Economia

Missão do governo federal vai determinar se Goiás pode entrar no Regime de Recuperação Fiscal (RRF)

Análises dos orçamentos de 2018 e 2019 e outros requisitos vão mostrar se Goiás pode aderir ao regime.
10/01/2019, 17h09

Uma equipe do Ministério da Economia, vai vir a Goiás na próxima segunda-feira (14/1) e fica no Estado até quarta-feira (16/1). A visita desta equipe foi confirmada pela Secretária de Estado da Fazenda de Goiás, Cristiane Schmidt. A missão do governo federal vai determinar se Goiás pode entrar no Regime de Recuperação Fiscal (RRF).

A visita da equipe do governo federal, vai trabalhar durante os três dias, para levantar dados que serão enviados ao Ministro de Economia, Paulo Guedes. O trabalho vai ser feito ao lado da secretária de fazenda de Goiás, e tem como principal objetivo analisar os orçamentos no Estado dos anos de 2018 e 2019.

Levantamento vai determinar se Goiás atende as condições para entrar no Regime de Recuperação Fiscal

Com o levantamento feito pela missão, o governo federal busca verificar se o Goiás tem condições de ser incluído no RRF. A Secretaria da Fazenda (Sefaz) divulgou um cronograma dos trabalhos, o primeiro dia vai ser marcado pela apresentação do processo orçamentário do Estado e as projeções de receita do Estado para 2019.

De acordo com a secretaria, o segundo dia vai ser para análise dos pagamentos dos servidores do Estado e da dívida pública do Estado. No último dia da missão em Goiás, a pauta abordada vão ser os padrões contábeis adotados em Goiás. A Sefaz quer através da visita, encontrar uma maneira de fazer os trabalhos conforme a Secretaria do Tesouro Nacional tem trabalhado.

Uma das tratativas do governador Ronaldo Caiado (DEM) é que o Estado possa aderir ao RRF, para aliviar os juros e amortizações a serem pagos para União, com o intuito de pagar a folha salarial dos servidores. Vale lembrar que alguns servidores do Estado, não receberam o salário de dezembro, e a proposta de Caiado foi fazer um parcelamento referente ao pagamento. Em contra partida, o governador anunciou durante a semana, que vai pagar 80% dos salários dos servidores do mês de janeiro até o dia (25/1) e os outros 20% no mais tardar até o dia (30/1).

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.