Educação

Caiado convoca 415 professores aprovados no último concurso, em Goiás

150 servidores foram convocados de formar imediata os outros 285 vão ser convocados em abril deste ano.
05/02/2019, 14h23

O governador Ronaldo Caiado (DEM) convocou uma entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (5/2) para apresentar os números dos primeiros 30 dias de governo. Além de apresentar os dados do primeiro mês de gestão, Caiado convocou 435 professores aprovados no último concurso da educação em todo o estado.

Durante a apresentação do balanço, Caiado afirmou que nesse primeiro mês sua gestão conseguiu economizar dos cofres públicos o equivalente a R$ 1,7 milhão de reais, através dos cortes de gastos e das mudanças administrativas.

O governador analisou a redução como pouca significativa, mas lembrou que essa economia foi feita a partir de “um esforço muito grande por parte de todas as secretarias do governo”.

Dos 415 professores chamados, 150 são de forma imediata os outros 285 vão tomar posse no mês de abril

Neste primeiro momento Caiado convocou 150 servidores de forma imediata. Outros 285 educadores vão ser chamados no mês de abril deste ano, com um total de 415 professores para tomar posse nos cargos.

Segundo informou durante a coletiva, os servidores aprovados no último concurso e nomeados nesta terça-feira (5/2) vão receber um treinamento para se ambientar às funções e partes burocráticas.

Conforme a publicação de um jornal locala nomeação dos servidores na data de hoje estava prevista no plano de reestruturação da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce).  O pagamento do piso salarial para todos os educadores e a transferência dos alunos para outras unidades escolares, devido ao fechamento de algumas escolas no Estado, também estavam previstos no cronograma da Secretaria.

Outra mudança prevista nos planos da Secretaria de Educação é a mudança de sede, que inclusive foi reforçada durante a coletiva pelo governador Ronaldo Caiado e que vai ocorrer no prazo de 60 dias. Com a mudança da sede, o governo prevê uma economia de R$ 6 milhões por ano através da medida adotada.

*Errata: a quantidade de professores nomeados pelos governador é de 435 educadores e não 415 como havia sido divulgado anteriormente.

Via: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Câmara de Aparecida de Goiânia aprova Lei que pune quem maltratar animais

O Projeto de Lei, de autoria do vereador Helvecino Moura (PT), estabelece sanções e penalidades administrativas para quem maltratar animais.

Por Ton Paulo
05/02/2019, 15h36

Os doguinhos, gatos, passarinhos, e todos os outros animaizinhos que estão em constante contato com o ser humano acabam de ganhar mais uma ferramenta de defesa, dessa vez aprovada pela Câmara de Aparecida de Goiânia. Durante a primeira sessão ordinária do biênio 2019/20, ocorrida hoje (5/2), foi aprovado um Projeto de Lei que estabelece sanções e penalidades administrativas para quem maltratar animais.

Segundo a o Projeto de Lei Nº 003/19, da autoria do vereador Helvecino Moura, do PT, entende-se por maus-tratos contra animais toda e qualquer ação decorrente de imprudência, imperícia ou ato voluntário e intencional, que atente contra sua saúde e necessidades naturais, físicas e mentais.

O vereador Moura explicou que o objetivo da lei é fortalecer a proteção dos animais contra maus-tratos e crueldade, uma vez que, quando um animal é maltratado, ele não sofre apenas agressões contra a sua integridade física, mas também em toda a sua capacidade emocional e mental, sofrendo profundas alterações psíquicas, acarretando em sequelas no decorrer de suas vidas.

“Hoje sabemos que os animais são seres  capazes de sentir, de vivenciar sentimentos como dor, angústia, solidão, amor, alegria, raiva, etc”, justificou Helvecino.

Entenda quais serão as punições para quem cometer maus-tratos contra animais, de acordo com a Lei aprovada pela Câmara de Aparecida de Goiânia

As punições, de acordo com a Lei aprovada, podem ser por meio de multas ou restrições de direitos. A multa diária poderá ser aplicada quando o cometimento da infração se estender ao longo do tempo, sendo que o valor estabelecido será arbitrado pelo agente fiscalizador, com base nos critérios definidos pela Lei, no valor mínimo de R$ 200,00 reais e o valor máximo de R$ 200.000,00 reais.

Em relação as restrições de direitos, as penalidade vão desde a suspensão ou cassação de registro, licença, permissão, autorização ou alvará, chegando até mesmo à proibição de contratar com a Administração Pública pelo período de 3 anos.

A fiscalização ficará a cargo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente

Por fim, a matéria dispõe que os valores arrecadados com o pagamento das multas serão recolhidos ao Fundo Municipal, para aplicação em programas, projetos e ações ambientais voltadas à defesa e proteção aos animais.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Jovem morta na UEG de Caldas Novas encomendou drogas do assassino

Traficante obrigou a pessoa que foi buscar as drogas a mostrar onde estava Ana Carolina.
05/02/2019, 15h50

O delegado Tibério Martins, do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Caldas Novas, segue ouvindo testemunhas do crime que vitimou a jovem Ana Carolina Emídio, de 20 anos, na unidade da Universidade Estadual de Goiás (UEG) na manhã da última segunda-feira (4/2).

Conforme os relatos das testemunhas, o suspeito do crime foi visto em uma motocicleta e os tiros foram ouvidos depois. “Pessoal tem relatado que ela foi morta por um traficante, pois ela teria encomendado uma quantidade de crack dele, mas ele foi lá e executou ela”, conta o delegado.

De acordo com o delegado que investiga o assassinato de Ana Carolina, a moça antes de ser morta ligou para encomendar as drogas, mas pediu para uma outra pessoa pegar os entorpecentes com o traficante.

“Ela foi junto com o rapaz até o local, mas pediu para que ele pegasse a porção de Crack, no entanto quando o suspeito viu que ela não estava junto e obrigou o acompanhante a mostrar onde Ana Carolina estava”, explica o delegado.

Tíbero Martins afirmou que a jovem tinha uma extensa ficha criminal, e após atingir a maioridade se envolveu com o uso de entorpecentes. “Ainda não tem nada sobre a identidade do suspeito, como era muito cedinho ninguém conseguiu anotar a placa da moto, então nós estamos buscando uma característica do veículo ou do próprio rapaz para identificar o suspeito do crime”, relata o delegado.

Ana Carolina tentou fugir pela UEG, mas foi perseguida pelo suspeito

Na manhã da última segunda-feira (4/2) Ana Carolina Emídio, de 20 anos, estava na companhia de um amigo, mas acabou saindo de perto dele por um momento. Nesse período, um homem em uma motocicleta se aproximou da jovem e começou a atirar contra ela. Ana Carolina para fugir do atirador, correu por cerca de 40 metros dentro da UEG de Caldas Novas. O motociclista, por sua vez, perseguiu a jovem e continuou atirando até ela cair no chão próxima a portaria da UEG.

Conforme as informações do delegado Tibério Martins, o suspeito efetuou pelos menos 10 tiros contra a moça. Ana Carolina chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) que constatou o óbito de Ana Carolina no local.

No dia do crime a UEG usou usa página no Facebook para informar que Ana Carolina não tinha vínculo com a instituição e lamentar a morte da jovem.

Jovem morta na UEG de Caldas Novas encomendou drogas do assassino

Confira a nota

“A Universidade Estadual de Goiás – Câmpus Caldas Novas vem a público esclarecer o lamentável incidente ocorrido na manhã desta segunda-feira, 04 de fevereiro, por volta das 6:30 da manhã envolvendo o perímetro de nosso Câmpus. Uma jovem de 20 anos, posteriormente identificada como Ana Carolina Emídio, na tentativa de fugir de agressores em uma motocicleta, adentrou o jardim de nosso prédio, sendo alvejada por arma de fogo em seguida. Informamos que, ainda que nossa Instituição de Ensino tenha sido palco para este lastimável acontecimento, a vítima não tinha nenhum vínculo com a Universidade e que que a vigilante do Câmpus tomou todos as medidas possíveis na tentativa de socorrer a vítima, acionando o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar.

Estamos profundamente consternados com o acontecido, uma vez que a jovem não resistiu aos ferimentos e veio a óbito a caminho da UPA de Caldas Novas. A PM ainda não sabe a motivação do crime e segue com o andamento da investigação. Agradecemos a vigilante por sua presteza ao lidar a ocorrência, ao Corpo de Bombeiros e também aos policiais militares pelo pronto-atendimento e aguardamos mais informações a respeito do ocorrido. A família UEG se sensibiliza neste momento tão triste e dessa forma expressa os nossos sentimentos aos familiares da vítima.”

Imagens: Facebook 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Dupla é presa pela PRF com documentos em brancos e cartões de benefícios de outros estados, em Hidrolândia

Carro foi parado pois não estava com o farol desligado.
05/02/2019, 16h35

Dois homens foram presos na tarde desta terça-feira (5/2) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-153, em Hidrolândia, com documentos em brancos e outros preenchidos com nome de diferentes pessoas. Além de os documentos a PRF encontrou com os suspeitos, uma quantia em dinheiro e cartões de benefício dos estados do Pará e Maranhão.

Durante um patrulhamento de rotina, os agentes da PRF deram ordem de parada a um carro modelo Ford/Fiesta, pois perceberam que o farol do veículo estava desligado. Diante da solicitação da polícia, o homem que dirigia o veículo se negou a fazer o teste do bafômetro. Conforme as informações da PRF, o nervosismo do passageiro, de 39 anos, chamou a atenção dos policiais.

Após verificar o motorista e perceber o nervosismo do passageiro, a PRF passou a vistoriar o carro e encontrou dentro do veículo vários papeis de documentos, cartões de banco que os dois não conseguiram explicar a origem.

Foram encontradas dentro do veículo carteiras de trabalho em branco com nomes de outras pessoas e cartões de benefícios do Pará e Maranhão

Durante a abordagem, além dos papeis de documentos, os agentes da PRF encontraram também 10 carteiras de identidade, quatro delas em branco, seis com nomes de pessoas diferentes e oito cartões de benefícios dos Estados do Pará e Maranhão, de terceiros e agências diferentes.

Veja o vídeo da prisão dos dois suspeitos:

Os dois homens além dos documentos tinham em mãos no momento da abordagem o equivalente a R$ 3,400 em notas de R$ 100 reais com eles. A PRF afirmou que os suspeitos apresentaram versões contraditórias, e não conseguiram provar a origem do material.

Diante das declarações dos dois suspeitos, a PRF levou a dupla para sede da Polícia Federal de Goiânia. A PRF afirmou que acredita que os dois tenham envolvimento com estelionato, falsificação de documentos e crimes contra a previdência.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Suspeitos de matar e deixar cabeça na calçada de shopping são apresentados, em Goiânia

Luciano foi o responsável por executar Erivaldo e cortar a cabeça dele com um Serrote.
05/02/2019, 17h42

Após 22 dias de investigação, a Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP-GO) apresentou na tarde desta terça-feira (5/2) os suspeitos de matar e cortar a cabeça de Erivaldo Ferreira da Rocha, e abandoná-la em frente ao Shopping Passeio das Águas, em Goiânia, no último dia 13 de janeiro de 2019.

Conforme as informações da polícia, seis pessoas participaram do crime e um dos suspeitos foi morto em janeiro. Entres os envolvidos no assassinato de Erivaldo estão os irmãos Matheus Máximo e Maurício Máximo, presos no dia 3 de fevereiro de 2019, e os irmãos Edson Dener e Denis Peterson, inclusive com Denis detido no Presídio Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia e Luciano M. Fonseca que foi preso pela polícia na manhã desta terça-feira.

A PCGO afirmou que todos os envolvidos tem passagem pela polícia e a vítima não possuía uma ficha criminal. Segundo a polícia, a morte de Erivaldo foi encomendada, pelo envolvimento do seu irmão com o Primeiro Comando da Capital (PCC), diferente das que o suspeitos fazem parte Comando Vermelho (CV).

Cabeça foi decepada do corpo com um Serrote

De acordo com a polícia a disputa entre as duas facções seria pelo comando do tráfico de drogas na região. A PCGO afirmou que Luciano preso na manhã desta terça-feira foi o responsável por executar Erivaldo.

Suspeitos de matar e deixar cabeça na calçada de shopping são apresentados, em Goiânia
Foto: Márcio Vitor

Conforme as informações da polícia além de executar a vítima, Luciano cortou a cabeça de Erivaldo e usou um Serrote para separar a cabeça do corpo da vítima. Os suspeitos do crime foram encaminhados para a Casa de Prisão Provisória de Aparecida de Goiânia e ficam a disposição da justiça.

Relembre o caso

A cabeça de Erivaldo foi encontrada no domingo pela manhã na calçada do Shopping Passeio das Águas, na Avenida Perimentral Norte, em Goiânia. Um homem que passava pela região, encontrou a cabeça que estava marcada com um código de gangue e acionou a Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO). Após encontrar a cabeça humana, a PCGO começou a investigar o caso e tentar encontrar o corpo da vítima.

O corpo de Erivaldo foi encontrado quatro dias depois, boiando no Rio Meia Ponte, no Setor Negrão de Lima, em Goiânia. Moradores da região encontraram o cadáver sem cabeça e chamaram o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) para fazer a remoção do corpo da água, que pertencia a Erivaldo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.