Brasil

ProUni 2019: inscrições serão abertas a partir do próximo dia 29

O número de bolsas disponíveis para o primeiro semestre deste ano ainda será divulgado.
17/01/2019, 19h33

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudo integrais e parciais em instituições de ensino superior privadas, serão abertas no próximo dia 29 e vão se estender até as 23h59 do dia 1º de fevereiro.

O processo seletivo para o ProUni é para o primeiro semestre de 2019 e tem como foco estudantes egressos do ensino médio na rede pública ou de escolas particulares caso tenham sido bolsistas integrais, pessoas com deficiência e professores da rede pública. O candidato também precisa ter renda familiar per capita de até três salários mínimos.

Ter realizado a última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não ter diploma de ensino superior são outros requisitos para participar do ProUni. As inscrições dever ser feitas pelo site do programa do Ministério da Educação (MEC).

Para ter bolsa integral do ProUni, o candidato deve ter renda familiar per capita de até 1,5 salário mínimo. As parciais (50%) são voltadas para quem tem renda familiar per capita de até três salários mínimos.

O ProUni foi criado em 2004 e institucionalizado pela Lei nº 11.096, em 13 de janeiro de 2005, durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele ocorre uma vez por semestre e, de acordo com o MEC, foram ofertadas 242.987 bolsas, no primeiro semestre, e 174.289, no segundo semestre, no ano passado.

O MEC informa que, desde sua criação até o processo seletivo do segundo semestre de 2018, mais de 2,4 milhões de estudantes já foram atendidos pelo programa, dos quais 69% foram com bolsas integrais. O número de bolsas disponíveis para o primeiro semestre deste ano ainda será divulgado.

Ao se inscrever no ProUni, o estudante deve informar o número de inscrição na edição de 2018 do Enem e a senha cadastrada no exame, e-mail e telefone atualizados, além de seus dados cadastrais e referentes ao seu grupo familiar. Também deve indicar, em ordem de preferência, opções de instituição, local de oferta, curso, turno e tipo de bolsa.

Chamadas

Serão feitas duas chamadas do ProUni e os resultados serão divulgados nos dias 4 e 18 de fevereiro. Os aprovados na primeira chamada terão de se apresentar nas faculdades para comprovar informações e prestar processo seletivo próprio da unidade, caso a entidade tenha, entre os dias 4 e 12 de fevereiro. Para a segunda chamada, o prazo será de 18 a 25 de fevereiro.

O registro de aprovação ou reprovação no Sistema Informatizado do Prouni (Sisprouni), assim como a emissão dos termos de concessão ou reprovação de bolsa serão feitos pelas instituições de ensino superior entre os dias 4 e 15 de fevereiro, para a primeira chamada, e 18 de fevereiro a 1º de março, para a segunda.

Espera

Os candidatos também podem participar da lista de espera do ProUni, mas precisam se cadastrar no site do programa nos dias 7 e 8 de março. As faculdades terão como acessar a lista no dia 11 de março e os estudantes que se inscreverem devem se apresentar nas instituições nos dias 11 e 12 de março. O registro de aprovados e reprovados para a lista de espera do ProUni será realizado no período de 14 a 21 de março.

Nota

O MEC estabelece que a nota mínima para participar no ProUni é de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas do exame e, depois, dividindo por cinco. Outra exigência é que a nota da Redação deve ser maior do que zero.

SAIBA MAIS

Qual a diferença entre ProUni e Sisu?

O ProUni oferece bolsas de estudos em instituições privadas de educação superior e tem como foco estudantes brasileiros sem diploma de nível superior e com renda de até três salários mínimos. O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o sistema informatizado, gerenciado pelo MEC, por meio do qual as instituições públicas de educação superior participantes selecionam novos estudantes exclusivamente pela nota do Enem.

Quem se inscreve no Sisu pode participar do ProUni?

Desde que se enquadrem nas regras específicas do ProUni, é possível. No entanto, se for selecionado pelo ProUni, deverá optar pela vaga do Sisu ou pela bolsa do programa, pois o bolsista não pode utilizar uma bolsa do programa e estar em instituição de ensino superior pública e gratuita.

Qual a nota mínima do ProUni?

O Ministério da Educação estabelece que a nota mínima para participar no ProUni é de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem

Quais são os critérios de desempate?

Leva em consideração a maior nota das seguintes provas: Redação; Linguagens, Códigos e Suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias.

O que ocorre se o estudante que vai receber 50% da bolsa não puder pagar a mensalidade?

O bolsista parcial poderá utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para a parte da mensalidade não coberta pela bolsa. Não será necessário apresentar fiador para contratar o financiamento.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Em vídeo, criminosos de Goiânia contam como iam matar ex-aliado em Anápolis

O crime foi encomendado pelo irmão de um dos detidos, de dentro da CPP.
17/01/2019, 19h38

“Jefin”, como é conhecido um dos integrantes de uma facção criminosa, escapou da morte na noite da última terça-feira (15/1) em Anápolis, em Goiás, graças à inteligência de ação de policiais militares.

A morte dele foi encomendada de dentro da Casa de Prisão Provisória (CPP) porque teria dado “banho” em armas e drogas dos cabeças da quadrilha. Dar “banho” significa que ele pegou drogas para revender na cidade e, as armas, segundo policiais, para praticar crimes.

Adriano Fabrício Souza Conceição, 19, pegou o carro, um Fiat Palio, emprestado com o cunhado. Ainda segundo Adriano, a ordem foi dada pelo irmão dele, Andrei Fabrício Souza Conceição, que cumpre pena na CPP, no Complexo Prisional de Aparecida.

Lucas Gabriel Nunes Falcão, 18 anos, seria o executor do crime. Um menor, de 16 anos, estaria com a arma, um revólver calibre 357 com cinco munições intactas, de uso restrito das Forças Armadas, que seria utilizada para matar a vítima.

Segundo o major Leonardo Bernardes Melo contou ao Portal Dia Online, a ação foi possível devido ao compartilhamento de informações e apoio do Graer, Cpr2 e PM2.

“Tínhamos a informação que viriam para Anápolis para matar uma pessoa e quem estivesse junto”, destaca o major.

Ainda conforme a oficial, o menor tem passagens por roubo e receptação. Já Lucas Gabriel, que seria o executor da vítima, tem passagens por roubo e homicídio.

O policial destaca que não há dúvidas que o carro seria utilizado para a fuga dos criminosos é mesmo do cunhado de um deles. ” Eles foram levados para a Central de Flagrante e devem responder por associação criminosa e por ilegal de arma. Como é de uso restrito não cabe fiança”, explica o major.

“Eles logo estão na rua de novo”, complementa o policial, para terminar. “Ah, esse grupo é investigado por vários homicídios em Anápolis e Goiânia.”

Veja vídeo da confissão do trio de criminosos de Goiânia que matariam em Anápolis

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Suspeito de estupro grava vídeo e divulga nas redes sociais, no Mato Grosso do Sul

Segundo o delegado do caso, testemunhas afirmaram que o próprio suspeito estava divulgando o vídeo.
17/01/2019, 21h00

Um homem foi preso na cidade de Bonito, no Mato Grosso do Sul, nesta quinta-feira (17/1) suspeito de estuprar uma adolescente, de 13 anos, gravar e divulgar o vídeo nas redes sociais. O que o suspeito não esperava, era que as imagens do estupro da menor, chegassem a um policial na última quarta-feira (16/1).

Conforme matéria publicada pelo G1 a partir da divulgação do vídeo nas redes sociais, foi possível identificar o suspeito e efetuar a prisão do mesmo nesta quinta-feira (17/1). O delegado do caso Gustavo Henrique Barros afirmou a publicação que várias testemunhas disseram que o suposto autor do estupro estava divulgando os vídeos em vários grupos de WhatsApp.

Vítima conta que suspeito deu bebida alcóolica e depois estuprou e filmou

A menina de 13 anos contou a polícia, que o estupro foie m dezembro de 2018. Conforme a publicação o suspeito deu bebida alcoólica para a adolescente, a estuprou e filmou em seu cellular o crime. Após estuprar a adolescente, o suspeito começou a enviar as imagens pelas redes sociais em vários grupos.

Com a divulgação do vídeo pelas redes sociais, as imagens chegaram na última quarta-feira a um policial, e repassou o caso. Horas depois a polícia conseguiu identificar o homem e efetuar sua prisão.

O delegado explicou que muitos moradores da cidade de Bonito receberam e compartilharam o vídeo. Gustavo Henrique Barros lembrou que quem compartilha imagens de sexo, nudez ou pornografia infantil também está cometendo um crime e pode responder por isso. Vale lembrar que a pena para quem divulga essas imagens pode chegar até seis anos de reclusão.

O delegado do caso informou que existem elementos suficientes para concluir que o suspeito é o responsável pelo estupro, por gravar e divulgar nas redes sociais. Conforme Gustavo Barros, o suspeito foi indiciado por quatro crimes, sendo eles: estupro de vulnerável, Filmar cena de sexo envolvendo criança ou adolescente, divulgar o vídeos e fornecer bebida alcoólica para adolescente. Em relação a menina,  a publicação afirmou que ela esta recebendo tratamento psicológico.

Via: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Saiba como Caiado quer pagar salário de dezembro a servidores

A proposta deve ser apresentada para categorias, que devem votar em assembleias.
17/01/2019, 23h53

A gestão Ronaldo Caiado propôs, na noite de quinta-feira (17/1), uma forma de pôr fim ao drama dos servidores públicos acerca do salário de dezembro do ano passado.

A ideia do governo é pagar em forma de escalonamento ao longo de seis meses. O pagamento será feito a partir de março, dos menores aos maiores salários dos servidores.

Representantes de sindicatos, associações e do governo, como a secretária da Fazenda, Cristiane Schmidt, o secretário de Governo, Ernesto Roller, se reuniram para chegar ao consenso.

A proposta vai ser discutida, agora, com as categorias que podem votar em assembleia geral.

Veja como fica o pagamento dos salários de dezembro

Até R$ 3500 líquido recebem em março

De R$ 3500 até R$ 4800 em abril

De R$ 4800 até R$ 6100 em maio;

De R$ 6100 até R$ 8800 em junho

De R$ 8800 até R$ 17400 em julho

Acima de R$ 17400 em agosto.

“Não adianta fazer greve”

Ao Popular, a secretária estadual da Fazenda, Cristiane Schmidt, disse na última quinta-feira (17/1) que manifestações ou ações judiciais movidas por servidores não vão mudar o cronograma do governo estadual.

Schmidt ainda informou que entregou no dia 16 a magistrados do Tribunal de Justiça os extratos bancários do Estado que comprovariam a falta de recursos que pudessem subsidiar a quitação da folha de dezembro.

A secretária foi ao TJ quando soube de pedidos de liminar que determinasse bloqueio de valores para o pagamento dos salários.

“Não adianta entrar em greve, não adianta manifestação nem ações na Justiça. Eu entendo o sentimento, mas não tem caixa. Estamos dando transparência ao que temos no caixa. Não adianta falar que temos dinheiro e não queremos pagar. Não há o recurso”, afirmou a secretária em entrevista coletiva.

Outra proposta da gestão Ronaldo Caiado é propor mudanças no projeto de lei do Orçamento 2019. O estado ainda quer incluir a despesa da folha de 2018, para a Assembleia Legislativa no final deste mês, com aprovação prevista para o dia 11 de fevereiro.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

A história da cientista devorada viva por crocodilo que impressionou o mundo

Mulher foi alcançada pelo animal enquanto tentava alimentá-lo.
18/01/2019, 00h40

Deasy Tuwo, de 44 anos, não podia imaginar que um de seus animais favoritos, o crocodilo Merry, com seus 5 metros, a arrastasse para dentro do cercado e a comesse viva.

A tragédia ocorreu na última sexta-feira (11/1) e foi contada em todos os idiomas, em jornais, revistas e sites. Impressionou porque Deasy demonstrava um gesto que Merry desconsiderou: a cientista se dedicava a alimentá-lo.

Embora a cientista tivesse colocado a comida por cima de uma parede de concreto de um centro de pesquisas de Sulawesi do Norte (Indonésia),  ela foi puxada pela enorme boca do crocodilo, sem qualquer chance de escapar.

A história alcançou o público apenas porque amigos que trabalhavam com cientista, com o desaparecimento dela, perceberam que o animal apresentava um contorno diferente. É o que relataram ao repórter do The Sun.

Quando chegaram mais próximo do crocodilo, ficaram horrorizados com o que viram: pedaços do corpo da mulher estavam na boca do animal.

O animal foi capturado três dias depois do ataque, na segunda-feira (14/1). Ele deve passar por exames para que seja identificado novas partes da cientista.

Ainda segundo reportagens publicadas na Indonésia, o animal saiu do local onde estava isolado e escalou uma parede de 2,4 m de altura até alcançar a cientista e puxá-la para dentro d’água.

Crocodilo matou outro animal com quem dividia o lago

Folha Vitória

O réptil, segundo funcionários do abrigo, já havia matado outro crocodilo com quem dividia o lago.

Ali, o crocodilo era bastante conhecido por causa da agressividade. Não podia ver homens por perto que ficava nervoso. Alguns funcionários fugiam de tarefas envolvendo o bicho.

Agora, o animal vai ser enviado a um centro de resgate da vida selvagem no distrito de Bitung, ao norte da Indonésia.

A Polícia do País pretende encontrar o antigo dono do crocodilo, um empresário japonês.

Para Deasy Tuwo, que se dedicou as duas últimas décadas ao estudo, cuidado e militância em prol dos crocodilos, restou o pesar em todo o mundo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.