Goiás

Marido é preso em flagrante por ameaçar e manter esposa em cárcere privado, em Bom Jesus

Denúncia foi feita pelo número 180, que é para denúncia de violência contra a mulher, que levou a polícia até Aldomiro.
10/01/2019, 14h22

Um homem de 40 anos foi preso em flagrante na tarde desta quinta-feira (10/1) na cidade de Bom Jesus de Goiás, a 218 quilômetros de Goiânia, suspeito de ameaçar e manter a esposa em cárcere privado e por posse ilegal de arma de fogo.

De acordo a Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) o suspeito foi identificado como Aldomiro Alves, de 40 anos, e a prisão foi efetuada na Fazenda Santa Lúcia, na Zona Rural de Bom Jesus. A polícia afirmou que recebeu denúncias através do número 180, que é para denúncia de violência contra a mulher, de que o homem estava batendo em sua esposa, que não teve o nome divulgado, e a estava mantendo em cárcere privado.

Polícia constata que mulher era mantida em cárcere privado

Após receber as denúncias, a polícia iniciou as diligências para constatar a veracidade das informações. Ao chegar na fazenda em que o casal reside, os policiais da ocorrência entrevistaram a mulher e constataram que as informações repassadas eram verdadeiras. Com a confirmação, foi dada voz de prisão a Aldomiro, que foi preso em flagrante.

Durante a ocorrência, a polícia vistoriou a casa do casal e encontrou duas armas de fogo, que foram apreendidas. O que rendeu ao suspeito mais uma autuação em flagrante, por posse ilegal de arma de fogo. Aldomiro foi preso em flagrante pelos crimes de cárcere privado e posse ilegal de arma de fogo. O suspeito foi levado para o presídio da cidade e está à disposição da justiça.

Jovem mantida em cárcere privado é resgatada, em Brasília

No final do mês de dezembro de 2018, uma jovem, de 18 anos, foi libertada pela polícia, após ser mantida por quatro meses em cárcere privado por uma seita religiosa, na cidade do Gama, em Brasília. Segundo as informações publicadas pelo Portal Dia Online a moça conseguiu pegar escondido o celular da líder religiosa e enviar uma mensagem com o pedido de socorro para conhecidos de Goiânia.

Os conhecidos da jovem compareceram a Delegacia do Gama e apresentaram a denúncia. O delegado do caso Vander Braga, iniciou as diligências, e afirmou que ao chegar na comunidade, e constatou a veracidade das denúncias. A jovem foi liberada e a líder religiosa presa em flagrante. No entanto, a líder passou por audiência de custódia, onde foi liberada e vai responder o processo em liberdade.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.