Goiás

Ônibus que caiu em viaduto de Goiânia fazia transporte de forma clandestina 

Acidente ocorreu na madrugada deste domingo (27/1); duas pessoas morreram e 41 ficaram feridas.
27/01/2019, 15h40

O ônibus que caiu no viaduto da BR-153 em Goiânia, na madrugada deste domingo (27/1), fazia transporte de passageiros de forma clandestina. A informação foi confirmada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Goiás. O veículo, que havia saído do Maranhão com destino a São Paulo, se envolveu em um acidente próximo ao Ginásio Goiânia Arena, no Jardim Goiás; duas pessoas morreram e ao menos 41 ficaram feridas.

Tudo teria ocorrido após o motorista perder o controle, sair da pista e cair no viaduto com altura de cerca de dez metros e em seguida ainda bater em um poste de energia. Informações preliminares apontam que um outro veículo havia entrado na frente e o condutor do ônibus tentou desviar. O ônibus tem placas de Simplício Mendes (PI), havia saído de São Mateus do Maranhão (MA) e seguia para São Paulo (SP).

Acidente com ônibus em viaduto de Goiânia deixa mortos e feridos

De acordo com dados da PRF, no veículo estavam 49 pessoas, sendo 43 passageiros adultos, três crianças, dois motoristas e o guia do coletivo. Desse total, ao menos 41 pessoas ficaram feridas e duas morreram no local. Alguns dos sobreviventes foram encaminhados para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo)Hospital de Urgências da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) e Centros de Atendimento Integral à Saúde (Cais) mais próximos.

Os que apresentavam escoriações foram levados para o Goiânia Arena, onde também foram atendidos; eles estão sob os cuidados da Defesa Civil de Goiânia. Viaturas de socorro da Concessionária, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar e da PRF, com cerca de 80 servidores, atuaram na ocorrência.

Os corpos das vítimas fatais foram recolhidos pelo Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia, para procedimentos de identificação. A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada em Investigações de Acidentes de Trânsito (Dict), investiga o caso.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Defesa Civil informa que operação de buscas em Brumadinho é retomada

Pessoas evacuadas no início do dia já estão liberadas para retornar para suas casas.
27/01/2019, 16h09

As operações de buscas por vítimas da lama da barragem da Vale que se rompeu em Brumadinho (MG) foram retomadas nesta tarde, conforme informou há instantes o tenente-coronel Flávio Godinho, da Defesa Civil de Minas Gerais. Os trabalhos de busca estavam suspensos desde a madrugada deste domingo devido aos riscos de rompimento da barragem de número 6, localizada na mesma região.

Segundo explicou o tenente-coronel, a retomada das buscas foi possível após a drenagem de parte da água da barragem de número seis e a diminuição de risco de acidentes. “A barragem (seis) não oferece risco para as pessoas que moram na região, nem para os bombeiros que fazem as buscas”, explicou há pouco Godinho.

Segundo ele, as pessoas evacuadas no início do dia já estão liberadas para retornar para suas casas, e as barragens continuarão sendo monitoradas.

Brumadinho aplicará multa de R$ 100 milhões à Vale

O prefeito de Brumadinho (MG), Avimar de Melo Barcelos (PV), informou neste domingo, 27, que vai multar a Vale em R$ 100 milhões. Ele comunicou a decisão ao presidente da Vale, Fabio Schvartsman, com quem esteve na tarde deste domingo. Segundo o prefeito, Schvartsman garantiu ao prefeito que a empresa daria toda a atenção às vítimas e à cidade. “Mas vai ajudar como?”, indagou.

O prefeito também disse que vai exigir da Vale que pague a todos os seus funcionários, mesmo que não estavam trabalhando no momento, além de todo o apoio aos familiares das vítimas. “Esperávamos que a Vale tivesse aprendido uma lição com o que aconteceu em Mariana e deixaram acontecer isso com o nosso município”, disse Barcelos. Segundo ele, a prefeitura não tem nenhuma responsabilidade com o rompimento da barragem. “Foi responsabilidade da Vale. Uma empresa tão grande como a Vale, que vai deixar o restaurante abaixo da barragem? O plano de contenção é responsabilidade da Vale e do Estado”, afirmou.

Imagens: Folha de São Paulo 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Saúde

No último ano, mais de 13 mil meninas com idade entre 10 e 19 anos ficaram grávidas em Goiás

Índice é 2,89% menor que nos últimos quatro anos, mas ainda é preocupante.
27/01/2019, 17h14

No ano passado, 13.646 meninas, o que corresponde a 2,40% das adolescente do estado, com idade entre 10 e 19 anos, ficaram grávidas em Goiás. O número é 2,89% menor que nos últimos quatro anos, mas ainda representa risco à saúde pública. Os dados foram divulgados no último dia 25, pela Secretaria Estadual de Saúde (SES/GO), que em 2019 pretende reduzir em 1% a proporção de gravidez na adolescência.

O levantamento mostra queda, mas as diferenças regionais são evidentes e demonstram a necessidade de um trabalho de prevenção intenso, segundo a SES/GO. “Nas regiões Nordeste 1 e 2 de Goiás, por exemplo, identificamos que em média 20% das gestantes têm idade entre 10 e 19 anos, aproximadamente o dobro do porcentual de outras regiões”, compara a coordenadora de Saúde do Adolescente e Pessoas em Situação de Violência da SES, Ana Maria Passos Soares.

Para a coordenadora, um dos principais motivos pela incidência de gravidez nessa faixa etária é a falta de orientação sexual na família e na escola, o que resulta em adolescentes desinformados e com comportamentos de risco, como a gravidez indesejada. “Evasão escolar, mortalidade materna, nascimento prematuro, aborto natural e ruptura do colo de útero são alguns dos riscos da gravidez nessa fase da vida”, reforça Ana Maria.

Adolescentes grávidas em Goiás

A gravidez na adolescência também está ligada a fatores culturais, ambientais e sexuais, no ambiente no qual essa jovem está inserida. “Entendemos o comportamento sexual do adolescente por meio do ambiente em que vive; suas atitudes são também determinadas pelos modelos existentes em suas vivências”, descreve a coordenadora.

“Quanto mais cedo o adolescente entrar na puberdade, mais cedo acontecerá seu amadurecimento biológico, o que não necessariamente coincide com o desenvolvimento emocional e cognitivo; e isso constitui, portanto, fator de risco para uma iniciação sexual prematura e suas negativas consequências como a gravidez não planejada”, reafirma Ana Maria.

Anualmente, com o objetivo de informar e prevenir a gravidez na adolescência, a Lei federal nº 13.798 instituiu a Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência, que deve ocorrer a partir de 1º de fevereiro.

Imagens: Grão de Gente 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Bolsonaro foi submetido a exames e cirurgia está confirmada, diz boletim médico

Procedimento está marcado para esta segunda-feira (28/1).
27/01/2019, 17h40

O presidente Jair Bolsonaro foi submetido à avaliação clínica pré-operatória, exames laboratoriais e de imagem, com resultados normais, informou há pouco o boletim médico do hospital Albert Einstein, assinado pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo, pelo clínico e cardiologista Leandro Echenique e pelo diretor-superintendente do hospital Albert Einstein, Miguel Cendoroglo. De acordo com o boletim médico, a cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal está confirmada para amanhã, dia 28.

Bolsonaro usa bolsa de colostomia desde ataque em Juiz de Fora

Bolsonaro usa a bolsa de colostomia desde desde de setembro do ano passado, quando foi esfaqueado durante uma passeata em Juiz de Fora, em Minas Gerais.

A facada atingiu o intestino e o então candidato foi submetido a duas cirurgias, uma na Santa Casa de Juiz de Fora e outra no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. A bolsa de colostomia utilizada por ele por cerca de quatro meses funciona como um intestino externo e possibilita a recuperação do intestino grosso e delgado.

Bolsonaro chegou ao hospital pela manhã acompanhado de sua esposa Michelle Bolsonaro, General Heleno, Eduardo Bolsonar, o chefe do gabinete, além de uma equipe de saúde e uma equipe de segurança.

Imagens: Twitter 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Trânsito

Fim de semana registra acidentes graves nas rodovias goianas

Além dos acidentes, foram registrados mais de 1.200 flagrantes de excesso de velocidade.
28/01/2019, 07h35

Neste fim de semana (26 e 27/1) foram registrados 16 acidentes nas rodovias goianas, totalizando 48 feridos e cinco mortos. Foram notificadas ocorrências na GO-154, zona rural de Itaguaru; GO-309 próximo a Caldas Novas; BR-020 em Vila Boa; a GO-010, entre Vianópolis e Luziânia; e no perímetro urbano na BR-153 em Goiânia, onde um ônibus com 49 pessoas caiu de um viaduto.

De acordo com dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram aplicadas 961 notificações de multas por infrações diversas, sendo que 147 motoristas foram autuados por não usarem o cinto de segurança, 15 condutores foram reprovados no teste do bafômetro e 1.222 veículos foram flagrados em excesso de velocidade nas estradas que cortam o estado.

Acidentes nas rodovias goianas

Só na madrugada de domingo (27/1) o Corpo de Bombeiros de Goiás (CBMGO) atendeu duas ocorrências de acidentes graves no estado. A primeira foi BR-153, em Goiânia. Um ônibus clandestino que seguia do Maranhão para São Paulo caiu no viaduto próximo ao Ginásio Goiânia Arena, no Jardim Goiás, depois que o motorista perdeu o controle da direção.

No veículo estavam 49 pessoas: 43 passageiros adultos, três crianças, dois motoristas e o guia do coletivo. Desse total, ao menos 41 pessoas ficaram feridas e duas morreram no local. Os sobreviventes, abrigados no Goiânia Arena, devem seguir viagem na tarde desta segunda-feira (28/1), segundo a Defesa Civil.

Também na madrugada de domingo, a corporação atuou em um grave acidente na GO-154, na zona rural de Itaguaru, sentido Uruíta, entre um carro de passeio e um caminhão. O motorista do carro morreu no local, preso às ferragens, já o motorista do caminhão não ficou ferido.

GO-309, BR-020 e GO-010

Na tarde de ontem (27/1) os Bombeiros também atenderam vítimas de acidentes na GO-309, BR-020 e GO-010. No primeiro local, entre Pires do Rio e Caldas Novas, quatro ocupantes de um carro foram socorridos, entre eles duas crianças, que não ficaram feridas. Os dois adultos foram encaminhadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caldas Novas.

Em Vila Boa, no quilometro 80 da BR-020, uma batida entre uma carreta e um carro de passeio deixou três mortos. Depois da batida, o veículo de grande porte saiu da pista e pegou fogo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o motorista do caminhão não apresentava lesões e foi atendido no local; os ocupantes do carro morreram presos às ferragens. Eles foram identificados como Elzilene de Sousa Silva Ferreira, de 40 anos, o marido, o sargento da Polícia Militar do Distrito Federal Marcílio da Costa, de 45 anos, e o filho Lyncon.

Já entre Vianópolis e Luziânia, na GO-010, um carro de passei com três pessoas saiu da pista, capotou e caiu numa ribanceira do Rio Quilombo. Após o resgate os ocupantes do veículo foram levados para o Hospital São Sebastião, em Vianópolis.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.