Goiás

Despedida de motorista de aplicativo tem chuva, abraços e caixão lacrado

Vanusa da Cunha Ferreira, de 36 anos, foi homenageada por motoristas, enfermeiras e familiares.
21/01/2019, 16h19

O corpo da motorista de aplicativo Vanusa da Cunha Ferreira, de 36 anos, foi velado na Paróquia São Pedro e São Paulo, no Finsocial, em Goiânia, na tarde desta segunda-feira (21/1).

Vanusa foi encontrada morta no domingo (20/1) após ter desaparecido na madrugada do último  sábado.

De caixão lacrado, a despedida, que durou 30 minutos, foi divida entre choro e abraços. O Pai Nosso foi rezado, seguido de palmas.

Motoristas dos aplicativos Uber e 99POP, após carreata e paralisação dos serviços,  chegaram com os vidros escritos com “Luto”.

Debaixo da chuva, colegas de enfermagem se abraçavam,  tentando encontrar respostas para a brutalidade que levou Vanusa à morte.

O cortejo foi seguido por pelo menos 100 motoristas de aplicativo para Itapirapuã, a 196 km de Goiânia.

A Polícia Civil ainda não se manifestou. Mas o Portal Dia Online adiantou em reportagem publicada hoje, que a motorista saiu sozinha com um empresário após deixar dupla sertaneja e um amigo na casa da mãe de um deles. Leia a reportagem aqui.

Após morte de motorista de aplicativo, protesto e paralisação

Antes de a morte de Vanuza ser descoberta, uma paralisação foi marcada por motoristas de aplicativo, ocorrida desde às 7h, em Goiânia.

O ato foi marcado através de redes sociais como Facebook e WhatsApp, e o ponto de concentração escolhido foi o estacionamento do Estádio Serra Dourada, no Jardim Goiás.

Num grupo do Facebook, motoristas pedem justiça pela morte da Vanusa, além de mais segurança aos motoristas por parte da empresa.

Entretanto, segundo um motorista do App disse à reportagem do Dia Online, a morte da Vanusa não era a pauta original do protesto. A paralisação, que já vinha sendo planejada, seria em virtude da legislação municipal referente aos Apps de transporte, que estaria gerando insatisfação entre os motoristas.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Polícia prende suspeito de matar motorista de aplicativo, em Aparecida

Suspeito foi preso próximo ao local em que carro e corpo foram encontrados.
21/01/2019, 17h05

A Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) prendeu, na tarde desta segunda-feira (21/1), próximo à Mabel, em Aparecida de Goiânia, o suspeito de matar a motorista de aplicativo Vanusa da Cunha Ferreira, de 36 anos.

O nome ainda não foi divulgado pela Polícia. O corpo da vítima foi velado na Paróquia São Pedro e São Paulo, no Finsocial, em Goiânia, na tarde desta segunda-feira (21/1).

Motoristas de aplicativo se reuniram em frenteà Central de Flagrantes para esperar o suspeito chegar.

Vanusa foi encontrada morta no domingo (20/1) após ter desaparecido na madrugada do último  sábado.

De caixão lacrado, a despedida, que durou 30 minutos, foi divida entre choro e abraços. O Pai Nosso foi rezado, seguido de palmas.

Motoristas dos aplicativos Uber e 99POP, após carreata e paralisação dos serviços,  chegaram com os vidros escritos com “Luto”.

Debaixo da chuva, colegas de enfermagem se abraçavam,  tentando encontrar respostas para a brutalidade que levou Vanusa à morte.

O cortejo foi seguido por pelo menos 100 motoristas de aplicativo para Itapirapuã, a 196 km de Goiânia.

A Polícia Civil ainda não se manifestou, mas o Portal Dia Online adiantou em reportagem publicada hoje, que a motorista saiu sozinha com um empresário após deixar dupla sertaneja e um amigo na casa da mãe de um deles. Leia a reportagem aqui.

A equipe da PM, munida de fotos do suspeito, o prendeu na rua suspeito de matar motorista de aplicativo

Vanusa era técnica de enfermagem e trabalhava como motorista de aplicativo nas folgas.

O carro da vítima, um Gol vermelho,  foi abandonado desde às 12h de sábado. Em grupos de motoristas de aplicativos, o clima é de consternação.

Vanusa desapareceu na noite de sexta-feira (18/1) depois de uma corrida particular. A motorista buscou uma dupla sertaneja e o empresário na Rodoviária de Goiânia. Ela teria aguardado o término do show, como costumava fazer quando atendia os mesmos clientes.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Governador Caiado decreta estado de calamidade financeira em Goiás

Decreto vai ser votado pela Alego e medidas que serão adotadas ainda vão ser editadas.
21/01/2019, 17h08

Da mesma maneira que aconteceu com os estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Roraima, Rio Grande do Norte e Mato Grosso, o governo de Goiás decretou estado de calamidade financeira nesta quarta-feira (21/1). O documento foi encaminhado para a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) para ratificação durante convocação extraordinária.

A decisão do governador Ronaldo Caiado (DEM) foi tomada na última sexta-feira (18/1) conforme informou o chefe da casa civil do Estado de Goiás, Anderson Máximo. O documento foi elaborado durante o fim de semana, e Caiado convocou uma coletiva de imprensa para informar que o pagamento da folha de janeiro começaria a ser pago nesta segunda-feira (21/1), e que seria quitado a folha do mês no dia 31/01.

O decreto não prevê quais medidas serão adotadas

O documento vai ser votado pela Alego, e segundo a assessoria da Casa Civil do Estado de Goiás, o decreto é apenas para que a população goiana esteja ciente da situação do Estado de Goiás. Editado no último fim de semana, ele mostra que as despesas e o crescente déficit fiscal do Estado foram os principais expoentes para que governador tomasse a decisão de declarar estado de calamidade financeira.

O decreto mostra ainda que a prerrogativa do governador é válida por 180 dias e pode ter o prazo ampliado caso necessário. Conforme o documento, Caiado levou em consideração a questão da dívida do Estado – que ao final irá chegar a mais de seis bilhões de reais, somado mais R$ 3,4 bilhões deixados pelo governo anterior, dois bilhões de despesas inscritos em restos a pagar e mais um bilhão de reais da folha dos servidores que não foi empenhada em dezembro de 2018.

A publicação mostra ainda que a decisão foi tomada para manter a prestação de serviços públicos essenciais nas áreas de saúde, educação e segurança pública. A assessoria da Casa Civil de Goiás informou também que o último artigo do decreto não prevê as medidas que vão ser adotadas, e que o titular da Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento vai editar as medidas que o governo irá adotar para sair da situação na qual se encontra.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Praças em Goiânia: as 6 melhores para conhecer

As praças em Goiânia representam uma boa opção para quem pretende organizar um passeio agradável e sossegado na cidade, ideal para levar as crianças!
21/01/2019, 17h51

Um passeio pelas praças em Goiânia pode ser perfeito para quem está buscando momentos de tranquilidade. Nada melhor que sentar em um banco de praça, aproveitando a sombra de uma boa árvore para colocar o papo em dia com um amigo ou seja lá quem for. Também é um programa bacana para levar as crianças, já que boa parte das praças da cidade contam com parquinhos infantis.

Pensando nisso, nós aqui do Portal Dia Online preparamos uma listinha com as melhores e maiores praças para você conhecer. Muitas são referência e possuem importante valor histórico para nossa população. Dá uma olhadinha!

Praças em Goiânia para conhecer:

1 – Praça Cívica

praças em Goiânia
Foto: Reprodução/ Curta Mais

A Praça Doutor Pedro Ludovico Teixeira, mais conhecida como Praça Cívica, é sempre uma das mais lembradas pela população. Considerada como o marco inicial da construção da cidade, foi a primeira entre as diversas praças em Goiânia, construída ainda no ano de 1933.

Por ali é possível encontrar diversas atrações e pontos históricos da cidade, a exemplo do Palácio das Esmeraldas, que é a residência oficial dos governadores de Goiás, sendo Pedro Ludovico Teixeira seu primeiro morador.

A praça também abriga o Museu Zoroastro Artiaga e ao centro, se encontra o tão famoso Monumento às Três Raças, que homenageia os responsáveis pela criação do estado.

Por todos os lados da praça ainda se encontra o estilo de art déco, responsável por dar vida aos projetos arquitetônicos das primeiras construções da cidade. Sem dúvida, a Praça Cívica é um destino certo para quem está conhecendo a cidade ou apenas pretende curtir um bom passeio. O ideal é ir durante o fim da tarde, quando as temperaturas estão mais amenas.

Endereço: Praça Cívica, s/n – St. Central, Goiânia – GO, 74030-010

2 – Praça do Sol

praças em Goiânia
Foto: Reprodução

A Praça do Sol é um ótimo espacinho para curtir com as crianças, no entanto, é mais conhecida por abrigar a Feira do Sol aos domingos, que oferece excelente variedade de produtos.

O lugar é bastante agradável e conta com fácil acesso,onde é possível encontrar uma área verde reestruturada, perfeita para relaxar. É por ali que se encontra o popular monumento “EU AMO GOIÂNIA”.

Endereço: Rua 9, s/n – St. Oeste, Goiânia – GO, 74110-100

3 – Praça Universitária

praças em Goiânia
Foto: Reprodução/ Mapio

Esta é uma das mais lembradas praças em Goiânia, planejada também em 1933, mas foi de fato construída apenas em 1969. O objetivo sempre foi reunir diferentes faculdades em um mesmo local.

O lugar possui enorme valor histórico para a cidade, uma vez que representa nossa forte identidade, já que chegou a ser tombada como Patrimônio Histórico e Cultural de Goiás. Por ali é possível encontrar diversas esculturas de grande representatividade, maiores símbolos da praça.

Apenas para que você tenha ideia, a Praça Universitária já foi palco de grandes manifestações políticas, eventos estudantis e shows artístico-culturais. Ainda hoje continua sendo um ponto de grande importância e referência para nossa cidade.

4 – Praça do Avião

praças em Goiânia
Foto: José Nery Galvão

A Praça do Avião, localizada no Setor Aeroporto, é bastante conhecida por abrigar uma réplica do 14 BIS, a primeira aeronave construída pelo aviador brasileiro Alberto Santos Dumont, mais conhecido apenas como Santos Dumont.

O monumento ali presente foi construído pelo artista Fernando Nolêtho, como uma bela homenagem ao aviador. No entanto, segundo o Seplan, o primeiro modelo a ser colocado na praça era referente ao F8 Gloster, que era bastante utilizado naquela época.

Oficialmente nomeada como Praça Santos Dumont, é composta por uma pequena área verde e espaço para recreação, contando com parquinho infantil, pista esportiva e de skate e espaço para ginástica. É uma das mais visitadas praças em Goiânia.

5 – Praça Tamandaré

praças em Goiânia
Foto: Reprodução

Entre as praças em Goiânia a Tamandaré é uma das de maior destaque, isso porque abriga outra feira que é bastante conhecida, a Feira da Lua. Considerada como a segunda maior feira livre da cidade, é possível encontrar de tudo no local, desde peças para vestuário até alimentação e artesanato.

A praça em si já foi considerada um local destinado para a alta sociedade, onde se encontravam músicos, artistas plásticos, poetas e escritores, que sempre buscavam dar vida a novas manifestações artísticas que incentivassem a população a ir em busca de conhecimento.

Atualmente o espaço se popularizou bastante e, apesar de se encontrar em um setor nobre, é frequentada por pessoas de diversos lugares e classes sociais.

Endereço: Av. Assis Chateaubriand, 640 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74130-011

6 – Praça do Jacaré

praças em Goiânia
Foto: Reprodução

O lugar é bom para passeios durante a manhã e início da noite. Por ali ainda se encontra uma pequena quadra de esportes para a diversão dos moradores da região. No entanto, vale considerar que sua estrutura não está bem conservada e passear por ali tarde da noite pode ser perigoso.

Endereço: R. Dr. João Alves de Castro – St. Crimeia Oeste, Goiânia – GO, 74563-270

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Theresa May propõe rediscutir fronteira entre Irlanda do norte e Irlanda

Outros partidos insistem em realizar um segundo referendo para decidir se o Reino Unido abandona a UE.
21/01/2019, 18h16

A primeira-ministra Theresa May propôs nesta segunda-feira, 21, um novo plano para modificar o ponto mais controverso das negociações com Bruxelas sobre o Brexit: o “backstop”, mecanismo utilizado para evitar a instauração de uma fronteira entre a Irlanda (membro da União Europeia) e a Irlanda do Norte.

“Nesta semana, continuarei falando com meus colegas para considerar como poderíamos cumprir com as nossas obrigações para com os cidadãos da Irlanda do Norte e da Irlanda, de uma forma que possa obter o maior apoio possível na Câmara. E logo voltarei a levar a conclusão desses debates à União Europeia”, anunciou a premiê diante do Parlamento.

Se May conseguir criar consenso, ela pode obter o apoio dos conservadores rebeldes de seu próprio partido, o Conservador, e do Partido Unionista Democrático da Irlanda do Norte, que apoia seu governo. O líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, de oposição, se negou a conversar até que o governo descartasse a possibilidade de um Brexit sem acordo. Outros partidos insistem em realizar um segundo referendo para decidir se o Reino Unido abandona a UE.

A União Europeia já havia rejeitado a ideia de modificar o “backstop”, mas a primeira-ministra espera usar o apoio do Parlamento para convencer Bruxelas da necessidade de renegociar esse ponto do acordo.

Mudanças

O governo britânico recuou da taxa que os cidadãos da União Europeia residentes no Reino Unido teriam de pagar para continuar vivendo na ilha, estimada em torno de 65 libras por adulto. Ela havia anunciado a proposta nesta manhã, junto com a possibilidade de alterar o “backstop”.

A renegociação de May ocorre após o Parlamento rejeitar com larga vantagem o seu acordo negociado com Bruxelas durante dois anos. No dia 29, os parlamentares votam a segunda versão do plano de separação, com contrapropostas em formas de emendas.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.