Economia

Tarifas de embarque em aeroportos terão aumento de 5,39%

Os novos valores poderão ser aplicados depois de 30 dias que a Infraero fizer a divulgação oficial do reajuste.
16/01/2019, 19h05

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou hoje (16) reajuste de 5,39% para o teto das tarifas de embarque, conexão, pouso e permanência nos aeroportos administrados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Os novos valores poderão ser aplicados depois de 30 dias que a Infraero fizer a divulgação oficial do reajuste.

As tarifas aeroportuárias são valores pagos aos operadores do setor pelas companhias aéreas, pelo operador da aeronave ou pelo passageiro. Segundo a Anac, a tarifa de embarque é a única paga pelo passageiro e tem a finalidade de remunerar a prestação dos serviços, instalações e facilidades disponibilizadas aos passageiros.Com o reajuste, a tarifa máxima dos passageiros em embarques domésticos passará de R$ 31,27 para R$ 32,95..

Nas viagens internacionais, a tarifa máxima de embarque aumentará de R$ 112,83 para R$ 115,82. Os valores valores já incluem o adicional do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC) de US$ 18, o correspondente a R$ 57,47.

De acordo com a Anac, o reajuste foi aplicado considerando a inflação acumulada entre dezembro de 2017 e dezembro de 2018, medida pela variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE).

Responsável por cerca de 60% do movimento aéreo no país, a Infraero administra mais de 50 terminais que operam voos regulares e não regulares, voos domésticos regionais e nacionais e também internacionais. Entre eles, destacam-se aeroportos de grande movimentação como Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e do Recife, além de terminais regionais como Campina Grande, na Paraíba, Juazeiro do Norte, no Ceará, e Montes Claros, em Minas Gerais.

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Suspeito de integrar facção criminosa morre em confronto com a polícia, em Goiânia

Comandante do Graer afirmou que suspeito poderia fazer parte do Comando Vermelho.
16/01/2019, 20h12

Um homem suspeito integrar uma facção criminosa conhecida, morreu na tarde desta quarta-feira (16/1) após trocar tiros com uma equipe do Grupo de Rádio Patrulha Aéreo (Graer), no Residencial Santa Fé, em Goiânia.

Portal Dia Online conversou com o Major Barbosa, comandante do Graer, que confirmou o caso. Segundo o Major, a corporação recebeu uma denúncia anônima de que no setor tinha um homem com armamentos e drogas na sua residência.

“Nós fomos averiguar a denúncia e quando chegamos a casa em que o suspeito estava, o mesmo nós recebeu com tiros, a equipe revidou e alvejou o rapaz que morreu no local”, conta.

Suspeito fazia parte de uma facção criminosa conhecida

Segundo o comandante do Graer, a ocorrência está em andamento, mas na casa do suspeito, os policiais encontraram drogas e várias munições de calibre 38 e outras armas. Além das munições e os entorpecentes, a polícia afirmou que encontrou na residência documentos falsos ou adulterados, com o suspeito.

Conforme o Major, o rapaz foi identificado inicialmente como Lucas Sousa, no entanto, o comandante afirmou que vai ser preciso esperar os peritos para confirmar se este realmente é o nome do rapaz.

“Ele integrava uma facção criminosa, provavelmente o Comando Vermelho (CV), mas só após as investigações da Polícia Civil, vai ser possível determinar se o rapaz integrava o CV ou outra facção”, explica o Major.

Depois de roubar carro, ladrão é morto em troca de tiros

Na última segunda-feira (14/1) um suspeito de roubar um carro do modelo VW/Fox, morreu na rua N-002, no Setor das Nações, em Goiânia após troca de tiros com equipes das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (ROTAM).

A informação inicial que chegou ao Portal Dia Online era de que durante o confronto três indivíduos teriam sido baleados e mortos durante o confronto. Porém, o Tenente George do ROTAM Comando, afirmou que apenas um homem morreu na troca de tiros e não três.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Diplomada diretoria e conselho da OAB e CASAG

"Essa gestão deixa de ser uma promessa para ser uma gestão consolidada e reconhecida", afirma presidente da Casag.
16/01/2019, 20h45

A solenidade de Diplomação dos membros eleitos para o mandato de 2019 a 2021 na Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Goiás (OAB-GO) e na Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (CASAG) aconteceu na noite do dia 15 de janeiro (terça-feira), no Centro de Cultura, Esporte e Lazer da Advocacia (CEL). Autoridades de todo o país, como o governador do estado de Goiás, Ronaldo Caiado, e o presidente do Conselho Federal da OAB, Cláudio Lamachia, compareceram ao evento.

Para a gestão 2019/2021 da Caixa de Assistência foram diplomados: Rodolfo Otávio Mota (presidente), David Soares da Costa (vice-presidente), Valéria Alves dos Reis Menezes (secretária-geral), Nadim Neme Neto (secretário-geral adjunto), Carlos Eduardo Ramos Jubé (tesoureiro) e os diretores adjuntos: Haroldo Ferraz Araújo, Antônio Carlos de Jesus Rodrigues, Victor Gustavo Lobo Cortez Amado, Ponciano Martins Souto e Wilton Martins de Oliveira.

Na diretoria da OAB-GO, receberam o diploma: Lúcio Flávio de Paiva (presidente), Thales José Jayme (vice-presidente), Jacó Coelho (secretário-geral), Roberto Serra da Silva Maia (tesoureiro) e Delzira Menezes (secretária-geral adjunta).

Presidente da Casag afirma que eleição referenda o trabalho desenvolvido nos últimos três ano

Diplomada diretoria e conselho da OAB e CASAG
Foto: Divulgação/Casag

Para o presidente reeleito da CASAG, Rodolfo Otávio Mota, a escolha da chapa “Pra Frente OAB” nas eleições do dia 30 de novembro referendaram o trabalho de expansão executado tanto pela Caixa de Assistência quanto pela OAB-GO nos últimos três anos. De acordo com o presidente, o objetivo inicialmente proposto de aproximar a CASAG da advocacia goiana foi conquistado com ações efetivas como a regionalização e o Programa de Valorização aos Advogados e Subseções (PROVAS), mas, neste mandato, deverá alcançar novos patamares para fazer com que a CASAG seja parte da rotina dos advogados e advogadas de Goiás.

Em seu discurso de posse, o presidente reeleito da OAB-GO, Lúcio Flávio Siqueira de Paiva, reafirmou o compromisso da entidade com a guarda dos preceitos e garantias constitucionais, elegendo as prerrogativas da advocacia e melhores condições de trabalho, sobretudo para os profissionais lotados no interior do estado, como as principais metas dos próximos três anos de gestão.

O presidente do Conselho Federal, Claudio Lamachia, celebrou êxitos e união da advocacia, comprometido com os valores democráticos e rememorou a criação da Procuradoria das Prerrogativas, fato relevante e importante para a advocacia goiana.O governador Ronaldo Caiado relembrou a importância social da Ordem dos Advogados do Brasil e afirmou que a entidade tem como compromisso garantir os direitos constitucionais e direito do cidadão e das minorias. “OAB é mais que uma entidade dos advogados. Ela é do Brasil”, afirmou.

Além do presidente da OAB, Claudio Lamachia, e do governador Ronaldo Caiado, a solenidade contou com a presença de presidentes de OAB de sete estados, presidentes e diretores de Caixas de Assistência dos Advogados de outros quatro estados, presidentes de subseções da OAB-GO, representantes do poder Judiciário, como o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, o desembargador Gilberto Marques Filho, do Ministério Público, do governador Ronaldo Caiado, do vice-governador Lincoln Tejota, deputados, vereadores, e advocacia em geral.

Gestão da Casag passa a ser vista de forma consolidada e reconhecida afirma Rodolfo Otávio

Para o presidente da CASAG, Rodolfo Otávio Mota, o prestígio da diplomação é a grande diferença da solenidade se comparada à de 2016. “É a forma com que a sociedade civil nos vê hoje, como novas lideranças verdadeiramente instituídas e com legitimidade de defender não só os advogados, mas a sociedade civil como um todo. Acho que esse é um marco. Essa gestão deixa de ser uma promessa para ser uma gestão consolidada e reconhecida, com notoriedade sobre o que fez e aclamação. Agora, vamos ter uma interlocução muito maior com os poderes instituídos e isso vai redundar em benefícios para a sociedade civil e para os advogados de maneira mais específica”, explica Rodolfo.

Para os novos diretores, as expectativas de trabalho em benefício da classe são altas. Durante a diplomação, o vice-presidente da CASAG, David Soares da Costa Júnior, reconheceu os avanços obtidos pela Caixa de Assistência nos últimos anos e espera contribuir com os novos desafios da entidade. “Agora, vamos entrar para somar. Tenho certeza de que, com a nossa ajuda e a experiência que o Rodolfo e o Jubé possuem na Caixa, vamos fazer um trabalho ainda melhor”, disse.

O secretário-geral adjunto da CASAG, Nadim Neme Neto, concorda: “Os três primeiros anos foram de construção, de novos projetos. Com o que foi plantado, pudemos colher agora os frutos e vamos implementar novos projetos, parcerias e benefícios para a advocacia de todo o estado, caminhando junto com a Ordem”.

A secretária-geral, Valéria Alves dos Reis Menezes, enfatizou a necessidade de atenção aos profissionais lotados nas subseções para os próximos projetos da CASAG. “A advocacia goiana pode esperar, desta gestão, muito trabalho! Vamos trazer cada vez mais o advogado do interior para próximo da Caixa de Assistência e de seus benefícios” disse a secretária-geral, Valéria Alves dos Reis Menezes.

Via: CASAG 
Imagens: CASAG 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

"Foi ta ta ta ta", diz criança que ouviu troca de tiros, em Aparecida; veja vídeo

Suspeito de assalto foi alvejado quando teria reagido à abordagem por policiais militares.
16/01/2019, 21h27

Uma criança narra, em um vídeo, os disparos que ouviu em suposta troca de tiros entre três homens com a Polícia Militar (PM), na Rua 1, no setor Cidade Livre, em Aparecida de Goiânia, nesta quarta-feira (16/1).

De acordo com informações dos policiais, um suspeito foi baleado quando atirou contra os policiais. No vídeo, cedido pelo site Folha Z, uma família filma e conversa logo depois do suposto confronto.

Em outra suposta troca de tiros, homem morre, em Goiânia

Um homem suspeito integrar uma facção criminosa conhecida, morreu na tarde desta quarta-feira (16/1) após trocar tiros com uma equipe do Grupo de Rádio Patrulha Aéreo (Graer), no Residencial Santa Fé, em Goiânia.

Portal Dia Online conversou com o Major Barbosa, comandante do Graer, que confirmou o caso. Segundo o Major, a corporação recebeu uma denúncia anônima de que no setor tinha um homem com armamentos e drogas na sua residência.

“Nós fomos averiguar a denúncia e quando chegamos a casa em que o suspeito estava, o mesmo nós recebeu com tiros, a equipe revidou e alvejou o rapaz que morreu no local”, conta.

Suspeito fazia parte de uma facção criminosa conhecida

Segundo o comandante do Graer, a ocorrência está em andamento, mas na casa do suspeito, os policiais encontraram drogas e várias munições de calibre 38 e outras armas. Além das munições e os entorpecentes, a polícia afirmou que encontrou na residência documentos falsos ou adulterados, com o suspeito.

Conforme o Major, o rapaz foi identificado inicialmente como Lucas Sousa, no entanto, o comandante afirmou que vai ser preciso esperar os peritos para confirmar se este realmente é o nome do rapaz.

“Ele integrava uma facção criminosa, provavelmente o Comando Vermelho (CV), mas só após as investigações da Polícia Civil, vai ser possível determinar se o rapaz integrava o CV ou outra facção”, explica o Major.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Mãe e namorada espancam bebê de dois anos

As mulheres disseram que educavam a criança inspiradas na "Supernanny".
17/01/2019, 00h12

Larissa Rodrigues da Silva, de 20, mãe da bebê de apenas dois anos e 11 meses e a companheira dela, Gabriela Elias da Silva, de 29 anos, foram presas em Seropédica, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, após a avó e a tia da criança a encontrarem machucada.

Segundo a Polícia Civil carioca, a menina, como mostram fotos divulgadas nas redes sociais, está com os olhos inchados, ferimentos na boca e dente quebrado. As perninhas ainda estão com escoriações, principalmente no joelho.

Além de bater na criança, a dupla, conforme a Polícia a torturava psicologicamente. A vítima era colocada de pé, com o rostinho encostado na parede.

Outra denúncia indica que a menina tenha caído – ou sido jogada – de uma escada ao tentar fugir da agressão de Gabriela, namorada da mãe.

Bebê era espancada ao estilo “Supernanny”

Na delegacia, as duas não chegam ao consenso de quem agrediu a criança. Para os policiais, uma das mulheres explicou que a criança era torturada ao estilo “Supernanny” de educar.

As duas, Gabriela e Larissa, se conheceram por meio de um aplicativo de relacionamentos há dois anos e decidiram ir morar juntas em dezembro do ano passado.

A delegacia ainda tenta encontrar novas evidencias. Enquanto isso, a dupla vai permanecer cumprindo prisão temporária com duração de 30 dias.

O que diz o ECA:

Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), no Art. 5º,  diz que “nenhuma criança ou adolescente será objeto de qualquer forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão, punido na forma da lei qualquer atentado, por ação ou omissão, aos seus direitos fundamentais”.

No Art. 130, “Verificada a hipótese de maus-tratos, opressão ou abuso sexual impostos pelos pais ou responsável, a autoridade judiciária poderá determinar, como medida cautelar, o afastamento do agressor da moradia comum.Parágrafo único. Da medida cautelar constará, ainda, a fixação provisória dos alimentos de que necessitem a criança ou o adolescente dependentes do agressor”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.