Entretenimento

Música ao vivo em Goiânia: melhores bares e restaurantes para curtir

Está em busca de lugares com música ao vivo em Goiânia para curtir com a galera? A capital conta com bares e restaurantes que recebem artistas dos mais variados estilos musicais, sempre com uma opção para cada gosto!
18/01/2019, 18h12

Não há nada melhor do que sair com os amigos para ir em algum lugar bacana, não é mesmo? Seja um bar, restaurante ou pub, a experiência fica ainda mais agradável quando é possível saborear deliciosos petiscos e uma cervejinha gelada, acompanhados de uma boa musiquinha ao vivo. Pensando nisso, nós aqui do Portal Dia Online preparamos uma listinha com os melhores lugares para curtir uma música ao vivo em Goiânia.

É claro que as casas noturnas ganham em disparado quando o assunto é esse, no entanto, selecionamos ambientes mais tranquilos onde é possível sentar e bater um bom papo enquanto se aproveita um bom som. Dá uma olhada!

Encontre o melhor lugar para curtir música ao vivo em Goiânia:

1 – Café Nice

Música ao vivo em Goiânia: melhores bares e restaurantes para curtir
Foto: Reprodução

O Café Nice é simplesmente um dos melhores lugares com música ao vivo em Goiânia e, apenas para que você tenha ideia, ficou no topo do ranking no ano de 2011. O bar temático conta com ambientação que homenageia seu homônimo do Rio de Janeiro, em um reduto da boemia e intelectualidade.

Por ali é possível desfrutar de um clima que mistura o requinte dos melhores restaurantes com a descontração dos bares de calçada, já bastante populares na cidade. No que tange a música em específico, é sempre possível encontrar artistas e bandas locais e nacionais tocando na casa, abrindo espaço para o rock, pop rock, MPB, forró e samba aos domingos.

Horário de funcionamento: segunda e terça, das 11h às 14h / quarta, das 11h às 14h e das 18h às 00h / quinta,  das 11h às 14h e das 18h à 1h / sexta, das 11h às 14h e das 18h às 3h / sábado, das 11h às 15h e das 18h às 3h / domingo, das 18h à 1h

Telefone: (62) 3541-4690

Endereço: Avenida T-11, Quadra 112, Lote 03, 110 – St. Bueno, Goiânia – GO, 74223-070

2 – Rocket 07 Pub e Resturante

Música ao vivo em Goiânia: melhores bares e restaurantes para curtir

Para quem curte um bom rock e está em busca de ambientes com música ao vivo em Goiânia, esta pode ser uma excelente opção! O Rocket 07 funciona como bar e restaurante, sempre tocando o estilo em som ambiente ou com artistas e bandas locais que se apresentam na casa durante as terças, sábados e domingos.

Para curtir mais ainda, o cardápio é recheado de deliciosos petiscos, pratos fartos, caipirinhas, e outras bebidas, em um ambiente bastante amigável e descontraído.

Horário de funcionamento: segunda a quinta, das 17h30 à 1h / sexta, das 17h30 às 3h / sábado, das 11h30 às 3h / domingo, das 15h às 00h

Telefone: (62) 98117-5575

Endereço: Av. Portugal, 1010 – St. Marista, Goiânia – GO, 74150-030

3 – Identidade Bar

Música ao vivo em Goiânia: melhores bares e restaurantes para curtir
Foto: Reprodução

Barzinho alternativo com ambiente bastante agradável e decoração encantadora, o Identidade Bar também é uma excelente opção de música ao vivo em Goiânia. Durante os finais de semana (sexta e sábado) costuma receber cantores e bandas locais, sempre privilegiando o rock, MPB, pop rock, samba, forró, reggae, jazz e blues.

Durante o restante da semana a casa fica com som ambiente, no entanto, o cliente pode pedir músicas que queira ouvir, já que elas são selecionadas e adicionadas à playlist. Para deixar tudo ainda melhor, o cardápio conta com pratos, petiscos, cervejas e drinques diversos, sempre com uma opção para cada gosto. Para ficar por dentro do que acontece no bar, pode conferir o Instagram clicando aqui.

Horário de funcionamento: terça a quinta, das 18h à 1h / sexta e sábado, das 18h à 1h30 / domingo, das 17h às 23h

Telefone: (62) 3988-2750

Endereço: R. R-14, qd. 54 lote 11 – Vila Itatiaia, Goiânia – GO, 74690-390

4 – Shiva Alt-Bar

Música ao vivo em Goiânia: melhores bares e restaurantes para curtir
Foto: Reprodução

Hamburgueria e cervejaria artesanal, o Shiva é um lugarzinho bem diferente em Goiânia. Decorado com temas místicos da Índia, possui um climinha bem acolhedor e intimista, representando o lugar perfeito para quem pretende reunir os amigos em uma mesa de bar.

O som da casa fica por conta, principalmente, do rock e MPB, sendo que aos fins de semana é possível encontrar cantores e bandas locais se apresentando na casa. Tudo é de muita qualidade e vale a pena conhecer!

Horário de funcionamento: terça a quinta, das 18h à 1h30 / sexta e sábado, das 18h às 2h30 / domingo, das 18h à 1h

Telefone: (62) 3285-7790

Endereço: esquina com a – Rua R Dezoito, Alameda das Rosas, 1371 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74125-010

5 – Aquarius Restaurante

Música ao vivo em Goiânia: melhores bares e restaurantes para curtir
Foto: Reprodução

Boteco gastronômico de ambiente popular, é um dos mais procurados bares em Goiânia. Com cardápio amplo e opções de comidas e bebidas para todos os gostos. Conta com mesinhas internas e externas, garantindo o bem estar de seus clientes.

O ambiente também recebe música ao vivo, principalmente aos sábados, que é quando rola feijoada na casa. Por ali é possível encontrar MPB, samba, forró, sertanejo e outros estilos. Para ficar por dentro do que acontece, você pode conferir o Facebook do Aquarius clicando aqui.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 11h às 00h

Telefone: (62) 3278-8668

Endereço: Avenida Albert Einstein, Quadra 10, Lote 05, s/n – Jardim da Luz, Goiânia – GO, 74850-320

6 – Lowbrow Lab Arte & Boteco

Música ao vivo em Goiânia: melhores bares e restaurantes para curtir
Foto: Reprodução

O Lowbrow é um ambiente despojado e dedicado a arte. Conta sempre com exposições animadas e o bar possui uma sensibilidade inspirada em moldes artísticos. É um lugarzinho intimista e bem confortável, ideal para ir com os amigos, principalmente se você procura por música ao vivo em Goiânia.

O lugar costuma receber artistas que passeiam pelos estilos do reggae, rock, soul e MPB, garantindo noites ainda mais especiais para o público. O cardápio conta com diversos petiscos e pratos deliciosos, tudo da mais alta qualidade.

Horário de funcionamento: quarta e quinta, das 19h à 1h / sexta, das 19h às 2h / sábado, das 19h às 00h

Telefone: (62) 3991-6175

Endereço: quadra f43A Rua 115 lote 214 – St. Sul, Goiânia – GO, 74085-260

7 – Alabama Choperia e Restaurante

Música ao vivo em Goiânia: melhores bares e restaurantes para curtir
Foto: Reprodução

Se você é fã de sertanejo e já estava sentindo falta do estilo, o Alabama é uma boa pedida! Bar e restaurante de comida brasileira, oferece em seu cardápio opções seletas em porções e espetinhos que formam combinações inusitadas. E para deixar o climinha ainda melhor, o público pode contar com artistas sertanejos que se apresentam eventualmente no local.

Horário de funcionamento: terça a sexta, das 18h às 3h / sábado, das 12h às 3h / domingo, das 12h às 00h

Telefone: (62) 3999-0222

Endereço: Alameda Dom Emanuel Gomes, 150 – St. Marista, Goiânia – GO, 74175-040

8 – Complexo Estúdio

Música ao vivo em Goiânia: melhores bares e restaurantes para curtir
Foto: Reprodução

O Complexo é um estúdio para gravações e produções musicais, que funciona em uma laje em um antigo sobrado que carrega consigo os traços art déco, predominante nas primeiras construções da capital. O local funciona como pub nas quartas, sextas e sábados, atraindo grande público para o ambiente mais underground da cidade.

Com paredes grafitas e decoração mais escura, os shows acontecem na área de convivência e na sala onde é possível contar com muito rock and roll. O público costuma ser mais alternativo e a casa não conta com cardápio fixo, mas é possível comer e beber por ali. Vale muito a pena! É um espaço sem igual em Goiânia!

Horário de funcionamento: quarta, as 22h às 2h / sexta e sábado, das 22h às 4h

Telefone: (62) 9 8291-0333

Endereço: Rua 7, 475 – Centro, Goiânia – GO, 74023-020

9 – Glória Bar e Restaurante

Música ao vivo em Goiânia: melhores bares e restaurantes para curtir
Foto: Reprodução

O Glória se define como um ‘botequim musical”, portanto, já é de se esperar que seja um dos melhores ambientes para curtir música ao vivo em Goiânia. Com estilo carioca e alma goiana, o bar faz uma boa mistura entre as duas culturas, desenvolvendo pratos deliciosos e que sempre podem vir bem acompanhados de bebidas e boa música.

Por ali é sempre possível encontrar grupos populares que se apresentam com voz e violão, deixando as tardes e as noites da galera ainda mais animadas. Clique aqui e confira o cardápio da casa!

Horário de funcionamento: terça a sexta, as 17h30 à 1h / sábado e domingo, das 11h30 à 1h

Telefone: (62) 3224-9033

Endereço: R. 101, 435 – St. Sul, Goiânia – GO, 74080-150

10 – Mercado Popular da 74

Música ao vivo em Goiânia: melhores bares e restaurantes para curtir
Foto: Reprodução

Um dos ambientes mais frequentados da cidade, bastante conhecido também por ser um ponto turístico da cidade, o Mercado Popular da 74 conta com vários barzinhos ao redor, dando real valor à vida boêmia. É possível encontrar muitas comidas e bebidas de excelente qualidade e para deixar tudo ainda melhor, ao centro do ambiente (que é coberto), há um palco onde artistas se apresentam diariamente, sendo um estilo musical diferente a cada dia. É um dos melhores lugares com música ao vivo em Goiânia, sem dúvida!

Horário de funcionamento: segunda a sábado, das 7h às 23h

Telefone: (62) 3524-1111

Endereço: R. 74, 329 – St. Central, Goiânia – GO, 74045-020

Imagens: La Vanguardia 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Reunião entre secretários de Goiás e representantes dos servidores termina sem acordo

Assembleia geral dos Sindicatos vai definir os próximos passos dos servidores em relação ao pagamento dos salários de dezembro de 2018.
18/01/2019, 18h53

Os secretários da Fazenda e de Governo, Cristiane Schmidt e Ernesto Roller, participam de uma reunião nesta sexta-feira (18/1) com representantes dos servidores do Estado de Goiás. A reunião tem como pauta o pagamento dos salários do mês de dezembro, que o governo anterior não empenhou a folha para quitar os vencimentos do funcionalismo público estadual.

Na noite da última quinta-feira (17/1),  o governo divulgou um cronograma de pagamento dos salários do mês de dezembro. No cronograma divulgado, os vencimentos dos funcionários públicos começam a ser quitados em ordem crescente e de forma escalonada a partir de março de 2018. Tanto Cristiane Schmidt como Ernesto Roller voltaram a insistir que o pagamento seja feito de forma escalonada a partir de março de 2019 e com o intuito de quitar a folha de dezembro em seu total em Agosto.

Representados pelos sindicatos de cada categoria, os servidores não aceitam que o pagamento seja efetuado desta forma. Os sindicatos exigem que o governo quite a folha de dezembro de 2018, em fevereiro. No entanto, os representantes do governo não abrem mão de seguir o cronograma estabelecido, com o pagamento começando em Março e toda folha seja quitada de dezembro do ano passado seja quitada em Agosto de 2019.

Proposta apresentada para o pagamento dos salários

Os sindicatos presentes na reunião ofereceram pelo menos quatros proposta para o governo estadual, para o pagamento da folha de dezembro, no entanto nenhuma delas foi aceita. Uma das proposta foi apresentada pela presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintego) Bia Lima em entrevista e informou ao G1 o que foi proposto.

“Sugerimos que paguem janeiro agora e dezembro em seguida, no mais tardar até o dia 10 de fevereiro, e postergue fevereiro até o dia 20 de março e depois vai puxando até pagar na data certa”, afirmou

Sem acordo os sindicatos convocaram para próxima segunda-feira (21/1), uma assembleia geral para definir quais serão os próximos passos dos servidores, com a possibilidade de greve no Estado. Vale lembrar que o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) concedeu liminar para o pagamento dos salários dos servidores da educação. E na tarde desta sexta-feira (18/1), o TJGO concedeu uma outra liminar para que Goiás quite os salários de dezembro de 2018 dos agentes penitenciários.

Via: G1 
Imagens: O Popular 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Dono de borracharia é morto a tiros, em Jataí

Suspeito esteve na borracharia momentos antes procurando por emprego.
18/01/2019, 20h11

O dono de uma borracharia na Avenida Perimetral, no Centro de Jataí, a 327 quilômetros de Goiânia, foi morto a tiros na tarde desta sexta-feira (18/1) dentro do estabelecimento comercial. O caso foi confirmado pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Jataí ao Portal Dia Online.

O GIH afirmou que a vítima foi identificada como José Valderlandio Lima Magalhães, de 26 anos e conforme a polícia, o crime aconteceu por volta das 16h, durante o expediente. A polícia afirmou que dois homens chegaram em um carro modelo VW/GOL de cor branca e que um ficou no carro, enquanto o outro desceu e procurou pela vítima.

Antes de matar o dono da borracharia, suspeito esteve no estabelecimento procurando emprego

A polícia afirmou que testemunhas relataram que momentos antes do assassinato, um dos suspeitos esteve na borracharia e procurou pelo dono, em busca de um emprego. No entanto, o rapaz que estava procurando por uma oportunidade voltou depois acompanhado e efetuou vários disparos contra a vítima que atingiram cabeça, tórax, rosto, pescoço e perna. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu) foi chamado para socorrer a vítima, mas apenas constatou a morte de José.

Segundo a polícia, a vítima tinha uma extensa ficha criminal e familiares afirmaram que José estava sendo ameaçado de morte nos últimos dias.  Os suspeitos fugiram logo após o crime, o GIH de Jataí investiga o caso e afirmou que a autoria do crime e motivação são desconhecidos.

Dono de Lava jato morto em Goiânia

Na tarde da última terça-feira (15/1) Langer Ferreira, de 39 anos, dono de um lava jato na Vila Santa Helena, em Goiânia, foi morto a tiros em frente ao estabelecimento. Conforme levantou a Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), os suspeitos estavam em dois carros e efetuaram vários disparos contra a vítima que morreu no local, e fugiram em seguida. O caso é investigado pela DIH, e não há informações sobre a autoria ou motivação do crime.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Facebook pode levar multa recorde nos EUA por violação de privacidade

A punição não seria diretamente pelo caso Cambridge, mas sim pela violação a um acordo de 2011 entre o Facebook e a FTC para melhorar as práticas de proteção de privacidade dos usuários.
18/01/2019, 20h33

A Comissão Federal do Comércio (FTC, na sigla em inglês), agência dos EUA responsável por regular o comércio no país, está estudando uma multa recorde ao Facebook como consequência do escândalo Cambridge Analytica, publicou o jornal americano The Washington Post na tarde desta sexta-feira, 18.

Revelado em março, o caso tem como protagonista a consultoria política, que utilizou indevidamente dados de 87 milhões de usuários da rede social para influenciar as eleições presidenciais americanas em 2016 e o processo do Brexit. A punição não seria diretamente pelo caso Cambridge, mas sim pela violação a um acordo de 2011 entre o Facebook e a FTC para melhorar as práticas de proteção de privacidade dos usuários.

Segundo o Washington Post, a agência considera aplicar uma multa muito superior aos US$ 22,5 milhões que o Google teve de pagar por violar um acordo semelhante com a FTC, em 2012.

A investigação sobre a violação do acordo entre o Facebook e a agência ocorre desde março do ano, logo após a explosão do caso Cambridge Analytica. O caso, porém, está parado, uma vez que a agência governamental encontra-se sem fundos, devido à paralisação do governo americano. A FTC só voltará a funcionar quando o Congresso dos EUA aprovar um novo orçamento para 2019. Para isso, o governo Trump precisará entrar em acordo com o Partido Democrata, hoje maioria na Câmara dos Deputados.

O tamanho da multa, porém, ainda não foi definido. Segundo o jornal, o Facebook já esteve em contato com agentes da FTC para que um acordo fosse realizado, mas ainda não é possível saber se ele será viabilizado. A reportagem do Washington Post procurou ainda o Facebook, a FTC e seu presidente para comentar o assunto nenhum deles respondeu às solicitações da reportagem.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Ex-médico do TJ-GO andava armado para intimidar vítimas de assédio sexual, dizem testemunhas ao MP

Segundo relatos de uma servidora ao MP-GO, o médico "usava a arma na perna ou na cintura e que sempre fazia questão de mostrar que a arma estava ali".

Por Ton Paulo
19/01/2019, 09h25

Promotores do Ministério Público Estadual de Goiás (MP-GO) afirmaram nesta semana que o ex-diretor do Centro de Saúde do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), Ricardo Paes Sandré, tentou “intimidar testemunhas” para que elas mudassem depoimentos em que contavam supostos assédios morais e sexuais que estão sendo investigados. De acordo com a Promotoria, há, inclusive,  relatos de uma servidoras de que Sandré, que também é genro do presidente do TJ-GO, andava com uma “arma de fogo na cintura, e fazia questão de deixar evidente”.

Conforme a Promotoria, Ricardo Sandré foi denunciado por 42 vítimas. Ele é investigado em inquérito civil público e em processo administrativo interno da Corte desde maio do ano passado.

A promotoria ainda afirma que as tentativas de intimidação contra as mulheres foram comprovadas.”Temos casos de tentativa registrada e comprovada dentro dos autos de intimidação de testemunhas. Não é que eu ouvi dizer. Está gravado. O investigado tentando influenciar depoimento de testemunha que aqui esteve”, informa a um jornal local.

Segundo o MP-GO, Sandré teria entrado em contato com uma testemunha para que assinasse um termo em que acusaria uma promotora de tentar manipular seu depoimento. Além da gravação, a testemunha confirmou, em depoimento, a sondagem do investigado. Os promotores ainda relatam que as 85 testemunhas ouvidas confirmam que Sandré chegou a sacar uma arma em meio a uma reunião.

“Essa questão da intimidação por arma, que aconteceu em determinado momento em uma reunião, todos que ouvimos aqui, disseram que aconteceu, tanto pessoas que viram e pessoas que ouviram dizer, em que ele teria tirado uma arma e dito que andava armado”, afirmam.

Segundo os promotores, há “um relato de uma servidora que diz que ele usava a arma na perna ou na cintura e que sempre fazia questão de mostrar que a arma estava ali e isso gerava a ela muito receio”. Segundo a Promotoria, as denúncias de assédio sexual prescreveram para a esfera criminal e, por isso, Sandré pode ser processado por improbidade administrativa, que envolve perda do cargo e aplicação de multas. O MP, no entanto, não descarta representações por crimes contra a administração pública.

Entenda o caso do ex-médico do TJ-GO acusado de assédio sexual por funcionárias do órgão

Em inquérito que corre desde maio de 2018, sete mulheres – funcionárias e estagiárias do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) – acusam o servidor de carreira e ex-diretor do Centro de Saúde da Corte, Ricardo Sandré, de assédio sexual e moral quando este era responsável pelo departamento de saúde do Tribunal. Entre vários relatos registrados, uma das mulheres conta que o médico, que também é genro do presidente do TJ-GO, teria dito a ela, em um momento dela de irritação por causa das insinuações sexuais, que “adoraria acalmá-la na cama”. As supostas vítimas do ex-médico do TJ-GO foram convocadas a depor na Corte entre os dias 18 e 21 de janeiro.

Inicialmente, elas prestaram depoimento ao Ministério Público do Trabalho (MPT). O caso foi então encaminhado à Promotoria estadual. Após as denúncias, em maio do ano passado, Sandré pediu exoneração do cargo de diretor do Centro de Saúde do Tribunal e requereu a abertura de processo administrativo interno na Corte. Entre 20 de setembro e 19 de dezembro, ele gozou de licença-prêmio, concedida pela Secretaria de Recursos Humanos do TJ de Goiás. Atualmente, está em férias.

Em dezembro do ano passado, Sandré divulgou uma nota onde alegou que os relatos contra ele “não condizem com a verdade, sequer remotamente”. Leia a íntegra aqui.

Via: O Hoje 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.