Goiás

PRF encontra caminhão abandonado na BR 060, que havia sido roubado em Pirenópolis

Após ser rendido pelos assaltantes, o motorista do caminhão roubado foi obrigado a seguir sentido Goianésia.
11/01/2019, 13h46

Durante policiamento pela  BR 060, na manhã de hoje (11/1) em Alexânia-GO, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou um caminhão estacionado na contramão de um posto de combustíveis. Após consultar o sistema, a corporação verificou que o caminhão havia sido roubado ontem (10/1) por volta das 16h, em Pirenópolis, município localizado a 125 quilômetros de Goiânia.

A ocorrência teve inicio quando o motorista do caminhão registrou o ocorrido hoje, na unidade operacional de Anápolis. O caminhão foi localizado, porém a carga não foi encontrada no veículo.

O condutor contou que, trafegava pela BR 153, nas proximidades do Km 399, sentido norte do país, onde faria a entrega dos produtos cosméticos. Durante o percurso, ele  precisou parar para verificar um possível problema na mangueira do rodoar do caminhão.  Neste momento, ele relata que foi abordado por um rapaz encapuçado e rendido  pelo assaltante.

Motorista do caminhão roubado fica em poder dos assaltantes durante 12h

De acordo com informaçōes da assessoria de imprensa da PRF, após ser rendido pelos assaltantes, o motorista foi obrigado a seguir sentindo Goianésia e depois de 20 km  a parar o caminhão. O condutor relatou que imediatamente foi colocado em um veículo de passeio, onde havia duas pessoas. Ele foi levado para uma casa onde permaneceu na mira dos assaltantes até as 04 horas da manhã desta sexta-feira (11/1).

Em seguida, a vitima foi deixada na BR 060, Km 59,  na cidade de Abadiânia-GO. Conforme relatos do motorista, ele foi andando até um posto de combustível, próximo ao local onde foi deixado e conseguiu ajuda.

A concessionária que administra a rodovia, encaminhou o motorista para fazer o registro do assalto junto a PRF, iniciando assim, as buscas pelo veículo. O caminhão foi localizado, porém a carga não foi encontrada no veículo. O caminhão foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Alexânia para as devidas providências.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Trânsito

Protesto de caminhoneiros interdita BR-153, em Jaraguá

Os caminhoneiros interditaram o trecho da BR na altura do KM 32, próximo ao trevo para Goianésia, em Jaraguá.

Por Ton Paulo
11/01/2019, 13h57

Um grupo de caminhoneiros faz, desde o início da manhã desta sexta-feira (11/1), um protesto na BR-153, em Jaraguá, a 120 quilômetros de Goiânia. O protesto de caminhoneiros interditou o trecho da BR na altura do KM 32, próximo ao trevo para Goianésia. Eles reivindicam melhorias nas condições de rodovias do Estado.

A informação foi confirmada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que está no local neste exato momento. De acordo com a corporação, o congestionamento no sentido norte-sul está em quase 2km e no sentido contrário (sul-norte) um pouco menor.e ainda não há previsão de quando a rodovia será totalmente liberada.

A PRF confirmou que uma equipe está no local para negociar a liberação da pista e monitorando o tráfego.

Entre as reivindicações dos caminhoneiros estão o pedido de melhorias nos trechos da BR-153 de Jaranápolis a Ceres e Santa Tereza a Porangatu.

A reportagem do Dia Online está acompanhando a situação e deve trazer mais informações a qualquer momento.

Atualização: A PRF informou que a pista foi integralmente liberada, após negociações para a desobstrução, às 14h10.

Protesto de caminhoneiros em Jaraguá traz fantasma da greve da categoria, que marcou o ano de 2018

A categoria dos caminhoneiros parou no dia 21 de maio do ano passado para exigir uma redução nos preços do óleo diesel – que subiram mais de 50% nos últimos 12 meses. A principal reivindicação era que os impostos que incidem sobre o combustível, como o PIS-Cofins. Eles também exigiam a fixação de uma tabela mínima para os valores de frete.

Ao longo da greve, discursos anticorrupção também se juntaram às bandeiras defendidas pelo movimento, que em poucos dias se tornou expressivo e provocou impactos à população, em diversos segmentos. Alguns grupos de manifestantes passaram a expressar apoio a um golpe militar.

Com caminhões parados, bloqueando parcialmente as rodovias, combustíveis deixaram de ser entregues em diversos postos e outras atividades que esperavam matérias-primas e produtos essenciais, como alimentos, também acabaram desabastecidos.

O movimento começou a perder força, após um acordo entre alguns representantes da categoria e o governo, e a entrada em cena do Exército para desbloquear vias e garantir o abastecimento aos diversos setores afetados.

A greve durou 11 dias, e terminou no início de junho.

Via: BBC Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Menino estava trancado há mais de 10 dias em quarto, para suposto ritual religioso, em Brasília

Em seu relato à polícia, o menino conta que o próximo passo do ritual, seria ele ser abusado sexualmente.
11/01/2019, 15h03

Um menino de 12 anos foi encontrado pelo pai em um Centro Espírita de Brasília, depois de ficar mais de uma semana trancada dentro de um quarto, num suposto ritual religioso. O caso só foi descoberto pelo pai da criança, que estranhou não encontrar a criança durante esse período e buscou informações sobre o que estava acontecendo com o filho.

Conforme matéria publicada pelo G1, a mãe do menino foi a responsável por levá-lo para o Centro Espírita em que ele foi encontrado pelo pai. De acordo com a matéria, o homem, que é separado da mãe do menino, e a atual esposa, notaram a ausência do menino, que há 15 dias não ia na escola, e foi à casa da ex-mulher em busca de informações. A mesma informou que o filho estava em uma fazenda do Centro Espírita, pois passava por problemas psicológicos, mas não iria repassar o endereço.

Em posse das informações, o pai do menino investigou até descobrir onde era a fazenda que o filho estava internado. Ele encontrou o adolescente, que estava trancado há 15 dias em um quarto do centro, com as roupas molhadas e mofadas.

O menino em seu depoimento para polícia contou que o primeiro passo para o ritual era raspar a cabeça e que eles eram obrigados a tomar um banho gelado, e que todas as pessoas lá são obrigadas a cumprir essa regra. A criança afirmou também que chegou a ficar mais de 10 horas sem comer e que só podia comer arroz com frango, sem sal e sem tempero.

No próximo passo do suposto ritual religioso, o menino seria abusado sexualmente

Segundo o relato do menino à polícia, após ser mantido trancado, tomando banho gelado e de ter ficado mais de dez horas sem alimentação durante esse período, o próximo passo do ritual seria, segundo o menino, ele ser abusado sexualmente por um dos responsáveis do centro.

Após constatar que o menino estava sendo mantido trancado durante esse período, e que a mãe foi a responsável por levá-lo para o centro, para participar do suposto ritual. O Conselho Tutelar elaborou um relatório considerando que outras pessoas podem ter passado pelo mesmo sofrimento da criança e entregou um termo de responsabilidade para o pai do garoto. No entanto, a mãe procurou a Vara da Infância que lhe devolveu a guarda do menino.

Via: G1 
Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Inscrições para o ProUni serão abertas a partir do próximo dia 29

Inscrições estarão abertas até dia 1 de fevereiro.
11/01/2019, 15h19

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudo integrais e parciais em instituições de ensino superior privadas, serão abertas no próximo dia 29 de janeiro e vão se estender até as 23h59 do dia 1º de fevereiro.

O processo seletivo é para o primeiro semestre de 2019 e tem como foco estudantes egressos do ensino médio na rede pública ou de escolas particulares caso tenham sido bolsistas integrais, pessoas com deficiência e professores da rede pública. O candidato também precisa ter renda familiar per capita de até três salários mínimos.

Ter realizado a última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não ter diploma de ensino superior são outros requisitos para participar do programa. As inscrições dever ser feitas pelo site do programa do Ministério da Educação (MEC).

Para ter bolsa integral do ProUni, o candidato deve ter renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo. As parciais (50%) são voltadas para quem tem renda familiar per capita de até três salários mínimos.

O programa foi criado em 2004 e institucionalizado pela Lei nº 11.096, em 13 de janeiro de 2005, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele ocorre uma vez por semestre e, de acordo com o MEC, foram ofertadas 242.987 bolsas, no primeiro semestre, e 174.289, no segundo semestre, no ano passado.

O MEC informa que, desde sua criação até o processo seletivo do segundo semestre de 2018, mais de 2,4 milhões de estudantes já foram atendidos pelo programa, dos quais 69% foram com bolsas integrais. O número de bolsas disponíveis para o primeiro semestre deste ano ainda será divulgado.

Ao se inscrever no ProUni, o estudante deve informar o número de inscrição na edição de 2018 do Enem e a senha cadastrada no exame, e-mail e telefone atualizados, além de seus dados cadastrais e referentes ao seu grupo familiar. Também deve indicar, em ordem de preferência, opções de instituição, local de oferta, curso, turno e tipo de bolsa.

Chamadas

Serão feitas duas chamadas do ProUni e os resultados serão divulgados nos dias 4 e 18 de fevereiro. Os aprovados na primeira chamada terão de se apresentar nas faculdades para comprovar informações e prestar processo seletivo próprio da unidade, caso a entidade o tenha, entre os dias 4 e 12 de fevereiro. Para a segunda chamada, o prazo será de 18 a 25 de fevereiro.

O registro de aprovação ou reprovação no Sistema Informatizado do Prouni (Sisprouni), assim como a emissão dos termos de concessão ou reprovação de bolsa serão feitos pelas instituições de ensino superior entre os dias 4 e 15 de fevereiro, para a primeira chamada, e 18 de fevereiro a 1º de março, para a segunda.

Espera

Os candidatos também podem participar da lista de espera do ProUni, mas precisam se cadastrar no site do programa nos dias 7 e 8 de março. As faculdades terão como acessar a lista no dia 11 de março e os estudantes que se inscreverem devem se apresentar nas instituições nos dias 11 e 12 de março. O registro de aprovados e reprovados para a lista de espera do ProUni será realizado no período de 14 a 21 de março.

Notas

O MEC estabelece que a nota mínima para participar no ProUni é de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas do exame e, depois, dividindo por cinco. Outra exigência é que a nota da Redação deve ser maior do que zero.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Acusado de abusar de criança de 3 anos, idoso é preso em Valparaíso de Goiás

O abuso só foi descoberto quando a menina, que é neta da esposa do suspeito, começou a exibir comportamento sexual anormal.

Por Ton Paulo
11/01/2019, 15h49

Um idoso de 64 anos foi preso nesta sexta-feira (11/1) em Valparaíso de Goiás, acusado de estupro de vulnerável contra uma menina de 3 anos. O abuso só foi descoberto quando a menina, que é neta da esposa do suspeito, começou a exibir comportamento impróprio para sua idade, além de se queixar de dores nas partes íntimas.

O mandado de prisão preventiva foi cumprido pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Valparaíso de Goiás, nesta sexta-feira. O idoso, que teria praticado o crime em novembro do ano passado, é casado com a avó da criança há vários anos.

Os pais da criança desconfiaram dos abusos depois que a menina começou a apresentar comportamento sexualizado, incompatível com sua idade. Em razão disso, familiares a indagaram sobre o motivo dela estar agindo daquela forma, ocasião em que ela afirmou que o ‘avô’ apertava sua região íntima com força e que tal ato doía.

Ela ainda afirmou que não gostava mais do ‘avô’ e revelou ainda outros atos libidinosos praticados pelo autor.

Exames no IML comprovaram os relatos de abuso cometidos contra criança, em Valparaíso de Goiás

A ocorrência policial foi registrada por familiares na delegacia do município de Valparaíso de Goiás em novembro de 2018, e a vítima encaminhada para exames no Instituto Médico Legal (IML), onde ficou comprovado que ela apresentava lesões na região íntima, as quais eram compatíveis com seu relato.

Ainda durante o recesso forense, a delegada Ísis Leal, responsável pelas investigações do caso, representou pela prisão temporária do idoso, autor do estupro, que foi decretada pelo Poder Judiciário e cumprida na data de hoje, sexta-feira. A delegada afirmou que o homem se encontra preso preventivamente e ainda está sendo investigado.

Participaram das diligências os policiais civis Hélio Marreiros e João Arcanjo, coordenados pela delegada Ísis Santana Leal.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.