Goiás

Corpo de jovem é encontrado ao lado de mala, em Águas Lindas de Goiás

Heloá Jade da Silva Santos, de 19 anos, tinha uma marca de tiro na cabeça.
22/03/2019, 10h07

Uma jovem de 19 anos, identificada como Heloá Jade da Silva Santos, foi encontrada morta na madrugada de quinta-feira (21/3), às margens da BR-070, em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. O corpo, que tinha uma marca de tiro na cabeça, estava ao lado de uma mala.

De acordo com o delegado Fabiano Medeiros Laignier de Souza do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), responsável pelo caso, três pessoas, sendo dois homens e uma mulher, foram presas suspeitas do crime. Um quarto suspeito de envolvimento continua foragido.

A mala que estava ao lado do corpo foi recolhida para perícia. Ainda não se sabe o que motivou o crime.

Jovens mortas em Águas Lindas de Goiás

Neste mês, outras duas jovens foram assassinadas em Águas Lindas de Goiás. Na madrugada do dia 6, Rafaela Martins Cardoso, de 18 anos, desapareceu depois de sair de uma festa. A jovem foi sequestrada, vítima de estupro coletivo e morta por enforcamento. Após o crime, os homens jogaram o corpo de Rafaela dentro de uma cisterna.

Conforme relatado pela família da jovem à polícia, ela, que morava no Setor Águas Bonitas II, estava em uma festa com seu namorado quando decidiu voltar sozinha para casa. Ainda segundo a polícia, nas imediações do Posto Ponteio, no Setor 06, Rafaela foi abordada por quatro indivíduos em um Ford/Escort.

Depois de ser acionada, a equipe policial começou as diligências, e por volta de meia-noite recebeu a informação de que um dos homens que haviam levado Rafaela estaria no Setor Santa Lúcia. Chegando no endereço, a polícia ouviu do suspeito encontrado o local exato onde o corpo de Rafaela havia sido jogado. O carro usado no sequestro também foi encontrado. Quatro envolvidos foram indiciados pelo crime e um quinto suspeito foi assassinado.

Jovem é assassinada por “amigas”

No dia 13, uma adolescente, de 13 anos, identificada como Ana Clara Santana da Silva, foi encontrada morta em um terreno baldio, também em Águas Lindas de Goiás. Ela estava desaparecida há seis dias e o corpo foi encontrado em estado avançado de decomposição. Duas adolescentes foram apreendidas e uma mulher presa suspeitas do crime.

As investigações apontaram que as meninas, que eram “amigas” da vítima, decidiram matá-la porque ela teria “dado em cima” de um jovem que elas gostavam, além de Ana Clara dever dinheiro à mulher que foi presa.

Imagens: Rubiataba Online 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Passageiros são assaltados em ônibus do transporte coletivo em Aparecida de Goiânia

Criminosos usaram duas facas e uma barra de ferro; quatro suspeitos foram presos.
22/03/2019, 11h05

Ao menos 12 passageiros foram vítimas de um assalto ocorrido dentro de um ônibus do transporte coletivo, na GO-040, próximo ao Anel Viário, em Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana de Goiânia. Na noite desta quinta-feira (21/3), quatro criminosos, munidos de facas e uma barra de ferro, invadiram o veículo e anunciaram o assalto.

Momentos após o roubo, policiais militares que faziam patrulha na rodovia foram informados sobre crime e logo prenderam em flagrante os quatro suspeitos, que ainda estavam próximos ao local do crime, no Setor Garavelo. Foram recuperados 12 celulares, além de apreendidas as duas facas e a barra de ferro – vergalhão -, usadas na ação criminosa.

Os passageiros estavam em um ônibus da linha 971 – Terminal Araguaia / Polo Empresarial / Terminal Veiga Jardim / Terminal Garavelo.

“Botão do pânico” pode coibir violência no transporte coletivo

Os deputados goianos discutem a implementação do ‘botão do pânico’ em ônibus do transporte coletivo das redes metropolitana e intermunicipais, no estado. O objetivo do projeto de lei (nº 1829/17) é reduzir as ações de violência e garantir mais segurança aos usuários do transporte público de Goiás.

A proposta, de autoria do deputado Henrique Arantes (PTB), que já está em segunda fase de discussão e votação, esclarece que as despesas decorrentes da implantação do botão do pânico ficarão a cargo das empresas concessionárias e permissionárias do serviço de transporte coletivo que circulam em Goiânia e municípios próximos.

Funcionamento

De acordo com justificativa anexa ao projeto, a norma vigora em vários cidades brasileiras, como São Paulo, Fortaleza, Vitória, Florianópolis, São Luís  e Campo Grande. Em alguns casos os índices de assaltos em ônibus coletivos teriam apresentado redução de até 37%, aponta o documento.

“Ao ser acionado, o botão de pânico emitirá uma informação no letreiro do ônibus, com a palavra PERIGO, e enviará os dados, por meio de GPS, à Central de monitoramento da RMTC, CMTC, AGR e Metrobus, que deverá tomar as providências cabíveis, junto à Polícia Militar, Polícia Civil e Guarda Civil Metropolitana”, explica o documento.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Sandy & Junior anunciam shows extras em São Paulo e Rio de Janeiro

Pré-venda de ingressos para os dois shows extras ocorrerá nos dias 27 e 28 de março.
22/03/2019, 11h38

Devido à grande procura e atendendo aos pedidos dos fãs, a turnê Nossa História de Sandy e Junior terá duas novas apresentações nas cidades mais concorridas. Rio de Janeiro receberá um show extra no dia 2 de agosto, enquanto São Paulo recebe a dupla no dia 25 do mesmo mês.

A pré-venda de ingressos para os dois shows extras ocorrerá nos dias 27 e 28 de março, exclusiva para clientes Elo, a partir das 10h do dia 27 pelo site da Ingresso Rápido e nas bilheterias oficiais de cada cidade. As vendas para o público em geral começam no dia 29 de março, a partir da 00h01 pelo site e às 10h nas bilheterias.

Imagens: GPS 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Soldado da PM que matou assaltante na saída de academia, em Goiânia, é condecorada

Ao ser homenageada, a soldado da PM disse que representava "todas as policiais femininas do Estado de Goiás".

Por Ton Paulo
22/03/2019, 12h02

A soldado da Polícia Militar (PM) que reagiu a um assalto e acabou matando o suspeito na saída de uma academia no Setor Água Branca, em Goiânia, no início deste mês, foi condecorada na manhã de hoje (22/3) na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). Ao ser homenageada, a soldado da PM disse que representava “todas as policiais femininas do Estado de Goiás”.

A condecoração, que aconteceu nesta manhã em sessão solene no Plenário da Alego, foi feita pelo deputado Coronel Adailton (PP). Foi entregue à Katiusce Ferreira Rezende, soldado da PM de Goiás, a Medalha de Honra ao Mérito Pedro Ludovico Artiaga. Ao conceder a honraria à homenageada do dia, Coronel Adailton fez uma declaração extensiva às mulheres em geral: “Quero estender essa homenagem a todas as mulheres da PM de Goiás”, disse o parlamentar.

Já em sua fala, a soldado agradeceu a homenagem e disse quem estava representando ali no Plenário. “Estou representando todas as policiais femininas do Estado de Goiás. Represento em especial o trabalho de todos da Polícia Militar”, disse a homenageada.

Soldado da PM que matou assaltante ao ser abordada na saída de academia, no Setor Água Branca, em Goiânia, estava à paisana

O caso que fez com que a soldado da Polícia Militar Katiusce Ferreira ficasse famosa ocorreu no dia 7 de março, às vésperas do Dia Internacional da Mulher. Katiusce estava à paisana quando reagiu e matou a tiros um condenado que era monitorado por tornozeleira eletrônica, no Setor Água Branca, em Goiânia. Ao perceber a reação da policial, um segundo criminoso que também participou da abordagem fugiu correndo a pé.

De acordo com a ocorrência registrada pela PM, a soldado, que trabalha no Regimento de Polícia Montada (Cavalaria), e estava de folga, saiu de uma academia que fica na Avenida Olinda por volta das 21 horas e, assim que entrou em seu veículo, estacionado nas proximidades, foi abordada por dois bandidos, um deles armado. Quando o assaltante que estava armado bateu com o revólver no vidro da porta do passageiro, a militar sacou a pistola, e efetuou pelo menos três disparos.

O assaltante que estava com o revólver foi atingido, caiu, e morreu antes mesmo de ser socorrido, enquanto o comparsa dele fugiu correndo a pé. Posteriormente, o suspeito morto foi identificado como Samuel Costa dos Santos, de 21 anos, e, segundo a PM, acumula inúmeras passagens e condenações por crimes diversos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Quarto suspeito de assalto a joalheria em shopping de Aparecida de Goiânia é preso; veja o vídeo

Os outros três suspeitos morreram em confronto com a polícia no início da semana.

Por Ton Paulo
22/03/2019, 13h44

Foi preso na manhã desta sexta-feira (22/3) o quarto suspeito de ter participado do assalto a mão armada a uma joalheria de um shopping, em Aparecida de Goiânia. O homem foi preso em casa e apresentada no final desta manhã na 2ª Delegacia Regional de Aparecida de Goiânia. Os outros três suspeitos morreram em confronto com a polícia no início da semana.

De acordo com o delegado Carlos Levergger, do 5º DP de Aparecida de Goiânia, Paulo Sérgio Neres China, de 23 anos, foi encontrado em sua casa. Segundo a polícia, Paulo Sérgio, juntamente com outros os três suspeitos, assaltaram a uma joalheria no Buriti Shopping no último domingo (17/3). Ele foi preso e levado para a 2ª Delegacia Regional de Aparecida de Goiânia, onde foi apresentado.

O outros três homens morreram em confronto com policias militares da Ronda Ostensiva Tática Metropolitana (Rotam) e do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer), na tarde de segunda-feira (18/3), na Serra das Areias, em Aparecida.

No confronto, um suspeito morreu na hora e dois chegaram a ser levados para o Hospital de Urgência de Goiânia (Hugo), mas também não resistiram. Paulo Sérgio, o quarto suspeito, fugiu pela mata e, após buscas, foi preso preventivamente hoje.

Veja o momento em que Paulo Sérgio é preso:

Com os três suspeitos que vieram a óbito foram encontradas armas e algumas poucas pérolas que supostamente seriam da joalheria.

O assalto a joalheria em shopping de Aparecida de Goiânia

O assalto a joalheria dentro do Buriti Shopping, em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana, aconteceu no último domingo (17/3). Quatro assaltantes armados  invadiram a loja e atiraram contra as vitrines para levar as mercadorias.

A Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) foi acionada para atender a ocorrência. Em seguida os quatro rapazes fugiram com as mercadorias e foram perseguidos pelos seguranças dos Shopping.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.