Goiás

Diretora de Cmei é agredida por assessor de vereador de Goiânia

Diretora foi agredida após retirar uma faixa do muro da instituição, colocada sem autorização.
13/03/2019, 20h43

A diretora do Centro Municipal de Educação (Cmei) do Residencial Buena Vista, em Goiânia, Keilly Mágila Gonçalvez foi agredida na tarde desta quarta-feira (13/3) por um homem que seria assessor do vereador Paulo Magalhães (PSD), pois a vítima retirou uma faixa do muro da instituição que foi colocada sem autorização prévia e que tinha um agradecimento ao vereador.

Segundo as informações publicadas em um Jornal local, a diretora da instituição recebeu um chute e foi jogada contra o muro da unidade. Devido ao impacto, Keilly bateu o rosto, quebrou o óculos e chegou a ficar desacordada na porta do Cmei.

Outros profissionais que estavam na unidade, socorreram a diretora e chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu), que encaminhou a vítima para o hospital onde é examinada. Conforme a publicação, a diretora agredida assim que fizer a bateria de exames vai procurar a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) para registrar a queixa.

Uma das testemunhas pergunta ao agressor da diretora do Cmei se o trabalho dele é bater em mulher

Após a agressão a diretora do Cmei, um homem gravou um vídeo no momento em que ele enrolava a faixa que a vítima tirou da parede da instituição. No vídeo é possível ver, o autor do vídeo e o suposto agressor dicutiram sobre o caso. O provável autor das agressões afirma nas imagens que está trabalhando, e uma das funcionárias do Cmei questiona “Seu trabalho é bater em mulher?”.

Veja o vídeo: 

Conforme a publicação, após receber a informação de que um assessor foi responsável pela agressão a diretora, o vereador Paulo Magalhães afirmou que vai exonerar o responsável pelas agressões que não teve o nome divulgado. Além de perder o emprego, o rapaz também pode responder criminalmente pelo crime e ser incluso na Lei Maria da Penha.

Via: O Popular 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Inscrições para o Rally da Mulher encerram nesta quinta (14), Corre Lá!

Maior prova exclusivamente feminina do Brasil será no dia 23 de março e espera receber mais de 500 mulheres que irão percorrer aproximadamente 200 Km.
13/03/2019, 20h54

Dando continuidade as comemorações ao Dia Internacional da Mulher, vem aí a 19ª edição do ‘Rally da Mulher’ no próximo sábado (23). Com vagas limitadas, as inscrições podem ser feitas até esta quinta-feira (14), com uma taxa de R$ 150 individual. Porém, para carros com três a cinco integrantes o valor passa a ser R$ 130 por pessoa.

Lembrando que só poderão ser realizadas as inscrições de competidoras do sexo feminino, maiores de 18 anos e portadoras de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para serem pilotos. Já as navegadoras precisam ter no mínimo 16 anos. Para as vagas de auxiliares, chamadas de “docinhos”, é permitida a presença de competidoras acima dos 14 anos com autorização dos responsáveis.

O projeto conta com a supervisão da Federação Goiana de Automobilismo, coordenação técnica do Clube Esportivo do Fora de Estrada em Goiás (CEFEGO) e traz uma competição com quatro categorias em veículos de tração 4×4 ou 4×2. Com o objetivo de promover diversão e diversidade no universo automobilístico, neste mês dedicado as mulheres, o evento será realizado no Passeio das Águas Shopping.

Largada do Rally da Mulher está marcada para às 9h e a chegada prevista para às 16h

“Abrir as portas para o Rally da Mulher é sempre uma alegria para nós. Promover festas está no nosso DNA. Exemplo disto é sermos a casa desta ação que propõe novas experiências para as participantes e ainda proporciona uma grande festa”, afirma o gerente de marketing do Passeio das Águas Shopping, Rommel Sena.

Explorar a criatividade, é o lema! O evento permite que as participantes deem asas à imaginação, com fantasias inovadoras e decorações nos veículos. No dia da prova, a partir das 7h30, as competidoras serão recebidas no shopping para o alinhamento, vistoria e últimas orientações da prova. A largada está programada para as 9h e a chegada do primeiro carro está prevista para as 16h, onde o evento é encerrado com a cerimônia de premiação e serviços especiais como degustação de chope e maquiagem.

SERVIÇO

Evento: Rally da Mulher

Quando: 23 de março (sábado)

Horário: Largada – A partir das 9h

Chegada – A partir das 16h

Onde: No Passeio das Águas Shopping (Av. Perimetral Norte, Nº 8303 – Lot. Mansoes Goianas, Goiânia)

*** Estacionamento gratuito para todos os visitantes!

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Shopping da Capital recebe evento de adoção no Dia Nacional dos Animais

Cerca de 60 bichinhos, entre cães e gatos, estarão disponíveis para adoção. A ação acontece neste sábado, das 13h às 18h.
13/03/2019, 21h05

Em comemoração ao Dia Nacional dos Animais, ocorre neste sábado (16), das 13h às 18h, um Festival de Adoção de cães e gatos, no Passeio das Águas Shopping. A ação, realizada pela ONG Santuário, terá a presença de cerca de 60 animais já castrados, vermifugados e vacinados.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 44,13% dos lares brasileiros possui ao menos um cão em casa. Isto significa que existem cerca de 52,2 milhões de cachorros nos lares do Brasil.

Contudo, ainda há mais de 30 milhões de animais, entre cães e gatos, abandonados pelas ruas, nas cidades brasileiras, como mostra a Organização Mundial de Saúde (OMS). Só em Goiânia estima-se que tenham mais de 250 mil animais abandonados.

Shopping da Capital recebe evento de adoção no Dia Nacional dos Animais
FOTO: Reprodução

Festival ocorre no Dia Nacional dos Animais

Com o intuito de diminuir este dado, garantindo um lar para os animais, o festival tem como objetivo conscientizar a população sobre a adoção e posse responsável de animais domésticos, assim como a importância da castração para evitar futuras doenças nos animais ou até mesmo, filhotes.

Os interessados em adotar um dos animais devem pagar uma taxa de R$ 30, que será destinada ao custeio de outros pets e para a construção da nova sede da ONG. Além disso, passarão por uma triagem, entrevista e precisarão preencher uma ficha e um termo de adoção. É necessário apresentar documento de identificação pessoal, comprovante de endereço e ser maior de 18 anos.

Coleta do bem

O Festival de Adoção será um ponto de coleta de tampinhas plásticas para o Projeto Tampatas, que visa arrecadar fundos com a venda de materiais recicláveis para a castração de animais abandonados. Para ajudar a campanha, basta juntar as tampinhas plásticas, sejam elas de refrigerante, água, leite, suco, produtos de limpeza, produtos de higiene, de medicamentos ou qualquer outra que seja de plástico duro e levar no dia do evento no Passeio das Águas Shopping.

SERVIÇO

Evento de Adoção de Animais

Quando: 16 de março (sábado)

Horário: Das 13h às 18h

Onde: Área externa da praça de alimentação do Passeio das Águas Shopping  na Av. Perimetral Norte, nº 8303 – Loteamento Mansões Goianas, Goiânia

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Nascidos em maio e junho podem sacar abono salarial a partir desta quinta-feira

Em Goiás, mais de 124 mil trabalhadores receberão o benefício.
14/03/2019, 07h59

A partir desta quinta-feira (14/3), trabalhadores nascidos em maio e junho já podem sacar o abono salarial do calendário 2018/2019 do PIS-Pasep. O benefício varia de R$ 84 a R$ 998, conforme o número de dias trabalhados em 2017. O último prazo para fazer os saques é em 28 de junho deste ano.

Em Goiás, mais de 124 mil trabalhadores devem sacar o abono salarial; total de benefícios a serem pagos chega a R$ 49.044.340,00. No país, segundo a Caixa Econômica Federal (CEF), R$ 2,79 bilhões serão pagos a 3.823.311 trabalhadores nascidos nestes meses.

Quem pode sacar o abono salarial

Para ter direito ao abono salarial do PIS/Pasep é necessário ter trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017, com remuneração média de até dois salários mínimos. Além disso, o trabalhador precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O valor a ser recebido é de acordo com o número de meses trabalhados formalmente no ano-base e varia de R$ 84 a R$ 998. Quem trabalhou durante todo o ano recebe o valor cheio. Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo. Os empregados da iniciativa privada, vinculados ao PIS, sacam o dinheiro na Caixa. Já os funcionários públicos devem procurar o Banco do Brasil.

Como consultar?

O trabalhador pode saber se tem direito ao saque por meio do aplicativo Caixa Trabalhador, acessar o site www.caixa.gov.br/PIS ou ligar para 0800-726-0207, informando o número do PIS. Sobre o Abono Salarial do Pasep, o trabalhador deve fazer uma consulta ao site do Ministério do Trabalho: trabalho.gov.br/abono-salarial ou no seguinte telefone: 158.

Para os servidores públicos que têm direito ao Pasep, o depósito deve ser feito em conta. Caso isso não ocorra, é necessário procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-729 00 01, do Banco do Brasil.

Imagens: NSC Total 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Senado aprova multa a empresa que não pagar salário igual para homem e mulher

Punição também vale para discriminação por idade, cor ou situação familiar.
14/03/2019, 08h21

O Senado aprovou na noite desta quarta-feira, 13, em regime de urgência, um projeto de lei que acrescenta à Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) uma multa às empresas que não pagarem salários iguais para homens e mulheres que desempenhem a mesma função e a mesma atividade. O projeto vai agora para o plenário da Câmara dos Deputados.

O texto prevê que os casos terão de ser apurados em processo judicial e que a funcionária deverá receber uma multa em valor correspondente ao dobro da diferença salarial verificada mês a mês. A punição também vale para discriminação por idade, cor ou situação familiar.

Para o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), autor do projeto de lei, a diferença salarial entre homem e mulher fere o princípio da isonomia previsto na Constituição Federal e na legislação vigente.

“Contudo, e apesar das inúmeras políticas de igualdade de gênero promovidas pelas mais diversas organizações, sejam públicas ou privadas, ainda se registram casos de discriminação contra a mulher no que se refere a remuneração”, diz o texto de autoria do senador.

O senador Paulo Paim (PT-RS), que leu o relatório do plenário do Senado, ressaltou ser uma luta histórica das mulheres brasileiras que não haja diferença por sexo, cor ou hierarquia familiar, mas que elas tenham direito ao mesmo salário por desempenharem as mesmas funções e atividades que os homens.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.