Goiás

Ônibus clandestino que levava mais de R$ 1 milhão em mercadoria é apreendido em Porangatu

No veículo estavam 29 passageiros, e várias mercadorias como equipamentos eletrônicos e confecçōes sem notas fiscais.
14/01/2019, 09h30

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na tarde do último domingo (13/1), um ônibus clandestino com mercadorias avaliadas em mais R$ 1 milhão de reais. O veículo circulava na BR 153, em Porangatu, localizado 408 quilômetros de Goiânia.

O ônibus seguia de São Paulo (SP) com destino a Teresina (PI).  No veículo estavam 29 passageiros, e várias mercadorias como equipamentos eletrônicos e confecçōes sem notas fiscais. Conforme a polícia, o veículo nāo tinha autorização da  Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para circular.

Ônibus clandestino circulava em condiçōes precárias

O ônibus circulava com diversas caixas de mercadorias nos corredores e bancos, não tinha pneu de estepe, o tacógrafo estava irregular, pneu traseiro liso e banheiro insalubre. Além disso, o motorista não era habilitado para transportar passageiros. O veiculo foi apreendido e levado para a Secretária da Fazenda de Porangatu.

Os 22 adultos e as 7 crianças que estavam no veículo foram embarcados em outros coletivos, que fazem rotas regulares e seguiram viagem para a capital piauiense. Já o motorista foi ouvido pela polícia e liberado. Ele vai responder por dirigir sem habilitação de transporte de pessoas e transportar mercadorias sem nota fiscal.

Confira o vídeo:

Polícia apreende ônibus clandestino em Rio verde

Um coletivo que transportava trabalhadores rurais de forma irregular foi apreendido pela PRF, na BR 060, em Rio Verde. O veículo estava em péssimo estado de conservação e não tinha autorização para levar os passageiros.

Dentre as irregularidades encontradas no coletivo chamaram a atenção dos agentes a falta de cintos de segurança, os cintos disponíveis que existiam estavam defeituosos, tacógrafo irregular, falta de extintor, parabrisa trincado, limpador de parabrisa estragado, saídas de emergências isoladas e porta traseira trancada com cadeado e corrente.

O ônibus seguia em direção a uma plantação de cana de açucar da cidade e carregava 15 operários. Conforme os agentes da polícia, até a  porta traseira do ônibus era fechada com cadeado e corrente.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.