Goiás

CDTC discute nesta quinta-feira (21) reajuste na tarifa da passagem do transporte coletivo de Goiânia

Definição sobre o valor do reajuste deve sair amanhã em reunião da CDTC.
20/03/2019, 16h45

O presidente da Câmara Deliberativa de Transporte de Coletivo (CDTC) e prefeito de Trindade, Jânio Darrot (PSDB) marcou para esta quinta-feira (21/3) a partir das 17h a reunião que vai definir o aumento da passagem no transporte coletivo da capital e região metropolitana.

Em entrevista à uma Rádio local, Darrot afirmou que além de votar o reajuste para o preço da passagem vai apresentar uma proposta para que a CDTC deixe de ser apenas deliberativa e passe a ser executiva.

O reajuste que é previsto no contrato com as empresas de ônibus que alimentam Goiânia e toda região metropolitana, ainda não saiu do papel, pois tramita um projeto na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), em que a Agência Goiana de Regulação (AGR) deixa de integrar à CDTC.

Com o projeto de lei do governo na Alego, os cálculos para o reajuste feitos pela Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC) foram enviados para a AGR apenas na semana passada.

Após receber os cálculos da CMTC, o Conselho da AGR se reuniu na manhã da última segunda-feira (19/3) e referendou, ou seja, aprovou as contas da Companhia para o reajuste.

Conforme às planilhas de cálculos da CMTC, o valor pode variar entre 7,2% a 7,5%, com isto a passagem pode passar dos R$ 4 reais atuais para R$ 4,25 ou até mesmo R$ 4,30.

Todavia o novo valor da passagem vai depender da reunião desta quinta-feira (21/3) da CDTC, que vai determinar a variação e a partir de quando a nova tarifa passa a vigorar em Goiânia e toda região metropolitana.

Projeto que veda aumento da passagem sem melhorias foi aprovado em primeira votação na última terça-feira

Enquanto a CDTC não define o novo valor para a passagem do transporte coletivo, na sessão de ontem na Câmara Municipal de Goiânia, os vereadores além de se manifestarem contrário ao aumento, aprovaram um requerimento do vereador Felizberto Tavares (PR) para debater o tema.

Além do requerimento do vereador, foi aprovado em primeira votação o projeto de autoria da vereadora Tatiana Lemos (PC do B) que veda o aumento na tarifa do transporte coletivo sem melhorias necessárias. A proposta conforme a assessoria da vereadora deve voltar ao plenário da Casa na quinta-feira, para segunda e última votação.

Via: Sagres Online 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Aneel diz que pagamento de empréstimos reduzirá tarifa de energia

O pagamento do empréstimos vai permitir uma redução média de 3,7% nas tarifas de energia que serão pagas em 2019 pelo consumidor brasileiro; e de 1,2% em 2020.
20/03/2019, 16h55

A amortização de empréstimos contraídos em 2014 pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) junto a oito bancos possibilitará um impacto de redução média de 3,7% nas tarifas de energia que serão pagas em 2019 pelo consumidor brasileiro; e de 1,2% em 2020. Esses empréstimos foram feitos visando compensar as concessionárias de energia pelos prejuízos causados pela crise hídrica no setor.

A redução, anunciada hoje (20), em Brasília, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), foi possível a partir de negociações feitas desde novembro do ano passado, entre Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, Ministério de Minas e Energia, Aneel e um pool de oito bancos.

Os recursos a serem usados fazem parte de um fundo criado para compensar eventuais atrasos ou calotes que poderiam ser praticados pelas concessionárias.

Reunião em Brasília

A operação de amortização será concretizada na reunião de diretores da Aneel, prevista para a tarde de hoje, em Brasília.

“Esse empréstimo, feito em 2014, seria amortizado até abril de 2020. Diante de condições administrativas identificadas, conseguimos antecipar a quitação desse empréstimo a partir de setembro de 2019. Essa quitação antecipada nos leva a uma atenuação da tarifa em 3,7% em 2019, e de 1,2% em 2020”, explicou o diretor-geral da Aneel, Andre Pepitone.

Com a quitação antecipada da chamada Conta ACR – mecanismo de repasse de recursos às distribuidoras para a cobertura dos custos com exposição involuntária no mercado de curto prazo e o despacho de termelétricas entre fevereiro e dezembro de 2014 – será possível retirar R$ 8,4 bilhões das contas de luz até 2020.

Segundo Pepitone, R$ 6,4 bilhões serão retirados da tarifa de energia paga pelos consumidores em 2019; e outros R$ 2 bilhões sairão da tarifa em 2020 – valores que serão considerados para a definição do preço final das tarifas.

“A materialização dessa decisão irá repercutir no processo tarifário de cada distribuidora de energia em seu aniversário contratual, ou seja, na data de reajuste de cada distribuidora de energia”, finalizou.

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Yoga em Goiânia: 7 lugares para cuidar da saúde

Praticar Yoga ajuda a reduzir os níveis de estresse, mantendo o equilíbrio entre a mente e o corpo.
20/03/2019, 17h12

É muito comum encontrar pessoas que vivem diariamente sobrecarregadas, seja pelo trabalho, estudos, ou até mesmo pela junção dos dois. Infelizmente, toda essa pressão acaba desencadeando sintomas de ansiedade que precisam ser cuidados, visando a saúde da mente e também do corpo. Exatamente por isso é que a prática de Yoga em Goiânia vem aumentando cada vez mais.

A atividade é formada por um conjunto de técnicas de meditação, exercícios respiratórios e posturas físicas, com a função de gerar benefícios não apenas para o corpo, mas também para a mente e espírito. Apenas para que você tenha ideia, o Yoga pode ajudar a reduzir o estresse, melhorar doenças e problemas respiratórios, diminuir a ansiedade, melhorar o sono, aumentar a flexibilidade, fortalecer o sistema imunológico, dentre tantas outras coisas.

Uma vantagem é que pode ser praticado por pessoas de todas as idades e quanto mais cedo, melhor! Além de garantir a melhora da qualidade de vida, ainda é uma ótima opção para a prática de atividades físicas! Portanto, se você está pensando em começar a praticar, nós aqui do Portal Dia Online preparamos uma listinha com as melhores academias em Goiânia que oferecem aula de Yoga em sua grade. Dá uma olhada!

Conheça lugares para praticar Yoga em Goiânia:

1 – Dhyana Yoga & Spa

Yoga em Goiânia
Foto: Reprodução

Aqui você encontra um ambiente que valoriza tudo que é natural, podendo vivenciar experiências realmente maravilhosas que dão espaço ao bem estar e relaxamento. O melhor de tudo é que você ainda possui intenso contanto com elementos da natureza, capazes de fazer com que os resultados sejam ainda mais eficazes.

Além de poder desfrutar de diferentes atividades realizadas no SPA, ainda é possível participar das melhores aulas de Yoga em Goiânia, divididas entre as modalidades Vinyasa Yoga e Power Yoga, atendendo a diferentes necessidades.

O melhor de tudo é que o espaço ainda possibilita presentear aquela pessoa que você gosta com um cartão presente, que pode ser escolhido de acordo com os gostos e preferências de cada um. Para saber mais, basta clicar aqui!

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 6h30 às 21h / sábado, das 8h30 às 18h

Telefone: (62) 3942-4096

Endereço: R. 1128, 527 – St. Marista, Goiânia – GO, 74175-130

2 – Espaço Vita Fit

Yoga em Goiânia
Foto: Reprodução

Se você pretende praticar Yoga em Goiânia, o Espaço Vita Fit também é uma excelente opção. O lugar conta com uma equipe de profissionais qualificados, preparados para auxiliarem os alunos a atingirem suas metas pessoais.

Apenas para que você tenha ideia, a equipe é composta por médico, psicóloga e fisioterapeuta, que se encontram todos os dias no ambiente para receber os alunos. O espaço é bastante charmoso e conta com espaço suficiente para o conforto de todos.

Vale lembrar que ainda é possível encontrar personal trainer, pilates e treinamento funcional. Vale muito a pena fazer uma visita e conhecer!

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 7h às 20h

Telefone: (62) 3998-6600

Endereço: Rua 1135, 103 – Qd 240 Lt 30 – St. Marista, Goiânia – GO, 74180-140

3 – Plur CRSFT e Yoga

Yoga em Goiânia
Foto: Reprodução

Localizada no Setor Jardim América, a academia possui fácil acesso e também trabalha com uma equipe de excelentes profissionais, sem falar na estrutura do ambiente, que é bastante acolhedora e possui aquele climinha descontraído.

Entre diferentes modalidades, é possível encontrar enérgicas aulas de Yoga em Goiânia, com precinhos justos e que cabem no bolso. Vale a pena conhecer!

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 7h às 21h30 / sábado, das 8h às 12h

Telefone: (62) 3988-5544

Endereço: Av. T-9, 1706 – Jardim America, Goiânia – GO, 74255-220

4 – Espaço Tao

Yoga em Goiânia
Foto: Reprodução/ Facebook Espaço Tao

Este é um espacinho bastante versátil na cidade para quem pretende manter o corpo saudável. Além de Yoga, ainda e possível encontrar aulas de Krav Maga, Kung Fu e Muay Thai, ainda com diversas terapias orientais.

Horário de atendimento: segunda a sábado, das 6h às 22h

Telefone: (62) 98462-2274

Endereço: Av C-7, Qd. 78-A, Lt. 01, s/n – St. Sudoeste, Goiânia – GO, 74305-080

5 – Athletics Sport

Yoga em Goiânia
Foto: Reprodução

A academia está presente em Goiânia desde 1992, sendo uma das mais frequentadas da capital. A proposta é sempre oferecer saúde e bem estar para seus alunos, com uma estrutura ampla e boa variedade de atividades, incluindo opções desportivas.

Mas para quem pretende praticar Yoga em Goiânia, o ambiente é realmente confortável e oferece aulas de alta qualidade e que sempre visam o melhor para cada aluno. As aulas são bastante dinâmicas e contam com técnicas variadas. Para conferir os dias e horários, clique aqui.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 6h às 22h30 / sábado, das 8h às 14h

Telefone: (62) 3093-2685

Endereço: Av. T-12 – St. Bueno, Goiânia – GO, 74223-010

6 – Bluefit

Yoga em Goiânia
Foto: Reprodução

Com duas unidades em Goiânia, esta é uma das melhores academias não apenas da cidade mas também do país, e o melhor de tudo é que ainda apresenta um excelente custo-benefício. A equipe está sempre preparada para ajudar os alunos a alcançarem resultados o mais breve possível, sem perder a qualidade da prática.

Por ali é possível encontrar a modalidade de Hatha Yoga. Um bom diferencial é que as unidades funcionam 24 horas por dia! Vale a pena conhecer! Para conferir outras modalidades, basta clicar aqui.

Horário de atendimento: atendimento 24 horas

Endereços:

  • Av. T-4, nº 1524 – St. Bueno, Goiânia – GO, 74230-030
  • Av. T-8, 1016 – St. Bueno, Goiânia – GO, 74210-270

7 – Typ Academia

Yoga em Goiânia
Foto: Reprodução

A Typ Academia também é uma das melhores opções para praticar Yoga em Goiânia. Situada no Setor Sul, possui fácil acesso e espaço interno amplo, ideal para quem busca praticar atividades com todo o conforto.

Além da Yoga, ainda é possível praticar dança de salão, Muay Thai, Pilates, Boxe, ritmos, musculação e muito mais.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 6h às 22h / sábado, das 8h às 14h / domingo, das 9h às 13h

Telefone: (62) 3636-9872

Endereço: R. 87, 176 – St. Sul, Goiânia – GO, 74080-295

Imagens: Pexels 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Presos de Goianira torturavam e extorquiam colegas de cela no presídio da cidade

Laudo médico comprovou que uma das vítimas foi torturada pelos seis detentos.
20/03/2019, 18h50

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) por meio da Delegacia de Polícia de Goianira, na região metropolitana da capital cumpriu seis mandados de prisão temporária contra seis presos da Unidade Prisional do Município, nesta quarta-feira (20/3) pelos crimes de associação criminosa, violência sexual, tortura e extorsão qualificada de outros detentos da mesma cela na penitenciária.

Conforme as informações divulgadas pela polícia, os crimes ocorreram no ano passado, mas foram revelados apenas no início de 2019. Segundo a PC, as vítimas eram ameaçadas de morte pelos outros seis detentos para não denunciar o caso.

A polícia afirmou que a partir do momento que os Agentes Prisionais tomaram conhecimento do caso, informaram a PC e contribuíram nas investigações. Durante os levantamentos os policiais constaram que os suspeitos do crime, agrediam fisicamente os colegas de cela por vários dias com socos, chutes, pedaços de madeira, queimaduras com cigarros e ainda exigiam fosse efetuados depósitos em dinheiro na conta dos familiares ou de terceiros.

Laudo médico comprovou que presos torturaram uma das vítimas dentro da cela

Além das agressões e a extorsão dos colegas, o grupo também torturou uma das vítimas. Um laudo médico após a tortura comprovou que os suspeitos praticaram o crime. Dos seis suspeitos dos crimes, cinco deles foram identificados como autores e participantes do ato de violência sexual.

A polícia afirmou que o sexto integrante do grupo, havia sido liberado há poucos dias, mas que o mesmo foi preso na última terça-feira (19/3) pela PC, no setor Esplanada do Anicuns, em Goiânia. Os outros mandados foram cumpridos na data de hoje nos presídios de Goianira e Aparecida de Goiânia, para onde um dos presos havia sido enviado.

A PC ressaltou que um dos detentos responde pelos crimes de tortura e homicídio contra um colega de cela. Segundo a polícia, o caso ocorreu em 2016 também na unidade prisional de Goianira. A polícia afirmou também que outro detido estava esperado para ganhar a liberdade durante essa semana, mas com o novo mandado de prisão vai permanecer na penitenciária.

Apesar do laudo médio ter comprovado o crime de tortura contra uma das vítimas, os seis negaram as acusações. Em caso de condenação pelos crimes, os detentos podem pegar pena de até 28 anos de prisão.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Justiça libera retomada de maior mina em Minas Gerais, diz Vale

Apenas a barragem Laranjeiras e a Mina de Brucutu foram liberadas na decisão, anunciada ontem (19) à noite.
20/03/2019, 19h32

A mineradora Vale anunciou que obteve decisão judicial favorável à retomada das atividades da barragem Laranjeiras e, consequentemente, da Mina de Brucutu, em São Gonçalo do Rio Abaixo (MG).

As operações estavam interrompidas desde o início de fevereiro, quando o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) atendeu um pedido do Ministério Público do estado (MPMG).

Na ocasião, foram suspensas as atividades de oito barragens da Vale. O TJMG considerou a medida necessária para evitar tragédias semelhantes a que ocorreu no dia 25 de janeiro em Brumadinho (MG). O processo tramita em segredo de Justiça.

Segundo a Vale, apenas a barragem Laranjeiras e a Mina de Brucutu foram liberadas na decisão, anunciada ontem (19) à noite. As outras sete estruturas embargadas a pedido do MPMG permanecem com as operações interrompidas. Uma delas, Menezes II, integra a Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, a mesma onde ficava a barragem que se rompeu.

Empreendimento

A Mina de Brucutu é a maior da Vale em Minas Gerais. Inaugurada em 2006, foi anunciada na época como sendo a maior do mundo em capacidade inicial de produção. Em 2016, a mineradora noticiou em seu site que ela ocupava a segunda posição do país em produção, sendo superada apenas pela Mina de Carajás, localizada no estado do Pará.

A implantação do empreendimento mineiro custou US$ 1,1 bilhão e chegou a ter 6 mil trabalhadores durante o pico das obras. Quando as operações foram suspensas, a Vale afirmou não ver justificativa técnica para a decisão e divulgou avaliação segundo a qual a paralisação da barragem Laranjeiras por um ano poderia causar um impacto de aproximadamente 30 milhões de toneladas de minério de ferro.

A Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (Semad), a quem compete autorizar a retomada das operações, informou hoje (20) à Agência Brasil que ainda não foi notificada pela Justiça. “Para decidir sobre o retorno ou não das atividades na Mina de Brucutu, é preciso avaliar o teor da decisão judicial”, disse o órgão em nota.

A Vale ainda não possui previsão para reiniciar as atividades: “As operações de Brucutu permanecem paralisadas aguardando os desdobramentos da referida decisão no âmbito da Semad”.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.