Saúde

Vila São Cottolengo retoma atendimento ao público nesta quarta-feira, em Trindade

Unidade suspendeu o atendimento ao público externo na última sexta-feira (1/2).
05/02/2019, 20h13

Após cinco dias com o atendimento ao público externo pela falta de repasses do governo Estadual e Federal, a Vila São Cottolengo, em Trindade, região metropolitana da capital vai retomar a partir desta quarta-feira (6/2) os atendimentos a pacientes que não estão internados na unidade.

A informação foi confirmada ao Portal Dia Online por um funcionário da Vila, que afirmou a partir de amanhã, os profissionais da unidade vão atender normalmente. Os trabalhos da Vila vão voltar a sua normalidade após o Secretário do Estado da Saúde (SES), Dr. Ismael Alexandrino se comprometer a fazer o repasse da verba federal, assim que esta chegar ao Estado. Conforme a assessoria de imprensa da SES, deve ocorrer no próximo domingo (10/2).

A assessoria de imprensa do secretário confirmou à reportagem o compromisso firmado pelo titular da pasta. Conforme a secretaria de saúde, o repasse federal que vai ser feito para Vila é equivalente a R$ 2 milhões de reais e não via sendo feito pela gestão passada.

A secretaria ao ser questionada sobre o convênio com o Estado, informou que o mesmo foi encerrado pela gestão anterior. No entanto, não há informações sobre a assinatura de um novo convênio entre o Estado e a unidade.

Vila São Cottolengo suspendeu atendimentos a pacientes externos por cinco dias

Na última quinta-feira (31/1) a unidade informou que iria suspender os atendimentos para pacientes externos a partir do início do mês de fevereiro e por tempo indeterminado. A suspensão não afetou os 323 internos da unidade, que continuaram a ser assistidos pela Vila.

Para suspender os atendimentos, os gestores da Vila São Cottelengo alegaram a falta de repasses estaduais e federais que ultrapassara casa dos R$ 10 milhões. No mesmo dia, o secretário Ismael Alexandrino, lamentou a medida tomada pelos responsáveis pela Vila, antes mesmo de negociar com o Estado, para evitar a suspensão dos atendimentos.

Além de confirmar o repasse da verba federal para a Vila, a SES afirmou que fazer uma auditoria na unidade, para verificar se as cláusulas e serviços foram cumpridos conforme acordado entre as partes. Em relação a dívida, a secretária informou que a atual gestão vai honrar com os débitos deixados pela gestão interior, mas que é impossível fazer isto em tão pouco tempo.

Confira a nota

“A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) esclarece que está previsto um repasse federal de cerca de 2 milhões de reais até o próximo dia 10 para a Vila São Cottolengo. Como o orçamento do Estado já foi votado, será possível realizar o empenho e efetuar o pagamento. A SES-GO lamenta a paralisação dos serviços da Vila São Cottolengo e estranha que tal medida tenha sido tomada após nove meses de atraso da gestão anterior e sem maior espaço ou prazo para negociações com esta Secretaria. Importa esclarecer que todos os pagamentos relativos a 2019 serão feitos regularmente, uma vez que o governador Ronaldo Caiado estabeleceu a Saúde como prioridade de custeio, no atual cenário de crise fiscal. O governo anterior deixou de repassar mais de sete milhões de reais à Vila Cottolengo, relativos ao período de abril a dezembro de 2018.

O governo de Goiás honrará essa dívida pregressa, mas salienta que é totalmente impraticável arcar, em tão pouco tempo, com dívidas de meses – ou anos, como é o caso de outros débitos herdados, apesar de todo empenho para angariar recursos junto ao governo federal, a fim de saldar a dívida ao longo desta gestão. A população de Goiás e em particular os pacientes do Vila podem ter a certeza de que esta gestão empreenderá todos os esforços necessários para a retomada imediata do atendimento.

AuditoriaA SES-GO esclarece ainda que dará início a auditoria do contrato de convênio com a Vila São Cottolengo, com o objetivo de averiguar o cumprimento das cláusulas e execução os serviços. Recursos federaisEm setembro e outubro, a São Cottolengo recebeu 40% dos repasses federais. Sendo cerca de 800 mil em cada mês. O débito referente ao mês de novembro (R$ 2.086.398,79) foi informado somente no último dia 30 pela unidade à SES.Convênio com recursos estaduais(500 mil reais por mês)Não foram pagos 300 mil reais do mês de abril e o total dos meses de maio a outubro.”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Advogados e dependentes têm desconto especial em instituto de ensino

Dependentes e familiares também vão ter desconto por meio do convênio.
05/02/2019, 20h47

Ter um português afiado é essencial para qualquer bom profissional. No universo jurídico, escrever e falar corretamente assume peso ainda maior que em qualquer outro setor. É imprescindível o uso de linguagem escorreita e técnica tanto para o advogado, que peticiona ou arrazoa, quanto para o juiz, que despacha ou sentencia. Pensando nisso, a Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (CASAG) e o Instituto Carlos André firmaram parceria e vão oferecer 25% de desconto em qualquer curso oferecido pela escola.

Com metodologia que ensina o aluno a pensar, o Instituto possui um ensino baseado nos princípios de Harvard (PBL), utilizando o método de sala de aula invertida, que convida o aluno a refletir sobre temas complexos. A instituição, uma das mais renomadas do estado, oferece ainda a possibilidade de personalização no estudo, no qual, o departamento pedagógico do Instituto, auxilia o aluno a fazer um plano direcionado às suas necessidades.

Na área de linguagens, o Instituto oferece cursos de Língua Portuguesa Essencial, Língua Portuguesa Avançada, Redação Essencial para Concursos, Redação Avançada para Concurso, Assessoria Jurídica, Português Jurídico, além de cursos de Oratória.

Além dos advogados da CASAG, dependentes e familiares também vão ter desconto por meio do Convênio

Dependentes e familiares também ganham com esse convênio. Além de cursos específicos para os profissionais do Direito, o Instituto Carlos André também oferece cursos pré-vestibulares e curso de Redação específica para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e para a Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest). De acordo com a direção da instituição, o curso pré-vestibular do Instituto Carlos André é hoje o cursinho que mais aprova em Goiânia.

Para o presidente do Instituto, Carlos André Pereira Nunes, realizar essa parceria com a CASAG é uma honra. Ele garante que tanto a instituição, quanto a advocacia só têm a ganhar com esse convênio. “O Instituto Carlos André sente-se muito honrado pela parceria com a CASAG”, diz o presidente da instituição, que tem compromisso com a excelência em educação, já reconhecido pelos goianos.

“Com a seriedade e o alcance da CASAG, os advogados e todos os seus familiares terão acesso ao que há de melhor em cursos de língua portuguesa, de redação, de português jurídico, de oratória, de preparatório para a carreira diplomática, além de os filhos terem acesso ao melhor curso pré-vestibular preparatório para as melhores universidades do Brasil”, completa Carlos André.

O presidente da Caixa de Assistência, Rodolfo Otávio Mota, lembra que o Direito é a profissão da palavra. Mais que qualquer outra atividade, o advogado precisa usá-la com conhecimento, estratégia e habilidade. “É a principal ferramenta de trabalho do profissional do Direito. Seja escrita ou falada, é através da língua que o advogado transmite seus recursos com clareza, objetividade e elegância. A CASAG, com esse convênio, leva ao advogado a possibilidade de se aperfeiçoar em uma das melhores escolas de português do país, e de se destacar nesse mercado tão competitivo que é o Direito”, diz Rodolfo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Idoso sai de casa para cuidar de animais e é assassinado, em Goiânia 

Ele havia desaparecido na tarde de segunda-feira (4/2), no Jardim Fonte Nova; corpo foi encontrado com sinais de violência.
06/02/2019, 07h59

Um idoso foi encontrado morto, na noite desta terça-feira (5/2), em uma pequena mata, no Jardim Fonte Nova, em Goiânia. O homem havia saído de casa no dia anterior (4/2) com sua caminhonete para ir até uma chácara próxima onde mantinha algumas vacas, mas foi perseguido e assassinado. O principal suspeito do crime é um ex-funcionário do local.

Ao Dia Online, a filha de Ivanildo Luiz da Cruz contou que ele cuidava dos animais para aproveitar o tempo livre. Ele tinha 68 anos e era aposentado. No dia do crime, ele saiu de casa por volta das 17h para ir até a chácara que ficava no fim da rua; horas depois, estranhando a demora, os familiares começaram a procurá-lo e pedir ajuda pelas redes sociais.

Idoso sai de casa para cuidar de animais e é assassinado, em Goiânia 
Foto: Reprodução/Facebook

Na noite de ontem (5/2) ele foi encontrado morto, com sinais de violência, em uma região de mata próxima a residência dele. “Ele tinha sinais de luta corporal”, disse a filha. O veículo foi encontrado durante a madrugada no Setor Morada do Sol, também na região Noroeste de Goiânia. O idoso será sepultado na manhã de hoje no Cemitério Parque Memorial de Goiânia.

Idoso pode ter sido morto por ex-funcionário de chácara no Jardim Fonte Nova

De acordo com a filha do idoso, o principal suspeito do crime é um homem, identificado como Jackson, que havia trabalhado por quatro meses na chácara onde Ivanildo cuidava do gado. Ele havia contado à filha que dias antes o homem o procurou em busca de dinheiro, cerca de R$ 70, que seria usado para fugir da cidade.

O principal suspeito conhecia a rotina de Ivanildo Luiz. Outro fato que chegou ao conhecimento da família é que há dois dias o irmão do principal suspeito pediu para que ele fosse escondido na chácara, pois estava sendo procurado pela polícia. O pedido foi negado. Horas após o corpo de Ivanildo ser encontrado sua caminhonete foi recuperada no Setor Morada do Sol, na capital.

Até o momento, ninguém foi preso. A Polícia Civil de Goiás (PCGO) investiga o caso.

Imagens: Facebook Facebook 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Procon Goiás divulga lista de empresas com o maior número de reclamações de consumidores

A divulgação tem por objetivo "dar conhecimento ao consumidor goiano sobre as empresas que mais infringiram o Código de Defesa do Consumidor".

Por Ton Paulo
06/02/2019, 08h37

O Procon Goiás, órgão de proteção ao consumidor, divulgou no início deste mês de fevereiro o ranking das 50 empresas que tiveram o maior número de reclamações por consumidores ao longo de janeiro de 2019 no estado. Segundo o órgão, a divulgação tem por objetivo “dar conhecimento ao consumidor goiano sobre as empresas que mais infringiram o Código de Defesa do Consumidor (CDC)”.

A lista, divulgada no site oficial do Procon Goiás, é composta por duas tabelas: a primeira, denominada “Ranking Atendimentos” é composta por atendimentos preliminares, simples consultas, cartas de informação preliminares (CIP’s), solicitações de cálculos, fiscalizações, pré-atendimentos de problemas que não são atribuições do Procon (Extra Procon), e também as reclamações, ou seja, os atendimentos que se transformaram em processo e já tramitam dentro do órgão.

A segunda, denominada “Ranking de Processos Instaurados”, é composta somente pelos processos administrativos, ou seja, pelas empresas que esgotaram todas as tratativas pré-processuais. O órgão ainda lembra que no total do conglomerado Claro S/A, que integra o ranking, é agregado os totais de telefonia móvel, TV por Assinatura (Net) e telefonia fixa. O mesmo vale para a Telefônica Brasil S/A, que incorporou a Vivo e GVT.

Além disso, o Procon Goiás quer fazer com que os consumidores avaliem os riscos ao contratar uma determinada empresa. A partir dos dados é possível levar ao conhecimento de todos quantos atendimentos, quantas reclamações e qual a representatividade disto na estatística do órgão.

Por outro lado, conforme o próprio órgão de fiscalização, as empresas têm a oportunidade de detectar os problemas mais comuns e rever a qualidade de seus serviços e produtos, para que sua credibilidade não seja afetada.

Confira agora o Ranking de Atendimentos divulgado pelo Procon Goiás

As campeãs do ranking de empresas alvos de solicitações e reclamações são todas da área de telefonia móvel e internet. Oi, Claro, e Telefônica levaram o ‘top 3’ das empresas que geram mais insatisfação junto ao Procon Goiás no estado.

Caixa Econômica Federal, Itaucard, Banco do Brasil e Lojas Riachuelo também são empresas que vigoram na lista do Procon Goiás. Confira abaixo o ranking das 50:

Procon Goiás divulga lista de empresas com o maior número de reclamações de consumidores

Via: Procon Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Secretários e outros servidores de Pirenópolis são presos por fraudes na limpeza urbana

A Polícia Civil cumpre, nesta quarta-feira (6/2), oito mandados de prisão e 13 de busca e apreensão.
06/02/2019, 09h32

Oito servidores da Prefeitura de Pirenópolis, entre eles dois secretários municipais, foram presos nesta quarta-feira (6/2) por supostas fraudes e desvios de recursos públicos, por meio de licitação com empresa contratada para prestação de serviço de limpeza urbana. Além das prisões, são cumpridos ainda 13 mandados de busca e apreensão.

De acordo com a Polícia Civil de Goiás (PCGO), entre os presos estão o secretário de Administração e Governo, Adriano Gustavo de Oliveira e Silva; o secretário de Infraestrutura e Trânsito, Ozair Louredo da Cunha; o controlador interno, um assessor jurídico, um assessor especial e empresários de Goiânia.

As prisões foram feitas no início da manhã de hoje e os investigados devem chegar a qualquer momento na Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC), na capital. De acordo com a PCGO, a delegada Mayana Rezende, responsável pelo caso, só deve se pronunciar nesta quinta-feira (7/2), data em que os presos também deverão ser apresentados.

O Dia Online tentou contato com a Prefeitura de Pirenópolis, mas até a publicação da reportagem as ligações não foram atendidas. O espaço está aberto para manifestação.

Pirenópolis

Pirenópolis é uma das principais cidades turísticas de Goiás. Situada no interior do estado, embora afastada dos grandes centros urbanos, a cidade também é um dos locais mais procurados por turísticas que visitam o estado, uma vez que é considerada como o retrato vivo da história goiana. Com um ambiente que remonta a arquitetura colonial, é cercada por morros e cachoeiras, estas que por sinal, fazem parte das maiores atrações.

Tombada como Patrimônio Histórico e Cultural pelo IPHAN, conserva um clima hospitaleiro, alegre e festivo, convivendo com belezas naturais inestimáveis. O Centro Histórico de Pirenópolis é um de seus principais pontos, e é por lá que podemos encontrar toda a beleza da Igreja de Nossa Senhora do Rosário e a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, que ficam abertas para visitação. Também é possível praticar ecoturismo, fazer trilhas, arborismo, rapel, montanhismo e tantas outras atividades pela cidade.

Imagens: Flickr 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.