Entretenimento

11 lugares para conhecer em Goiânia

Goiânia pode ser uma caixinha de surpresas!
26/02/2019, 16h06

Segundo dados do IBGE de 2017, Goiânia representa a segunda cidade mais populosa de todo o Centro-Oeste, atrás apenas da capital federal, Brasília. Apesar disso, ainda é considerada como a mais populosa de Goiás, sendo casa para quase um milhão e quinhentas mil pessoas, segunda dados de 2018. Levando em consideração tais informações, dá para imaginar que o turismo na cidade seja forte e que ainda tenha potencial crescimento. Portanto, seja você um morador ou um turista, nós aqui do Portal Dia Online preparamos uma listinha com alguns lugares para conhecer em Goiânia.

Existem lugares que realmente valem a pena uma visita, considerados por muitos como os pontos fortes da capital. Embora nossas opções de lazer sejam limitadas quando comparadas a outros grandes centros urbanos, ainda há opções para todos os gostos. Aqui, abordaremos principalmente alguns parques, centros culturais e feiras. No entanto, você ainda pode conferir listinhas que preparamos sobre os melhores bares, baladas e pubs, por exemplo. Dá uma olhada!

Excelentes lugares para conhecer em Goiânia:

Centros de cultura

1 – Vila Cultural Cora Coralina

lugares para conhecer em Goiânia
Foto: Reprodução/ Mais Goiás

Se você pretende conhecer Goiânia, não pode deixar de fazer uma visitinha até a Vila Cultural Cora Coralina. Situada ao lado do Teatro Goiânia, outro lugar importantíssimo para a capital, a Vila também funciona como um centro de convivência.

Foi inaugurada em outubro de 2013 e desde então recebe eventos que sempre contemplam as artes, tornando-as acessíveis ao público em geral. Por ali podem se encontradas exposições fotográficas, mostras de filmes, oficinas, workshops, palestras, feiras de artesanato, exposições de obras, e muito mais. Todo mês há uma nova exposição em cartaz. Clique aqui para acompanhar a programação.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 9h às 17h

Telefone: (62) 3201-9863

Endereço: Rua 3, s/n – St. Central, Goiânia – GO, 74015-005

2 – Centro Cultural Oscar Niemeyer

lugares para conhecer em Goiânia
Foto: Reprodução/ Diário Central

Também conhecido como CCON, o espaço foi inaugurado no ano de 2006 e é uma verdadeira obra de arte. Basta olhar para as estruturas e todas as formas ali presentes para notar que o lugar é uma realmente uma preciosidade. Com estilo modernista e projetado  pelo próprio Oscar, o complexo é formado por uma praça de 26 mil m², destinada a diversas atividades, por uma biblioteca e um museu.

Importantes exposições, eventos e expressões artísticas já passaram por ali. Grandes festivais de música como Bananada e Cerrado Mix já transformaram o local em palco, embora não possa ser utilizado atualmente para eventos de tamanha proporção. Em todo caso, é um bom lugar para começar a conhecer em Goiânia!

Horário de funcionamento: todos os dias, das 9h às 22h

Telefone: (62) 3201-4932

Endereço: Avenida Deputado Jamel Cecílio, Lote 01, Quadra Gleba, 4490 – Setor Fazenda Gameleira, Goiânia – GO, 74884-801

3 – Centro Cultural Martim Cererê

lugares para conhecer em Goiânia
Foto: Reprodução/ Portal do Servidor

Este é um dos espacinhos preferidos pelo público da cena underground e alternativa de Goiânia. Localizado no Setor Sul, é composto por dois pequenos teatros (“Ygua” e “Pygua”), um teatro arena, um bar e um espaço aberto.

Antigamente os teatros eram caixas d’água e, diz a “lenda”, que foram usadas durante o período da ditadura como espaços de tortura. Felizmente, a história mudou e o ambiente tem uma nova oportunidade, agora sendo um espaço para expressões artísticas e culturais na cidade. Vale a pena conhecer!

Telefone: (62) 3201-4688

Endereço: Tv. Bezerra de Menezes, s/n – St. Sul, Goiânia – GO, 74080-300

Parques

4 – Parque Flamboyant

lugares para conhecer em Goiânia
Foto: Reprodução

Um dos melhores lugares para conhecer em Goiânia é o Parque Flamboyant, sem dúvida. Inaugurado no ano de 2007, conta com 125 mil m² de extensão, considerado como um dos maiores parques da capital. Por ali é possível aproveitar bons momentos com a família e os amigos, já que o ambiente possui muita área verde, ciclovias, espaços de convivência, parques infantis e muito mais.

Endereço: R. 15, 103-157 – Jardim Goiás, Goiânia – GO, 74810-080

5 – Parque Vaca Brava

lugares para conhecer em Goiânia
Foto: Reprodução/ Facebook Parque Vaca Brava

O parque Sulivan Silvestre, mais conhecido como Parque Vaca Brava, é um dos melhores e mais frequentados da cidade. Por estar em um dos setores mais nobres e próximo a grandes shoppings, escolas e polos empresariais, sempre é possível ver muita gente andando por ali.

Em seus 79.800 m² é possível encontrar um grande lago, um bosque bem charmoso e muito contato com a natureza. Um dos melhores lugares para conhecer em Goiânia!

Endereço: Av. T-10, s/n – St. Bueno, Goiânia – GO, 74210-240

6 – Bosque dos Buritis

lugares para conhecer em Goiânia
Foto: Reprodução/ Apontador

O Bosque dos Buritis é um dos destinos certos para conhecer em Goiânia, simplesmente por ser um dos principais e mais bonitos cartões postais da cidade. Por ali é possível encontrar três lagos, um espaço para eventos, parque infantil e muito mais. Perfeito também para quem busca manter um bom contato com a natureza.

Endereço: Av. Assis Chateaubriand – St. Oeste, Goiânia – GO, 74115-040

7 – Jardim Botânico

lugares para conhecer em Goiânia
Foto: Reprodução/ Wikimedia

Ahh, o Jardim Botânico é simplesmente um dos mais bonitos parques da cidade. Construído ainda na década de 40, conta com nada menos que um milhão de metros quadrados, representando a maior unidade de conservação de Goiânia.

Assim, é claro que boa parte do parque não é aberto para visitações, no entanto, ainda é possível ter acesso a uma boa área que oferece diversas atrações, como um lago, trilhas ecológicas, pista para caminhada e um lindo borboletário. Vale a pena conhecer em Goiânia!

Endereço: Av. Botafogo, 2981-3105 – St. Pedro Ludovico, Goiânia – GO

Lugares diversos

8 – Feira Hippie

lugares para conhecer em Goiânia
Foto: Reprodução

Uma das melhores opções para conhecer em Goiânia também é a Feira Hippie. Histórica não apenas na cidade mas também em todo o Brasil, é considerada como a maior feira ao ar livre de toda a América Latina, atraindo pessoas de todos os cantos que vêm em busca de produtos diversos com preços baixos e de qualidade. Vale a pena conhecer!

9 – Feira da Lua

lugares para conhecer em Goiânia
Foto: Reprodução

Mais uma feirinha para conhecer em Goiânia! Esta é a segunda mais frequentada da cidade, ficando atrás apenas da Feira Hippie, citada anteriormente. É uma excelente opção para quem pretende comprar roupas, artesanato ou simplesmente degustar excelentes pratos. Funciona aos sábados!

10 – Beco da Codorna

lugares para conhecer em Goiânia
Foto: Reprodução

E este é o bequinho mais charmoso para conhecer em Goiânia! Trata-se de um museu de arte urbana ao ar livre, encontrado bem no coração da cidade. O lugar é cercado por belos grafites por todos os lados, que foram produzidos por diversos artistas em um trabalho colaborativo.

As paredes são completamente pintadas e muitos desenhos são capazes de nos levar a uma profunda reflexão. É o lugar perfeito para um ensaio fotográfico, por exemplo. Por ali acontecem eventos culturais e de expressões artísticas, sem contar que alguns barzinhos funcionam no local.

Endereço: Av. Anhanguera, 5331 – St. Central, Goiânia – GO, 74040-010

11 – Monumento às Três Raças

lugares para conhecer em Goiânia
Foto: Reprodução/ Flickr

E este é um dos principais monumentos para se conhecer em Goiânia, já que com o tempo se transformou em um dos principais símbolos da cidade. O monumento foi esculpido em bronze e granito no ano de 1968, pela artista Neusa Morais. Foi desenvolvido como uma homenagem à miscigenação dos povos responsáveis pela origem do povo goiano – brancos, negros e indígenas. O monumento pode ser encontrado na Praça Cívica.

Endereço: Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira, 2 – St. Central, Goiânia – GO, 74003-010

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Prefeito de Lagoa Santa usa veículo doado pelo Governo Federal para fins particulares, dizem moradores

O prefeito teria, inclusive, usado a caminhonete doada pelo Governo Federal para passear em sua fazenda com o filho pequeno.

Por Ton Paulo
26/02/2019, 16h23

O habitantes do pequeno município de Lagoa Santa, interior do estado de Goiás, estão indignados com um suposto desvio de função de recursos públicos praticado pelo prefeito da cidade, Adivair (PSD). Segundo relatos de alguns moradores da região, o prefeito teria se apropriado de uma caminhonete doada pelo Governo Federal para auxiliar no combate à dengue e estaria utilizando o veículo para uso particular e pessoal. Segundo uma vereadora do município, o prefeito usou a caminhonete até para passear com o filho em fazenda.

O veículo, uma caminhonete modelo L200 para ser usado na campanha de combate à dengue, foi doado ao município de Lagoa Santa pelo Governo Federal, por intermédio da deputada federal Flávia Morais. À época, alguns vereadores chegaram se manifestar em suas redes sociais em agradecimento à parlamentar.

Entretanto, conforme relatado por moradores e até por uma vereadora da cidade, que já havia feito, anteriormente, um questionamento no Facebook sobre o uso do veículo, a caminhonete não foi usada em momento algum para sua destinação original (combate à dengue), pelo contrário. Segundo os relatos e fotos enviados à nossa reportagem, o prefeito Adivair teria retirado toda a adesivação oficial do carro e estaria usando para fins particulares.

A vereadora Fabíola de Souza, que já foi casada com o prefeito e tem dois filhos com ele, é uma das pessoas que relatam o suposto uso impróprio do veículo pelo prefeito. De acordo com ela, no mesmo mês em que a caminhonete chegou ao município, em dezembro do ano passado, o prefeito a usou para buscar seu filho de 10 anos para passear numa fazenda no município de Itarumã. “No sábado, último fim de semana do mês, ele chegou na caminhonete lá em casa e buscou nosso filho. Quando liguei para ele, meu filho me contou que estavam numa fazenda em Itarumã”, revela a vereadora.

Já um outro morador do município contou à reportagem que a caminhonete ficou apenas dois dias no pátio da Secretaria de Saúde do município. Depois, passou a ficar somente na garagem da casa do prefeito, localizada na Avenida Doralice Ferraz da Costa. “A caminhonete da cidade vizinha veio toda adesivada, né, tá sendo usado para a função que ela foi destinada, mas a da nossa cidade chegou nessa situação”, conta. O morador ainda diz que o veículo nunca foi usado para a função para a qual foi doado, que é prestar auxílio no combate à dengue.

Prefeito de Lagoa Santa, em Goiás, usa veículo doado pelo Governo Federal de combate à dengue para passear com o filho
Caminhonete sem adesivos oficiais, na garagem do prefeito

Caminhonete doada à Lagoa Santa teria sido lavada e tido os adesivos oficiais retirados em lava-jato de vereador

Ainda segundo relatos de moradores, quando chegou, o veículo doado foi levado pelo prefeito e um vereador do município, Marcos Antônio Teixeira, a um lava-jato da cidade, de propriedade do vereador. Lá, a caminhonete teria sido lavada e tido os adesivos oficiais removidos.

Procurado pela reportagem do Dia Online, o vereador Marcos Antônio confirmou que o lava-jato era seu quando a caminhonete chegou lá, mas negou que adesivos tenham sido retirados. Ele também disse que não é mais dono do lava-jato, informação contestada por alguns moradores.

Apesar de ter dito que não sabe se o prefeito usa a camionete para fins particulares, o vereador questionou: “Então quer dizer que o prefeito, se quiser, não pode pegar a caminhonete para ir ali rapidinho buscar o filho dele na casa da ex-mulher?”.

O secretário de Saúde do município, Luciano Borges, também foi ouvido. Luciano, que está à frente da pasta há 12 anos, disse que não tem conhecimento de que o carro esteja sendo usado para fins particulares do prefeito. Questionado sobre as fotos do veículo guardado na garagem do prefeito, o secretário disse não ter conhecimento do fato e alegou que a caminhonete está na Secretaria da Saúde.

Prefeito nega que tenha usado caminhonete para fins particulares

Ouvido pela reportagem do Dia Online, o prefeito de Lagoa Santa, Adivair, negou a informação de que usa o veículo público para fins particulares. Entretanto, admitiu que já usou a caminhonete para buscar o filho em casa quando, segundo ele, estava a caminho da Prefeitura.

Sobre a remoção dos adesivos oficiais da caminhonete, o prefeito também negou. Segundo ele, nenhum adesivo foi removido, uma vez que o veículo já teria chegado sem eles.

Quanto aos relatos da vereadora, que afirmou que o prefeito havia usado a caminhonete para levar o filho para a fazenda em Itarumã, Adivair negou e disse que a vereadora, que também é sua ex-mulher, estaria mentindo para prejudicá-lo e com “picuinhas políticas”.

Já quanto à informação de que ele estaria guardando a caminhonete em sua casa, o prefeito confirmou e disse que estaria fazendo isso uma vez que o veículo não tem seguro e sua casa seria mais segura. A informação vai contra o que foi declarado pelo secretário da Saúde, que havia dito que a caminhonete jamais saiu do pátio da secretaria. O prefeito afirmou que o secretário não sabia que a caminhonete estava sendo guardada em sua casa.

Deputada Flávia Morais ainda não se manifestou

A reportagem do Dia Online entrou em contato com a assessoria da deputada federal Flávia Morais, do PDT, sobre o assunto, uma vez que, segundo os moradores e vereadores, a parlamentar teria sido a intermediária para a obtenção da caminhonete para o município,

A assessoria informou que Flávia estava em reunião do partido, em Brasília, e daria um retorno assim que possível.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Guarda Civil Municipal de Aparecida de Goiânia está de greve

Durante a reunião foi acordado que o município vai atender todas as reivindicações da categoria.
26/02/2019, 16h50

Os agentes da Guarda Civil Municipal de Aparecida de Goiânia (GCM-AP) entraram em greve no último sábado (23/2) e cobram melhorias nas condições de trabalho e o aumento salarial para a categoria.

Além disso, os guardas civis cobraram melhores condições nos veículos usados pela guarda, pois alguns apresentam risco de vida aos agentes e além disso “falta equipamentos para que os guardas possam desenvolver as atividades da melhor maneira”.

A mobilização contou com um protesto da categoria no sábado com carros de som e cartazes cobrando as melhorias do município. Com o início do movimento no último fim de semana, a Prefeitura de Aparecida informou por meio de nota ao Portal Dia Online que a Secretaria de Mobilidade e Defesa Social e a Procuradoria Geral da cidade, participaram de uma reunião na tarde da última segunda-feira (25/2) com representantes dos Guardas Civis Municipais.

Prefeitura afirmou que vai atender às reivindicações da Guarda Civil de Aparecida de Goiânia

Conforme a nota enviada pela prefeitura de Aparecida de Goiânia, durante a reunião foi acordado que o município vai atender a todas as reivindicações da categoria, com aumento de 30 para 100% do pagamento do risco de vida e que vai implementar o plano de carreira, mas não a gratificação que é incorporada ao salário base.

Outro ponto que vai ser adotado pela gestão do município é o encerramento das horas extras, que vão ser incorporadas no salário, o que segundo a Prefeitura de Aparecida de Goiânia vai contribuir para a aposentadoria e outras coisas.

A prefeitura afirmou que espera a apresentação da proposta pelos GCMs em uma assembleia para analise e assim por fim à greve. A Secretaria lembrou também, que os serviços não foram prejudicados no município, mesmo com a greve, pois conforme a nota apenas 20% dos 513 guardas paralisaram suas atividades no município.

Nota secretaria de Mobilidade e Defesa Social

“A secretaria de Mobilidade e Defesa Social de Aparecida de Goiânia e a Procuradoria Geral do Município se reuniram na tarde desta segunda-feira, com os representantes dos Guardas Civis Municipais. Na reunião ficou acordado que a administração atenderia todas as reivindicações dos GCMs, como aumento de 30% para 100% do pagamento do risco de vida, além de implementar o plano de carreira, mas não a gratificação conhecida como REPGM incorporada ao salário base, pois segundo a Procuradoria, a Lei não permite, ressaltando ainda que as horas extras serão encerradas e incorporadas no salário, o que irá refletir positivamente na aposentadoria e outras coisas.

O saldo da reunião foi positivo, e a administração aguarda agora a apresentação da proposta pelos representantes para os GCMs em assembleia para que possam analisar as propostas e colocar fim à greve.A Secretaria de Defesa Social explana ainda que as rondas e proteção dos órgãos e praças públicas não foram prejudicadas com a paralisação desta segunda-feira, por se tratar de apenas 20% do contingente de 513 GCMs.”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Jorge Kajuru leva de Goiânia para Brasília estilo falastrão e polêmico

Kajuru continua com seu jeitão sem freio.
26/02/2019, 16h54

Quando Jorge Kajuru (PRP-GO) abria a boca no plenário da Câmara Municipal de Goiânia, ainda vereador, colegas, assessores e jornalistas respiravam fundo.

Sabiam que ele não pouparia críticas, que ia da gestão do prefeito Iris Rezende e seus secretários e até mesmo de decisões do governo estadual, nas gestões de Marconi Perillo e José Eliton.

Era por meio de transmissões ao vivo de dentro do gabinete 44 que as críticas eram mais deliberadas. Sem qualquer receio, com documentos sobre a mesa ou entrevistados, apresentou ao público um estilo diferente de legislar.

Com adjetivos pouco conhecidos, não poupou críticas nem aos que com ele bebiam vinhos caros em adegas de Goiânia. Quem sabe, por exemplo, o significado de vulpino, despótico e ignóbil.

E é este Kajuru que bate ponto nas sessões do Senado Federal. A imprensa nacional, que às vezes o procurava mais pelo histórico polêmico do que pelo mandato como vereador, agora escreve e publica perfis que não diferenciam muito do que Goiânia acostumou a ver.

O Uol, por exemplo, o classificou como a “voz mais ouvida no plenário do Senado”.

Para escolher o presidente da Casa, Jorge Kajuru recorreu a uma enquete no Facebook para que as pessoas pudessem escolher em quem votar.

Carregado de sarcasmo, apresenta um discurso ameno quanto à Reforma da Previdência. Para ele, bastaria cortar gastos.

“Se tivesse um governo que cortasse gastos, respeitasse o dinheiro do público, não precisaria de Reforma da Previdência”, disse o senador em sessão.

Na mesma sessão, classificou o ditador Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, entre outras coisas, de vulpino – raposa – por causa da insistência de ele continuar no poder. Lembrando que o país vizinho vive sob tensão nas fronteiras, inclusive com mortes de civis.

Jorge Kajuru ressalta contradição de Sérgio Moro

Ele, ainda, relembrou a contradição do ex-juiz e ministro da Justiça de Bolsonaro, Sérgio Moro, de não reconhecer Caixa 2 como um crime grave.

Na última edição, ÉPOCA publicou um perfil com fotos de Kajuru sem camiseta e suas tatuagens.

Segundo a reportagem, dos 168 Projetos de Lei que devem ser apresentados pelo senador por Goiás, 118 foram herdados do lendário político Cristovam Buarque (PPS).

Kajuru, revela a revista, quer a ajuda de Heloísa Helena, com quem deve discutir projetos na área de saúde.

O sonho de Kajuru, desde quando era vereador, é a ampliação do atendimento a diabéticos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ele é diabético, que chegou a tirar dele parte da visão.

Com aquele jeitão estrondoso, é assim que ele defende um dos mais polêmicos projetos: obrigar toda a diretoria da Vale a tomar a do Rio Doce. “Já que eles dizem que não é poluído”, disse.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Corpo em estado avançado de descomposição é encontrado no Rio Meia Ponte, em Goiânia

Exame cadavérico vai determinar as causas da morte da vítima e sua identidade.
26/02/2019, 17h03

O corpo de um homem em estado avançado de decomposição foi encontrado na manhã desta terça-feira (26/2) boiando no Rio Meia Ponte, na Colônia Santa Marta, no Jardim Novo Mundo, em Goiânia.

A Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) afirmou que foi chamada por moradores da região que avistaram o corpo boiando no rio. De acordo com a PMGO, ao chegar ao local, constataram a veracidade das informações dos moradores.

Com a confirmação de que se tratava de um cadáver o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) foi acionado para retirar o corpo do rio. Após a retirada do cadáver, peritos da Polícia Técnico Científica e do Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia estiveram no local para fazer a perícia.

Conforme as informações da PM, pelo estado avançado de decomposição, não foi possível determinar a causa da morte e nem a identidade da vítima. O Portal Dia Online entrou em contato com o IML, que confirmou que o corpo é de um homem e ainda não foi identificado, mas vai passar pelo exame cadavérico que vai identificar o homem e a causa da morte.

Corpo encontrado em córrego de Aparecida de Goiânia

No dia 11 de janeiro deste ano o corpo de Luiz Lins Gonzaga Xavier, de 45 anos, foi encontrado às margens de um córrego, na Avenida W-1, no Jardim Bela Vista, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital.

Na ocasião em que o cadáver encontrado foi encontrado, o Grupo de Investigação de Homicídios (GIH)  de Aparecida de Goiânia afirmou que foi informado após o Comando de Operações da Polícia Militar (Copom) receber uma denúncia anônima, sobre o corpo às margens do córrego.

O GIH esteve no local e constatou a veracidade das informações, em seguida chamou o CBMGO, que fez a remoção do corpo que estava em um barranco, no meio de um matagal quase caindo no córrego. O corpo foi levado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Aparecida de Goiânia e apresentava cortes no pescoço, rosto e costas. O caso segue sob investigação do GIH de Aparecida de Goiânia.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.