Goiás

O que fazer em Alto Paraíso de Goiás: 10 destinos incríveis para conhecer

Está procurando o que fazer em Alto Paraíso de Goiás? O município conta com lindas cachoeiras e piscinas naturais, sendo casa também para a Chapada dos Veadeiros, com destinos deslumbrantes para qualquer turista!
21/01/2019, 16h10

Já sabe qual será o destino de sua próxima viagem? Se ainda estiver na dúvida, aqui temos uma excelente dica para você! Infelizmente, Goiás ainda é um estado subestimado por muitos, que acabam preferindo sair daqui para conhecer lugares em outros estados do que desvendar as belezas naturais que se concentram por aqui. Mas vale lembrar que temos diversas cidades turísticas incríveis, que contam com destinos paradisíacos, dignos de cenários de filmes. Um bom exemplo disso é a cidade de Alto Paraíso, conhecida como a porta de entrada para a Chapada dos Veadeiros, uma das maiores e mais belas unidades de conservação do país. Portanto, aqui daremos algumas dicas para quem está buscando o que fazer em Alto Paraíso de Goiás.

São inúmeras trilhas, cachoeiras, poços e piscinas naturais, perfeitas para quem adora o contato com a natureza carregado de boas doses de adrenalina. Isso porque alguns dos maiores pontos turísticos do município possuem acesso que só pode ser feito através de trilhas, sendo que muitas proporcionam uma verdadeira aventura, com algum tempo de caminhada e obstáculos. No entanto, as experiências como um todo costumam ser completas e recompensadoras. Dá uma olhada!

Confira o que fazer em Alto Paraíso de Goiás:

1 – Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

O que fazer em Alto Paraíso de Goiás
Foto: Reprodução

Não há como falar sobre o que fazer em Alto Paraíso de Goiás sem mencionar a Chapada dos Veadeiros, um dos destinos mais requisitados por turistas de todo o Brasil. Por ser uma enorme unidade de conservação do país, possui áreas não apenas em Alto Paraíso, mas também nos municípios de Cavalcante, Teresina de Goiás, Nova Roma e São João d’Aliança.

Por ali se encontram espécies e formações vegetais únicas, centenas de nascentes e cursos d’água, rochas com mais de um bilhão de anos, sem contar as inúmeras paisagens de rara beleza, sendo que muitas estão aberta para visitação.

Ao longo da matéria abordaremos alguns destinos que se encontram dentro da Chapada e que são praticamente obrigatórios para todo turista que se aventura em meio a essa preciosidade natural de Goiás, tombada como Patrimônio Mundial pela UNESCO, no ano de 2001.

Para saber mais sobre o Parque, acesse o Portal ICMBio, clicando aqui.

Telefone para mais informações: (62) 3455-1114

Onde: Rodovia GO 239, Km 36 – Vila de São Jorge, Alto Paraíso de Goiás – GO, 73770-000

2 – Vale da Lua

O que fazer em Alto Paraíso
Foto: Reprodução

Para quem está buscando o que fazer em Alto Paraíso de Goiás, uma das melhores opções é conhecer o famoso Vale da Lua. Um dos pontos turísticos mais visitados da Chapada dos Veadeiros, é composto por um conjunto de formações rochosas cavadas nas pedras pelas corredeiras de águas transparentes, vindas do rio São Miguel.

O nome do lugar vem de sua aparência, que para mentes mais  criativas, acaba lembrando uma paisagem lunar repleta de rochas por todos os cantos, com crateras escavadas devido ao atrito da areia levada pelas águas.

O Vale da Lua se localiza a 11 km de São Jorge, com acesso pela rodovia GO-239, entrando por uma estrada de terra que fica ao lado oposto do Parque Nacional. Para entrar é preciso pagar uma pequena taxa, mas não é necessário o auxílio de guias para passear por ali.

Onde: Rodovia GO-239, km 29, s/nº – Zona Rural, Alto Paraíso de Goiás – GO, 73770-000

3 – Catarata dos Couros

O que fazer em Alto Paraíso
Foto: Reprodução

Este é um daqueles destinos obrigatórios da Chapada, sabe? Simplesmente não dá para ignorar a Catarata dos Couros se você estiver passando por Alto Paraíso. Para chegar lá  é preciso fazer uma trilha de nível médio, com pouca sinalização, que pode ser um pouquinho difícil para aqueles que não são acostumados, mas com certeza valerá a pena o esforço! É recomendada a ajuda de um guia!

É possível encontrar três quedas imponentes, uma mais bonita do que a outra! Cercado por muito verde, o lugar conta com um poço principal enorme, apresentando partes mais rasas e outras mais fundas. A água é cristalina, formando uma paisagem paradisíaca, em um verdadeiro espetáculo natural!

Horário para visitação: todos os dias, das 8h às 17h

Telefone para contato: (61) 98507-8001

4 – Cachoeira Loquinhas

O que fazer em Alto Paraíso de Goiás
Foto: Reprodução

Para quem estiver passeando com a família em Alto Paraíso, esse é um dos destinos perfeitos. Isso porque o acesso até as cachoeiras é um dos mais tranquilos possíveis, sendo que o percurso da trilha é sobre um deck de madeira, contando ainda com alguns degraus que possuem corrimão em corda.

Não possui obstáculos maiores, sendo ideal para levar crianças, idosos e pessoas que possuem maior dificuldade locomotora. Ainda é possível encontrar diversos poços de águas límpidas, perfeitas para deliciosos banhos.

Ao chegar na cachoeira o visitante se depara com um cenário lindíssimo, cheio de pedras e uma queda bem atraente. Por se encontrar dentro de uma fazenda, é preciso pagar uma pequena taxa para ter acesso, com com certeza vale a pena!

5 – Cachoeira Almécegas I

O que fazer em Alto Paraíso de Goiás
Foto: Reprodução

O lugar é simplesmente sensacional e um excelente destino para quem busca o que fazer em Alto Paraíso. Na região é possível encontrar três cachoeiras, sendo a Almécegas I e II e São Bento.

Vale lembrar que parte da trilha pode ser feita de carro, sendo preciso fazer a outra parte a pé, mas o acesso é fácil e sem muitos obstáculos. A Almécegas I costuma ser mais cansativa, mas entre as três, é a que sem dúvida possui o visual mais deslumbrante, digno de cenário de filme!

A II é perfeita para quem apenas quer tomar um bom banho e aproveitar a paisagem verde do ambiente, sendo possível também encontrar um lindo visual. Já a São Bento possui características menos interessantes, mas também é ótima para uma visita e um banho. O acesso é feito pela Fazenda São Bento e o ingresso é de R$ 40 por pessoa.

Onde: Trilha a Almécegas 1, Alto Paraíso de Goiás – GO, 73770-000

6 – Poço Encantado

O que fazer em Alto Paraíso de Goiás
Foto: Reprodução

Localizada na Fazenda Rio de Pedra, dentro da Chapada dos Veadeiros, a cerca de 52 km ao norte de Alto Paraíso de Goiás, é uma das mais bonitas regiões de cerrado do estado. A queda de águas cristalinas é cercada por vegetação exuberante e bem conservada, de característica mais densa nas laterais do restante do morro.

Possui altura total de aproximadamente 38 metros, sendo que a parte de baixo da cachoeira ainda conta com 20 metros. Já o poço conta com cerca de 50 metros de diâmetro, formado por uma linda piscina natural.

Outra característica bem interessante sobre o local é sua praia de areias brancas, que muda a cada cheia do poço, reaparecendo em belos e variados tamanhos e formatos. É um cenário sem defeitos e que com certeza deixa qualquer pessoa encantada.

A entrada custa R$ 25 por pessoa. Para mais detalhes, clique aqui.

Telefone para mais informações: (61) 99936-0160

7 – Cachoeira dos Anjos e Arcanjos

O que fazer em Alto Paraíso de Goiás
Foto: Reprodução

Para quem está procurando o que fazer em Alto Paraíso de Goiás e prefere o sossego, esse pode ser o destino ideal! Vale considerar que a trilha até o local não é muito fácil (nível médio), mas chegando lá é possível desfrutar de bons momentos de calmaria – já que não recebe muitos turistas – em muito contato com a natureza, perfeito para recarregar as energias.

Telefone para mais informações: (62) 99699-5417

8 – Santuário Ecológico Vale Dourado

O que fazer em Alto Paraíso de Goiás
Foto: Reprodução

Localizado a 20 km do centro de Alto Paraíso, o santuário é limitado pela Serra da Boa Vista e pelo Rio dos Couros. Conta com área total de 658 hectares. Por ali é possível encontrar diversos riachos de águas cristalinas, que chegam a formar 30 cachoeiras de todos os tipos e alturas.

Quase todas elas desaguam em lindas piscinas naturais, sem contar a beleza cênica do cerrado, veredas, flores e matas ciliares presentes na região. Ir até o local é uma experiência única e repleta de emoções, já que é possível visitar ambientes paradisíacos e até mesmo inacreditáveis.

Para mais detalhes, acesse o site do santuário clicando aqui.

Onde: Unnamed Road, 73770-000, Alto Paraíso de Goiás – GO, 73770-000

9 – Mirante da Janela

O que fazer em Alto Paraíso de Goiás
Foto: Reprodução

Este também é um dos destinos imperdíveis para quem busca o que fazer em Alto Paraíso de Goiás. É algo um pouquinho diferente do restante, já que não é exatamente uma cachoeira (embora a trilha dê acesso para algumas, a exemplo da linda Cachoeira do Abismo). No caminho é possível encontrar um lindo poço, perfeito para dar um mergulho e garantir a energia necessária para o restante da trilha.

Por ser de acesso moderado e ter sinalizações mais discretas, o ideal é ter a ajuda de um guia. No fim da tarde é vista é maravilhosa devido ao pôr do sol.

10 – Gota Sat Som

O que fazer em Alto Paraíso de Goiás
Foto: Reprodução

E para encerrar com chave de ouro, nada melhor que falar sobre esse lugarzinho que garante experiências ímpares para todos que vão até lá. Não se trata de cachoeira e muito menos envolve alguma atividade na água, mas com certeza é um espacinho mágico que envolve a alma.

Trata-se de um pequeno templo para meditação, envolvendo experiências com o som e o silêncio em um intenso mergulho interior. A energia do ambiente é sem igual e conta com programações diferentes em cada dia. Vale muito a pena conhecer!

Telefones para mais informações: (62) 9664-6669 / (62) 9630-1512

Onde: R. 3, 30, Alto Paraíso de Goiás – GO, 73770-000

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Despedida de motorista de aplicativo tem chuva, abraços e caixão lacrado

Vanusa da Cunha Ferreira, de 36 anos, foi homenageada por motoristas, enfermeiras e familiares.
21/01/2019, 16h19

O corpo da motorista de aplicativo Vanusa da Cunha Ferreira, de 36 anos, foi velado na Paróquia São Pedro e São Paulo, no Finsocial, em Goiânia, na tarde desta segunda-feira (21/1).

Vanusa foi encontrada morta no domingo (20/1) após ter desaparecido na madrugada do último  sábado.

De caixão lacrado, a despedida, que durou 30 minutos, foi divida entre choro e abraços. O Pai Nosso foi rezado, seguido de palmas.

Motoristas dos aplicativos Uber e 99POP, após carreata e paralisação dos serviços,  chegaram com os vidros escritos com “Luto”.

Debaixo da chuva, colegas de enfermagem se abraçavam,  tentando encontrar respostas para a brutalidade que levou Vanusa à morte.

O cortejo foi seguido por pelo menos 100 motoristas de aplicativo para Itapirapuã, a 196 km de Goiânia.

A Polícia Civil ainda não se manifestou. Mas o Portal Dia Online adiantou em reportagem publicada hoje, que a motorista saiu sozinha com um empresário após deixar dupla sertaneja e um amigo na casa da mãe de um deles. Leia a reportagem aqui.

Após morte de motorista de aplicativo, protesto e paralisação

Antes de a morte de Vanuza ser descoberta, uma paralisação foi marcada por motoristas de aplicativo, ocorrida desde às 7h, em Goiânia.

O ato foi marcado através de redes sociais como Facebook e WhatsApp, e o ponto de concentração escolhido foi o estacionamento do Estádio Serra Dourada, no Jardim Goiás.

Num grupo do Facebook, motoristas pedem justiça pela morte da Vanusa, além de mais segurança aos motoristas por parte da empresa.

Entretanto, segundo um motorista do App disse à reportagem do Dia Online, a morte da Vanusa não era a pauta original do protesto. A paralisação, que já vinha sendo planejada, seria em virtude da legislação municipal referente aos Apps de transporte, que estaria gerando insatisfação entre os motoristas.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Polícia prende suspeito de matar motorista de aplicativo, em Aparecida

Suspeito foi preso próximo ao local em que carro e corpo foram encontrados.
21/01/2019, 17h05

A Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) prendeu, na tarde desta segunda-feira (21/1), próximo à Mabel, em Aparecida de Goiânia, o suspeito de matar a motorista de aplicativo Vanusa da Cunha Ferreira, de 36 anos.

O nome ainda não foi divulgado pela Polícia. O corpo da vítima foi velado na Paróquia São Pedro e São Paulo, no Finsocial, em Goiânia, na tarde desta segunda-feira (21/1).

Motoristas de aplicativo se reuniram em frenteà Central de Flagrantes para esperar o suspeito chegar.

Vanusa foi encontrada morta no domingo (20/1) após ter desaparecido na madrugada do último  sábado.

De caixão lacrado, a despedida, que durou 30 minutos, foi divida entre choro e abraços. O Pai Nosso foi rezado, seguido de palmas.

Motoristas dos aplicativos Uber e 99POP, após carreata e paralisação dos serviços,  chegaram com os vidros escritos com “Luto”.

Debaixo da chuva, colegas de enfermagem se abraçavam,  tentando encontrar respostas para a brutalidade que levou Vanusa à morte.

O cortejo foi seguido por pelo menos 100 motoristas de aplicativo para Itapirapuã, a 196 km de Goiânia.

A Polícia Civil ainda não se manifestou, mas o Portal Dia Online adiantou em reportagem publicada hoje, que a motorista saiu sozinha com um empresário após deixar dupla sertaneja e um amigo na casa da mãe de um deles. Leia a reportagem aqui.

A equipe da PM, munida de fotos do suspeito, o prendeu na rua suspeito de matar motorista de aplicativo

Vanusa era técnica de enfermagem e trabalhava como motorista de aplicativo nas folgas.

O carro da vítima, um Gol vermelho,  foi abandonado desde às 12h de sábado. Em grupos de motoristas de aplicativos, o clima é de consternação.

Vanusa desapareceu na noite de sexta-feira (18/1) depois de uma corrida particular. A motorista buscou uma dupla sertaneja e o empresário na Rodoviária de Goiânia. Ela teria aguardado o término do show, como costumava fazer quando atendia os mesmos clientes.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Governador Caiado decreta estado de calamidade financeira em Goiás

Decreto vai ser votado pela Alego e medidas que serão adotadas ainda vão ser editadas.
21/01/2019, 17h08

Da mesma maneira que aconteceu com os estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Roraima, Rio Grande do Norte e Mato Grosso, o governo de Goiás decretou estado de calamidade financeira nesta quarta-feira (21/1). O documento foi encaminhado para a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) para ratificação durante convocação extraordinária.

A decisão do governador Ronaldo Caiado (DEM) foi tomada na última sexta-feira (18/1) conforme informou o chefe da casa civil do Estado de Goiás, Anderson Máximo. O documento foi elaborado durante o fim de semana, e Caiado convocou uma coletiva de imprensa para informar que o pagamento da folha de janeiro começaria a ser pago nesta segunda-feira (21/1), e que seria quitado a folha do mês no dia 31/01.

O decreto não prevê quais medidas serão adotadas

O documento vai ser votado pela Alego, e segundo a assessoria da Casa Civil do Estado de Goiás, o decreto é apenas para que a população goiana esteja ciente da situação do Estado de Goiás. Editado no último fim de semana, ele mostra que as despesas e o crescente déficit fiscal do Estado foram os principais expoentes para que governador tomasse a decisão de declarar estado de calamidade financeira.

O decreto mostra ainda que a prerrogativa do governador é válida por 180 dias e pode ter o prazo ampliado caso necessário. Conforme o documento, Caiado levou em consideração a questão da dívida do Estado – que ao final irá chegar a mais de seis bilhões de reais, somado mais R$ 3,4 bilhões deixados pelo governo anterior, dois bilhões de despesas inscritos em restos a pagar e mais um bilhão de reais da folha dos servidores que não foi empenhada em dezembro de 2018.

A publicação mostra ainda que a decisão foi tomada para manter a prestação de serviços públicos essenciais nas áreas de saúde, educação e segurança pública. A assessoria da Casa Civil de Goiás informou também que o último artigo do decreto não prevê as medidas que vão ser adotadas, e que o titular da Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento vai editar as medidas que o governo irá adotar para sair da situação na qual se encontra.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Praças em Goiânia: as 6 melhores para conhecer

As praças em Goiânia representam uma boa opção para quem pretende organizar um passeio agradável e sossegado na cidade, ideal para levar as crianças!
21/01/2019, 17h51

Um passeio pelas praças em Goiânia pode ser perfeito para quem está buscando momentos de tranquilidade. Nada melhor que sentar em um banco de praça, aproveitando a sombra de uma boa árvore para colocar o papo em dia com um amigo ou seja lá quem for. Também é um programa bacana para levar as crianças, já que boa parte das praças da cidade contam com parquinhos infantis.

Pensando nisso, nós aqui do Portal Dia Online preparamos uma listinha com as melhores e maiores praças para você conhecer. Muitas são referência e possuem importante valor histórico para nossa população. Dá uma olhadinha!

Praças em Goiânia para conhecer:

1 – Praça Cívica

praças em Goiânia
Foto: Reprodução

A Praça Doutor Pedro Ludovico Teixeira, mais conhecida como Praça Cívica, é sempre uma das mais lembradas pela população. Considerada como o marco inicial da construção da cidade, foi a primeira entre as diversas praças em Goiânia, construída ainda no ano de 1933.

Por ali é possível encontrar diversas atrações e pontos históricos da cidade, a exemplo do Palácio das Esmeraldas, que é a residência oficial dos governadores de Goiás, sendo Pedro Ludovico Teixeira seu primeiro morador.

A praça também abriga o Museu Zoroastro Artiaga e ao centro, se encontra o tão famoso Monumento às Três Raças, que homenageia os responsáveis pela criação do estado.

Por todos os lados da praça ainda se encontra o estilo de art déco, responsável por dar vida aos projetos arquitetônicos das primeiras construções da cidade. Sem dúvida, a Praça Cívica é um destino certo para quem está conhecendo a cidade ou apenas pretende curtir um bom passeio. O ideal é ir durante o fim da tarde, quando as temperaturas estão mais amenas.

Endereço: Praça Cívica, s/n – St. Central, Goiânia – GO, 74030-010

2 – Praça do Sol

praças em Goiânia
Foto: Reprodução

A Praça do Sol é um ótimo espacinho para curtir com as crianças, no entanto, é mais conhecida por abrigar a Feira do Sol aos domingos, que oferece excelente variedade de produtos.

O lugar é bastante agradável e conta com fácil acesso,onde é possível encontrar uma área verde reestruturada, perfeita para relaxar. É por ali que se encontra o popular monumento “EU AMO GOIÂNIA”.

Endereço: Rua 9, s/n – St. Oeste, Goiânia – GO, 74110-100

3 – Praça Universitária

praças em Goiânia
Foto: Reprodução/ Mapio

Esta é uma das mais lembradas praças em Goiânia, planejada também em 1933, mas foi de fato construída apenas em 1969. O objetivo sempre foi reunir diferentes faculdades em um mesmo local.

O lugar possui enorme valor histórico para a cidade, uma vez que representa nossa forte identidade, já que chegou a ser tombada como Patrimônio Histórico e Cultural de Goiás. Por ali é possível encontrar diversas esculturas de grande representatividade, maiores símbolos da praça.

Apenas para que você tenha ideia, a Praça Universitária já foi palco de grandes manifestações políticas, eventos estudantis e shows artístico-culturais. Ainda hoje continua sendo um ponto de grande importância e referência para nossa cidade.

4 – Praça do Avião

praças em Goiânia
Foto: José Nery Galvão

A Praça do Avião, localizada no Setor Aeroporto, é bastante conhecida por abrigar uma réplica do 14 BIS, a primeira aeronave construída pelo aviador brasileiro Alberto Santos Dumont, mais conhecido apenas como Santos Dumont.

O monumento ali presente foi construído pelo artista Fernando Nolêtho, como uma bela homenagem ao aviador. No entanto, segundo o Seplan, o primeiro modelo a ser colocado na praça era referente ao F8 Gloster, que era bastante utilizado naquela época.

Oficialmente nomeada como Praça Santos Dumont, é composta por uma pequena área verde e espaço para recreação, contando com parquinho infantil, pista esportiva e de skate e espaço para ginástica. É uma das mais visitadas praças em Goiânia.

5 – Praça Tamandaré

praças em Goiânia
Foto: Reprodução

Entre as praças em Goiânia a Tamandaré é uma das de maior destaque, isso porque abriga outra feira que é bastante conhecida, a Feira da Lua. Considerada como a segunda maior feira livre da cidade, é possível encontrar de tudo no local, desde peças para vestuário até alimentação e artesanato.

A praça em si já foi considerada um local destinado para a alta sociedade, onde se encontravam músicos, artistas plásticos, poetas e escritores, que sempre buscavam dar vida a novas manifestações artísticas que incentivassem a população a ir em busca de conhecimento.

Atualmente o espaço se popularizou bastante e, apesar de se encontrar em um setor nobre, é frequentada por pessoas de diversos lugares e classes sociais.

Endereço: Av. Assis Chateaubriand, 640 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74130-011

6 – Praça do Jacaré

praças em Goiânia
Foto: Reprodução

O lugar é bom para passeios durante a manhã e início da noite. Por ali ainda se encontra uma pequena quadra de esportes para a diversão dos moradores da região. No entanto, vale considerar que sua estrutura não está bem conservada e passear por ali tarde da noite pode ser perigoso.

Endereço: R. Dr. João Alves de Castro – St. Crimeia Oeste, Goiânia – GO, 74563-270

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.