Goiás

Apreendido ônibus irregular que transportava alunos para feira de agronegócio em Rio Verde

Foram constatadas irregularidades como pneu dianteiro liso, extintor de incêndio vencido há cinco anos e vazio e tacógrafo irregular; motorista estava com a CNH vencida há mais de um ano.
08/04/2019, 18h03

Um ônibus que transportava 32 estudantes para a feira de agronegócio, Tecnoshow 2019, em Rio Verde, foi apreendido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na tarde desta segunda-feira (8/4). Foram constatadas, durante a abordagem, diversas irregularidades como: pneu dianteiro liso, extintor de incêndio vencido há cinco anos e vazio e tacógrafo irregular. Além disso, o motorista estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida há mais de um ano.

De acordo com a corporação, o veículo pertence a uma empresa terceirizada que presta serviços à Prefeitura de Paraúna. Os estudantes do ensino médio, de 15 a 17 anos, saíram de Paraúna com destino a Rio Verde, onde participariam do evento de tecnologia agrícola que começou hoje na cidade. Após a apreensão, os alunos, que estavam a cerca de 150 quilômetros do destino, precisaram aguardar por outro ônibus enviado pela prefeitura.

No ônibus, foram constatadas pelo agentes da PRF irregularidades como pneu dianteiro liso, extintor vencido há cinco anos, além de estar vazio, tacógrafo irregular, defeitos em alguns cintos de segurança e falta do uso por parte dos passageiros. O motorista do ônibus terceirizado também estava com a CNH vencida há mais de um ano.

Feira de agronegócio em Rio Verde

Tecnoshow 2019, feira de agronegócio promovida pela cooperativa COMIGO, se inicia nesta segunda-feira, 8 de abril, e segue até o dia 12. A programação está recheada de palestras técnicas e econômicas, doações de mudas de árvores nativas, circuito ambiental, exposição de veículos, instituições financeiras, produtos e serviços diversos para o agronegócio e alternativas de renda.

Desde 2008 sob a mesma direção, o evento vem crescendo de forma significativa, representando atualmente uma das principais referências em feiras do gênero no país. A Tecnoshow 2019, por sua vez, vem para reafirmar sua importância, trazendo em sua grade palestras, exposições, produtos e outras diversas alternativas para o mundo do agronegócio. Na edição de 2018 foram 550 expositores, R$ 2,5 bilhões em comercialização e um público superior a 106 mil pessoas.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Cuidado, notas falsas vendidas nas redes sociais podem enganar você em Goiânia

Portal Dia Online descobriu como são fabricadas e vendidas as notas falsas em Goiânia.
08/04/2019, 20h21

No vidro de uma distribuidora de bebidas do Jardim América, em Goiânia, o proprietário pregou com fita crepe uma das notas falsas de R$50 que pegou apenas em 2019.

Sem dizer o nome, o homem de 50 anos, conta que não averiguava as notas que recebia, principalmente nas sextas-feiras corridas. Acabou pegando três: uma de R$ 50 e duas de R$ 20.

Pesquisou no Google e aprendeu como identificar a veracidade das notas. “Inclusive de R$ 10”, diz, enquanto desmancha um pacote com latas de cervejas. “Além de comprar uma caneta, aprendi a olhar coisas que apenas notas verdadeiras têm, do tipo listas e números escondidos. Aprendi que notas verdadeiras mudam de cor que colocadas diante de luz, por isso comprei uma caneta que tem aquele luz azul”, disse.

O comerciante deve ter recebido notas falsas negociadas pelo WhatsApp, em Goiânia, em um esquema nenhum pouco incomodado pela Polícia Federal (PF). De vez em quando um ou outro falsificador é preso com notas falsificadas em alguma abordagem da Polícia Militar.

Não é raro encontrar comerciantes que foram vítimas. Funcionários de farmácias, de supermercados e bares correm o risco de ter, descontado no salário o valor equivalente à nota falsa.

Os falsificadores anunciam na maior cara de pau em grupos sem nenhuma moderação com perfis fakes. No anúncio, dizem que vendem notas e passam números de contatos normalmente com DDDs fora de Goiás.

A reportagem do Dia Online conseguiu conversar com um desses falsificadores. Mas quando soube que o interessado era repórter, bloqueou. Antes, contudo, tentou convencer o “cliente” a comprar as falsificações.

Na conversa, o falsificador explica: o “cliente” para R$ 100 para cada R$ 1000 em notas falsas.

A maioria dos falsificadores vende a partir de R$ 3000 em notas falsas. Ou seja, o comprador paga R$ 300 pela equivalência de R$ 3.000.

As vendas destas falsificações se intensificam em véspera de feriados – principalmente Carnaval – ou quando o comércio está em alta, como no Dia das Crianças, Dia das Mães, Dia dos Pais e Natal.

O falsificador, em áudios curtos e frases decoradas, ainda garante: “são notas fakes de qualidade que passam na caneta e da luz negra”.

Em seguida, ele manda fotografias de pilhas das notas. Elas parecem catalogadas. São milhões em notas “fakes” em cima de sofás, puffs e em um rack.

Quando o repórter quis saber mais detalhes, o falsificador enviou um vídeo. As notas falsas aparecem em uma folha A4. “Isso aqui tudo saiu do forno agora”, diz ele.

Pelos vídeos e fotografias, a residência, com poucos móveis, se transforma em um laboratório.

Veja vídeo de notas falsas vendidas em Goiânia

Com mais dúvidas, o falsificador ainda sugeriu uma ligação em vídeo para mostrar, em tempo real, o processo de falsificação e, segundo ele, a “mercadoria.”

Sobre a entrega, ele dá coordenadas: “Se você for de Goiânia, pode encostar aqui no Terminal Praça da Bíblica,no Novo Mundo ou no Buriti Shopping.”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem faz mulher de refém em Rio Verde e transmite ao vivo pelo Facebook

Na transmissão, o homem imobiliza a moça por trás enquanto aponta a arma para a cabeça dela e faz exigências.

Por Ton Paulo
08/04/2019, 22h58

Uma live (transmissão de vídeo feita ao vivo) feita no Facebook causou choque em dezenas de usuários na noite desta segunda-feira (8/4). Um homem portando uma arma de fogo fez uma mulher de refém e transmitiu todos os momentos de terror e ameaça pela rede social. Na transmissão, o homem imobiliza a moça por trás enquanto aponta a arma para a cabeça dela e faz exigências.

A reportagem do Dia Online teve acesso ao vídeo feito por pessoas que filmaram a tela do celular enquanto assistiam o crime. A transmissão foi feita por volta das 21h30 a partir do perfil de Herlandia Rodrigues, em Rio Verde, mas ainda não é possível concluir que é ela a mulher no vídeo.

Enquanto aponta a arma para a cabeça da moça e transmite tudo ao vivo pelo Facebook, o homem, usando boné e com uma tatuagem na bochecha, faz exigência e gritas que não quer matar ninguém mas quer ver sua mãe. ” Cadê minha mãe?? Cadê minha mãe??”, repete.

Já a moça no vídeo se mostra visivelmente desesperada, enquanto tenta, em vão, se soltar do homem.

A reportagem do Dia Online segue tentando encontrar, com exclusividade, mais detalhes sobre o crime – assim como o atual estado da moça e o desfecho da situação em que ela é mantida refém. A reportagem também tenta contato com Herlandia Rodrigues.

Esta matéria logo deve ser atualizada.

Transmissão ao vivo pelo Facebook de homem fazendo mulher de refém, em Rio Verde, contou com dezenas de pessoas assistindo

A transmissão feita ao vivo pelo Facebook que mostra o homem fazendo a moça de refém, em Rio Verde, teve várias visualizações. No vídeo recebido pela reportagem do Dia Online, é possível ver no canto da tela do celular filmado quase 80 pessoas acompanhando o sofrimento da moça.

Veja abaixo os vídeos recebidos pela nossa reportagem:

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Após fazer refém e transmitir ao vivo pelo Facebook, em Rio Verde, homem é preso

Ele ficou ferido na boca, após disparar contra si mesmo. Já a moça, felizmente, saiu ilesa.

Por Ton Paulo
09/04/2019, 00h27

O homem que fez uma moça de refém em Rio Verde, a 230 quilômetros de Goiânia, imobilizando e apontando uma arma para a cabeça dela enquanto transmitia ao vivo pelo Facebook foi preso agora há pouco pela polícia após uma intensa negociação. Ele ficou ferido na boca, após disparar contra si mesmo. O fato foi noticiado com exclusividade pela reportagem do Dia Online.

O homem, identificado como Matheus Campos de Oliveira, de 23 anos, transmitiu ao vivo minuto a minuto pelo Facebook desde as 21h30 de ontem (8/4), enquanto mantinha como refém Herlandia Rodrigues na casa da moça, no município goiano de Rio Verde.

Na transmissão, Matheus, apesar de ameaçar Herlandia com a arma, diz que não vai machucá-la e pede a presença de sua mãe e da imprensa. Enquanto a moça chora em desespero, ele faz uma série de reclamações sobre seu desemprego e sua suposta frustração por não ter conseguido uma colocação no mercado de trabalho. Simultaneamente, ouve-se policiais negociando com ele a liberdade da moça.

Já a moça demonstra preocupação com seu pai, que estaria no cômodo ao lado. “Por favor, moço, vê se meu pai ta bem!”, implora ela.

Conforme apurado pela nossa reportagem, em um determinado momento da negociação, os policiais arrombaram a porta da casa onde Matheus mantinha Herlandia como refém. Neste momento, no susto, o suspeito acabou atirando contra o próprio rosto.

Ele foi preso e passou por uma tomografia. Já Herlandia foi encaminhada para a delegacia e prestou depoimento. Ela não sofreu nenhum ferimento.

Prisão do homem que manteve moça como refém e transmitiu ao vivo, em Rio Verde, causou reação em quem acompanhava situação

A reportagem do Dia Online obteve imagens exclusivas do momento da prisão de Matheus. O homem sai algemado e ferido na boca, e ao ser visto pela pequena multidão do lado de fora da casa que acompanhava tudo, é vaiado e xingado.

Veja o vídeo:

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Chuva faz telhado do Vapt Vupt do Buriti Shopping ceder; serviços estão suspensos

Comunicado foi feito pela Superintendência do Vapt Vupt, após forte chuva ceder parte do telhado da unidade.
09/04/2019, 07h56

Os serviços oferecidos pelo Vapt Vupt localizado no Buriti Shopping, em Aparecida de Goiânia, estão temporariamente suspensos, conforme comunicado divulgado pelo perfil oficial da Superintendência do Vapt Vupt. Com a forte chuva ocorrida na noite desta segunda-feira (8/4), parte do telhado da unidade cedeu e danificou os equipamentos elétricos.

O incidente ocorreu por volta das 16h30; os atendimentos no local foram encerrados mais cedo. Como o vazamento teve início em parte do teto da sala de coordenação, o fornecimento de energia na unidade foi desligado. De acordo com o Shopping, as demais lojas seguem em normal funcionamento.

Algumas horas após o desabamento, a Superintendência do Vapt Vupt informou, por meio de suas contas oficiais nas redes sociais, que o atendimento na unidade estava suspenso. De acordo com o texto, a suspensão temporária dos serviços preza pela “integridade e conforto dos usuários”. Ainda segundo a Superintendência, a equipe de manutenção do Shopping já avalia o tamanho dos estragos no local.

Chuva em Goiás

Na manhã de ontem (8/4), o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) havia publicado um alerta amarelo para risco de chuvas intensas e volumosas em Goiás. Também nesta terça-feira (9/4), segundo previsão do instituto, o dia deve ser com sol entre muitas nuvens pela manhã e chuva de moderada a forte intensidade no período da tarde. Os ventos podem ser intensos, de 40 a 60 Km/h.

De acordo com dados do Sistema de Meteorologia e Hidrologia do Estado de Goiás (SIMEHGO), foi registrado cerca de 53mm de precipitação em apenas uma hora. A forte chuva pode ter sido resultado da combinação de umidade com o calor, que propiciou a formação de um sistema convectivo, ou seja, muita chuva em pouco tempo.

Para esta terça-feira (9/4), o site ClimaTempo prevê o dia com sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite. A temperatura mínima fica na casa dos 20° e máxima de 30°.

Imagens: Oi Goiânia 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.