Goiás

Integrantes da torcida do Goiás que mataram torcedor rival a pauladas são denunciados por homicídio

O promotor denunciou os envolvidos pelos crimes de homicídio qualificado por motivo fútil com emprego de meio cruel.
12/03/2019, 20h40

Os integrantes da torcida do Goiás Thiago Fonseca Almeida, Lucas Guilherme Lima e Matheus Pereira Franco envolvidos no assassinato do jovem torcedor do Vila Nova, Ryan Borges Nascimento Oliveira, no dia 2 de novembro do ano passado, foram denunciados a Justiça pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO).

A denúncia contra os três torcedores foi protocolada pelo promotor de Justiça Heráclito D`Abadia Camargo, na última sexta-feira (8/3). Os rapazes foram denunciados pelo crime de homicídio qualificado e a denuncia foi recebida pelo juiz Jesseir Coelho de Alcantânra na tarde desta terça-feira (12/3).

A denúncia contra os torcedores do Goiás foi baseada no inquérito policial, que mostra que os três denunciados atacaram Ryan Borges quando o mesmo passava pela rua 257 do Setor Nova Vila, a caminho do Estádio Serra Dourada. Durante a ação, os rapazes agrediram a vítima com pauladas, pois Ryan estava com usando uma camiseta do Vila Nova e não teve como se defender das agressões dos agressores.

Os integrantes da torcida do Goiás também levaram a camiseta e a carteira da vítima

O inquérito policial apontou que após ser agredido a pauladas, Ryan teve a carteira e a camiseta levada pelos integrantes da torcida rival. O rapaz chegou a ser socorrido e levado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) mas não resistiu aos ferimentos e morreu no dia 9 de novembro de 2018.

A denuncia indica que os três integrantes de uma torcida do Goiás, agiram por motivo fútil contra a vítima, por serem torcedores de times rivais e considerou a forma de agir dos denunciados cruel, pelo consistente ataque violento com pauladas, explicou o promotor na ação.

Por essa razão o promotor denunciou os envolvidos pelos crimes de homicídio qualificado por motivo fútil, com emprego de meio cruel e sem direito de defesa da vítima conforme exposto no artigo 121 do S2º incisos II, III e IV do Código Penal Brasileiro.

Conforme o MPGO, Lucas e Matheus também foram denunciados por instigarem os colegas a praticarem o crime que terminou com a morte de Ryan Borges.

Via: MPGO 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.