Entretenimento

11 lugares para frequentar aos domingos em Goiânia

A capital conta com diversos lugares para te tirar do tédio de domingo.
07/02/2019, 18h15

O que você costuma fazer aos domingos em Goiânia? Muita gente tira o dia apenas para curtir a preguiça antes que comece tudo de novo. No entanto, ainda existem aqueles que preferem fugir do tédio e procurar algo diferente para fazer. Se você é um deles, nós aqui do Portal Dia Online podemos te ajudar!

Goiânia já tem a fama de não possuir muitas opções de lazer, principalmente durante os domingos, mas isso não é verdade. Bom, é claro que depende do estilo e preferências de cada um no que tange o próprio lazer, mas vale lembrar que diversos lugares permanecem abertos durante todos os dias da semana e representam uma boa opção para quem pretende aproveitar o último dia de descanso. Dá uma olhada!

Confira o que fazer aos domingos em Goiânia

Bares e restaurantes

1 – Caseratto Bar e Restaurante

 lugares para frequentar aos domingos em Goiânia
Foto: Reprodução

Se bateu o tédio em um desses domingos em Goiânia e você não sabe o que fazer, muitos bares e restaurantes ficam abertos na capital e representam um ótimo destino para levar os amigos ou a família. O Caseratto é um excelente exemplo disso!

Com um ambiente moderno e acolhedor, um de seus pontos fortes fica por conta do happy hour que rola durante a semana, no entanto, aos domingos também permanece aberto das 11h às 00h, oferecendo deliciosos pratos, drinques e cervejas para todos os gostos, sem falar nos hambúrgueres que começam a ser servidos a partir das 17h. Vale a pena! Confira o cardápio da casa clicando aqui!

Horário de atendimento geral: terça a sexta, das 17h às 2h / sábado, das 12h às 00h / domingo, das 11h às 00h

Telefone: (62) 3991-0291

Endereço: R. 1132, 755 – St. Marista, Goiânia – GO, 74180-110

2 – Glória Bar

lugares para frequentar aos domingos em Goiânia
Foto: Reprodução

Mas e aí, procurando por um ambiente bem descontraído para curtir aos domingos em Goiânia? Então nada melhor que chamar a galera para ir até o Glória Bar, no Setor Sul! Com um ambiente que lembra os clássicos botecos cariocas, a cozinha da casa mistura o que há de melhor entre a culinária do Rio e a de Goiás, resultando em pratos deliciosos!

E é claro, para quem não dispensa aquela gelada, o ambiente também é excelente, oferecendo cervejas para todos os gostos, sem falar em seus drinques. Aos domingos a casa fica aberta das 11h30 à 1h. Clique aqui e confira o cardápio!

Horário de atendimento geral: terça a sexta, das 17h30 à 1h / sábado e domingo, das 11h30 à 1h /

Telefone: (62) 3224-9033

Endereço: R. 101, 435 – St. Sul, Goiânia – GO, 74080-150

3 – Rio Bahia Restaurante

lugares para frequentar aos domingos em Goiânia
Foto: Reprodução

Este é um dos melhores lugares para aproveitar com muito estilo as tardes de domingo em Goiânia. Como o próprio nome sugere, a cozinha da casa faz uma deliciosa mistura entre a culinária carioca e baiana, criando combinações até difíceis de descrever.

As bebidas também são excepcionais e tudo isso pode ser aproveitado em um ambiente lindo e bem decorado. Aos domingos, a casa fica aberita das 11h30 às 17h. Vale a pena convidar a família e os amigos!

Horário de atendimento geral: sexta a quinta, das 11h30 às 15h e das 17h às 00h / sexta. das 11h30 às 15h e das 17h à 1h / sábado, das 11h30 à 1h30 / domingo, das 11h30 às 17h

Telefone: (62) 3092-4342

Endereço: R. 15, nº 712 – St. Marista, Goiânia – GO, 74150-020

4 – Vai Tomá no Kuka Bar

lugares para frequentar aos domingos em Goiânia
Foto: Reprodução

Com decoração bem diferente e que foge dos tradicionais conceitos, o Kuka é um barzinho à parte em Goiânia. Ideal para frequentar durante o meio ou fim de semana, é possível encontrar um cardápio com pratos e petiscos variados, sem falar em seu famoso pastel, conhecido por ser enorme.

Com temática voltada ao rock and roll, é possível curtir muita música boa no local enquanto aproveita para tomar os melhores drinques e cervejas. Vale a pena conhecer!

Horário de atendimento geral: terça a quinta, das 19h às 3h / sexta e sábado, das 19h às 5h / domingo, das 19h à 1h

Telefone: (62) 3942-7221

Endereço: Rua C 30 n.º 18 – Qd. 32 – Lt 10 – Jardim América – Jardim America, Goiânia – GO, 74265-200

5 – The Dark Side Rock Bar

lugares para frequentar aos domingos em Goiânia
Foto: Reprodução

Para quem tem as noites de domingo livres em Goiânia, o The Dark Side também é uma boa escolha. Como o próprio nome sugere, o barzinho também possui temática voltada ao rock and rock, em uma direta alusão ao grande Pink Floyd.

O local sempre conta com apresentações ao vivo de bandas locais, sem falar no cardápio da casa, que é amplo e conta com diversos tipos de bebidas. É sensacional para quem curte o estilo!

Horário de atendimento geral: quarta, quinta e domingo, das 18h30 às 2h / sexta e sábado, das 18h às 3h

Telefone: (62) 3954-0093

Endereço: Praça C. 114, 63 – quadra 332 lote 4 – Jardim America, Goiânia – GO, 74255-130

Hamburguerias

6 – Cão Véio

11 lugares para frequentar aos domingos em Goiânia
Foto: Reprodução

Domingo também é dia de curtir um lugar conceito! O Cão Véio é um gastropub na capital, bastante conhecido por estar sob o comando do renomado chef Henrique Fogaça, jurado do programa MasterChef. O cardápio conta com diversos hambúrgueres artesanais e é sempre possível encontrar um para cada gosto.

Sem falar nas cervejas, já que a casa oferece opções seletas e de diversos estilos. O ambiente em si é um destaque à parte, contando com uma decoração excêntrica e que sempre chama atenção pelo requinte e bom gosto misturado a artigos contemporâneos.

Horário de atendimento geral: quarta a segunda, das 18h às 00h

Telefone: (62) 3434-7727

Endereço: Rua 9, 2316 – St. Marista, Goiânia – GO, 74150-130

7 – Studio Burger

lugares para frequentar aos domingos em Goiânia
Foto: Reprodução

E para curtir seus domingos em Goiânia, também é uma boa opção ir até o Studio Burger. Localizado no Setor Bueno, o lugar não é uma simples casa de sanduíches, trabalhando sempre para oferecer experiências completas aos seus clientes, repletas de arte e cultura.

Os hambúrgueres da casa são produzidos artesanalmente e contam com um processo minucioso, desde a escolha da carne até o molho que a acompanha. O melhor de tudo é que sempre dá para encontrar combinações perfeitas e bem elaboradas, com produtos deliciosos e de altíssima qualidade! Aos domingos, a hamburgueria abre das 11h às 14h30 e das 17h30 às 23h.

Horário de atendimento geral: segunda a quinta, das 11h às 14h30 e das 18h às 22h30 / sexta, das 11h às 14h30 e das 18h às 23h30 / sábado, das 18h às 23h30 / domingo, das 11h às 14h30 e das 17h30 às 23h

Telefone: (62) 4101-4206

Endereço: R. T-37, 3000 – St. Bueno, Goiânia – GO, 74230-022

8 – Redneck Burger

lugares para frequentar aos domingos em Goiânia
Foto: Reprodução

A Redneck é uma excelente opção para fechar com chave de ouro seus domingos em Goiânia! Aberta das 19h às 2h, a casa conta com hambúrgueres produzidos artesanalmente, formando combinações deliciosas em sanduíches caprichados.

Também oferecendo outras opções em petiscos e acompanhamentos, é sempre possível contar com um atendimento cordial, sem falar no ambiente temático bem decorado e na boa música.

Horário de atendimento geral: terça a quinta, das 19h à 1h / sexta a domingo, das 19h às 2h

Telefone: (62) 3218-6343

Endereço: R. 83, 477 – St. Sul, Goiânia – GO, 74083-020

9 – Bulls Hamburgueria

lugares para frequentar aos domingos em Goiânia
Foto: Reprodução

Se você ainda não conhece, precisa conhecer! E convenhamos, o dia de domingo é perfeito para isso! A hamburgueria possui o foco em manter a excelente qualidade de suas carnes, já que os hambúrgueres também são produzidos artesanalmente. As carnes são escolhidas a dedo e sempre estão fresquinhas para garantir o sabor.

Os sanduíches contam com combinações fortes e saborosas, sendo um melhor que o outro! A decoração da casa é rústica e toda baseada na madeira. Até os sanduíches são servidos em tábuas! Vale a experiência!

Horário de atendimento geral: todos os dias, das 18h às 00h

Telefone: (62) 3256-6922

Endereço: Av. T-10, 1025 – Qd 118, Lote 01E – St. Bueno, Goiânia – GO, 74223-060

Bônus

10 – Vá aos parques da capital

lugares para frequentar aos domingos em Goiânia
Foto: Reprodução/ Bosque dos Buritis

Se você não pretende ficar em casa durante os domingos em Goiânia mas também quer poupar suas economias, nada melhor que curtir uma tarde no parque! Chame os amigos ou a família e organize um piquenique, o que acha? Pode ser um programa simples mas é sempre garantia de muita diversão!

O melhor é que sempre é possível encontrar um mais próximo de você, já que a capital conta com diversos parques espalhados por aí. Contato com a natureza, sombra, uma pipoquinha… Nada melhor que isso! Para conferir os parques da cidade e ver qual fica mais próximo de você, clique aqui!

11 – Cinema também é um bom programa para o domingo

lugares para frequentar aos domingos em Goiânia
Foto: Reprodução

Ir ao cinema também é uma excelente forma de aproveitar os domingos em Goiânia! Se no meio da semana é mais complicado encontrar um bom horário, no domingo existem sessões que podem se encaixar perfeitamente em seus planos. Então, que tal convidar aquela pessoa especial ou reunir os amigos e assistir aquele filme massa? Ah, e se quiser economizar, dá para ir até o Cine Ritz, o último cinema de rua da cidade, que oferece precinhos mais em conta para a população em geral.

Imagens: Pexels 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Vereadores derrubam veto de prefeito e fogos de artifícios ruidosos são proibidos, em Goiânia

Diferente do que a Prefeitura alegou, vereadores afirmaram que a proposta não prejudica o comércio de fogos e que o show pode ser feito com os fogos pirotécnicos.
07/02/2019, 19h14

Os vereadores Zander Fábio (Patriotas) e Andrey Azeredo (MDB) apresentaram um projeto que proíbe os fogos de artifícios ruidosos, em Goiânia. A proposta foi aprovada pela Câmara Municipal, mas vetada pelo prefeitos Iris Rezende (MDB) e na sessão desta quinta-feira (7/2), o veto do gestor foi derrubado por maioria absoluta, 21 votos a favor e apenas 1 contra.

Com a derrubada do veto, a proposta dos vereadores passa a ser lei municipal a partir do momento que for promulgada e ter início imediato na capital. O vereador Zander Fábio aproveitou a oportunidade para agradecer aos colegas que votaram a favor da derrubada do veto do prefeito e afirmou a importância da decisão, além de lembrar que em outras capitais do país, também adotam essa lei.

“São fogos de artifícios que não precisam mais ser usados, nós temos os fogos pirotécnicos né, temos aqueles que não precisam fazer ruído e a tem a mesma beleza. Para citar um exemplo, o Reveillon em São Paulo no final do ano, já foi sem ruído, apenas com o show pirotécnico”, explica o Zander.

Portadores de síndromes, crianças, idosos e pequenos animais são os que mais sofrem com os estampidos destes fogos de artifícios

Para o vereador Andrey Azeredo (MDB) a derrubada do veto é para ser comemorado, pois a proibição dos fogos de artifícios ruidosos vai garantir uma melhor qualidade de vida para portadores de síndromes, idosos, crianças e animais. Conforme o vereador, diferente do que a Prefeitura alegou, o projeto não prejudica o mercado dos fogos de artifícios, pois o espetáculo ainda pode ser feito, com os fogos pirotécnicos sem estampidos, conhecidos como fogos de vista.

“Quem sofre com os estampidos muitos altos dos fogos são quem por exemplo é autista, crianças, idosos e os pequenos animais que sofrem com o barulho. A aprovação deste projeto vai gerar uma melhor qualidade de vida para os goianiense, além de colocar em sintonia a nossa legislação com o anseio da população”, salienta Andrey.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Justiça manda soltar três presos suspeitos de fraudes, em Pirenópolis

Suspeitos liberados foram apresentados pela polícia na manhã desta quinta-feira (7/2).
07/02/2019, 20h05

Na manhã da última quarta-feira (6/2) secretários, servidores da prefeitura de Pirenópolis e empresários de Goiânia foram presos durante uma operação da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), suspeitos de fraudes na contratação dos serviços de limpeza urbana para o município. No entanto, no fim da tarde desta quinta-feira (7/2) o juiz da comarca de Pirenópólis, José da Silva mandou soltar três pessoas presas durante a operação.

Pela decisão do magistrados foram soltos nesta tarde o trabalhador autônomo Júlio César Alves Bueno, o servidor do Departamento de Licitações e contratos da Prefeitura, Lucas Augusto Barbosa e a empresária Kelly Miquelane.

O juiz alegou que não havia mais necessidade de manter os três suspeitos presos para mandar soltá-los. Conforme o magistrado, os suspeitos com cargos na prefeitura e que poderiam atrapalhar as investigações continuam presos.

Suspeitos foram liberados após serem apresentados pela Polícia

Durante a operação a polícia cumpriu 13 mandados de busca e apreensão e prendeu nove pessoas suspeitas de participar do esquema. Os suspeitos presos pela PCGO, foram apresentados na manhã desta quinta-feira (7/2) na sede da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC).

Foram apresentados pela polícia:

  • Adriano Gustavo de Oliveira e Silva – secretário de Administração e Governo;
  • Ozair Louredo da Cunha – secretário de Infraestrutura e Trânsito;
  • Lucas Augusto Barbosa Sousa – servidor do Departamento de Licitações e Contratos;
  • Marcos Aurélio Figueiredo – assessor Especial;
  • Waidson José Pereira Arantes – consultor jurídico;
  • Ney Jakson Oliveira – chefe do Controle Interno;
  • Júlio César Alves Bueno – autônomo;
  • Diogo Rosa de Castro – empresário;
  • Kelly Miquelante Oliveira de Castro – empresária.

Entre os presos apresentados pela polícia estão os três que ganharam liberdade no fim da tarde desta quinta-feira. Os suspeitos são investigados por fraudar e desviar dinheiro público por meio de licitação com empresa responsável pelos serviços de coleta, varrição das vias públicas e podas. Conforme as informações da polícia, foram desviados cerca de R$ 3,4 milhões dos cofres públicos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Sobe para 157 o número de mortos após rompimento de barragem da Vale

Há ainda 182 desaparecidos, segundo informou nesta quinta-feira, 7, a Defesa Civil de Minas Gerais.
07/02/2019, 20h32

Subiu para 157 o número de mortos pelo rompimento da barragem 1 da mina Córrego do Feijão em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. Há ainda 182 desaparecidos, segundo informou nesta quinta-feira, 7, a Defesa Civil de Minas Gerais.

O último balanço do órgão indica ainda que a tragédia deixou 133 desabrigados. A barragem da mineradora Vale se rompeu no dia 25 de janeiro. Os rejeitos atingiram a área administrativa da empresa, uma pousada e comunidades que moravam perto da mina.

As causas da tragédia ainda não foram esclarecidas. A principal linha de investigação sobre as causas do colapso é o acúmulo anormal de água e a falha no sistema de drenagem.

A Superintendência da Polícia Federal (PF) confirmou que “uma das linhas de apuração aponta para a possibilidade de acúmulo de água e saturação da barragem e para uma possível falha no sistema de drenagem como eventuais causas de saturação da barragem e de seu consequente rompimento”.

Prisões

Nesta quinta-feira, 7, três executivos da Vale e dois engenheiros de uma empresa responsável pelos laudos de segurança da barragem foram soltos. Eles estavam detidos desde o dia 29 de janeiro na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Os executivos da Vale que estavam presos são Cesar Augusto Paulino Grandchamp, geólogo, Ricardo de Oliveira, gerente de Meio Ambiente do Corredor Sudeste, e Rodrigo Artur Gomes de Melo, gerente executivo do Complexo Paraopeba da Vale. Os engenheiros terceirizados, que atestaram estabilidade da barragem, são André Yassuda e Makoto Mamba.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

STF analisa pedido de Goiás para redução de carga horária e salários dos servidores públicos

Representantes dos governos de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Pará, Alagoas e Mato Grosso do Sul também assinaram documento enviado ao ministro Dias Toffoli.
08/02/2019, 07h58

Supremo Tribunal Federal (STF) julgará no dia 27 de fevereiro o pedido feito por Goiás e outros seis estados para que seja restabelecida a possibilidade de reduzir a carga horária e os salários dos servidores públicos, quando os gastos com a folha de pagamentos ultrapassarem o limite máximo na lei.

Uma carta, assinada por representantes dos governos de Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Pará, Alagoas e Mato Grosso do Sul, foi entregue ao ministro Dias Toffoli, na última segunda-feira (4/2), pelo governador do estado, Ronaldo Caiado (DEM).

O caso é relatado atualmente no STF pelo ministro Alexandre de Moraes. A ação será analisada por meio de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) apresentada pelos partidos PCdoB, PT e PSB que questiona artigos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Além da redução da carga e horária e dos salários, os ministros avaliarão também um segundo artigo que pode permitir cortes no orçamento quando o governo não alcançar a arrecadação prevista. Se liberado, o governo poderá dividir a conta entre os poderes Legislativo e Judiciário.

“Calamidade financeira” em Goiás

Os governantes de sete estados, no início de seus mandatos, decretaram “calamidade financeira”, entre eles Goiás. O governador do estado, Ronaldo Caiado (DEM), decretou situação de emergência por pelo menos seis meses. A medida foi encaminhada à Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), onde precisa passar pela aprovação dos deputados.

Durante o estado de calamidade financeira, o governo goiano vai poder renegociar contratos com fornecedores e suspender serviços não essenciais. Segundo o decreto, o prazo de seis meses pode ser prorrogado em caso de necessidade. Assim que, e se, o decreto for aprovado, a Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento de Goiás passa a ter mais liberdade para remanejar recursos e adotar as medidas que considerar necessárias para reequilibrar as contas estaduais.

Imagens: Senado 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.