarial para professores do Município, Caiado propõe parcelamento dos salários dos servidores do Estado

Enquanto os servidores da Educação do Município obtêm reajuste salarial, os do Estado tentam receber os salários atrasados referentes a dezembro.

Na quinta-feira (3/1), representantes de vários sindicatos de servidores públicos estaduais se reuniram com o governador do Estado de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), e a secretária da Fazenda, Cristiane Alkmin Junqueira Schmidt e deputados estaduais para discutir a questão do pagamento dos salários referentes ao mês de dezembro de 2018. Na reunião, que ocorreu no Palácio Pedro Ludovico, foi proposto aos líderes dos sindicatos um parcelamento para para pagamentos dos atrasados, proposta essa rejeitada por eles.

A reunião durou pouco mais de duas horas e foi realizada a portas fechadas no Palácio. A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação em Goiás (Sintego), Bia de Lima, chegou a postar um vídeo em suas redes sociais no dia, onde comentou a decisão de recusar o parcelamento dos salários de dezembro. “O governador fez questão de chamar as entidades pra mostrar a difícil realidade financeira do Estado, que não é novidade pra nós. No entanto, apresentou a proposta de parcelar o salário de dezembro. Nós não concordamos com isso e dissemos isso pra ele, que não tem acordo nessa possibilidade”.

A presidente disse ainda que outra saída será buscada, e uma nova audiência foi marcada para o dia 17 de janeiro.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Missão do governo federal vai determinar se Goiás pode entrar no Regime de Recuperação Fiscal (RRF)

Análises dos orçamentos de 2018 e 2019 e outros requisitos vão mostrar se Goiás pode aderir ao regime.
10/01/2019, 17h09

Uma equipe do Ministério da Economia, vai vir a Goiás na próxima segunda-feira (14/1) e fica no Estado até quarta-feira (16/1). A visita desta equipe foi confirmada pela Secretária de Estado da Fazenda de Goiás, Cristiane Schmidt. A missão do governo federal vai determinar se Goiás pode entrar no Regime de Recuperação Fiscal (RRF).

A visita da equipe do governo federal, vai trabalhar durante os três dias, para levantar dados que serão enviados ao Ministro de Economia, Paulo Guedes. O trabalho vai ser feito ao lado da secretária de fazenda de Goiás, e tem como principal objetivo analisar os orçamentos no Estado dos anos de 2018 e 2019.

Levantamento vai determinar se Goiás atende as condições para entrar no Regime de Recuperação Fiscal

Com o levantamento feito pela missão, o governo federal busca verificar se o Goiás tem condições de ser incluído no RRF. A Secretaria da Fazenda (Sefaz) divulgou um cronograma dos trabalhos, o primeiro dia vai ser marcado pela apresentação do processo orçamentário do Estado e as projeções de receita do Estado para 2019.

De acordo com a secretaria, o segundo dia vai ser para análise dos pagamentos dos servidores do Estado e da dívida pública do Estado. No último dia da missão em Goiás, a pauta abordada vão ser os padrões contábeis adotados em Goiás. A Sefaz quer através da visita, encontrar uma maneira de fazer os trabalhos conforme a Secretaria do Tesouro Nacional tem trabalhado.

Uma das tratativas do governador Ronaldo Caiado (DEM) é que o Estado possa aderir ao RRF, para aliviar os juros e amortizações a serem pagos para União, com o intuito de pagar a folha salarial dos servidores. Vale lembrar que alguns servidores do Estado, não receberam o salário de dezembro, e a proposta de Caiado foi fazer um parcelamento referente ao pagamento. Em contra partida, o governador anunciou durante a semana, que vai pagar 80% dos salários dos servidores do mês de janeiro até o dia (25/1) e os outros 20% no mais tardar até o dia (30/1).

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Centro de Convenções Goiânia: um dos maiores centros de eventos em Goiás

O Centro de Convenções Goiânia (CCGO) é uma das melhores opções de Goiás para comportar eventos de grande porte, sejam shows, feiras, exposições e muito mais!
10/01/2019, 17h33

Localizado exatamente no coração da cidade, no Setor Central, o Centro de Convenções Goiânia (CCGO) fica em meio a três das principais vias de acesso da capital, bem pertinho de uma rede hoteleira extensa e de excelente qualidade. O espaço é perfeito para a realização ou participação de eventos, contando com uma estrutura imponente, com amplo estacionamento coberto e equipe treinada para sempre garantir o melhor atendimento para seus contratantes e o público em geral.

Apenas para que você tenha ideia, este é um dos maiores e mais modernos centros de eventos em todo o estado, com capacidade para realizar até seis eventos simultâneos. Os espaços são climatizados, garantindo ainda mais conforto para quem vai até lá, possuindo ainda um estacionamento interno com 700 vagas comuns e áreas para depósito e descarga. Não é à toa que sempre é escolhido pelos maiores eventos realizados na capital.

Um pouquinho mais sobre o Centro de Convenções Goiânia

Centro de Convenções Goiânia: um dos maiores centros de eventos de Goiás
Foto: Reprodução/ CCGO, Teatro Rio Vermelho

Inaugurado pelo governo estadual em abril de 1994, atualmente o CCGO é administrado pela Porto Belo Engenharia e Comércio. Sua estrutura conta com 51.086 m², distribuídos em dois diferentes pavilhões destinados para a realização de feiras, um com 5.013 m² e outro com 3.820 m², ambos no pavimento térreo.

Ainda é possível encontrar, no 1º andar, uma área de 1.861,80 m² destinada a exposições, englobando um auditório que oferece 600 lugares e 12 salas confortáveis, sendo que a maior delas conta com 400 lugares e a menor, com 65.

Como se não bastasse, ainda é possível encontrar 3 salas no Pavilhão Azul, 2 áreas externas dos pavilhões, 3 espaços multiuso, 1 lanchonete e 1 restaurante de comidas típicas. Ah, e vale lembrar que ainda há o espaço do Teatro Rio Vermelho, bastante utilizado para a realização de eventos de médio e grande porte no segmento corporativo.

Centro de Convenções Goiânia: um dos maiores centros de eventos de Goiás
Foto: Reprodução/ CCGO, Auditório Lagoa Azul

Poucos são os espaços parecidos na região Centro-Oeste, fazendo com que o Centro de Convenções Goiânia seja sempre ponto de destaque. Seu atendimento é diferenciado e garante apoio logístico e operacional durante a realização de eventos no ambiente.

É ideal para receber congressos, feiras, formaturas, shows, espetáculos culturais, convenções, palestras, eventos corporativos e sociais e muito mais. Para mais informações você pode acessar o site do CCGO, basta clicar aqui!

Espaços do local

1 – Teatro Rio Vermelho

2 – Auditório Lagoa Azul

3 – Salas

4 – Exposições:

  • Espaço Cerrado
  • Pavilhão Verde
  • Pavilhão Azul

5 – Espaços Multiuso:

  • Espaço Goyas
  • Sala Paranaíba
  • Hall da Rua 30

Telefone para contato: (62) 3219-3300

Endereço: Rua 4, 1400 – St. Central, Goiânia – GO, 74025-020

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Suspeito de tráfico internacional é preso, em Valparaíso

Carros eram roubados e trocados por drogas no Paraguai, para serem revendidas no Distrito Federal e no Entorno.
10/01/2019, 18h56

Um homem foi preso na última quarta-feira (9/1) na cidade de Valparaíso, no Entorno do Distrito Federal (DF) suspeito de tráfico de drogas internacional e integrar uma organização criminosa especializada nesse tipo de crime.

A prisão do suspeito foi efetuada devido a um mandado de prisão expedido contra o suspeito. O homem foi identificado como Jeferson de Matos Melo, de 30 anos, e foi preso pelos policiais civis da cidade de Valparaíso.

O comando da operação que terminou com a prisão de Jeferson, foi do delegado Rodrigo Mendes. “Nós recebemos uma denúncia anônima de que ele estaria escondido na cidade de Valparaíso”, conta o delegado.

Conforme o delegado, o caso foi repassado primeiro para o 1º Departamento Policial de Luziânia, que após receber as denúncias foi até a delegacia de Valparaíso pediu o apoio para cumprir o mandado de prisão. “Os policiais fizeram campana no local das denúncias, mas não conseguiram efetuar a prisão inicialmente. Depois de fazer levantamentos, até mesmo entrando em contato com a cidade de Ponta Porã, no Mato Grosso do sul (MS), no final da tarde retornamos ao local e conseguimos dar cumprimento ao mandado”, explica o delegado.

Roubava carros e os trocava por drogas no Paraguai

Segundo Rodrigo Mendes, Jeferson faz parte de uma organização criminosa especializada nesse tipo de crime, e que a maioria está presa, mas um segue foragido e outro morreu em confronto com a polícia.

“Eles roubavam carros de alto valor como caminhonetes Hylux, Frontier e passavam com os veículos por Ponta Porã (MS), os levando para a cidade de Juan Pablo Caballero, no Paraguai. E lá eles trocavam os carros por drogas para revender no Distrito Federal e no Entorno”, conta o delegado.

Após a prisão do suspeito, a polícia gravou um vídeo em que ele confessa os crimes, e que estava com uma Frontier para levar para o município paraguaio. Conforme o vídeo, o suspeito afirma que iria trocar o veículo por 300 kg de maconha para revender no DF e no Entorno.

Veja o vídeo abaixo:

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.