Goiás

PM de Goiás briga com a mulher, surta e sai atirando e invadindo apartamentos, em Águas Claras

O PM só cessou a fuga e os disparos quando caiu da janela do apartamento.

Por Ton Paulo
09/03/2019, 11h01

Um policial militar goiano causou pânico nos moradores da Alameda Gravatar, no município de Águas Claras, região de Brasília, na manhã deste sábado (9/3). O PM de Goiás, após uma briga com a esposa no apartamento do casal, começou a disparar aleatoriamente com sua arma de fogo. Com a chegada da PM-DF para atender a ocorrência, o homem, então, começou a disparar contra os militares e arrombou a porta de outro apartamento para tentar fugir. O PM só cessou a fuga e os disparos quando caiu da janela do apartamento. Conforme a polícia do Distrito Federal, o homem teria tido um surto psicótico.

De acordo com informações da PM-DF, testemunhas ouviram o barulho de, ao menos, quatro disparos durante uma briga de casal no apartamento na quadra 301 Norte, Alameda Gravatar, em Águas Claras, e acionaram a polícia. Conforme a PM-DF, felizmente nenhum dos tiros acertou a mulher, no entanto a informação é de que ela sofreu agressões físicas durante a confusão.

Segundo o major Michello Bueno, quando as equipes chegaram ao apartamento do casal, no quinto andar, o suspeito também disparou contra os militares. O major conta que depois ele correu e os policiais começaram a fazer um cerco para o homem não entrar em outro imóvel e não fazer ninguém de refém. Entretanto, o homem chegou a arrombar e invadir um outro apartamento. “Ele ainda atirou pela segunda vez, desceu até o segundo andar, conseguiu quebrar a porta de outro apartamento, entrou e pulou da janela”, esclareceu a um jornal local.

O homem saltou com a arma na mão e, quando caiu, o revólver disparou mais uma vez. Bombeiros o socorreram com vida ao Hospital Regional de Taguatinga (HRT). A mulher não foi atingida e seguiu para 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga) registrar ocorrência. A PM-DF trabalha com a hipótese de que o homem teve um surto psicótico, segundo o major Michello Bueno.

Além do próprio PM que causou pânico, ninguém mais ficou ferido.

Major contesta nota da Polícia Civil do DF sobre PM de Goiás que surtou em Águas Claras

Conforme o major Michello Bueno, a Polícia Civil do Distrito Federal soltou nota informando que o homem nada verdade seria PM-DF. Entretanto, o major disse que a informação é falsa, e que já foi confirmado que ele pertence à PM-GO.

A reportagem do Dia Online segue tentando contato com a assessoria da Polícia Militar de Goiás.

Veja o vídeo do momento em que o PM de Goiás atira contra os outros policiais militares quando estes fazem um cerco para detê-lo:

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.