Goiás

Eletricista morre após receber descarga elétrica durante manutenção, em Mineiros

Deivid Sebastião Pereira de Oliveira, 32 anos, recebeu uma descarga elétrica, ontem (10/1) por volta das 14h30.
11/01/2019, 11h27

Um homem morreu eletrocutado após receber uma descarga elétrica durante a manutenção de uma subestação de Portelândia, instalada na zona rural de Mineiros -GO.  O caso aconteceu ontem (10/1)  por volta das 14h30.

Deivid Sebastião Pereira de Oliveira, 32 anos, era natural de Portelândia, município localizado a 450 quilômetros de Goiânia.  Ele era eletricista de uma empresa com sede em Aparecida de Goiânia, que presta serviço de manutenção de redes de distribuição de energia elétrica para Enel Distribuição Goiás.

Informaçōes iniciais de uma rede social de Mineiros, relata que a equipe havia se deslocado para um ponto de defeito. Ao encontrar uma cruzeta danificada, o eletricista teria realizado procedimentos sem autorização da rede de controle e descumprido às medidas de segurança, momento em que teria ocorrido o acidente.

O eletricista fazia parte de uma equipe de emergência da prestadora de serviço. No local, ele realizava serviços de manobras em rede 34,5 kV no alimentador da Subestação Parque das Emas (Mineiros) – Subestação Portelândia.  O Instituto Médico Legal (IML) e os peritos da Polícia Técnico-Científica foram acionados para fazer perícia no local.

A reportagem entrou em contato com Enel para comentar o caso. A empresa esclarece que acompanha o caso junto à empresa parceira para identificar as causas do acidente.

Confira a nota na íntegra: 

A Enel Distribuição Goiás lamenta profundamente a morte de um colaborador da empresa parceira Omega Construções & Eletricidade. A companhia esclarece que está acompanhando o caso junto à empresa parceira para identificar as causas do acidente.

A Enel reforça que está em contato com a empresa para que seja prestada a assistência  à  família. A distribuidora ressalta ainda que a segurança dos seus colaboradores e parceiros é um dos principais valores da companhia.

Foto: Reprodução/ Facebook Giro de Notícias            Eletricista prestava serviço em uma substação em Mineiros-GO.

Criança recebe descarga elétrica durante passeio em Centro Cultural, em Goiânia

Um menino de 08 anos recebeu uma descarga elétrica durante um passeio, no último domingo (6/1), no Centro Cultural Oscar Niemeyer, em Goiânia. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu) foi chamado e prestou os primeiros socorros ao menino.

Conforme a mãe da criança, o filho andava de skate e ao se desequilibrar segurou em um poste, momento em que levou o choque e teve as mãos queimadas. Em entrevista, Julia Gracyella contou  que viu o momento que o filho levou o choque e ficou muito assustada, pois o menino tremia muito.

Conforme Julia, procurou a administração do centro cultural, mas não encontrou nenhum funcionário do centro, no dia do ocorrido. Em nota, afirmou que todos os processos emergenciais foram tomados e o poste em questão isolado pela vigilância.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Saúde

Em atraso, secretário de Saúde de Goiás anuncia pagamento das OSs do Estado

Em razão dos atrasos de repasse, algumas unidades mantidas pelas organizações chegaram a ameaçar fechar suas portas.

Por Ton Paulo
11/01/2019, 12h08

O secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, informou na manhã desta sexta-feira (11/01), o pagamento de todas as Organizações Sociais (OSs) que estão, atualmente, com a prestação de serviços ativa nas unidades de saúde do Estado. As OSs acumulam repasses do Estado em atraso, e algumas unidades mantidas pelas organizações chegaram a ameaçar fechar suas portas.

Em nota divulgada, Ismael informa que os repasses vão ser feitos nos dias 15 e 30 de janeiro. Ele ainda diz que a Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás (Sefaz) assegurou à pasta (da Saúde) a “viabilidade do cumprimento das obrigações para com as prestadoras de serviços”, para o pleno funcionamento das unidades de saúde.

Entretanto, a nota não especifica quanto será destinado para o pagamento das dívidas com as OSs, e se a quitação será feito de forma integral. Para se ter uma ideia, em visita ao Hospital Materno Infantil no início desse mês (1/1), o governador Ronaldo Caiado (DEM) foi informado por Márcio Gramosa, diretor do Hospital Materno Infantil, que a dívida do Estado com o Hospital é de R$ 65 milhões, mas que o ex-governador Zé Eliton havia feito o repasse de apenas R$ 6,5 milhões.

A reportagem do Dia Online entrou em contato com a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES), solicitando o detalhamento do pagamento às OSs anunciado, e aguarda um posicionamento da pasta.

Anúncio do secretário de Saúde de Goiás foi feito por meio de nota

A confirmação do pagamento das OSs do Estado de Goiás foi feito na manhã desta sexta-feira, por meio de uma nota oficial da pasta da Saúde.

Confira abaixo na íntegra:

“NOTA

O secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, informou hoje, 11/01, o pagamento de todas as Organizações Sociais (OS) que estão, atualmente, com a prestação de serviços ativa nas unidades de saúde do Estado. Os repasses serão feitos nos dias 15 e 30 de janeiro. Segundo Alexandrino, a Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás (Sefaz) assegurou à pasta a viabilidade do cumprimento das obrigações para com as prestadoras de serviços, a fim de garantir a plena assistência de saúde à população goiana.”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

PRF encontra caminhão abandonado na BR 060, que havia sido roubado em Pirenópolis

Após ser rendido pelos assaltantes, o motorista do caminhão roubado foi obrigado a seguir sentido Goianésia.
11/01/2019, 13h46

Durante policiamento pela  BR 060, na manhã de hoje (11/1) em Alexânia-GO, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou um caminhão estacionado na contramão de um posto de combustíveis. Após consultar o sistema, a corporação verificou que o caminhão havia sido roubado ontem (10/1) por volta das 16h, em Pirenópolis, município localizado a 125 quilômetros de Goiânia.

A ocorrência teve inicio quando o motorista do caminhão registrou o ocorrido hoje, na unidade operacional de Anápolis. O caminhão foi localizado, porém a carga não foi encontrada no veículo.

O condutor contou que, trafegava pela BR 153, nas proximidades do Km 399, sentido norte do país, onde faria a entrega dos produtos cosméticos. Durante o percurso, ele  precisou parar para verificar um possível problema na mangueira do rodoar do caminhão.  Neste momento, ele relata que foi abordado por um rapaz encapuçado e rendido  pelo assaltante.

Motorista do caminhão roubado fica em poder dos assaltantes durante 12h

De acordo com informaçōes da assessoria de imprensa da PRF, após ser rendido pelos assaltantes, o motorista foi obrigado a seguir sentindo Goianésia e depois de 20 km  a parar o caminhão. O condutor relatou que imediatamente foi colocado em um veículo de passeio, onde havia duas pessoas. Ele foi levado para uma casa onde permaneceu na mira dos assaltantes até as 04 horas da manhã desta sexta-feira (11/1).

Em seguida, a vitima foi deixada na BR 060, Km 59,  na cidade de Abadiânia-GO. Conforme relatos do motorista, ele foi andando até um posto de combustível, próximo ao local onde foi deixado e conseguiu ajuda.

A concessionária que administra a rodovia, encaminhou o motorista para fazer o registro do assalto junto a PRF, iniciando assim, as buscas pelo veículo. O caminhão foi localizado, porém a carga não foi encontrada no veículo. O caminhão foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Alexânia para as devidas providências.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Trânsito

Protesto de caminhoneiros interdita BR-153, em Jaraguá

Os caminhoneiros interditaram o trecho da BR na altura do KM 32, próximo ao trevo para Goianésia, em Jaraguá.

Por Ton Paulo
11/01/2019, 13h57

Um grupo de caminhoneiros faz, desde o início da manhã desta sexta-feira (11/1), um protesto na BR-153, em Jaraguá, a 120 quilômetros de Goiânia. O protesto de caminhoneiros interditou o trecho da BR na altura do KM 32, próximo ao trevo para Goianésia. Eles reivindicam melhorias nas condições de rodovias do Estado.

A informação foi confirmada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que está no local neste exato momento. De acordo com a corporação, o congestionamento no sentido norte-sul está em quase 2km e no sentido contrário (sul-norte) um pouco menor.e ainda não há previsão de quando a rodovia será totalmente liberada.

A PRF confirmou que uma equipe está no local para negociar a liberação da pista e monitorando o tráfego.

Entre as reivindicações dos caminhoneiros estão o pedido de melhorias nos trechos da BR-153 de Jaranápolis a Ceres e Santa Tereza a Porangatu.

A reportagem do Dia Online está acompanhando a situação e deve trazer mais informações a qualquer momento.

Atualização: A PRF informou que a pista foi integralmente liberada, após negociações para a desobstrução, às 14h10.

Protesto de caminhoneiros em Jaraguá traz fantasma da greve da categoria, que marcou o ano de 2018

A categoria dos caminhoneiros parou no dia 21 de maio do ano passado para exigir uma redução nos preços do óleo diesel – que subiram mais de 50% nos últimos 12 meses. A principal reivindicação era que os impostos que incidem sobre o combustível, como o PIS-Cofins. Eles também exigiam a fixação de uma tabela mínima para os valores de frete.

Ao longo da greve, discursos anticorrupção também se juntaram às bandeiras defendidas pelo movimento, que em poucos dias se tornou expressivo e provocou impactos à população, em diversos segmentos. Alguns grupos de manifestantes passaram a expressar apoio a um golpe militar.

Com caminhões parados, bloqueando parcialmente as rodovias, combustíveis deixaram de ser entregues em diversos postos e outras atividades que esperavam matérias-primas e produtos essenciais, como alimentos, também acabaram desabastecidos.

O movimento começou a perder força, após um acordo entre alguns representantes da categoria e o governo, e a entrada em cena do Exército para desbloquear vias e garantir o abastecimento aos diversos setores afetados.

A greve durou 11 dias, e terminou no início de junho.

Via: BBC Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Menino estava trancado há mais de 10 dias em quarto, para suposto ritual religioso, em Brasília

Em seu relato à polícia, o menino conta que o próximo passo do ritual, seria ele ser abusado sexualmente.
11/01/2019, 15h03

Um menino de 12 anos foi encontrado pelo pai em um Centro Espírita de Brasília, depois de ficar mais de uma semana trancada dentro de um quarto, num suposto ritual religioso. O caso só foi descoberto pelo pai da criança, que estranhou não encontrar a criança durante esse período e buscou informações sobre o que estava acontecendo com o filho.

Conforme matéria publicada pelo G1, a mãe do menino foi a responsável por levá-lo para o Centro Espírita em que ele foi encontrado pelo pai. De acordo com a matéria, o homem, que é separado da mãe do menino, e a atual esposa, notaram a ausência do menino, que há 15 dias não ia na escola, e foi à casa da ex-mulher em busca de informações. A mesma informou que o filho estava em uma fazenda do Centro Espírita, pois passava por problemas psicológicos, mas não iria repassar o endereço.

Em posse das informações, o pai do menino investigou até descobrir onde era a fazenda que o filho estava internado. Ele encontrou o adolescente, que estava trancado há 15 dias em um quarto do centro, com as roupas molhadas e mofadas.

O menino em seu depoimento para polícia contou que o primeiro passo para o ritual era raspar a cabeça e que eles eram obrigados a tomar um banho gelado, e que todas as pessoas lá são obrigadas a cumprir essa regra. A criança afirmou também que chegou a ficar mais de 10 horas sem comer e que só podia comer arroz com frango, sem sal e sem tempero.

No próximo passo do suposto ritual religioso, o menino seria abusado sexualmente

Segundo o relato do menino à polícia, após ser mantido trancado, tomando banho gelado e de ter ficado mais de dez horas sem alimentação durante esse período, o próximo passo do ritual seria, segundo o menino, ele ser abusado sexualmente por um dos responsáveis do centro.

Após constatar que o menino estava sendo mantido trancado durante esse período, e que a mãe foi a responsável por levá-lo para o centro, para participar do suposto ritual. O Conselho Tutelar elaborou um relatório considerando que outras pessoas podem ter passado pelo mesmo sofrimento da criança e entregou um termo de responsabilidade para o pai do garoto. No entanto, a mãe procurou a Vara da Infância que lhe devolveu a guarda do menino.

Via: G1 
Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.