Goiás

Reunião na AGR vai definir valor da passagem do transporte coletivo, em Goiânia

O reajuste no valor da tarifa vai variar entre R$ 0,25 e R$ 0,30 centavos.
15/03/2019, 15h53

A Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) vai debater durante uma reunião na próxima segunda-feira (18/3), o reajuste da tarifa do transporte coletivo da Região Metropolitana da capital para o ano de 2019.

A Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC) concluiu os estudos para o reajuste no mês de janeiro e conforme a planilha montada pela companhia, o reajuste no valor da tarifa vai variar entre R$ 0,25 ou R$ 0,30 centavos.

Embora tramite na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) um projeto de autoria do governo para a retirada da AGR da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), as planilhas com os valores do reajuste demoraram a ser enviadas pela CMTC à AGR.

Como o projeto ainda não foi aprovado pelos deputados, por lei a agência precisar autorizar o reajuste e a CDTC votar os cálculos para serem aplicados na capital e região metropolitana.

Por sua vez, o presidente da AGR, Eurípedes Barsanulfo da Fonseca, afirmou que enquanto o governo não sair da CDTC, a agência por força de lei tem o papel de verificar os cálculos para o reajuste da tarifa do transporte coletivo, levantados após os estudos da CMTC.

Além disso em entrevista a uma rádio local, o presidente da agência informou que a pretensão do governo estadual é de deixar a CDTC, pois a AGR tem apenas a função de aprovar os cálculos das tarifas.

Caso o conselho da agência aprove os cálculos da companhia, a questão passa a CDTC que vai marcar uma reunião para discutir o aumento no preço da passagem e a partir de que dia o reajuste vai passar a valer na capital e região metropolitana, que nos dias atuais custa R$ 4 reais.

Enquanto não tiver uma reestruturação no modelo do transporte coletivo não vou marcar reunião, afirmou presidente da CDTC

O presidente da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC) e prefeito de Trindade, Jânio Darrot (PSDB), afirmou no fim do mês passado que não vai marcar a reunião para discutir o reajuste do transporte coletivo na capital e região metropolitana.

Isto porque conforme Darrot, o atual modelo precisa de uma reestruturação. Segundo o presidente da CDTC, o mesmo está deteriorado e precisa ser repensado antes de aumentar o valor da tarifa. E enquanto não houver uma reestruturação, Jânio Darrot afirmou que a Câmara não vai se reunir para determinar o aumento do preço da passagem.

Via: Sagres Online 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Lugares para visitar com a família em Goiânia

Se você está em busca de um passeio bacana para fazer com a família, é possível encontrar diversas opções pela cidade.
15/03/2019, 16h45

Não há nada melhor que reunir a família e levar todo mundo para curtir um lugarzinho especial, não é mesmo? Com rotinas cada vez mais apertadas, é comum ver uma  família em Goiânia que não possua um momento para si, mas é sempre importante valorizar essa relação e reorganizar a agenda caso seja preciso. Que tal tirar umas horinhas do fim de semana para fazer algo diferente com todo mundo?

Goiânia é uma cidade que não oferece tantas opções de lazer quanto deveria, mas é claro que não podemos desvalorizar as boas alternativas. É possível ter momentos inesquecíveis com a família pela cidade, sem gastar muito. Basta olhar para nossos parques, que são excelentes destinos para aproveitar uma tarde, por exemplo.

No entanto, se você pretende levar todo mundo para uma boa refeição, também é possível encontrar lugares bastante agradáveis e que satisfazem a todos os gostos. Pensando nisso, nos do Portal Dia Online preparamos uma pequena lista que pode te ajudar a definir o próximo passeio em família. Confira!

Pensando em fazer um passeio com a família em Goiânia?

Parques

1 – Parque Vaca Brava

lugares para visitar com a família em Goiânia
Foto: Reprodução

O Parque Sulivan Silvestre, mais conhecido como Parque Vaca Brava, é um excelente destino para passear com a família em Goiânia. Com extensão aproximada de 79.800 m², composto por um grande lago e um bosque bem charmosinho, é um dos parque mais bonitos da cidade, considerado como um de nossos principais cartões postais.

Por ali é possível encontrar muitas áreas verdes, com espaços perfeitos para fazer aquele piquenique em família. Para a criançada, ainda é possível encontrar playground e, claro, muito espaço para brincar e se divertir! Vale muito a pena!

Endereço: Av. T-10, s/n – St. Bueno, Goiânia – GO, 74210-240

2 – Bosque dos Buritis

lugares para visitar com a família em Goiânia
Foto: Reprodução

Localizado no Setor Oeste, também é um dos mais belos parques da cidade. Por ali é possível encontrar três lagos, uma pista interna e externa para caminhada, estação de ginástica e um belo mirante.

Sem falar que é ali dentro que se encontra o Museu de Arte de Goiânia, que também representa um passeio diferente e que vale muito a pena! Sem dúvida, é um dos melhores destinos para aqueles que buscam manter intenso contato com a natureza e ainda participar de um passeio cultural!

Endereço: Rua 1, 605 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74115-040

3 – Parque Lago das Rosas

lugares para visitar com a família em Goiânia
Foto: Reprodução

Este foi o primeiro parque da cidade, inaugurado ainda na década de 40 e contando atualmente com cerca de 315 mil m², se consagrando como um dos maiores da capital. Este é um dos melhores lugares para levar a família em Goiânia, já que conta com diversas atrações.

É possível encontrar diversas áreas verdes, o que possibilita intenso contato com a natureza. Ainda oferece estação de ginástica, pistas para caminhada e um playground, perfeito para a garotada.

Além disso, destaque ainda para os pedalinhos, onde os visitantes pagam uma taxa simbólica e podem navegar pelo lago do parque. É uma das atividades preferidas das crianças! O zoológico da cidade também se encontra nas imediações.

Endereço: Alameda das Rosas, 957 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74110-060

4 – Parque Marcos Veiga Jardim

lugares para visitar com a família em Goiânia
Foto: Reprodução / Mais Goiás

Este é um dos parques mais recentes da capital e, talvez, uma das melhores opções para curtir com a família em Goiânia, principalmente com as crianças. Situado nas proximidades do autódromo, conta com cerca de 55 mil m², onde é possível encontrar pistas para caminhada, quadras de areia e poliesportivas e pistas para patinação.

O destaque vai para as pistas de skate, consideradas como as maiores da cidade. Foram construídas com a ajuda de um profissional especializado e atraem diversas pessoas diariamente. As crianças, adolescentes e até mesmo os adultos se divertem!

Endereço: Av. Ayrton Senna – Alphaville Araguaia, Goiânia – GO, 74884-591

Restaurantes

5 – Coco Bambu

lugares para visitar com a família em Goiânia
Foto: Reprodução

O Coco Bambu é um dos melhores restaurantes para levar a família em Goiânia. A rede é uma das mais populares não apenas na cidade, mas também em todo o país. Inaugurada em 1989, a primeira unidade nasceu em Fortaleza e tinha o nome de “Dom Pastel”.

À medida que o tempo foi passando, a casa atraía cada vez mais clientes e foi preciso expandir os negócios. Foi assim que nasceu o Coco Bambu, que começou a investir principalmente em frutos do mar, que atualmente, é sua especialidade.

Apesar disso, o cardápio é bastante amplo e agrada a todos os gostos, oferecendo também uma excelente carta de vinhos. Com ampla estrutura e decoração rústica, o ambiente é sofisticado e comporta muita gente ao mesmo tempo, sem perder na qualidade de seus produtos ou serviços. Vale a pena! Confira o cardápio da casa clicando aqui.

Horário de atendimento: segunda a quarta, das 11h30 às 15h e das 18h às 00h / quinta e domingo, das 11h30 às 00h / sexta e sábado, das 11h30 à 1h

Telefone: (62) 3434-0049

Endereço: Flamboyant Shopping Center – Av. Dep. Jamel Cecílio, 3.300 – Jardim Goiás, Goiânia – GO, 02155-000

6 – Carne de Sol 1008

lugares para visitar com a família em Goiânia
Foto: Reprodução/ Comer, Dormir, Viajar

Uma boa opção para levar a família em Goiânia é o Carne de Sol 1008. Aqui você encontra uma excelente gastronomia com preços mais acessíveis, sem perder a qualidade e o bom atendimento.

Há mais de 10 anos no mercado, a casa faz uma boa mistura do que há de melhor da culinária nordestina e goiana em seu cardápio. É possível pedir entradas, petiscos, saladas e carnes especiais preparadas à moda da casa, que são os principais destaques.

É uma boa opção para famílias pois, além de pratos com porções individuais, ainda é possível pedir em tamanho que serve até 5 pessoas! Vale muito a pena conhecer! Confira o cardápio clicando aqui.

Horário de atendimento: todos os dias, das 17h às 00h

Telefone: (62) 3926-2023

Endereço: Alameda Leopoldo de Bulhões, Q 22, L 16 – St. Pedro Ludovico, Goiânia – GO, 74820-060

7 – Bar do Peixe

lugares para visitar com a família em Goiânia
Foto: Reprodução

Presente no mercado desde 1998, é uma das melhores opções para levar a família em Goiânia, principalmente para quem adora peixes e frutos do mar. O local conquistou seu público com uma boa mistura de simplicidade e excelência em atendimento, oferecendo um ambiente extremamente familiar.

No cardápio, boa variedade em peixes e frutos do mar, ainda com a opção de pedir rodízio. Também é possível encontrar uma boa carta de vinhos e a cerveja sempre chega gelada.

Horário de atendimento: todos os dias, das 11h às 15h e das 18h às 00h

Telefone: (62) 3251-4979

Endereço: Av. Portugal, 801 – St. Marista, Goiânia – GO, 74150-030

Museus

8 – Memorial do Cerrado

lugares para visitar com a família em Goiânia
Foto: Reprodução/ Memorial do Cerrado

O Memorial do Cerrado é um dos melhores lugares para ir com a família em Goiânia, principalmente se você pretende conhecer um pouquinho mais sobre a cultura do estado e do Cerrado em geral.

Por ali é possível encontrar exposições, uma vila cenográfica, uma réplica em tamanho original de uma aldeia indígena, quilombo, além de trilhas e muito contato com a natureza.

Destaque para o Museu de História Natural, que conta com exposições de painéis e cenários que narram a história evolutiva da Terra e do cerrado em específico. É um lugar incrível, que ainda apresenta fósseis com datação de até 600 milhões de anos! Para conferir mais detalhes, basta clicar aqui.

Horário de funcionamento: terça a sábado, das 8h às 17h

Telefone: (62) 3946-1723

Endereço: Campus II PUC – Avenida Engler, s/n – Jardim Mariliza, Goiânia – GO, 74885-460

9 – Museu Pedro Ludovico

lugares para visitar com a família em Goiânia
Foto: Reprodução

Construído entre os anos de 1934 e 1937, sob o comando de Attílio Corrêa Lima – arquiteto e urbanista responsável pelo projeto da capital – a construção representou um verdadeiro marco para a arquitetura da cidade.

Durante algum tempo, o local foi a casa de Pedro Ludovico Teixeira, mas após sua morte, foi transformado em um museu e atualmente é reconhecido como um dos mais importantes da cidade.

O ambiente preserva as memórias da família Ludovico Teixeira, apresentando ao público um acervo diferente, que vai desde importantes documentos da época, até peças de vestuário e mobiliário que pertenceram à família.

O melhor é que a visita é gratuita e ainda é possível encontrar um guia que sempre explica detalhadamente sobre os ambientes e objetos encontrados ali. É um momento de muito aprendizado para as famílias que resolvem visitar o local.

Horário de funcionamento: terça a domingo, das 9h às 17h

Telefone: (62) 3201-4678

Endereço: R. 25, 66 – St. Sul, Goiânia – GO, 74015-100

Imagens: Pexels 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

MPGO bloqueia bens do ex-secretário de saúde de Goiás

Antônio Faleiros Filho transferiu hospitais públicos para organizações sociais sem estudo prévio.
15/03/2019, 17h06

O ex-secretário de saúde de Goiás, Antônio Faleiros Filho, teve bloqueados R$ 935.488,60 pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO), por danos causados aos cofre públicos, por irregularidades na gestão de hospitais por organizações sociais (Os). Conforme o MPGO, o secretário passou a gestão de algumas unidades públicas sem critério e um estudo prévio para a transferência.

O MPGO afirmou que além disso, o ex-secretário permitiu que uma grande quantidade de medicamentos essenciais fossem incinerados, sem o repasse à rede pública de saúde ou para as organizações, gerando um grande prejuízo ao cofres do Estado.

Na ação movida pela promotora de Justiça, Fabiana Zamalloa, destacou que a Lei Federal nº 9.637/98 e a Lei Estadual nº 15.503/2005 sobre as entidades como organizações sociais, Faleiros transferiu a gestão do Hospital Geral de Goiânia (HGG), do Hospital de Doenças Tropicais dr. Anuar Auad (HDT) e do Hospital Materno Infantil (HMI) para OS, com contratos de gestão, mas sem seguir as regras estabelecidas pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS) e sem consultar o Conselho Estadual de Saúde.

Conforme o MPGO, as transferências foram feitas com processos sem muita orientação aos usuários, com as organizações tendo uma estrutura organizacional pouco voltada para gestão de resultados e por excesso de etapas no trâmite processual. Além das irregularidades encontradas, a promotora levantou também a falta de qualificação profissional para atuar na gerência e administração das unidades de saúde.

O MPGO afirmou também que não foram feitos estudos sobre o custo dos serviços prestados nos hospitais, para mostrar o rumo a ser seguido para as contratações, com o critério do valor de gastos estabelecidos pelo Estado, em 2010.

Durante a gestão do ex-secretário medicamentos foram incinerados

Segundo o Ministério em 2013 as unidades hospitalares haviam sido transferidas para as organizações e uma grande quantidade de medicamentos foi incinerada, ou seja, queimada pois estava com o prazo de validade vencido.

A promotora na ação alegou que os medicamento estocados em 2011 não foram usados pelas unidades de saúde, pois o ex-secretário não tomou as providências necessárias para que as organizações sociais recebessem os remédios e o valor nos contratos fosse abatido, pela falta de negociações.

Diante da situação encontrada, a promotora mostrou uma grave falha na gestão de Faleiros, pela assinatura de contratos que não poderia ser feita sem um mapeamento da situação naquele momento, dos medicamentos e insumos estocados e um planejamento do tempo estimado para concluir o repasse e as providências para manter os hospitais funcionado até que a gestão fosse transferida para as organizações sociais.

A promotora afirmou que essas falhas causaram grandes prejuízos ao erário público, o que caracteriza ato de improbidade administrativa.

Via: MPGO 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Bebê nasce dentro de viatura da Polícia Militar do Estado de Goiás

"Foi o prazo de colocar ela dentro da viatura e a bolsa estourou. Ali mesmo o Sargento Leandro fez o parto da criança e eu auxiliei", narra o soldado.
15/03/2019, 19h01

Um patrulhamento pelo Residencial Canadá, em Goiânia, na tarde desta sexta-feira (15/3) de uma equipe do 42º Batalhão da Polícia Militar do Estado de Goiás (BPM-GO), acabou com o nascimento de um bebê dentro da viatura no momento que os policiais encaminhavam a mãe da criança para o hospital.

A equipe era composta pelo Sargento Leandro e pelo Soldado Johnathan, que receberam uma ligação durante o patrulhamento, onde o pai da grávida afirmou que a filha estava com dores e solicitou o apoio dos policiais.

“Nós estávamos fazendo o patrulhamento pela aérea quando esse senhor ligou e pediu o apoio, pois sua filha estava sentido fortes dores, fomos até o local e colocamos a moça dentro da viatura”, conta o soldado.

Mãe da bebê entrou em trabalho de parto assim que entrou na viatura

Bebê nasce dentro de viatura da Polícia Militar do Estado de Goiás
FOTO: Divulgação

Conforme as informações da polícia, o local onde a família da criança mora é uma região de chácaras e de difícil acesso. O soldado que atendeu a ocorrência afirmou que não deu tempo nem mesmo de chegar ao hospital, pois assim que colocaram a mãe da bebê na viatura ela entrou em trabalho de parto.

“Foi o prazo de colocar ela dentro da viatura, ela começou a entrar em trabalho de parto e a bolsa estourou. Ali mesmo o Sargento Leandro fez o parto da criança e eu auxiliei”, narra o soldado.

Conforme as informações da polícia, a criança é uma menina e após o nascimento do bebê, os policiais encaminharam a mãe e a recém-nascida para o Hospital Materno Infantil (HMI) para receber os primeiros atendimentos.

“Foi uma ocorrência bem diferenciada, pois não é costume da corporação atender esse tipo de demanda, mas foi algo gratificante”, afirmou o sargento Leandro responsável pelo parto da menina.

Portal Dia Online entrou em contado com o HMI em busca de mais informações sobre as duas pacientes e foi informado que a mãe passou por uma sutura, pelo parto normal e que é um procedimento padrão e que a menina está bem.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Carrefour vai pagar R$ 1 milhão pela morte do 'Manchinha' em loja de Osasco

R$ 500 mil serão destinados exclusivamente à esterilização de cães e gatos.
15/03/2019, 19h27

O Carrefour vai pagar R$ 1 milhão por conta dos maus-tratos cometidos por um segurança que resultaram na morte do cachorro ‘Manchinha’, numa loja da rede, no final de novembro do ano passado, em Osasco, na Região Metropolitana de São Paulo.

A quantia foi estipulada em termo de compromisso firmado com o Ministério Público de São Paulo (MP-SP) e a prefeitura do município. Pelo acordo, divulgado nesta sexta-feira, 15, o supermercado assumiu a obrigação de depositar o dinheiro em um fundo a ser criado pela cidade.

Conforme o promotor de Justiça Gustavo Albano Dias da Silva, desse montante, R$ 500 mil serão destinados exclusivamente à esterilização de cães e gatos, R$ 350 mil para a compra de medicamentos para animais do Hospital Veterinário municipal ou que estejam no canil do município, e R$ 150 mil para aquisição e entrega de rações para associações, ONGs e demais entidades destinadas ao cuidado de animais na cidade de Osasco.

Segundo MP, caso o Carrefour descumpra o acordo, pagará multa de R$ 1 mil por dia de atraso. Já o município será alvo de investigação por ato de improbidade administrativa na hipótese de não atender ao que foi estabelecido no termo. A fiscalização quanto à utilização e destinação do dinheiro ficará a cargo da Promotoria de Justiça. A prefeitura de Osasco confirmou os termos do acordo e lembrou ter dado o nome do cachorro ‘Manchinha’ ao Hospital Veterinário.

O Carrefour informou que o acordo será remetido ao Conselho Superior do Ministério Público para homologação, mas já implementa um “extenso plano de ação em prol da causa animal, estruturado com apoio de diversas ONGs e entidades, com ações em curso na cidade de Osasco e no país”.

O ‘Manchinha’ morreu no dia 28 de novembro, após ser agredido com uma barra de metal por um segurança terceirizado do Carrefour de Osasco. O animal vivia no estacionamento da loja e era alimentado pelos frequentadores. Vídeos registrando a agressão circularam em redes sociais, gerando revolta e mobilizando os defensores da causa animal. O Carrefour passou a ser alvo de protestos. Denunciado à Justiça pelo crime de abuso e maus tratos aos animais, o segurança admitiu a agressão, mas negou a intenção de matar o animal. O processo ainda tramita na Justiça.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.