Trânsito

Ônibus que seguia de Goiânia para São Paulo tomba e deixa dez passageiros feridos

Quatro pessoas estão em estado grave; acidente ocorreu na manhã deste sábado (23/2), na rodovia Anhanguera, Orlândia (SP).
23/02/2019, 14h03

Um ônibus de viagem que seguia de Goiânia para São Paulo, capital, tombou na Rodovia Anhanguera em Orlândia, município paulista, e deixou dez feridos, sendo quatro em estado grave. O acidente ocorreu na manhã deste sábado (23/2), próximo ao quilômetro 361 da rodovia. No veículo estavam 58 passageiros e dois motoristas.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu depois que o ônibus, ao passar próximo à alça de acesso à Rodovia Altino Arantes (SP-351), foi fechado por um caminhão e tombou no canteiro da rodovia.

Tombamento de ônibus deixa dez feridos

Ao todo, 10 pessoas ficaram feridas, sendo quatro em estado grave e seis com apenas escoriações. O Corpo de Bombeiros e equipes da concessionária que administra o trecho socorreram as vítimas; os mais feridos foram encaminhados ao Hospital Beneficente Santo Antônio, em Orlândia.

Segundo apuração da EPTV, afiliada da TV Globo, uma das vítimas passa por cirurgia e corre o risco de ter um dos braços amputados. Os outros seis passageiros feridos com menos gravidade foram levados para o Pronto-Socorro do Hospital Santa Rita, em Sales Oliveira, São Paulo.

O suposto caminhoneiro que teria provocado o acidente ainda não foi identificado, de acordo com a PRF. Os nome de nenhum dos feridos e nem da empresa de transporte foram divulgados pela corporação.

Acidente com ônibus que seguia para São Paulo, em Goiânia

No dia 27 de janeiro, um ônibus que seguia do Maranhão para São Paulo caiu em um viaduto, na BR-153, em frente ao Ginásio Goiânia Arena, na capital. Tudo teria ocorrido após o motorista perder o controle, sair da pista e cair no viaduto com altura de cerca de dez metros e em seguida ainda bater em um poste de energia. Informações preliminares apontam que um outro veículo havia entrado na frente e o condutor do ônibus tentou desviar.

De acordo com dados da PRF de Goiás, no veículo estavam 49 pessoas, sendo 43 passageiros adultos, três crianças, dois motoristas e o guia do coletivo. Desse total, ao menos 41 pessoas ficaram feridas e duas morreram no local.

Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Projeto assegura que em até dois anos todos os ônibus de Goiânia tenham ar-condicionado

Objetivo é "garantir o mínimo de conforto" aos usuários; projeto segue para votação dos vereadores.
23/02/2019, 15h38

De acordo com projeto, em até dois anos, após publicação da lei, todos os ônibus do transporte público de Goiânia deverão ter ar-condicionado. A matéria, apresentada na última terça-feira (19/2) na Câmara Municipal de Goiânia, tem como objetivo “garantir o mínimo de conforto” aos usuários do transporte coletivo.

A proposta, de autoria da vereadora Tatiana Lemos (PC do B), segue para votação dos demais vereadores da capital. Caso seja aprovada, as empresas concessionárias do sistema de transporte coletivo de passageiros do município, depois de a lei publicada, terão prazo de um ano para adequar 50% da frota e dois anos  para atingir os 100% dos veículos em circulação.

Instalação de ar-condicionado nos ônibus de Goiânia ficará a cargo das empresas

De acordo com a matéria, as despesas para adaptação dos ônibus ficará por conta das concessionárias e, a empresa que descumprir a lei será primeiramente advertida e no caso de reincidência, estará sujeita a multa de dez vezes o salário mínimo vigente. Ainda de acordo com o projeto, as empresas ficarão impedidas de participar de licitação para prestação do serviço e ainda poderão perder a concessão do contrato em exercício.

Para Tatiana, o cumprimento da exigência deve garantir aos usuários o mínimo de conforto aos usuários, levando em consideração as temperaturas elevadas praticamente o ano todo em Goiânia, além dos problemas enfrentamos diariamente como superlotação e atrasos.

“A instalação de ar-condicionado nos veículos já foi cobrada várias vezes sem que as empresas cumpram o acordado.  Esperamos que tornando-se lei, a medida possa garantir um mínimo de conforto a quem faz uso do serviço”, afirma a vereadora.

Novas opções de transporte público em Goiânia

Desde o dia 11 deste mês, usuários de ônibus em Goiânia puderam contar com mais uma opção, o CITYBUS 2.0, modelo de transporte público por aplicativo. A ferramenta pode ser baixada em aparelhos móveis dos sistemas Android e IOS. O preço inicial da corrida será R$ 2,50 e pode chegar a R$ 10; o valor pode ser pago com cartão de crédito ou dinheiro.

Inicialmente, o novo módulo de transporte, que conta uma frota de 14 veículos, atenderá onze bairros da capital, sendo eles: Setor Central, Setor Sul, Jardim Goiás, Universitário, Leste Vila Nova, Setor Bueno, Setor Oeste, Nova Suíça, Bela Vista, Serrinha e Setor Aeroporto. De acordo com os desenvolvedores (HP Transportes), a frota de miniônibus pode aumentar conforme a demanda.

Para o utilizar o serviço, o usuário deve primeiro baixar o aplicativo do CITYBUS 2.0 na lojas virtuais e em seguida fazer um cadastro. Assim que solicitar uma viagem, o app acionará o miniônibus mais próximo e indicará ao passageiro o ponto mais próximo para embarque.

Imagens: ViaTrolebus 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Idoso fica mais de 10 horas preso em elevador após queda de energia, em Goianira

Ele, que é funcionário de uma empresa de processamento da região, foi resgatado neste sábado (23/2) pelo Corpo de Bombeiros.
23/02/2019, 17h09

Um idoso, funcionário de uma empresa em Goianira, ficou cerca de 13 horas preso em elevador após uma queda de energia na região. Orlando Gomes, de 61 anos, foi encontrado depois que os familiares ficaram preocupados com a demora. Ele foi resgatado na madrugada deste sábado (23/2) por uma equipe do Corpo de Bombeiros.

Segundo informações dos familiares, ele sentiram falta do homem na noite de sexta-feira (22/2) quando ele não retornou do trabalho. Eles foram até a empresa de processamento onde ele trabalha e constataram que ele estava preso há horas no elevador.

Técnicos tentam resgatar idoso preso em elevador de empresa, em Goianira

Orlando, que atua como auxiliar de serviços gerais, estava preso no sétimo andar da empresa Milhão Alimentos, localizada às margens da GO-070, saída para Goianira. Por conta da forte chuva na região na tarde de sexta-feira (22/2), faltou energia no momento em que o homem estava no equipamento.

Técnicos da empresa de manutenção do elevador tentaram resgatar o idoso, mas como não conseguiram destravar a porta, ele só foi liberado com a chegada do Corpo de Bombeiros, que precisaram abrir o teto, por volta das 4h deste sábado (23/2). Apesar do susto, ele foi resgatado orientado, sem lesões aparentes e estado de saúde estável e aparentemente calmo, segundo a corporação.

De acordo com a empresa, não foi possível detectar que havia uma pessoa no elevador porque além de travar o equipamento, queda de energia também desarmou o sistema de câmera de monitoramento.

Chuva forte em Goianira

Na tarde desta sexta-feira (22/2), moradores de Goianira e região foram surpreendidos com um temporal, que destelhou diversas casas, além de derrubar placas, tendas e portões. De acordo com testemunhas, a chuva não demorou mais que 20 minutos, mas foi suficiente para causar prejuízos.

Segundo o site ClimaTempo, são previstas para hoje em Goianira pancadas de chuva a qualquer hora do dia e da noite.

Via: G1 
Imagens: DepositPhotos 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Presos suspeitos de matar sargento da PM durante assalto, em Águas Lindas de Goiás

Crime ocorreu nesta sexta-feira (22/2), durante assalto em um restaurante.
23/02/2019, 18h11

Dois homens foram presos neste sábado (23/2) suspeitos de matar um sargento da Polícia Militar (PMGO), em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, durante um assalto a um restaurante. O crime ocorreu nesta sexta-feira (22/2).

Carlos Emanuel de Araújo e Brendo Araújo da Silva foram presos em uma fazenda na Região de Bebedouros, onde estavam escondidos. Após a prisão os donos do restaurante onde o crime ocorreu reconheceram Carlos Emanuel como autor dos disparos que mataram o 2º sargento da PM, André Balselar Ramos.

Eles foram apresentados na Central de Flagrantes de Águas Lindas de Goiás e ambos autuados em flagrante pelo crime de latrocínio.

Sargento da PM morre durante assalto em  Águas Lindas de Goiás

O 2º sargento da Polícia Militar (PM) André Balselar Ramos, foi morto durante uma tentativa de assalto a um restaurante, em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, nesta sexta-feira (22/2). A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) afirmou que o PM estava almoçando no restaurante, quando os suspeitos entraram no estabelecimento e anunciaram o assalto. Após os bandidos anunciarem o roubo, o PM reagiu.

Balselar foi atingido com vários disparos e morreu no local. Segundo a polícia, além do policial militar, um primo do policial e o dono do estabelecimento foram baleados, mas não correm risco de morrer. Um dos envolvidos no crime também foi baleado e deixado pelos comparsas em um hospital da região.

Por meio de nota, a PMGO lamentou a morte do 2º sargento. Veja na íntegra:

“É com imenso pesar que a Polícia Militar do Estado de Goiás informa o falecimento do 2º Sargento PM André Balselar Ramos, 42 anos de idade. O policial militar estava almoçando com amigos no início da tarde de hoje (22) em um estabelecimento comercial, localizado no Distrito de Padre Lúcio, município de Águas Lindas, quando dois indivíduos armados invadiram o comércio e anunciaram o roubo.

Houve troca de tiros onde o sargento foi alvejado indo a óbito no local, outras duas pessoas também foram atingidas e encaminhadas para a unidade de saúde. Os autores fugiram em um veículo de um comparsa que os aguardavam do lado externo. Um deles estava ferido, foi deixado no hospital em Brazlândia (DF), sendo socorrido e ficando sobre a custódia da autoridade policial. Neste momento, policiais militares de Goiás e do Distrito Federal fazem diligências para localizar e deter os outros envolvidos no crime.”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Confrontos na fronteira da Venezuela com Colômbia deixam 285 feridos

A atitude dos militares, de acordo com o texto oficial reproduzido pela Agência Brasil, "demonstra o descrédito no governo do venezuelano Nicolás Maduro".
24/02/2019, 13h15

Os confrontos na fronteira da Venezuela com a Colômbia deixaram 285 feridos, conforme comunicado oficial do Ministério das Relações Exteriores local publicado pela Agência Brasil. Das pessoas atingidas, 255 são venezuelanas e 30 são colombianas que se feriram, principalmente, por conta dos ataques com gás lacrimogêneo e armas não convencionais.

O Ministério das Relações Exteriores da Colômbia informou ainda que um grupo de 60 militares venezuelanos, incluindo oficiais, pediram refúgio ao país. A atitude dos militares, de acordo com o texto oficial reproduzido pela Agência Brasil, “demonstra o descrédito no governo do venezuelano Nicolás Maduro”.

A prioridade do presidente da Colômbia, Iván Duque, conforme o comunicado, é proteger a integridade de pessoas na zona fronteiriça e, por conta disso, providenciou o retorno de caminhões para proteger a ajuda humanitária.

“O mundo testemunhou que a Colômbia, Chile, Paraguai, Estados Unidos e muitos países da região estiveram em uma ação humanitária e pacífica multilateral para levar alimentos e remédios para os cidadãos venezuelanos. A Colômbia e a comunidade internacional cumpriram e receberam violência da Venezuela”, destaca o Ministério, no texto, conforme informações da Agência Brasil.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.