Goiás

Servidor de escola municipal mostrou órgão genital e vídeos pornográficos para alunos, em Goiânia

Funcionário foi ouvido e liberado, pois não houve flagrante e ele vai responder por estupro de vulnerável.
27/03/2019, 16h08

Um servidor público de uma Escola Municipal no setor Criméia oeste, em Goiânia, foi encaminhado na manhã desta quarta-feira (27/3) pela Guarda Civil Metropolitana (GCM) à Central de Flagrantes da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), para prestar depoimento sobre as denúncias feitas por pais de alunos de que o servidor mostrou o órgão genital e vídeos pornográficos para as crianças, além de tocar e gravar vídeo dos estudantes na hora do sono na instituição de ensino, que é de tempo integral.

Dia Online conversou com o GCM Júlio Simões que atendeu a ocorrência na manhã de hoje e contou como foi essa história. “O pai de um aluno da escola fez a denúncia e contou que o filho chegou assustado em casa ontem, pois o professor abriu o zíper e mostrou o órgão genital para ele”, conta o guarda.

Segundo o relato do guarda, além da criança que revelou o que ocorreu ao pai, a diretora da escola também foi informada sobre a ação do servidor. “Além do menino que contou para o pai, a diretora foi procurada por outros quatro alunos da instituição que relataram o mesmo. Inclusive que na hora do sono, pois o colégio é de tempo integral, ele aproveitava para passar as mãos nas crianças”, explica o GCM.

Servidor aproveitava momento da soneca das crianças para passar a mão nelas

Conforme as informações do guarda, no relato das crianças, o professor aproveitava enquanto as crianças estavam dormindo para passar a mão nos alunos, no caso das meninas passava a mão no cabelo e na barriga; já em relação aos meninos, eles contaram que o servidor chegou a pegar no órgão genital deles.

“Aos poucos ele vinha conquistando as crianças dando balinhas e tentado se aproximar delas, para poder tocar nelas e mostrar vídeos com conteúdos pornográficos”, informou Simões. De acordo com o guarda, o funcionário da escola havia passado por outras três instituições até chegar a atual e foi preso em duas oportunidades por difamação e ameaça.

O servidor prestou depoimento na Central de Flagrante e foi liberado em seguida, pois não houve flagrante do crime. Conforme a GCM, o professor foi autuado por estupro de vulnerável, o caso vai ser investigado pela Delegacia Estadual de Proteção à Criança e ao Adolescente de Aparecida de Goiânia (DPCA).

Por meio de nota a Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) informou que o caso está sendo apurado pelas autoridades policiais e que acompanha de perto. A SME afirmou ainda que repudia qualquer ato dessa natureza e que está abrindo uma sindicância para apurar as denúncias e tomar as medidas legais cabíveis.

Confira a nota

“A Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) informa que a situação já está sob apuração das autoridades policiais e frisa acompanhar o caso. A SME frisa repudiar qualquer ato desta natureza e esclarece, ainda, que está abrindo processo de sindicância para apurar e tomar as medidas legais cabíveis.”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Maracanã inicia processo de transferência da administração do estádio

O prazo para a conclusão dos trâmites é 18 de abril.
27/03/2019, 16h45

Nove dias após o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), anunciar o rompimento unilateral do contrato de concessão do Maracanã, o consórcio que administra o estádio informou nesta quarta-feira que deu início ao processo de transferência administrativa da arena. O prazo para a conclusão dos trâmites é 18 de abril.

A concessionária informou que o executivo Marcelo Furquim foi designado “para concluir as atividades remanescentes e realizar a transição das funções que vinham sendo executadas”. Ele assume no lugar de Mauro Darzé, que renunciou ao cargo após a decisão do governo.

Em entrevista concedida na semana passada, Witzel alegou que o rompimento do contrato se deveu a dívidas do consórcio com o Estado, que atingem R$ 38 milhões. O valor, segundo o governador, se refere às parcelas da outorga. O Maracanã foi concedido à iniciativa privada em 2013, com contrato previsto para durar 35 anos.

O consórcio, por sua vez, não reconhece a dívida. Em nota, a concessionária informou que os valores “seriam referentes à contrapartida pelo uso comercial das áreas do entorno do estádio, como o Célio de Barros, o Julio Delamare e adjacências, fato que não ocorreu em função da decisão unilateral do governo de tombar estes espaços”.

A decisão citada foi tomada pouco depois da concessão do Maracanã, ainda na gestão do ex-governador Sergio Cabral (PMDB), condenado pela operação Lava Jato.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mulher morre e homem fica ferido após acidente com caminhão de lixo, em Goiânia

Motorista do caminhão de lixo acionou os freios para reduzir a velocidade, mas acabou colidindo com as motocicletas.
27/03/2019, 19h11

Uma mulher morreu e um homem ficou ferido na tarde desta quarta-feira (27/3), após se envolverem um acidente com um caminhão da coleta de lixo, no quilômetro 2 da GO-020, sentido Goiânia/Bela Vista.

A Delegacia Estadual de Investigação de Crimes de Trânsito (DICT) esteve no local e fez os levantamentos do que causou o acidente. Conforme as informações da DICT, o motorista do caminhão Valdeci Luiz Lima, de 42 anos, trafegava pela via quando encontrou duas motocicletas a sua frente pela GO -020.

Uma das motos do modelo Honda/CG 150 de cor branca era conduzida por José Rodrigues de Freitas de 55 anos, enquanto a outra um Honda Biz 125, tinha na direção Divina Anoemio de Lima, de 41.

Conforme os condutor do caminhão da coleta de lixo, os dois motociclistas trafegavam pela faixa do meio da via, e na altura de um declive, a enxurrada da chuva fez os condutores das motocicletas reduzirem a velocidade dos veículos.

Motorista do caminhão de lixo reduziu a velocidade, mas não conseguiu evitar a colisão com as motocicletas

Segundo a DICT, o motorista do caminhão afirmou que viu as luzes de freios das motocicletas a frente e tentou reduzir a velocidade do veículo, mas o caminhão não parou a tempo e colidiu com a traseira das motocicletas.

Com o impacto, Divina foi parar embaixo do caminhão da coleta de lixo. O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) foi chamado para atender a ocorrência, inclusive foi necessário o uso do helicóptero da corporação para tentar fazer o resgate da vítima, mas infelizmente os socorristas dos bombeiros constataram o óbito de Divina no local.

Veja o vídeo o do atendimento dos Bombeiros:

A via chegou a ser parcialmente interditada para o atendimento as vítimas do acidente, mas foi liberada momento depois e o trânsito flui normalmente pelo local. Enquanto José Rodrigues sofreu lesões leves e foi liberado após receber atendimento médico.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Meia tonelada de produto para o refino de cocaína é apreendida, em Rio Verde

Condutor afirmou que ia receber R$ 10 mil para fazer o transporte da mercadoria.
27/03/2019, 20h30

Uma operação do Comando de Operações de Divisas (COD) na tarde desta quarta-feira (27/3), em Rio Verde, a 238 quilômetros de Goiânia, terminou com a prisão de um homem e apreensão de meia tonelada de um produto usado para o refino da cocaína e 12.500 pacotes de cigarros vindos do Paraguai, para abastecer Goiânia e Anápolis.

Conforme as informações do COD, a operação foi feita em conjunto com a Polícia Federal e na região sudoeste do Estado. A polícia afirmou que o veículo em que a mercadoria era trazida, é um modelo de caminhonete Renaut Oroch.

Ao parar o veículo, os policiais encontraram com o condutor do veículo Alessandro Pavan de Moura, 500 quilos de Benzoado de Emamectina (produto que é utilizado para o refino da cocaína). Conforme as informações do COD, a substância química foi apreendida, além do produto para o refino da cocaína, os policiais encontraram com o suspeito uma carga de 12.500 carteiras de cigarro, que foram avaliadas em aproximadamente R$ 400 mil reais.

Motorista que transportava produto para refino da cocaína e cigarros contrabandeados ia receber R$ 10 mil pelo transporte da carga

Após a apreensão do produto, Alessandro afirmou que buscou a carga no Paraguai na divisa com o Brasil no Mato Grosso do Sul (MS) e que receberia cerca de R$ 10 mil reais para fazer o transporte da mercadoria. De acordo com o COD, a carga de cigarros contrabandeada e os insumos para o refino da cocaína seriam distribuídos nas cidades de Goiânia e Anápolis.

Veja o vídeo do momento da apreensão da mercadoria: 

O COD constatou ainda que o condutor da caminhonete e responsável pelo transporte da mercadoria, tem outras passagens por contrabando. O material apreendido e Alessandro foram levado para a sede da Polícia Federal em Jataí. Onde o condutor do veículo foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico internacional de drogas e contrabando.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Mais três barragens da Vale têm nível de alerta elevado em Minas Gerais

Estruturas deixaram o nível 2 e passam para o nível 3 de segurança, o que significa risco iminente de ruptura.
28/03/2019, 07h28

Mais três barragens da Vale em Minas Gerais foram colocadas em alerta máximo para rompimento nesta quarta-feira, 27. Duas ficam em Ouro Preto e uma em Nova Lima, no distrito de São Sebastião das Águas Claras, conhecido como Macacos. Sirenes foram acionadas, como protocolo, na zona de autossalvamento (ZAS) das três barragens. As estruturas deixaram o nível 2 e passam para o nível 3 de segurança, o que significa risco iminente de ruptura. A barragem em Nova Lima é a B3/B4. Em Ouro Preto são as estruturas Forquilha I e Forquilha III.

As informações são do coordenador-adjunto da Defesa Civil de Minas Gerais, Flávio Godinho, que afirmou não terem ocorrido retiradas de moradores nesta quarta. Moradores da zona de autossalvamento das estruturas foram retirados de casa em 16 de fevereiro, no caso de Nova Lima, e no dia 20 do mesmo mês, em relação a Ouro Preto. No caso da barragem de Macacos, 305 moradores foram obrigados a deixar suas casas. Em Ouro Preto, a evacuação somou aproximadamente 75 pessoas.

Uma comunidade em Nova Lima, chamada Honório Bicalho, apesar de estar fora da zona de autossalvamento, poderá ser evacuada ainda esta noite, segundo Godinho. Ainda conforme o representante da Defesa Civil, não há possibilidade de a lama das barragens em Ouro Preto atingirem a região central da cidade.

Com as elevações desta quarta, chega a quatro o número de represas da Vale em Minas em alerta máximo para rompimento em menos de uma semana. Na sexta-feira, uma represa de rejeitos da mineradora em Barão de Cocais também recebeu nível 3 de segurança. A cidade vive em estado de vigília desde então.

Desde fevereiro, com a subida para o nível de segurança 2 da barragem Sul Superior, da mina de Gongo Soco, cerca de 6 mil dos 28 mil moradores da cidade, habitantes das margens do Rio São João, têm dificuldade para dormir. Em caso de rompimento, a lama de rejeitos descerá pelo curso d’água.

Desde sexta-feira, o temor se intensificou. Moradores que poderão ser atingidos chegam a manter o carro pronto na garagem com documentos, álbum de formatura de filhos e lembranças da residência que pode ser destruída.

Ponto de encontro e rota de fuga são expressões que passaram a fazer parte do cotidiano dos moradores. Nas ruas, a circulação de carros da polícia com a sirene ligada indica a mobilização das autoridades para realizar o treinamento da população com objetivo de evitar um novo desastre no Estado.

Imagens: Exame.com 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.