Goiás

Servidora do TCE-GO recebia R$ 8 mil para consertar máquinas de escrever que não existem mais

Os servidores exonerados pertenciam ao quadro suplementar, que é alvo de questionamento do Ministério Público de Contas.

Por Ton Paulo
24/01/2019, 15h51

Uma denúncia veiculada nesta quinta-feira (24/1) sobre a exoneração de dois servidores do Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO) causou choque. Dois servidores do Tribunal de Contas do Estado (TCE-GO), foram exonerados na última quarta-feira (23/1), depois de denúncias de nepotismo, altos salários que chegam em mais de R$ 40 mil. Uma dos servidores exonerados recebia salário mensal de R$ 8,1 mil para consertar máquinas de escrever que nem existem mais no órgão. As informações são de O Popular.

Segundo o jornal, os servidores exonerados pertenciam ao quadro suplementar, que é alvo de questionamento do Ministério Público de Contas. Um dos exonerados, que estava no cargo de assessor contábil, mas atuava como analista de controle externo, função no qual é concursado, recebia R$ 41,6 mil.

A outra servidora ganhava R$ 8,1 mil para trabalhar como mecanógrafa, responsável por consertar máquinas de escrever. Entretanto, essas máquinas já não são utilizadas no TCE-GO há anos.

Ao jornal, o TCE-GO informou em nota que a exoneração dos servidores foi aprovada em plenário e que o órgão “segue trabalhando, promovendo os ajustes necessários”.

TCE-GO teria contratado um menino de 12 anos que atualmente estaria ganhando R$ 31,4 mil

O MP está ainda apurando as denúncias de irregularidades e quer a demissão dos funcionários contratados de forma irregular.

Segundo o Ministério Público de Contas, adolescentes entre 12 e 17 anos, foram contratados sem prévio concurso público “com o agravante de serem à época da contratação nos moldes CLT, menores de idade”. Ao longo do tempo eles ocuparam cargos efetivos de nível superior sem concurso público.

No caso do jovem de 12 anos, contratado em março de 1988, trabalha atualmente como analista de controle externo e recebe R$ 31,4 mil.

Ainda de acordo com o órgão, só em 2018 houve um desperdício de mais de R$ 25 milhões de reais. Para trabalhar seis horas por dia, motorista e fotocopiador ganham R$ 22 mil mensais.

Via: O Popular 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Presidente da Câmara municipal de Niquelândia é investigado pelo MP

Vereadora denunciou que o presidente da casa estaria transferindo dinheiro da Câmara para conta pessoal dele.
24/01/2019, 16h19

O atual presidente da Câmara Municipal de Niquelândia, Leonardo Ferreira mais conhecido por Leo Ferreira (PSB) é alvo de uma investigação do Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO). As investigações do MP contra o presidente da casa começaram em setembro do ano passado, quando uma vereadora denunciou que ele estaria fazendo transferências das contas da Câmara para conta pessoal dele.

Diante das denúncias da vereadora, o MP passou a investigar o caso, e pediu junto ao juiz da comarca o mandado de busca e apreensão para checar a veracidade dos fatos. Segundo a assessoria do MP em Niquelândia, as transferências para a conta do presidente da Câmara foram sempre valores altos, entre R$ 40 e R$ 50 mil reais.

A assessoria afirmou que após o pedido para os mandados de busca e apreensão serem deferidos, eles estão sendo cumpridos na tarde desta quinta-feira (24/1) na Câmara Municipal de Niquelândia.

Leo Ferreira confirmou que fez as transferência, pois se tratava de verba indenizatória

Portal Dia Onlinentrou em contato com o presidente da Câmara de Niquelândia em busca de um posicionamento sobre as denúncias da vereadora, e sobre o cumprimento dos mandados de busca e apreensão.

“Eu fiz as transferências, mas em Niquelândia nós temos uma lei municipal que autoriza o presidente da Câmara a receber a mais”, afirmou Leo à reportagem. Conforme Léo Ferreira, o dinheiro que ele depositou na conta dele é referente a verbas indenizatórias de direito trabalhista de 2017, pois não estava recebendo o valor a mais, que tinha direito.

O presidente da Casa afirmou ainda que tudo foi comprovado e lançado como verba extra orçamentária da casa, mas que a colega ao ver pensou que se tratava de algo ilícito. “Nós protocolamos a resposta junto ao Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO) no dia 19 de dezembro de 2018, que era o último dia para responder. Mas acredito que pelo recesso, o Ministério entendeu que passamos da data”, explica o vereador.

Conforme Léo Ferreira, toda documentação foi entregue aos promotores do MPGO, durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, nesta quarta-feira.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Dia Gourmet

Bares em Brasília: confira os mais badalados da cidade

Os bares em Brasília são excelentes lugares para reunir os amigos e jogar conversa fora.
24/01/2019, 16h54

Se você está procurando por um bom lugar para finalmente conseguir reunir os amigos, os bares em Brasília podem ser uma boa escolha! Seja para beber ou simplesmente  se deliciar com as melhores comidas de boteco, os barzinhos da capital brasileira não deixam a desejar!

Sempre há um lugarzinho para cada gosto e estilo, oferecendo muito mais do que boas comidas e bebidas, mas verdadeiras experiências! O happy hour pode ser bem divertido, hein?! Então confira a listinha especial que preparamos e já programe o próximo rolê com os amigos!

Conheça agora os melhores bares em Brasília:

1 – Dudu Bar

bares em Brasília
Foto: Reprodução

O Dudu Bar é, sem dúvida, um dos melhores restaurantes e bares em Brasília. Quando o assunto é bebida, a casa sempre oferece deliciosos drinques, assinados pelo renomado barman Del Silva.

São diversas opções e todas contam com um sabor único, capazes de encantar até o mais exigente paladar. Ainda é possível encontrar uma vasta carta de vinhos, elaborada com mais de 150 rótulos de 12 nacionalidades.

São opções perfeitas para garantir uma boa harmonização com as entradas, pratos principais e até mesmo com as deliciosas sobremesas servidas por ali. Vale a pena conhecer! Confira o cardápio clicando aqui!

Horário de atendimento: segunda a quarta, das 12h às 15h e das 18h às 00h / quinta, das 12h às 15h e das 18h à 1h / sexta e sábado, das 12h às 2h / domingo, das 12h às 17h (os horários podem ser diferentes de acordo com a unidade)

Telefones:

  • (61) 3323-8082
  • (61) 3248-0184

Endereços:

  • SCLS 303, Bloco A, Loja, Asa Sul Comércio Local Sul 303 – Asa Sul, Brasília – DF, 70336-510
  • SHIS Qi 11, Bloco I, Lojas 16,40,46 – Lago Sul, St. de Habitações Individuais Sul QI 11 – Lago Sul, Brasília – DF, 71625-580

2 – Piratas Bar

bares em Brasília
Foto: Reprodução

Entre os bares em Brasília encontramos o Piratas. Com um ambiente bastante confortável e agradável, é ideal para curtir um happy hour com os amigos, desfrutando dos melhores petiscos, cervejas e drinques da casa.

O nome não é à toa, já que o ambiente é de fato decorado com temas que lembram os piratas, trazendo aquele arzinho mais rústico e descontraído. Como se não bastasse, sempre rola aquela transmissão de um futebolzinho ao vivo, sem contar que o local também recebe artistas com música ao vivo eventualmente. Para conferir o cardápio, clique aqui.

Horário de atendimento: segunda a quinta, das 11h30 às 00h / sexta, das 11h30 às 2h / sábado, das 12h às 2h / domingo, das 12h às 00h

Telefone: (61) 9 9909-5051

Endereço: SIG Quadra 06 Lote 1515, St. Sudoeste – Brasília, DF, 70610-460

3 – Bar Brahma

bares em Brasília
Foto: Reprodução

O Bar Brahma é um lugar à parte na cidade de Brasília. Independente do dia, sempre reúne uma boa galera que se junta a fim de tomar um gelado e cremoso chopp Brahma, ao mesmo tempo em que aproveita para se deliciar com os saborosos petiscos e sanduíches, que são de dar água na boca.

Como se não bastasse, ainda é possível encontrar almoço executivo no local, bem como um cardápio variado que agrada a todos. Ao melhor estilo brasiliense, sempre rola muito samba, jazz, rock e MPB no bar, atraindo aos mais diversos públicos. Vale a pena conhecer! Clique aqui e confira o cardápio.

Horário de atendimento: segunda a sábado, das 11h40 às 00h

Telefone: (61) 3224-9313

Endereço: 201 sul, ERL – Sul, 33 – Asa Sul, Brasília – DF, 70040-906

4 – Bar Brasília

bares em Brasília
Foto: Reprodução

Com um ambiente bastante acolhedor, o bar consegue literalmente captar a verdadeira alma brasiliense, marcada pelo melhor da nostalgia dos bares dos anos 50, da ginga carioca e da boemia paulista, mistura essa que garante as principais características da cidade como um todo.

É um ambiente em que os visitantes podem encontrar o que há de melhor na gastronomia, com boas doses de cultura e entretenimento. O cardápio é recheado de comidas de boteco, com os melhores petiscos de sempre. E claro, ainda é possível se deliciar com drinques e cervejas geladas. Sem dúvida, um dos melhores bares em Brasília! Confira o cardápio clicando aqui.

Horário de atendimento: segunda a sábado, das 11h40 às 00h / domingo, das 11h40 às 16h30

Telefone: (61) 3443-4323

Endereço: Asa Sul Comércio Residencial Sul 506 Conj. 15 15 – Asa Sul, Brasília – DF, 70350-515

5 – Bar Santa Fé

bares em Brasília
Foto: Reprodução

O Santa Fé é uma excelente opção para quem busca por bares em Brasília que ofereçam preços justos e boas comidas e bebidas. O ambiente é ótimo e sempre acolhedor, recebendo ainda bandas que se apresentam ao vivo eventualmente.

É um bom lugar para levar a família e os amigos, beber uma cervejinha gelada, pedir petiscos deliciosos e jogar uma boa conversa fora. Vale a pena conhecer!

Horário de atendimento: todos os dias, das 11h às 00h

Telefone: (61) 3427-2312

Endereço: Condomínio San Diego Lote 32 – Jardim Botânico, Brasília – DF, 71680-362

6 – Mercadito Bar e Restaurante

bares em Brasília
Foto: Reprodução

O lugar nasceu com uma proposta despretensiosa, onde apenas tinha o objetivo de atender as pessoas oferecendo cultura, comidas e bebidas boas e muita animação. No entanto, o negócio foi se expandindo e ganhando cada vez mais público, fazendo com que tomasse grandes proporções.

Atualmente, a casa aposta no diferencial de drinques e incrementações, sem contar que ainda oferecem uma carta exclusiva de gin, além dos clássicos da coquetelaria. O cardápio ainda oferece deliciosos pratos e petiscos.

Horário de atendimento: segunda a quinta, das 12h às 15h e das 18h à 1h

Telefone: (61) 3536-292

Endereço: Asa Sul Comércio Local Sul 201 BL B – Asa Sul, Brasília – DF, 70232-530

7 – IVV SwineBar

bares em Brasília
Foto: Reprodução

Como o próprio nome sugere, este é um bar de vinhos em Brasília. O projeto nasceu do sonho de agregar o prazer de se sentar a mesa com os amigos, apreciando um bom vinho, em uma experiência gastronômica única.

Apenas para que você tenha ideia, este é o primeiro clube de vinhos do Brasil a ter uma loja física e um wine bar. O cardápio ainda conta com pratos variados de cozinha apurada, e os ambientes são bastante acolhedores, contando ainda com uma sacada coberta. Vale a pena a experiência! Sem dúvida, um dos melhores e mais conceituados bares em Brasília!

Horário de atendimento: terça e quarta, das 18h às 23h / quinta a sábado, das 18h às 00h

Telefone: (61) 3034-3471

Endereço: Asa Norte Comércio Local Norte 314 Bloco B Loja 21 – Asa Norte, Brasília – DF, 70767-520

8 – 5uinto Bar

bares em Brasília
Foto: Reprodução

Este é mais um dos bares em Brasília perfeitos para quem pretende juntar os amigos e a família! Com diversas opções de comidinhas de boteco no cardápio, também é possível contar com deliciosos drinques e sua cerveja de preferência.

O diferencial do bar é que por ali sempre rola o melhor da música eletrônica, recebendo DJ’s locais eventualmente. O atendimento é sempre cordial e rápido!

Horário de atendimento: terça, das 18h à 1h / quarta a sábado, das 18h às 2h

Telefone: (61) 3081-0304

Endereço: SCLN 102 Bloco A Loja 56, Asa Norte Superquadra Norte 102 CLN 102 – Asa Norte, Brasília – DF, 70722-510

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mulher e filho de João de Deus são denunciados em nova acusação do MP contra o médium

A mulher do médium foi denunciada por posse ilegal de arma de fogo e o filho por coação de testemunha.
24/01/2019, 17h17

Durante uma entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira (24/1), o médium João Teixeira, conhecido como João de Deus, foi denunciado pela terceira vez pelos crimes de abusos sexuais cometidos durante os atendimentos na casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, no Entorno do Distrito Federal (DF).

Diferente das outras denúncias, em que apenas o médium foi denunciado pelos promotores do MP, nesta terceira acusação, a mulher do médium foi acusada por posse ilegal de armas, e o filho de João de Deus, por coagir as testemunhas. Em virtude destas acusações, o MP protocolou um novo pedido de prisão contra os suspeitos.

Em entrevista ao portal de notícias G1, a Promotora de Justiça Gabriella Clementino afirmou que as ações de coerção e coação das testemunhas, reforçam a necessidades de garantir a proteção delas, durante os depoimentos e no decorrer do processo. Em nenhuma das oportunidades que foi ouvido, tanto no dia em que foi preso, como em outros depoimentos, o médium sempre negou todas as acusações. A defesa de João de Deus não se manifestou sobre a nova denúncia, pois ainda não tiveram acesso ao teor do documento do MP.

Além dos abusos praticados por João de Deus, nova denúncia tem registro de coação

No documento enviado pelo Ministério Público ao Poder Judiciário nesta quinta-feira, os promotores relatam pelo menos cinco casos de estupros de vulneráveis, com uma das vítimas sendo do Distrito Federal (DF) e as outras de São Paulo. A denúncia do MP, mostra que os abusos foram registrados entre julho de 2016 a março de 2018.

Na denúncia apresentada nesta quinta-feira, além do médium, o filho dele Sandro Teixeira de Oliveira vai responder pelos crimes de coação e corrupção ativa de testemunhas, referente a um caso de 2016. Conforme a publicação, um dos promotores afirmou que um dia após a vítima registrar um boletim de ocorrência.

Na matéria veiculada, o promotor afirmou que João de Deus e o filho, com uma arma de fogo em mãos, foram até a cidade da vítima, e ofereceram pedras preciosas para que ela retirasse a registrado contra o médium.

Caso João de Deus

As investigações sobre os abusos sexuais praticados pelo médium em Abadiânia, começaram após o programa Conversa com Bial da Rede Globo de Televisão, exibir uma reportagem com 12 mulheres que denunciaram terem sido vítimas dos abusos de João de Deus.

Após a reportagem ir para o ar na noite de sexta-feira 7 de dezembro de 2018, duas forças tarefas foram criadas no Estado para investigar as denúncias, uma do Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO) e outra da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO).

Em evidência de forma negativa pelas acusações, João de Deus apareceu na casa Dom Inácio de Loyola, apenas na quarta-feira 12 de dezembro, e ficou por alguns minutos, depois não se teve mais informações do paradeiro do médium. No mesmo dia, ele teria retirado de suas contas bancárias o valor de R$ 35 milhões de reais e com isso, os investigadores agilizaram o pedido de prisão preventiva contra João de Deus.

O médium só voltou a ser visto no dia 16 de dezembro de 2018, quando se entregou à polícia e continua preso no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Desde então o caso segue sendo investigado pelas duas forças tarefas, inclusive com a PCGO concluído o inquérito sobre o caso e encaminhado para o MP. O Ministério por sua vez havia oferecido outras duas denúncias contra o médium, que foram acatadas pela juíza da comarca de Abadiânia e em que ele se tornou réu.

Via: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem é executado com cerca de 20 disparos, em Anápolis

Daniel foi alvejado com pelos menos 19 disparos, sete na cabeça e o restante no tórax.
24/01/2019, 19h01

Um homem foi executado com cerca 20 tiros na tarde desta quinta-feira no setor Chácaras Americanas, próximo a um espaço de eventos, em Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia. A principal suspeita da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) que investiga o caso através do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) da cidade, é que a vítima foi morta em uma disputa pelo tráfico de drogas no município.

Portal Dia Online conversou com o delegado plantonista do GIH, Clayton Lobo, que esteve no local e afirmou que o rapaz foi reconhecido pelo pai. Segundo o delegado, o pai da vítima informou que o filho se chamava Daniel do Carmo Batista, mas não soube precisar a data de nascimento do rapaz.

“Nós nos deparamos com o indivíduo morto e sem documentos e no local nós encontramos 4 capsulas de pistola 9 milímetros que é arma de uso restrito da polícia”, conta o delegado.

Delegado acredita que os tiros que executaram Daniel foram disparados de dentro de um carro

Conforme o delegado, a região em que Daniel foi encontrado sem vida, não possui câmeras de segurança e não teve testemunhas, o que dificulta as investigações sobre a execução do rapaz. “Foram efetuados pelos menos 19 disparos, sendo 7 deles na cabeça e o restante no tórax do rapaz”, afirma Cleyton Lobo.

O delegado acredita que os suspeitos de executar o rapaz efetuaram os disparos de dentro do carro, pois pela quantidade de tiros que atingiram Daniel, o número de capsulas encontradas no chão deveria ser maior do que as quatro que foram encontradas.

“Nós vamos investigar o caso e se foi montada uma casinha para ele, pois ele teria ido entregar algo, e esse algo provavelmente era droga, mas não foi encontrado”. O delegado explicou que essa arma utilizada com um kit rajada por ser automática pode se tornar uma metralhadora e ao invés de efetuar um tiro, é capaz fazer vários disparos em um único acionamento. O caso agora vai ser investigado pelo GIH de Anápolis e até o momento não há informações sobre a autoria e motivação do crime.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.