Goiás

Após três dias no hospital, morre sargento da PM de Goiás acidentado na BR-040

A morte foi confirmada por um tenente da corporação.

Por Ton Paulo
31/01/2019, 12h30

Depois de três dias hospitalizado, morreu na manhã desta quinta-feira (31/1) o sargento da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), Leandro Caixeta. Ele foi uma das vítimas de um acidente com a viatura do batalhão na BR-040, em Luziânia, ocorrido na segunda-feira (28/1). A informação foi confirmada por um dos tenentes da corporação. O PM de Goiás, ao longo da semana, chegou a ser submetido a cirurgia.

A informação, confirmada por um tenente da Rotam ao Dia Online, também foi divulgada pela Fundação Tirandentes.

O Soldado André Felipe Bonfim Henrique, que também ficou gravemente ferido no acidente, continua internado na UTI do Hospital de Base, em Brasília.

O acidente que deixou o PM de Goiás gravemente ferido, em Luziânia

acidente ocorreu na BR-040, Jardim Ingá, em Luziânia. Informações preliminares apontam que eles foram arremessados para fora do veículo durante o capotamento. O acidente ocorreu na noite desta segunda-feira (28/1) e as causas ainda serão investigadas.

No momento do acidente, quatro policiais, integrantes da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), estavam na viatura. Dois deles sofreram ferimentos leves e dois foram atendidos por equipes do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF) com suspeita de traumatismo craniano, além de outras fraturas.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) a um jornal local, uma das vítimas passou por um procedimento cirúrgico na cabeça. Durante a madrugada, o baço deste policial foi retirado. O outro militar teve sangramento no pulmão, que foi drenado. Ele também fez uma cirurgia na cabeça.

A cirurgias foram realizadas no Hospital de Base em Brasília.

Campanha de doação de sangue chegou a ser organizada para policiais

Com a repercussão do acidente, uma campanha chegou a ser organizada por policiais e amigos do Sargento Caixeta e Soldado Bonfim, sendo divulgada para conseguir doadores de sangue para os PMs.

Na mensagem veiculada em grupos de WhatsApp e demais redes sociais, foi informado que o agendamento individual de doação de sangue era feito apenas pelo telefone 160 opção 2, ou 0800 644 0160.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Carro fica destroçado após atravessar rodovia e bater em ônibus, em Terezópolis

Por incrível que pareça, o motorista do carro sofreu apenas ferimentos leves.

Por Ton Paulo
31/01/2019, 13h00

Um carro de passeio ficou absolutamente destruído após atravessar a rodovia em que trafegava, entrar na pista contrária e colidir violentamente com um ônibus, na manhã desta quinta-feira (31/1), na BR-060, em Terezópolis. Apesar do aspecto assustador que o carro adquiriu após a batida, o motorista, por incrível que pareça, sofreu apenas ferimentos leves.

O acidente ocorreu na manhã de hoje no KM 121 da BR-060, em Terezópolis, a 33 quilômetros de Goiânia. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o automóvel invadiu a pista contrária e colidiu de frente com o coletivo.

O condutor do VW/Voyage, de 57 anos, que não teve o nome divulgado, informou aos policiais que saiu hoje pela manhã de Águas Lindas, no entorno do Distrito Federal, e seguia para Goiânia quando sofreu um “apagão”, atravessando a rodovia duplicada e acabou colidindo com um ônibus que seguia de Goiânia para Brasília.

Veja o vídeo feito pelos policiais do estado em que ficou o veículo após o acidente:

O homem disse não se lembrar do que aconteceu antes de perder o controle do veículo. Ele estava sozinho no carro e teve ferimentos, sendo socorrido pela equipe da concessionária que administra a via e encaminhado ao Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO).

No ônibus ninguém se feriu. A empresa responsável enviou outro veículo imediatamente e os passageiros seguiram viagem.

O motorista do carro sofreu ferimentos leves.

Além de Terezópolis, acidente de carro que bateu em ônibus foi registrado em Formosa

No final de dezembro do ano passado, cinco pessoas morreram, no sábado (29/12), em um acidente envolvendo um carro e um ônibus, em Formosa, no Entorno do Distrito Federal. Segundo o Corpo de Bombeiros, entre as vítimas estão duas crianças de 9 e 4 anos de idade. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), todas as vítimas fatais estavam dentro de um Fiat Palio.

Segundo o major Eliomar Rodrigues Castro, coordenador de operações do Corpo de Bombeiros, a um jornal local na época, a ocorrência foi próxima do trevo Cabeceiras, a 5km após o antigo posto da PRF na BR-020. O Palio teria feito uma ultrapassagem e veio a colidir com o ônibus. Ambos os veículos saíram da pista, vitimando os cinco ocupantes do carro e deixando o motorista do segundo veículo ferido. Entre os mortos estão as duas crianças.

O motorista do ônibus foi socorrido e, conforme a corporação, foi levado com escoriações para uma unidade de saúde de Formosa.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Obras de reparos na BR-452 no trecho entre Rio Verde e Itumbiara começaram hoje

Entre elas estão a BR-060 no trecho entre Rio Verde e Jataí, a BR-070 e trechos da BR-153 no sentido Goiânia/Anápolis.
31/01/2019, 15h11

As obras de reparos da BR-452, que passa pelas cidades de Rio Verde e Itumbiara, tiveram início na nesta quinta-feira (31/1). As obras são uma ação do governador Ronaldo Caiado (DEM) ao lado do Ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, após visitar a região e determinar o início das obras de recuperação das rodovias federais que cortam Goiás.

Outras rodovias que cortam o Estado também estão em obras de recuperação. Entre elas estão a BR-060 no trecho entre Rio Verde e Jataí, e a BR-070. Conforme Caiado, as rodovias federais que cortam o Estado, passaram por uma deterioração nos últimos anos, mas garantiu que está trabalhando ao lado do governo Federal afim de garantir as condições mínimas de trânsito nas estradas.

No dia 17 de janeiro de 2019, o governador esteve com o ministro e vistoriaram as condições da BR-452, no trecho entre Rio Verde e Itumbiara. Durante a vistoria, o ministro afirmou que o governador esteve em Brasília, e passou um relatório sobre a situação das rodovias que cortam o Estado.

“Caiado despertou em nós a necessidade de trazer uma proposta para o plano de ação, para recuperar as rodovias federais que passam por Goiás”, afirmou o Ministro

Trechos da BR-153 também recebem reparos

Desde a última segunda-feira (28/1) trechos do perímetro urbano da BR-153, em Goiânia, estão recebendo reparos durante à noite. As obras são feitas pelas equipes de Conservação e Pavimentação da Triunfo Concebra, concessionária responsável pela rodovia, seguem até a próxima sexta-feira, dia 1º de fevereiro.

Os reparos durante essa semana são feitos nos trechos entre os quilômetros 91 e 503 da rodovia, no sentido Goiânia/Anápolis. Os serviços têm início às 21h, com previsão de  término às 5h. As faixas serão parcialmente interditadas.

A Concessionária pede atenção redobrada aos motoristas que trafegam pela região.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Caiado diz que vai usar bens bloqueados de Marconi Perillo para pagar folha de dezembro

O governador chegou a confirmar, inclusive, a possibilidade de um novo cronograma de pagamento devido à 'novidade'.

Por Ton Paulo
31/01/2019, 15h44

Uma nova alternativa parece ter surgido para o governador de Goiás (DEM) para saldar a folha de dezembro dos servidores públicos. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (30/1), Caiado disse que espera receber o dinheiro do arresto dos bens do ex-governador Marconi Perillo (PSDB), do ex-presidente da Agetop Jayme Rincon e seus familiares para fazer o pagamento dos atrasados. O governador chegou a confirmar, inclusive, a possibilidade de um novo cronograma de pagamento devido à ‘novidade’.

Ao ser questionado se haveria a possibilidade de o governo fazer um novo cronograma de pagamento do salário atrasado, o governador declarou: “Tem, porque agora, como a Justiça está arrestando os bens daqueles que espoliaram o Estado eu tenho esperança grande que seja repassado ao Estado o mais rápido possível para pagarmos os funcionários.”

Caiado disse ainda que estaria aguardando o depósito, e, feito isso, segundo ele, o valor seria repassado imediatamente.

Na última terça-feira (29/1), a secretária de Educação, Fátima Gavioli, anunciou que pagaria dezembro para todos seus servidores que recebem até R$ 2,7 mil líquidos até sexta-feira (1/2), com R$ 29 milhões que recebeu do Fundeb, o que correspondeu a aproximadamente 33% da folha da Educação

O governador também foi questionado se haveria novos repasses federais para a pasta da Educação, mas ele respondeu que estava com mais esperança nos bens arrestados pela Justiça. “Estou com esperança que esses valores cheguem imediatamente junto ao Tesouro de Goiás.” Outro repórter pergunto se o processo de liberação dos recursos seria imediato, e o governador disse que confiava nessa possibilidade, “afinal de contas é dinheiro do Estado de Goiás.”

Justiça determinou arresto de R$ 22 milhões em bens de Marconi Perillo

Uma decisão do juízo da 11ª da Justiça Federal determinou o bloqueio de cerca de R$ 22 milhões em imóveis do ex-governador de Goiás, Marconi Perillo, e do ex-presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), Jayme Rincón, assim como de sua família. A medida de arresto consiste na apreensão judicial de bens para garantir a futura cobrança da dívida.

A divulgação da decisão só agora foi possível pois era mantida em segredo de justiça até que a ordem de arresto fosse cumprida. O pedido de arresto foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF), que considerou a medida essencial para resguardar eventual condenação ao ressarcimento dos valores recebidos como propina, uma vez que os investigados, Perillo e Rincón, poderiam se desfazer de seu patrimônio até o julgamento final do feito.

Via: Sagres Online 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Corpo de taxista é encontrado em lixão, em Rio Verde

Taxista pegou viagem em Quirinópolis com destino a Rio Verde para levar passageiro até o velório da avó.
31/01/2019, 15h57

O corpo do taxista Francirrênio Martins Cabral foi encontrado no início da tarde desta quinta-feira (31/1) em um lixão, na cidade de Rio Verde, a 238 quilômetros de Goiânia. Francirrênio estava desaparecido deste a noite da última quinta-feira (30/1). As informações foram confirmadas pela Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO).

O delegado do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Rio Verde, Carlos Roberto esteve no local e conversou com o Portal Dia Online. “O corpo é realmente do taxista, os suspeitos foram presos no Mato Grosso e confessaram o crime e onde teriam jogado o corpo”, conta o delegado.

Segundo o Carlos Roberto três homens foram presos suspeitos do crime, mas como a prisão aconteceu em outro estado, os nomes dos suspeitos do homicídio não foram divulgados. De acordo com o delegado, após matarem o taxista e abondar o corpo, os indivíduos seguiram para o Mato Grosso, com o veículo de Francirrênio onde foram presos.

Carlos Roberto afirmou que o corpo de Francirrênio foi encontrado ao lado de uma fazenda de soja, mas não soube precisar se foram os funcionários do aterro ou o fazendeiro que encontrou o cadáver.

Motorista pegou uma viagem para fazer de Quirinópolis para Rio Verde

Francirrênio estava desaparecido desde a noite da última quinta-feira (30/1) quando pegou uma viagem em Quirinópolis, para a cidade de Rio Verde. O desaparecimento do taxista foi comunicado pelo pai da vítima à PCGO.

Conforme consta no Relatório Integrado de Atendimento (RAI) entre a Polícia Civil (PCGO) e Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) o pai do taxista informou que o filho tinha pegado uma corrida para fazer por volta das 19h na noite de ontem.

E durante a viagem, o pai de Francirrênio ouviu o passageiro afirmar que estava indo para Rio Verde, para participar do velório da Avó. No entanto, o taxista não deu mais notícias à família e estava desaparecido deste então.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.