Goiás

Vereador de Senador Canedo é preso após ter crise de ciúmes e agredir amigo de ex-mulher

Parlamentar, que contou com ajuda de um comparsa, foi autuado por lesão corporal, ameaça e dano, por conta dos prejuízos causados no local.
30/03/2019, 14h30

Um vereador de Senador Canedo foi preso na madrugada deste sábado (30/3), depois de agredir o amigo da ex-mulher e ainda ameaça-la, por acreditar que eles tinham um relacionamento amoroso. O caso ocorreu por volta das 3h, na casa da vítima, onde a mulher e o amigo bebiam, localizada no município da Região Metropolitana de Goiânia.

Com a ajuda de um comparsa, Wander Fábio David Severino (PTC), de 41 anos, invadiu a casa do suposto amante e ambos o agrediram com chutes e socos. De acordo com o delegado Álvaro Bueno, plantonista que atendeu o caso, a mulher alegou que também foi agredida pelo ex-marido.

O vereador, que nega ser autor da agressões, e o amigo foram presos em flagrante e levados para Delegacia de Senador Canedo, onde continuam presos, na mesma cela. Eles foram autuados por lesão corporal, ameaça e dano, devido os prejuízos causados no local.

Vereador e mulher estão separados há cerca de 1 mês

O parlamentar e a mulher são casados, mas não estavam mais juntos há cerca de um mês. Tudo teria ocorrido por ciúmes, após Wander receber a informação de que a mulher estava na cama com outro homem.  Contudo, ainda segundo o investigador, não há indícios que comprovem que o homem e a mulher eram amantes.

Por meio de nota, a assessoria do vereador informou que “vão aguardar as investigações e julgamento do caso pela Justiça, e no momento não vão se manifestar”. A Câmara Municipal de Senador Canedo também comentou que só se posicionará após a conclusão da apuração do caso. A Casa reforçou que “não compactua com nenhum tipo de violência, principalmente contra a mulher

Wander David (PTC), vereador por Senador Canedo

Wander Fábio David Severino (PTC), de 41 anos, foi eleito vereador por Senador Canedo nas eleições de 2016. Em 2017, o parlamentar foi empossado como secretário municipal de governo.

Imagens: Facebook 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Governo autoriza aumento de até 4,33% no preço de medicamentos

Diferentemente de anos anteriores, o reajuste em 2019 será linear para todos os tipos de medicamentos.
30/03/2019, 15h10

O governo federal autorizou reajuste de até 4,33% no preço dos remédios para 2019, já a partir deste domingo, 31. O aumento está publicado em edição extraordinária do Diário Oficial da União (DOU) de ontem em decisão da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed). “As empresas produtoras de medicamentos poderão ajustar os preços de seus medicamentos em 31 de março de 2019, nos termos desta resolução”, diz o ato.

Diferentemente de anos anteriores, o reajuste em 2019 será linear para todos os tipos de medicamentos. Este ano, o aumento ficará um pouco acima da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). No acumulado de março do ano passado até fevereiro deste ano, esse índice foi de 3,89%.

O Ministério da Saúde explica em nota que o porcentual não é um aumento automático nos preços, mas uma definição de teto permitido de reajuste. Com isso, cada empresa pode optar por aplicar o índice total ou menor. “Será uma correção igualitária para os três grupos de insumos: os de maior concorrência, concorrência moderada e concentrada”, diz a pasta. De acordo com o ministério, mais de 12 mil apresentações de medicamentos são comercializadas no Brasil.

Monitoramento

Outra resolução da Cmed, também publicada no Diário Oficial extra, dispõe sobre o monitoramento e liberação de critérios para o estabelecimento ou ajuste de preços dos medicamentos isentos de prescrição médica, medicamentos fitoterápicos, produtos tradicionais fitoterápicos e anestésicos locais injetáveis de uso odontológico. A norma “aplica-se a quaisquer pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado que atuem no mercado de medicamentos, dentre as quais, as empresas produtoras de medicamentos, representantes, distribuidoras de medicamentos e o varejo”.

Dentre outros pontos, a resolução classifica em três grupos os medicamentos passíveis de monitoramento e liberação dos critérios de estabelecimento ou ajuste de preços.

Imagens: Vix 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Adolescente morre após ficar com pescoço preso em porta de micro-ônibus, em Luziânia

Incidente ocorreu na noite da última quinta-feira (28/3), enquanto ele limpava o veículo que pertence ao tio. Ele morreu na madrugada deste sábado (30/3), no Hugo.
30/03/2019, 16h12

Um adolescente de 12 anos, morador de Luziânia, cidade goiana do Entorno do Distrito Federal, morreu na madrugada deste sábado (30/3), depois de ter ficado com o pescoço preso por ao menos 12 minutos na porta de um micro-ônibus. O incidente ocorreu na noite da última quinta-feira (28/3), enquanto ele limpava o veículo que pertence ao tio.

Thiago Araújo foi socorrido por uma equipe de policias militares que passava pelo região, encaminhado para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade e, em seguida, transferido para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), onde estava internado até este sábado. Ele deu entrada na unidade de saúde já inconsciente e respirando com ajuda de aparelhos. Após dois dias internação, o adolescente não resistiu.

Adolescente limpava micro-ônibus quando porta destravou e o deixou preso

De acordo com informações da família, Thiago limpava do micro-ônibus quando a porta destravou e o deixou preso por cerca de 12 minutos. Uma prima do menino percebeu o incidente e pediu ajuda. Os PMs Sargento Rodrigues e Soldado Brito do 10º BPM, que faziam patrulha pelo Setor Fumal, ajudaram no socorro.

No primeiro momento, o adolescente recebeu atendimento na UPA de Luziânia, mas precisou ser encaminhado para o HUGO devido o quadro grave. Depois de quase dois dias de internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Thiago morreu.

O corpo do menino será enterrado na cidade onde a família mora, porém o horário e o local de sepultamento não foram divulgados.

Morre menino que ficou com pescoço preso em corda de balanço, em Goiânia

No dia 11 de março, um menino de apenas 8 anos também morreu depois de ficar com o pescoço preso na corda de um balanço, na casa da avó, em Goiânia. Rafael Rodriques de Oliveira, ficou internado por um dia no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em estado grave, e não resistiu.

Ele foi diagnosticado com um edema cerebral – acúmulo excessivo de água nos espaços intracelular e/ou extracelular do cérebro – por conta da gravidade, estima-se que ele tenha ficado ao menos 20 minutos pendurado pela corda.

Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Trânsito

Com construção de trincheira na Rua 90, fica proibido estacionar em vias próximas

Obras, que devem melhorar a trafegabilidade da região, começam na próxima segunda-feira (1/4).
30/03/2019, 17h23

A construção da trincheira entre a Rua 90 e a Avenida 136, no Setor Sul, em Goiânia, começa nesta segunda-feira (1º/4). Com as obras, o fluxo de veículos deve aumentar e, por conta disso, os motoristas ficam proibidos de estacionar nas vias mais próximas, sendo elas: a Rua 115, entre Rua 90 e Rua 88, do lado das chácaras (direito), e na Rua 1.138, entre Rua 90 e Rua 135.

Neste primeiro momento, o bloqueio na Rua 90, entre Praça do Cruzeiro e Rua 115, será apenas para o transporte coletivo que utiliza o corredor da via. Outras mudanças seguem conforme o avanço das obras. Os desvios serão instalados a partir deste domingo (31/3), e seguem até o final de novembro.

Mudanças ocorrem de acordo com etapa das obras da trincheira na Rua 90

De acordo com a Secretaria Municipal de Trânsito Transporte e Mobilidade (SMT), mesmo com devidas mudanças, as obras não afetarão os acessos locais para veículos. Veja abaixo o cronograma de alterações que devem ocorrer no trânsito, conforme a realização das etapas de construção da trincheira, divulgado pela pela Prefeitura de Goiânia:

– Na primeira etapa das obras, a Rua 90 será desviada, permanecendo o acesso local aos imóveis. A Av. 136 manterá seu fluxo na configuração atual, no sentido Flamboyant e no sentido Marista/Bueno. Qualquer bloqueio momentâneo de saídas para moradores será comunicado previamente.

Com construção de trincheira na Rua 90, fica proibido estacionar em vias próximas
Foto: Reprodução/Prefeitura de Goiânia

– Na 2ª etapa, quando será feita a cravação dos perfis metálicos ao longo da Rua 90, também será iniciada a construção dos dois viadutos, que permitirão a passagem do trânsito na Av. 136 na condição definitiva após a obra. Será construída uma pista provisória para a Av. 136, após a cravação dos perfis da região central da Trincheira. A Av. 136 terá seu fluxo alterado para permitir a construção dos viadutos, mas só a partir do dia 2 de maio.

– Já na terceira fase, a cravação dos perfis metálicos ao longo da Rua 90 será concluída, restando-se os trabalhos na região interna da mesma e a pavimentação das vias marginais. Após a conclusão dos viadutos, o fluxo da Av. 136 será transferido para sobre a obra edificada, sendo normalizado na condição definitiva nos sentidos Flamboyant e Marista/Bueno. Permanecerão as interdições das conversões para a Rua 90 para o tráfego de passagem, mantido somente para o acesso local. O prazo estimado é o final de novembro.

Construção de trincheira na Rua 90 tem orçamento de R$ 10 milhões

A construção da trincheira na Rua 90 faz parte do projeto BRT-Norte/Sul e está orçada em R$ 10 milhões. O objetivo, segundo o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan da Cunha Mattos, é desafogar o trânsito local e melhorar a trafegabilidade de toda região.

Ainda de acordo com o secretário, simultaneamente com a construção da trincheira no Setor Sul equipes do BRT já atuam na drenagem e nova pavimentação asfáltica da Avenida Goiás Norte e da pista de rolamento dos ônibus, começando pelo entorno do córrego Capim Puba, no início da Marginal Botafogo até a Praça Cívica, no Centro da cidade.

Imagens: Hora Extra 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Fim de semana registra cinco mortes em Goiânia em um prazo de oito horas

Das mortes registradas pela PC, quatro foram homicídios em bairros diferentes da capital.
31/03/2019, 13h49

O fim de semana ainda não terminou, mas pode ser considerado o mais violento do ano pela Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) que desde sábado (30/1) para este domingo (31/3) registrou em um período de oito horas cinco mortes, em Goiânia.

Conforme a publicação de um Jornal local, as cinco mortes foram registradas em diferentes bairros da capital. O primeiro caso foi registrado no setor Vila Boa, quando um homem estava na porta de uma oficina e dois indivíduos chegaram em uma moto e efetuaram vários disparos contra o rapaz que morreu na hora.

O segundo registro foi efetuado na Avenida 1ª Radial, no setor Pedro Ludovico. Conforme a corporação o homem estava na porta de sua residência, quando um suspeito o abordou e efetuou os disparos.

O corpo de um terceiro homem foi encontrado depois no setor Leste Universitário, com ferimentos causados por disparos de arma de fogo.

Homem é morto a facadas em Goiânia

A polícia registrou o quarto caso na Avenida A, no Jardim Goiás, próximo ao Estádio Serra Dourada. Diferente dos outros casos citados, em que as vítimas foram mortas a tiros, este o homem foi encontrado com ferimentos pelo corpo causados por faca.

O último corpo foi encontrado dentro de uma casa no Jardim Balneário Meia Ponte. Segundo as informações divulgadas pela polícia, após sentirem um odor vindo da residência, os vizinhos chamaram a polícia, que ao chegar ao local encontraram a vítima sem os sinais vitais. A suspeita inicial é de que o homem tenha morrido de morte natural.

A PC afirmou também que em nenhum dos casos os suspeitos foram presos e que ainda é desconhecida a motivação de cada um dos crimes. Conforme as informações da polícia, todos os casos foram registrados pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) que vai investigar a motivação de cada um dos assassinatos e os prováveis suspeitos dos crimes.

Via: O Popular 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.