Goiás

MPGO pede que barragens de Catalão sejam desativadas

O levantamento feito pela promotoria de Catalão classificou as barragens como de baixo risco, no entanto com um alto potencial de causar um impacto ambiental significativo.
12/04/2019, 20h23

As empresas Mosaic Fertilizantes P&K Ltda e  Coperbrás Indústria Ltda, responsáveis por barragens de dejetos no município de Catalão, receberam na tarde desta sexta-feira (12/4) uma determinação do Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO) para desativar a as barragens que as empresas mantêm no município de extração de rocha fosfatada usada na fabricação de fertilizantes. Conforme a determinação do MPGO, a medida busca prevenir futuros danos ao meio ambiente e à população que mora na região.

A ação foi protocolada pelo promotor de Justiça, Roni Alvacir Vargas, solicitou em seu pedido que os moradores da Zona de Autossalvamento (ZAS) fosse remanejados para moradias urbanas dignas e com as despesas pagas pelas empresas citadas até que as barragens sejam desativadas.

O promotor lembrou das tragédias de Mariana em 2015 e Brumadinho em fevereiro deste ano, após o rompimento das duas barragens. Conforme o MPGO, a 3ª Promotoria de Catalão instaurou inquérito para analisar as condições de segurança e estabilidade das barragens mantidas pelas mineradoras nos municípios de Catalão e Ouvidor.

O levantamento feito pela promotoria de Catalão classificou as barragens como de baixo risco, no entanto com um alto potencial de causar um impacto ambiental significativo.

Barragens se romperam em Mariana em 2015 e Brumadinho em 2019

O promotor lembrou dos casos de Minas Gerais, quando a barragem da Samarco se rompeu na cidade de Marian em 2015 e o caso mais recente referente a barragem de dejetos da Vale de Brumadinho que se rompeu neste ano. Segundo Alvacir, os dados divulgados pela imprensa, as duas barragens tinham toda documentação que assegurava a segurança e estabilidade de ambas, mas mesmo assim elas se romperam.

Desta maneira o MPGO em caráter de urgência solicitou ao Estado que é réu na ação, que suspenda os licenciamentos que autorizam obras de elevação das barragens de rejeitos dessas unidades em Catalão.

Em relação a Mosaic além do pedido para suspender a licença de elevação da barragem, o MPGO solicita também que seja paralisada a obra da empresa para implantação de medidas técnicas para redução do armazenamento de água na barragem. O pedido direcionado a Coperbrás é para que seja suspense a licença para a implantação da obra de alteamento até 860 metros, e que no prazo de 60 dias a empresa instale medidas técnicas que reduzam o armazenamento de água na Barragem do Buraco.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Trânsito

Colisão frontal na BR-020, em Formosa, deixa 7 feridos incluindo criança

Entre os feridos estava uma menina de 4 anos. Felizmente, nenhum óbito foi constatado.

Por Ton Paulo
13/04/2019, 09h55

Um acidente registrado no início da tarde da última sexta-feira (12/4) na BR-020, em Formosa, resultou em sete pessoas feridas. De acordo com os bombeiros, houve uma colisão frontal de veículos e que deixou as vítimas com fraturas e contusões. Entre os feridos estava uma menina de 4 anos. Felizmente, nenhum óbito foi constatado.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu ontem por volta de 12h15 no KM 34 da BR-020, zona rural de Formosa. Um veículo Hyundai Veloster e um Jeep Renegade bateram de frente. Testemunhas relataram que o Veloster veio a invadir a pista contrária, oocasionando a colisão frontal entre os carros.

Ainda conforme a corporação, houve sete vítimas: quatro foram atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o Samu, e três pelo Corpo de bombeiros. As vítimas apresentavam fraturas e contusões e ninguém veio a óbito.

Uma das vítimas foi uma criança de 4 anos. A menina, que estava no Jeep Renegade, apresentava contusão na face e  no abdômen, além de sangramento nasal. Ela foi transportada pelo Samu.

Além de Formosa, colisão frontal em Cristalina também fez vítimas, mas fatais

No dia 30/3 deste ano, uma colisão frontal entre Cristalina e Luziânia também fez vítimas. Quatro pessoas morreram e outra ficou gravemente ferida após colisão frontal entre dois carros. Acidente ocorreu na GO-436, entre Luziânia e Cristalina. Nomes das vítimas não foram divulgados na época.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros na ocasião, o acidente envolveu um Kia Magentis e um Fiat Strada, com placas do Distrito Federal (DF) e São Paulo. Dois casais, um em cada veículo, ficaram presos as ferragens e foram a óbito no local.

Um quinto envolvido no acidente foi reanimado pela equipe do Serviço de Atendimento de Urgência Móvel (Samu) e transportado pela aeronave do Corpo de Bombeiros do DF para um hospital da capital federal.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Sobe para sete número de pessoas mortas em desabamento de dois edifícios no Rio

Conforme o Corpo de Bombeiros, há 12 pessoas ainda desaparecidas.
13/04/2019, 10h35

O número de pessoas mortas no desabamento de dois edifícios construídos ilegalmente na comunidade da Muzema, na zona oeste do Rio de Janeiro, chegou a sete. Na madrugada deste sábado, 13, o adolescente Hilton Guilherme Sodré, que havia sido resgatado com vida dos escombros horas antes, morreu durante cirurgia no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea (zona sul do Rio).

Conforme o Corpo de Bombeiros, há 12 pessoas ainda desaparecidas. Desde a manhã de ontem (12), 100 militares da corporação atuam nas buscas. Eles trabalham com o auxílio de cães farejadores, drones e helicópteros.

Os bombeiros já resgataram 15 pessoas dos escombros, das quais cinco já sem vida. Outras duas morreram em hospitais – além do adolescente, um homem que havia sido levado a um hospital particular na zona oeste.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem se confunde no Whatsapp ao denunciar falso sequestro da mãe e é preso, em Trindade

O homem inventou tudo e, nas conversas de Whatsapp mostradas aos policiais como provas, ele se passava também pelo sequestrador.

Por Ton Paulo
13/04/2019, 11h42

Um homem que denunciou o sequestro da mãe foi preso na última sexta-feira (12/4) em Trindade, região metropolitana de Goiânia. O caso é que o sequestro jamais existiu. O homem inventou o falso sequestro e, nas conversas de Whatsapp mostradas aos policiais como provas, ele se passava também pelo sequestrador, e num ponto da conversa, acabou se confundindo e expondo a mentira.

Hemerson Alves da Costa, preso ontem, havia registrado o tal caso do “sequestro”de sua mãe na polícia. Segundo ele, a progenitora teria sido levada por três pessoas em frente ao Restaurante 1008, em Goiânia. Ainda conforme o estelionatário, os “sequestradores” teriam exigido dele a quantia de R$ 50 mil reais para liberar a vítima.

Ele contou que pagou o valor, mas mesmo assim os tais bandidos não soltaram a mãe que estaria em cativeiro. A Polícia Civil, em posse do registro, começou as investigações e as buscas pela mãe do rapaz que estaria nas garras dos bandidos. Entretanto, uma rápida análise das “evidências” apresentadas por Hemerson colocou a historinha do rapaz abaixo.

O homem, que disse que estaria se comunicando com os sequestradores pelo Whatsapp, entregou os prints para a Polícia Civil, mas deixou passar um detalhe. Na conversa, é possível ver a pessoa (supostamente o bandido) pedindo dinheiro e ameaçando a vítima, e Hemerson pedindo para que eles não a machucassem. Entretanto, em um dado ponto da negociação, os papéis se invertem e, curiosamente, o bandido começa a pedir clemência pela mãe e Hemerson começa a ameaçar e pedir dinheiro. Isso porque o homem, que se passava também pelo bandido, se confundiu e começou a responder de seu próprio telefone.

Homem se confunde no Whatsapp ao denunciar falso sequestro da mãe e é preso, em Trindade
Foto: Reprodução/PC

Os policiais, então, perceberam que tudo não passava de um truque. Ele foi preso pelo crime de estelionato e denunciação caluniosa.

Homem que registrou falso sequestro da mãe em Trindade

Hermerson é o autor de outros golpes, estes em Goiânia. O homem é suspeito de registrar ocorrências falsas de furtos e roubos no site da Polícia Civil para, assim, receber do seguro o reembolso dos valores dos itens falsamente subtraídos.

Via: O Popular 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Com frota reduzida, Avianca cancela voos marcados em Goiânia; veja lista

Medida é consequência de decisão judicial que determinou a devolução de aeronaves alugadas por inadimplência da companhia aérea.
13/04/2019, 14h25

Por determinação da Justiça, a Avianca Brasil precisa devolver dez aeronaves alugadas por inadimplência. O cancelamento da matrícula dos aviões foi anunciado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que também determinou a suspensão da venda de bilhetes aéreos para as rotas prejudicadas.

Ainda conforme determinação da Anac, a Avianca deverá “divulgar amplamente os voos alterados e cancelados, comunicar previamente os passageiros para evitar que se desloquem ao aeroporto inadvertidamente e oferecer as alternativas de reembolso, reacomodação em outro voo ou execução do serviço por outra modalidade de transporte”.

Com a frota reduzida, a empresa comunicou o cancelamento de mais de 150 em todo o país, incluindo Goiânia, a partir deste mês de abril. No site oficial, a companhia aérea justificou que os cancelamentos ocorrem “devido a uma possível redução da sua frota.”

Lista de voos cancelados pela Avianca

Na lista, os voos cancelados em Goiânia até o momento são:

  • Voo: 6291 – Data: 15/04/2019 – Origem: Goiânia – Destino: Guarulhos (São Paulo)
  • Voo: 6291 – Data – 16/04/2019 – Origem: Goiânia – Destino – Guarulhos (São Paulo)
  • Voo: 6291 – Data: 17/04/2019 – Origem: Goiânia – Destino: Guarulhos (São Paulo)

Voos cancelados com Goiânia como destino:

  • Voo: 6290 – Data: 15/04/2019 – Origem: Guarulhos (São Paulo) – Destino: Goiânia
  • Voo: 6290 – Data: 16/04/2019 – Origem: Guarulhos (São Paulo) – Destino: Goiânia
  • Voo: 6290 – Data: 17/04/2019 – Origem: Guarulhos (São Paulo) – Destino: Goiânia

Confira neste link https://www.avianca.com.br/-/cancelamento-de-voos-a-partir-de-abril- a lista completa dos voos que foram cancelados pela Avianca em todo o país. A empresa pontua que a lista será atualizada diariamente de acordo com eventuais ajustes.

O que fazer?

De acordo com publicação, “a Avianca Brasil reforça que está tomando todas as medidas necessárias para manter a normalidade de suas operações. Os passageiros da companhia aérea podem seguir as seguintes orientações:

– Caso seu voo não esteja na lista, fique tranquilo. Nenhuma ação é necessária e seu voo será mantido conforme o programado;

– Caso seu voo esteja na lista e você tenha comprado sua passagem pelo site, aplicativo, call center ou lojas da Avianca Brasil, você pode solicitar seu reembolso em: www.avianca.com.br/reembolso. No formulário, selecione o motivo “Cancelamento de voo gerado pela Avianca”

– Caso seu voo esteja na lista e você tenha comprado sua passagem por meio de uma agência ou site de viagem, você deverá entrar em contato diretamente com essas empresas.

Via: Avianca 
Imagens: GYN Online 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.