Entretenimento

Fim de semana em Goiânia tem Thiaguinho e Vintage Culture

O fim de semana em Goiânia tem atrações para todos os gostos!
08/02/2019, 14h05

Depois de contar os dias, finalmente chegou o fim de semana em Goiânia! E se você não quer ficar parado entre os dias 08 a 10 de fevereiro, já pode dar uma conferida na agenda da capital e ficar por dentro dos principais eventos que vão rolar!

Para quem curte um bom rock, o Bolshoi leva ao palco a grande banda Venosa, para o segundo show do ano na casa. Também vão rolar peças teatrais e uma feirinha, mas sem dúvida, os destaques são os shows do cantor Thiaguinho e do DJ Vintage Culture! Confira abaixo os detalhes!

O que fazer neste fim de semana em Goiânia?

1 – Ir ao show da band Venosa, no Bolshoi Pub

fim de semana em Goiânia
Foto: Reprodução

Se seu fim de semana em Goiânia começa hoje, se liga nessa! O segundo show de 2019 nos palcos do Bolshoi Pub será comandado por ninguém menos que a banda Venosa, que retorna à casa para deixar a noite dos rockeiros da cidade ainda mais agitada! O show está previsto para acontecer hoje (sexta-feira), a partir das 00h.

É o momento perfeito para curtir o que há de melhor do pop rock e do rock nacional e internacional. O melhor é que ainda vai rolar um esquenta com o DJ Lincoln Turini!

Para conferir detalhes e garantir seu ingresso, acesse o evento em nossa agenda cultural!

2 – Ir ao espetáculo João e Maria, no Teatro Sesc Centro

fim de semana em Goiânia
Foto: Reprodução

Pensada para o público infantil, a peça começa nos dias atuais. João e Maria adoram brincar, mas um dia, desobedecendo sua mãe, resolvem brincar no porão de sua casa. Quando eles abrem o baú de velharias, a aventura começa. Agora, no mundo da imaginação, eles vão viver uma aventura emocionante, divertida e educativa que vai encantar a todos. Vale a pena levar seu pequeno para assistir!

A apresentação acontecerá amanhã (9/02) em duas sessões, uma às 15h e outra às 17h. Os ingressos variam de R$ 5 a R$ 14. Para comprar o que corresponde a sessão das 15h, clique aqui. Para o das 17h, aqui.

3 – Ir até a Feira e-cêntrica 2019, na Vila Cultural Cora Coralina

fim de semana em Goiânia
Foto: Reprodução

O fim de semana em Goiânia também oferece uma boa opção para contemplar a cultura! Em sua segunda edição ampliada, a Feira e-cêntrica reúne em Goiânia 76 publicadores de GO, DF, MG, SP, RJ, SC e RS: autores e autoras, coletivos criativos, pequenas editoras, artistas gráficos com seus livros especiais, HQs, zines, artes gráficas em suportes diversos.

Com o apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultural, a Nega Lilu Editora e a Casa da Cultura Digital propõem uma programação gratuita de alta qualidade integrada ao evento Leitura & Resistência. O evento acontece na Vila Cultura Cora Coralina neste sábado e domingo, a partir das 10h.

4 – Ir ao show do Vintage Culture, no Music Park

fim de semana em Goiânia
Foto: Reprodução

Estamos prestes a receber o DJ Vintage Culture em Goiânia! Um dos mais reconhecidos DJs do Brasil, tem previsão para desembarcar na capital no dia 9 de fevereiro (sábado), se apresentando pelo projeto In|Concert. O show terá início às 22 horas e será realizado no Music Park, entre o Passeio das Águas e o Atacadão.

O público poderá esperar por uma noite cheia de energia, com os maiores hits do DJ, que certamente não deixarão ninguém ficar parado. Os ingressos já estão a venda nas plataformas Bilheteria Digital e Meu Bilhete.

Para conferir detalhes e garantir seu ingresso, acesse o evento em nossa agenda cultural!

5 – Ir ao show do Thiaguinho no evento “Tardezinha”

fim de semana em Goiânia
Foto: Reprodução

Preparado para curtir o fim de semana em Goiânia com muito pagode? Pois então, amigos,Thiaguinho em Goiânia já é algo real! O cantor já tem data marcada para nova apresentação na cidade e se você é fã, não pode perder a Tardezinha mais famosa de todo o Brasil, em uma edição especial de verão.

O evento está previsto para acontecer no dia 10 de fevereiro (domingo), a partir das 15 horas, trazendo um pouquinho do famoso fim de tarde carioca para nossa tão querida capital goiana. Os ingressos podem ser adquiridos pelo site “Meu Bilhete”.

Para conferir detalhes e garantir seu ingresso, acesse o evento em nossa agenda cultural!

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Vídeo mostra o momento que jovem é executado, em Anápolis

Leonardo foi deixar a namorada em casa quando foi executado pelos suspeitos.
08/02/2019, 15h08

O jovem Leonardo Neves Rodrigues de Andrade, de 20 anos, foi executado na madrugada desta sexta-feira (8/2), no Bairro Jundiaí, um bairro nobre de Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia, enquanto deixava a namorada em casa.

O delegado Vander Coelho, titular do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Anápolis confirmou o caso ao Portal Dia Online. “Ele foi deixar a namorada em casa em um condomínio, quando foi abordado por dois suspeitos em um carro que desceram do veículo e atiraram contra a vítima”, conta o delegado.

Vander Coelho afirmou que no momento do crime, Leonardo estava acompanhado da namorada, que fugiu do local e não foi alvejada pelos suspeitos.

Conforme o titular do GIH, existe uma suspeita de quem seriam os autores do crime e uma linha de investigação definida pela polícia. O delegado alegou também que não poderia dar mais detalhes sobre o caso para não atrapalhar as investigações.

O delegado informou que Leonardo tinha uma passagem por tráfico de drogas e outras abordagens feitas pela polícia. O caso é investigado pelo GIH de Anápolis.

Veja o vídeo que mostra o momento que o jovem é executado

Circula na internet um vídeo da execução de Leonardo na madrugada desta sexta-feira. As imagens mostram o rapaz em uma moto junto com a namorada na porta do condomínio. Em seguida um carro do modelo Fiat/Siena se aproxima do casal. Os suspeitos param o veículo na rua e dois homens armados descem e começam a atirar contra o jovem.

A namorada corre para não ser baleada pelos suspeitos, enquanto Leonardo, por sua vez, tenta fugir dos tiros e corre por alguns metros. As imagens mostram o momento que o jovem cai na calçada e mesmo no chão os dois indivíduos continuam atirando e depois fogem do local do crime.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Caiado recria Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento em Goiás

A pasta, extinta em 2011, volta à ativa e absorve a Agrodefesa, a Emater Goiás e as Ceasa Goiás.

Por Ton Paulo
08/02/2019, 16h02

Após proposta feita pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), dentro da reforma administrativa, foi recriada oficialmente nesta sexta-feira (8/2) a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) em Goiás. A recriação da secretaria foi sancionada por Caiado na última quarta-feira (6/2), e publicada no Diário Oficial do Estado de Goiás hoje. Assumiu a pasta o superintendente executivo Antônio Carlos de Souza Lima Neto.

Antônio Carlos foi indicado pelo governador no final de 2018, assumiu como superintendente e agora, com a recriação da pasta, foi nomeado secretário, assumindo a pasta nesta sexta-feira. Graduado em engenharia agronômica, Antônio Carlos possui especializações em Formação de Lideranças, Gestão do Agronegócio e Gestão de Negócios, atuando como superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar Goiás).

Entre as atribuições da Seapa, extinta em 2011 e de volta à ativa agora, estão a formulação e execução das políticas estaduais agrícolas e pesqueiras, regularização fundiária, formulação e execução das políticas de assistência técnica, extensão rural, pesquisa agropecuária, sanidade animal e vegetal e abastecimento, fomento ao desenvolvimento rural e fundiário, assim como planejamento, supervisão e execução de projetos de irrigação de interesse do Estado de Goiás.

Segundo o secretário Antônio Carlos, o objetivo é propor e direcionar todas as políticas de apoio ao segmento produtivo, fortalecer a pesquisa agropecuária, buscar o desenvolvimento no campo e ampliar a participação da assistência técnica e gerencial junto aos produtores rurais. “Pretendemos ainda avançar em todo o fomento tecnológico, garantir a defesa sanitária e agropecuária, proporcionando segurança, credibilidade e continuidade no desenvolvimento do setor”, destaca.

Ele ressalta que entre os desafios da Seapa estão a construção de um planejamento estratégico bem consolidado que possa atender as principais demandas dos produtores rurais e a estruturação de uma pasta que tenha representatividade à altura da importância do segmento agropecuário em Goiás. “Uma nova estrutura está sendo organizada, ainda mais forte, para que o setor realmente posse ser representativo e todas as principais demandas do segmento sejam contempladas e fortalecidas pelas políticas públicas do Estado”, afirma.

Mudanças com a recriação da Seapa por Caiado

Agora que a Seapa foi recriada, a Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), a Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater Goiás) e as Centrais de Abastecimento de Goiás (Ceasa Goiás) passam a ser jurisdicionadas à pasta.

Além disso, a Lei nº 20.417 altera a Lei Estadual nº 17.257, de janeiro de 2011, e promove mudanças e desmembramento na estrutura de pastas no governo estadual, além da extinção de cargos e de Secretarias Extraordinárias. O projeto de reforma administrativa foi aprovado durante a sexta sessão extraordinária, realizada no dia 28 de janeiro deste ano, na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), por convocação do governador Ronaldo Caiado.

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Goiás (Seagro) foi extinta em gestões anteriores, após a publicação da Lei nº 17.257, de janeiro de 2011. As atribuições da Seagro foram repassadas para a Superintendência Executiva de Agricultura, que fazia parte da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED).

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Casal é preso suspeito de sequestrar recém-nascido de colega, em Aparecida de Goiânia

Mãe da criança é usuária de Crack e estava sob o efeito da droga há dois dias.
08/02/2019, 16h24

Um casal foi preso na tarde da última quinta-feira (7/2) após ajudar no parto de uma colega, de 34 anos, que é usuária de crack e sequestrar o recém-nascido em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital.

A delegada adjunta da Delegacia Estadual de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Caroline Borges, conversou com o Portal Dia Online e confirmou o caso. “A mãe da criança afirmou que estava sob o efeito de crack há dois dias e que chamou o casal para ajudar no parto, no entanto ela adormeceu e acordou apenas com os gritos de uma terceira pessoa procurando pelo casal”, conta a delegada.

Além do filho recém-nascido ser sequestrado, o celular da mulher também foi furtado

Caroline Borges afirmou que quando acordou, a mulher não encontrou o casal, nem o celular e nem a criança que tinha acabado de nascer. “Ela foi até o trabalho do marido e ele estranhou ela estar sem barriga. A Polícia Militar foi chamada e esteve no local que a mãe da criança informou ter o filho durante a madrugada da última quinta-feira”, relata a delegada

Conforme a delegada que investiga o caso, o celular da mulher foi encontrado no local, no entanto o recém-nascido não estava com o casal. De acordo com Caroline, os dois negam ter auxiliado no parto da mulher. O casal foi preso em flagrante pelo furto do celular e por subtração de incapaz.

“Nós estamos tentando localizar a mãe da criança para que ela possa fazer outros exames para confirmar o parto, pois até o momento ela fez um exame clínico, mas o mesmo não foi conclusivo sobre o parto”, informa a delegada.

Segundo a delegada, além de tentar localizar a mãe da criança, as equipes da DPCA procuram também pelo recém-nascido que não foi encontrado.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

MP-GO propõe ação de improbidade administrativa contra Maguito Vilela

Na ação, a promotoria pede o bloqueio de mais de R$ 2 milhões e 200 mil reais em bens do ex-prefeito, assim como do ex-secretário de Infraestrutura, Mário José Vilela.

Por Ton Paulo
08/02/2019, 16h25

O Ministério Público de Goiás (MP-GO), através da promotora de Justiça Ana Paula Nery, propôs uma ação por ato de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, Luiz Alberto Maguito Vilela, mais conhecido como Maguito Vilela, por supostas irregularidades na contratação de uma empresa para fornecimento de insumo asfáltico para o município. Na ação, a promotoria pede o bloqueio de mais de R$ 2 milhões e 200 mil reais em bens do ex-prefeito, assim como do ex-secretário de Infraestrutura, Mário José Vilela.

De acordo com informações do MP-GO, a ação movida pela Dra. Ana Paula Nery que pesa contra Maguito Vilela e Mário José Vilela pede a responsabilização dos gestores, com aplicação das penalidades da Lei de Improbidade Administrativa e reparação dos danos aos cofres públicos. O valor da causa é de R$ 2.252.689,29 reais, mesmo valor que a promotora pediu para que seja bloqueado dos bens de Maguito e Mário Vilela.

Ainda conforme o MP-GO, a promotora relata que os fatos aconteceram em 2009, quando ambos os gestores, com o propósito de “ofender princípios da administração pública, causaram grande prejuízo aos cofres públicos”. Isso porque contrataram diretamente duas empresas, aproveitando de fundamentos incabíveis para dispensar a licitação, no valor total de R$ 1.193.300,00 reais.

Maguito Vilela teria autorizado, através de solicitação de Mário Vilela, a contratação das empresas  sem qualquer análise

Segundo a ação proposta pela promotora, um processo administrativo foi instaurado a partir de ofício do secretário, onde ele solicitou ao então prefeito a autorização para contratação, em caráter emergencial, de empresa especializada para o fornecimento de insumo asfáltico destinado à conclusão de pavimentação e galerias de água pluvial, em diversas ruas do município de Aparecida de Goiânia.

Entretanto, segundo a promotora, as empresas que se apresentaram foram declaradas aptas sem qualquer análise e diagnóstico, ou mesmo de comparação de valores apresentados por elas com outras empresas.

“Sem qualquer providência cautelar, visando apurar os valores de mercado, com base unicamente nos valores mostrados pelas empresas, foi concluída a negociação”, concluiu a promotora. Maguito Vilela, por meio de um decreto de dispensa de licitação, ratificou o procedimento ilegal, permitindo, por fim, a contratação direta, em violação à legislação.

Ana Paula Antunes acrescentou que o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) aplicou a Maguito e a Mário sete multas relativas a essa negociação irregular. Conforme apontou o TCM, o superfaturamento teve como causa a falta de controle e o descumprimento da lei pelos ex-gestores, em especial de Mário Vilela, pois não foi respeitado sequer o projeto básico, não foi feito o relatório de execução do contrato e não houve cautela com o dinheiro público.

Por meio de nota, a Secretaria de Comunicação de Aparecida de Goiânia (Secom) se manifestou sobre a ação envolvendo o ex-prefeito e o ex-secretário, e disse que ambos já haviam respondido administrativamente em relação ao objeto da ação proposta pelo Ministério Público e que ficou comprovada a regularidade da contratação.

Veja abaixo a nota na íntegra:

“O secretário de Infraestrutura de Aparecida de Goiânia, Mário Vilela, informa que tanto ele quanto o ex-prefeito Maguito Vilela, já responderam administrativamente em relação ao objeto da ação proposta pelo Ministério Público e que ficou comprovada a regularidade da contratação. Conscientes de que realizaram tudo conforme a legislação, também vão apresentar a defesa nos autos do processo, caso o Judiciário aceite a denúncia do MP, as alegações e razões que comprovam que o ato administrativo realizado, em 2009, para atender o anseio da população por pavimentação asfáltica, foi dentro da lei.”

Via: MP-GO 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.