Goiás

Secretário de finanças e assessor de vereador de Iporá são esfaqueados

Assessor foi esfaqueado ao tentar separar a briga.
15/03/2019, 14h12

Uma confusão durante a inauguração de uma empresa de alimentos na madrugada desta sexta-feira (15/3), em Iporá a 216 quilômetros de Goiânia, terminou com um homem identificado apenas pelo nome de Leandro preso após esfaquear o Secretário de Finanças do Município, Anderson Leite Souza Júnior e o assessor parlamentar Welligton Martins.

O Portal Dia Online conversou com o repórter da Nova Visão Tv de Iporá, Neirinelson Santos, que contou um pouco dessa história. “O primo do secretário se envolveu em uma discussão com um vendedor da loja, em seguida o secretário tomou as dores e começou a discutir com o vendedor, deu um empurrão e depois levou um soco”, conta Neirinelson.

O repórter afirmou que o assessor parlamentar entrou na briga para tentar separar e foi esfaqueado pelo suspeito. “O assessor da turma do deixa disso entrou no meio da confusão para separar, nesse momento Leandro aproveitou para desferir os golpes com um canivete, que atingiram o secretário Anderson que teve apenas alguns arranhões e Welligton que precisou fazer o uso de dreno, pois as facadas atingiram o pulmão”, explica Neirinelson.

Suspeito de esfaquear secretário e assessor em Iporá afirmou que não lembra do momento que desferiu os golpes

Secretário de finanças e assessor de vereador de Iporá são esfaqueados
FOTO: Reprodução

O delegado Ramon Queiroz, responsável pelo caso que afirmou que durante o depoimento o suspeito relatou que teve uma discussão e depois virou uma confusão. “Ele alega que não lembra o momento que atingiu os dois homens”, explica o delegado. Ramon Queiroz afirmou que o suspeito foi preso em flagrante por tentativa de homicídio.

Conforme as informações apuradas pelo Dia Online o assessor parlamentar passou por cirurgia e não corre risco de morrer. Em contra partida o secretário recebeu os curativos e não passou por qualquer procedimento cirúrgico.

O delegado aguarda os dois feridos receberem alta para prestarem depoimento e assim confrontar a versão com a do suspeito para saber o que gerou a confusão.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.